As medalhas de Etiene Medeiros

Agência Indusnet Fiesp

Etiene tem tantas medalhas que não sabe de cabeça quantas são. “Não tenho a menor ideia”, diz. Aqui vai uma contagem parcial.

Etiene Medeiros com a medalha de ouro dos 100m costas. Foto: Satiro Sodré/SSPress - CBDA Divulgação

Etiene Medeiros com a medalha de ouro dos 100m costas. Foto: Satiro Sodré/SSPress - CBDA Divulgação

 

Pan-Americano – Toronto 2015

Ouro nos 100 m costas (primeiro ouro feminino brasileiro na natação do Pan)

Prata nos 50 m livre

Bronze nos 4×100 m livre

Bronze nos 4×100 m medley

Etiene Medeiros vibra com recorde mundial. Foto: Satiro Sodre/SSPress

 

Campeonato Mundial – Piscina Curta – Doha 2014

Ouro nos 50 m costas (recorde mundial)
Ouro nos 4×50 m medley misto
Bronze nos 4×50 m livre misto

Jogos Sul-Americanos – Santiago 2014

Ouro nos 4×100 m medley
Prata nos 100 m costas
Bronze nos 100 m borboleta

Campeonato Sul-Americano – Mar del Plata 2014

Ouro nos 50 m costas
Ouro nos 100 m costas
Ouro nos 4×100 m livre
Ouro nos 4×100 m medley
Ouro nos 4×100 m medley misto
Prata nos 100 m borboleta

Campeonato Mundial Júnior – Monterrey 2008

Prata nos 50 m costas

Skaf fala em orgulho pelo desempenho das nadadoras do Sesi-SP no Pan

Graciliano Toni, Agência Indusnet Fiesp

As nadadoras do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), que ganharam para o Brasil cinco medalhas nos Jogos Pan-Americanos 2015, em Toronto (Canadá), foram recebidas nesta segunda-feira (20/7) por Paulo Skaf, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Sesi-SP. “O que vocês fizeram dá muito orgulho”, disse Skaf, que ressaltou o valor da boa notícia trazida pelas atletas, na forma de conquistas da natação feminina brasileira.

Etiene Medeiros, atleta do Sesi-SP, entrou para a história ao ganhar o primeiro ouro na natação feminina do país em todas as edições do Pan, nos 100m costas. “Gosto de desafios, e esta medalha foi muito desafiadora”, disse Etiene em sua volta a São Paulo. Etiene fez questão de agradecer ao Sesi-SP (“me abraçou há três anos como uma família”). Ela conseguiu também prata nos 50m livre e dois bronzes, junto com Daynara de Paula, no revezamento 4x100m livre e no 4x100m medley.

A natação do Sesi-SP deu ao Brasil mais uma prata, a de Jéssica Cavalheiro no revezamento 4x200m livre. Jéssica falou sobre a importância dos resultados do Pan: “A natação brasileira mostrou que não é só a natação masculina”. Bruna Primati, que nadou nas eliminatórias da prova, também recebeu medalha.

Todas as nadadoras do Sesi-SP convocadas para o Pan pelo técnico Fernando Vanzella ganharam medalhas. Vanzella é o treinador da seleção brasileira de natação e também do Sesi-SP. Foi recebido junto com elas na Fiesp e segue com Daynara, Etiene e Jéssica para Portugal, no dia 23 de julho, para aclimatação. De lá embarcam para a Rússia, onde disputam o Mundial de Kazan.

Paulo Skaf com Etiene, Bruna, Dayana, Jéssica e o técnico Fernando Vanzella, na volta do Pan. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

Walter Vicioni e Paulo Skaf com Etiene, Bruna, Dayana, Jéssica e o técnico Fernando Vanzella, na volta do Pan. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

>>Ouça boletim sobre as nadadoras do Sesi-SP no Pan

Medalhas no polo e na luta livre

O Brasil ganhou prata também no polo aquático masculino, com três atletas do Sesi-SP (Gustavo “Grummy”, Paulo Salemi e Bernardo Reis “Braga”) na piscina. Curiosamente, a medalha de ouro nessa modalidade foi conseguida por um jogador do Sesi-SP: Tony Azevedo, capitão da seleção norte-americana, que venceu a final. E deu Sesi-SP também na luta olímpica, com o bronze de Aline Silva.

Até esta segunda (20/7) de manhã, são oito medalhas de atletas do Sesi-SP no Pan 2015. Se fosse um país, o Sesi-SP seria o décimo terceiro no quadro de medalhas da competição, logo atrás do Peru e à frente da República Dominicana.

Nadadoras do Sesi-SP trazem para o Brasil cinco medalhas do Pan

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

As nadadoras do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) encerram a participação da natação nos Jogos Pan-Americanos de Toronto com mais uma medalha de bronze. Etiene Medeiros e Daynara de Paula, junto com suas companheiras de seleção brasileira, Larissa Martins e Jhennifer Conceição, nadaram na noite deste sábado o revezamento 4×100 metros medley e finalizaram a prova com o tempo de 4m02s52.

Com a medalha desta noite, as nadadoras do Sesi-SP retornam para o Brasil com cinco medalhas, sendo uma de ouro, conquistada por Etiene Medeiros nos 100m costas, duas pratas, uma com Etiene Medeiros nos 50 livre e outra com Jéssica Cavalheiro no revezamento 4x200m livre, e dois bronzes, com Etiene Medeiros e Daynara de Paula em revezamentos, nos 4x100m livre e nos 4x100m medley.

Durante os cinco dias de competições, além das provas com medalhas, tivemos Daynara de Paula nadando os 100m borboletas, terminando a prova com o quarto tempo da final (58s56), e Bruna Primatti, estreante em Jogos Pan-Americanos, que nadou pela manhã deste sábado a final 1 dos 800m livre e finalizou a prova com o primeiro tempo (8m40s75). Na final 2, a americana Sierra Schmidt fez o tempo de 8m27s54 e ficou com o ouro. Na contagem final, Bruna terminou na sétima colocação.

O Brasil encerra a participação na natação com 26 medalhas, sendo 10 de ouro, 6 de prata e 10 de bronze, atrás apenas da equipe americana, que finaliza com 32 medalhas (12-10-10). Em terceiro lugar aparece o Canadá com 8-10-9, totalizando 27 medalhas.

Nadadoras do Sesi-SP retornam do Pan com 5 medalhas, desembarcam em SP e são recebidas na sede da Fiesp

Agência Indusnet Fiesp

Nesta segunda-feira (20/7), às 11h30, Paulo Skaf, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), irá receber e conversar com as atletas Etiene Medeiros, Daynara de Paula, Jéssica Cavalheiro e Bruna Primatti, e o técnico da seleção brasileira e do Sesi-SP, Fernando Vanzella. Etiene é a primeira brasileira a conquistar uma medalha de ouro no Pan-Americano, nos 100 metros costas.

As nadadoras do Sesi-SP trazem para o Brasil cinco medalhas. Além do ouro, Etiene traz uma prata, nos 50m livre, e dois bronzes, ao lado de Daynara de Paula, no revezamento 4x100m livre e no 4x100m medley. Jéssica Cavalheiro ficou com a medalha de prata no revezamento 4x200m livre.

Com agenda apertada antes de embarcar para a Rússia, esta será a única oportunidade da imprensa falar com as atletas no Brasil. Na sequência, no dia 23 de julho, as nadadoras embarcam para aclimatação em Portugal e depois seguem direto para o Mundial de Kazan.

Etiene Medeiros com a medalha de ouro dos 100m costas. Foto: Satiro Sodré/SSPress - CBDA Divulgação

Etiene Medeiros com a medalha de ouro dos 100m costas. Foto: Satiro Sodré/SSPress - CBDA Divulgação

 

Aline Silva conquista o bronze no terceiro dia de luta olímpica no Pan

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

Lutadora do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e da seleção brasileira, Aline Silva venceu a disputa pelo bronze na noite desta sexta-feira (17/7), terceiro dia de luta olímpica nos Jogos Pan-Americanos de Toronto. Aline venceu a atleta de Porto Rico, Ana Gonzalez, por 10 a 1 e conquistou a medalha de bronze na categoria até 75kg, no estilo livre.

Aline, vice-campeã mundial, estreou na competição enfrentando a norte-americana Adeline Gray, campeã do torneio, reeditando a final do Mundial do Uzbequistão, em 2014. Adeline foi melhor na luta e venceu a brasileira por superioridade técnica (10 a 0). Aline voltou para repescagem e na disputa pelo bronze não deu chances para Ana Gonzalez, de Porto Rico. A brasileira aplicou o encostamento, golpe que encerra a luta imediatamente, e conquistou a medalha.

Com o pódio, Aline chega a sua segunda medalha em Jogos. Na edição de Guadalajara, em 2011, a paulista ficou com a medalha de prata.

Aline Silva com sua medalha de bronze do Pan. Foto: Washington Novaes/COB

Aline Silva com sua medalha de bronze do Pan. Foto: Washington Novaes/COB

 

Campeã dos Jogos Sul-americanos, Gilda Oliveira, categoria até 69kg, foi neutralizada durante toda luta pela argentina Luz Vazquez e não conseguiu avançar na chave. Como a disputa já era em fase de semifinal, a brasileira ficou impedida de disputar a repescagem. O ouro da categoria ficou com Dori Yeats do Canadá, a prata com a venezuelana Maria Acosta, e os bronzes com a argentina Luz Vazquez e com a mexicana Diana Miranda.

Estreando nos Jogos Pan-americanos, Kamila Barbosa disputou de igual para igual com a cubana Yusnylys Guzman na categoria até 48kg. A brasileira acertou uma queda de quatro pontos, fez 4 a 1 no placar e quase executou o encostamento na cubana. Mas no segundo tempo Guzman reagiu, virou o placar e avançou para semifinal por superioridade técnica (15 a 4). Com o resultado da atleta cubana na outra luta, que não conseguiu chegar até final, Kamila não foi repescada. A medalha de ouro da categoria ficou com a canadense Genevieve Morrison, a prata com atleta do Peru, Thalia Mallqui, e os bronzes com a norte-americana Alyssa Lampe e a colombiana Caroline Bustos.

Vôlei masculino vence primeiro jogo do Pan com três do Sesi-SP em quadra

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

Com três jogadores do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), a seleção brasileira masculina de vôlei venceu na tarde desta sexta-feira (17/7), a Colômbia por 3 sets a 0 (25/16, 25/13 e 25/16), na estreia da equipe nos Jogos Pan-Americanos de Toronto.

Douglas Souza, autor de oito pontos, iniciou a partida no time principal e soube aproveitar bem todos os passes e bloqueios. Thiaguinho e Rafael Araujo entraram em ação nos momentos de inversão.

A seleção brasileira começou a partida bem centrada e saiu na frente no placar, abriu vantagem e manteve uma boa distância sobre os adversários, fechando o primeiro set com 25/16. Sacando forte e trabalhando bem o bloqueio, os brasileiros passaram com facilidade pelos colombianos e garantiram os dois sets seguintes, fechando com jogo em 3 a 0.

Com o resultado, o Brasil fica em primeiro lugar no grupo, que ainda tem Colômbia, Cuba e Argentina. A seleção enfrenta neste domingo (19/7), às 14h30 (horário de Brasília), o segundo confronto do Pan contra a seleção de Cuba.

Jéssica Cavalheiro nada revezamento e fica com a prata nos Jogos Pan-Americanos de Toronto

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

Atleta do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), Jéssica Cavalheiro, ficou com a prata no terceiro dia dos Jogos Pan-Americanos de Toronto. Segunda a cair na piscina na noite desta quinta-feira (16/7), no revezamento 4×200 metros livre da natação, Jéssica e suas companheiras de seleção ainda quebraram o recorde sul-americano.

Com o tempo de 7m56s36, ficando atrás apenas das norte-americanas (7m54s32), o quarteto composto por Manuella Lyrio, Jéssica Cavalheiro, Joanna Maranhão e Larissa Oliveira superou o tempo de 8m03s22, conquistado em abril, no Troféu Maria Lenk, pela equipe do Pinheiros.

Jessica Cavelheiro e o treinador Fernando Vanezella, ambos do Sesi-SP, representam o Brasil no Pan de Toronto. Foto: Divulgação/Fiesp

Jessica Cavelheiro e o treinador Fernando Vanezella, ambos do Sesi-SP, representam o Brasil no Pan de Toronto. Foto: Divulgação/Fiesp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Na prova dos 100 metros borboleta, Daynara de Paula nadou no período da manhã e se classificou para a final com o quarto melhor tempo (58s70). De noite, a nadadora baixou o tempo da classificação mas não conseguiu bater a canadense (58s05), terceira colocada, e ficou em quarto lugar com o tempo de 58s56.

A nadadora Etiene Medeiros entra na piscina nesta sexta-feira (17/7) por volta das 11h (horário de Brasília) para as provas de classificação nos 100 metros costas e nado 50 metros livre. As finais acontecem a partir das 20h (horário de Brasília) e terão transmissão pelo canal Sportv.

Com os resultados, o Brasil permanece em segundo lugar no quadro de medalhas da natação com 6 ouros, 1 prata e 7 bronzes. Os Estados Unidos aparecem na liderança com 6 ouros, 5 pratas e 5 bronzes, e o Canadá em terceiro com 5 ouros, 9 pratas e 5 bronzes.

 

Com três atletas do Sesi-SP, time de polo aquático do Brasil fica com a prata no Pan

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

Após partida disputada e bem equilibrada na noite desta quarta-feira (15/7), Gustavo “Grummy”, Paulo Salemi e Bernardo Reis “Braga”, atletas de polo aquático do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e da seleção brasileira, ficaram com a medalha de prata ao enfrentarem a seleção dos Estados Unidos e perder por apenas dois gols de diferença.

Tony Azevedo, também atleta da indústria, comandou a seleção americana e conquistou o ouro nos Jogos Pan-Americanos de Toronto.

Com o placar de 11 a 9 (EUA 1-0 BRA, 6-5, 3-3 e 1-1) para os americanos, os brasileiros encerram a sua participação no Pan com uma marca melhor do que a de Guadalajara-2011, quando terminaram a competição em terceiro lugar.

Seleção brasileira de polo aquático leva prata na disputa com os Estados Unidos. Foto: Divulgação/Fiesp

Seleção brasileira de polo aquático leva prata na disputa com os Estados Unidos. Foto: Divulgação/Fiesp

 

No histórico da modalidade, o Brasil conquistou a única medalha de ouro há 52 anos, nos Jogos Pan-Americanos de 1963, disputado em São Paulo. Na ocasião, a equipe adversária também era os Estados Unidos. Com a conquista deste ano, a equipe igualou sua última melhor participação, quando terminou com a prata na edição de 2007, realizada no Rio de Janeiro.

Na disputa da medalha de bronze em Toronto, a vitória do Canadá sobre a Argentina por 16 a 8 garantiu o pódio para o time da casa.

O jogo
A briga pelo ouro começou com os Estados Unidos fechando a defesa e atacando forte. Sem cometer muitas faltas, os americanos neutralizaram o ataque brasileiro e saíram na frente nos primeiros segundos de jogo.

No segundo quarto, as defesas brasileiras deram algumas aberturas e os norte-americanos avançaram mais no placar, abrindo sempre dois gols de vantagem. O Brasil chegou a encostar, mas não conseguiu igualar o marcador.

Com gols de Bernardo Gomes (2), Ádria, Paulo Salemi e Felipe Perrone, o segundo quarto acabou com 6 gols dos EUA e 5 do Brasil, totalizando 7 a 5 para os Estados Unidos. O terceiro e quarto período seguiram disputado e a seleção brasileira demonstrou que estava na briga. Mas, com a forte marcação, a todo momento o juiz expulsava um jogador, e nesse momento os Estados Unidos cresceram na partida e ampliaram o placar, que terminou com 11 a 9 para os norte-americanos.

Resultados
Dia 7/07
Brasil 11-9 Canadá
Dia 8/07
Venezuela 2-22 Brasil
Dia 9/07
Brasil 22-9 México
Dia 13/7
Semifinal: Brasil 15-9 Argentina
Dia 15/07
Final: EUA 11-9 Brasil

Etiene Medeiros e Daynara de Paula conquistam bronze no primeiro dia da natação no Pan

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

As nadadoras do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), Etiene Medeiros e Daynara de Paula, conquistaram na noite desta terça-feira (14/7) a medalha de bronze na prova de revezamento 4×100 metros livres na primeira noite da natação nos Jogos Pan-Amernicanos de Toronto.

As atletas, junto com as companheiras da seleção brasileira, Larissa Oliveira e Graciele Herrmann, nadaram com o tempo de 3:37.39 e não só subiram no pódio como estabeleceram um novo recorde sul-americano.

Virando os 100 metros na casa dos 54 minutos, Larissa Oliveira (54.67), Graciele Herrmann (54.62), Etiene Medeiros (53.99) e Daynara de Paula (54.37), que nadaram exatamente nesta ordem, entraram forte na água e em alguns momentos chegaram a ameaçar as posições das canadenses (3:36.80) e americanas (3:37.01), chegando ao final da prova muito próximas de beliscar a prata.

Etiene Medeiros e Daynara de Paulo exibem bronze conquistado no revezamento 4x100m livres. Foto: Divulgação/Fiesp

 

Após o primeiro dia de competições, Daynara de Paula, que conquistou sua quarta medalha na história dos Jogos Pan-Americanos, volta para piscina nesta quinta-feira (16/7), na prova dos 100 metros borboleta, junto com Jéssica Cavalheiro que disputa os 4×200 metros livres.

Na sexta-feira é a vez de Etiene Medeiros, que em Toronto conquistou sua primeira medalha em Pan-Americano com o revezamento 4×100 metros livres, disputar os 100 metros costas e os 50 metros livres. Bruna Primati compete nos 800 metros livres no sábado, último dia de competições, enquanto Etiene e Daynara compõem o grupo que nadará o revezamento 4×100 metros medley, encerrando a participação da natação em Toronto.

Com atletas do Sesi-SP, polo aquático do Brasil garante vaga na final dos Jogos Pan-Americanos

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

Após três vitorias consecutivas na fase preliminar dos Jogos Pan-Americanos de Toronto, o time masculino de polo aquático do Brasil venceu a Argentina por 15 a 9 (BRA 3-1 ARG, 4-1, 4-2 e 4-5), com dois gols de Bernardo Reis “Braga” e um de Gustavo Grummy, na semifinal da competição. O time deve enfrentar os Estados Unidos na briga pelo ouro nesta quarta-feira (15/7), a partir das 21h, horário de Brasília.

A partida desta segunda-feira começou com a seleção brasileira saindo na frente no marcador. A equipe sofreu o empate, mas logo recuperou a vantagem e fechou o primeiro quarto com 3 a 1. O segundo período foi dominado pelo Brasil, com gols de Josip Vrlic, Bernardo Reis, Adrian Delgado e Felipe Perrone, a seleção não deu vez para os argentinos e fechou o quarto com o placar de 4 a 1.

Gustavo Grummy, do Sesi-SP, marco um dos gols da vitória da seleção brasileira sobre a Argentina no Pan de Toronto. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Gustavo Grummy, do Sesi-SP, marco um dos gols da vitória da seleção brasileira sobre a Argentina no Pan de Toronto. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

 

No terceiro quarto, o Brasil seguiu com a boa fase e mais uma vez marcou quatro gols (4 a 2), agora com o atacante Grummy atuando e pontuando. O quinto e último período foi o único em que a Argentina terminou na frente com um gol de vantagem, mas não foi o suficiente para vencer os brasileiros, que terminaram a partida com 15 a 9 e garantiram a vaga na final.

Com a vitória, o Brasil dá sequência à boa campanha no Pan, após ter vencido o Canadá na estreia, a Venezuela e o México. Agora, o time reencontra um adversário que derrotou nos pênaltis no último mês, na briga pelo bronze na Liga Mundial, a seleção norte-americana.

O confronto desta quarta-feira contará com uma curiosidade, quatro jogadores de uma mesma equipe atuando em times opostos. Gustavo Grummy, Bernardo Reis “Braga” e Paulo Salemi defenderão o Brasil, enquanto Tony Azevedo, companheiro de equipe dos brasileiros no Sesi-SP, comanda a seleção dos Estados Unidos.

Natural do Rio de Janeiro, Tony Azevedo mudou-se para os Estados Unidos com a família quando tinha apenas dois meses de idade. Se tornou um grande jogador e líder de equipe defendendo a Universidade de Stanford, ganhando quatro campeonatos estaduais e dois títulos da National Collegiate Athletic Association (NCAA). Logo ganhou prestigio e seguiu para a seleção norte-americana.

Nadadoras do Sesi-SP embarcam para Toronto nesta quarta-feira

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

Na noite desta quarta-feira (08/7), Etiene Medeiros, Daynara de Paula, Jéssica Cavalheiro e Bruna Primati, nadadoras do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), embarcam para Toronto, no Canadá, onde representarão o Brasil nos Jogos Pan-Americanos 2015.

Estreante na competição, Bruna Primati comemora não só a oportunidade de poder representar o seu país em um evento importante, mas também a chance de nadar a sua prova, os 800 metros livre.

A campeã sul-americana nos 400 metros medley, 200 metros livre, medley e costas, vem treinando e se dedicando cada vez mais aos 800 metros livre.

“Estou muito feliz em ir para o meu primeiro Pan. Minha primeira vez na seleção adulta. Assim como os Jogos Olímpicos, os Jogos Pan-Americanos é o sonho de todo atleta e poder nadar a minha melhor prova me deixa muito animada. Representar o meu país em um evento grande é ainda mais emocionante e motivador”, comenta.

Promessa de medalha para o Brasil, Etiene Medeiros, recordista mundial nos 50 metros costas em Doha 2014, participará durante os Jogos das provas de 50 metros livre, 100 metros costas, 4×100 metros livre e 4×100 metros medley. A nadadora também é recordista sul-americana nos 50 metros livre e campeã brasileira nos 50 metros livre, 100 metros e 50 metros costas.

Medalhistas na edição de 2011, em Guadalajara, Daynara de Paula cairá na piscina na prova dos 100 metros borboleta, além dos revezamentos 4×100 metros livre e medley. Jéssica Cavalheiro representará o Brasil nos 4×200 metros livre.

Cronograma
14/7 terça-feira
4x100m livre (Etiene e Daynara)

16/7 quinta-feira
100m borboleta (Daynara)
4x200m livre (Jéssica)

17/7 sexta-feira
100m costas (Etiene)
50m livre (Etiene)

18/7 sábado
4×100 medley (Etiene e Daynara)

Foto: Paulo Skaf recebe nadadoras do Sesi-SP convocadas para o Pan 2015

Agência Indusnet Fiesp,

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, recebeu nesta quinta-feira (2/7) as nadadoras do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) convocadas para os Jogos Pan-Americanos 2015 de Toronto.

As atletas Etiene Medeiros, Daynara de Paula, Jessica Cavalheiro  e Bruna Primatti embarcam para o Canadá na próxima quarta-feira (8/7) para representar o Brasil nas piscinas do Pan.

Nadadoras do Sesi-SP em bate-papo com Paulo Skaf. Foto: Everton Amaro/Fiesp

Natação do Sesi-SP conquista 20 medalhas de ouro no Paulista de Inverno

Lucas Dantas, Agência Indusnet Fiesp

Às vésperas do Pan-Americano de Toronto (Canadá) e dos Jogos Mundiais de Kazan (Rússia), a equipe de natação do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) subiu ao lugar mais alto do pódio 20 vezes, ficando com o quarto lugar no Campeonato Paulista de Inverno, disputado neste fim de semana em Santos. No total, foram 50 medalhas (20 de ouro, 17 de prata e 13 de bronze) e diversos recordes quebrados, o que mostrou que os atletas da equipe estão prontos para as disputas internacionais. Em primeiro lugar ficou o Esporte Clube Pinheiros, seguido por Corinthians e Unisanta. Vale lembrar que as três equipes levaram mais de 50 atletas cada, enquanto o Sesi-SP contou com 34 nomes.

O Sesi-SP também obteve o melhor índice técnico da competição com Etiene Medeiros, que bateu o recorde dos 50 costas e 50 livres, na categoria Sênior, e com Bruna Primatti, na Junior, também recordista nos 200 costas e 200 livre. Bruna também levou o prêmio de melhor performance da competição. Etiene, Bruna, Daynara de Paula (que não nadou por conta de uma lesão no pé) e Jessica Cavalheiro agora se preparam para o Pan-Americano, no Canadá, com embarque marcado dia 8 de julho. Na sequência, os atletas brasileiros seguem direto para a Rússia, onde disputa o Mundial de Kazan, em agosto.

Bruna Primatti, recordista no Paulista de Inverno, com Fernando Vanzella. Foto: Federação Paulista de Natação

 

Abaixo, todas as medalhas de ouro conquistadas pelo Sesi-SP no Paulista de Inverno.

Etiene Medeiros – 50 livre feminino – 0.25.36 RECORDE DA COMPETIÇÃO

Bruna Primatti – 200 Livre feminino Junior – 02.04.11 RECORDE DA COMPETIÇÃO

Giovanny Lima – 200 Livre masculino Junior – 01.51.92

Etiene Medeiros – 100 Borboleta feminino – 01.00.00

Carolina Diamante – 800 Livre feminino Junior – 09.31.24

Bruna Primatti – 100 Costas feminino Junior – 01.04.87

Etiene Medeiros – 100 Costas feminino – 01.02.87

Gisele Neres – 50 Costas feminino Junior – 00.31.44

Etiene Medeiros – 50 Costas feminino – 00.27.96 RECORDE DA COMPETIÇÃO

Matheus Veroneses – 50 Costas masculino Junior – 00.28.04

Carolina Diamante – 200 Borboleta feminino Junior – 02.22.87

Giovanna Diamante – 200 Borboleta feminino – 02.18.22

Giovanny Lima – 200 Borboleta masculino Junior – 02.02.64 RECORDE DA COMPETIÇÃO

Camila Tribst – 1.500 Livre feminino Junior – 18.10.78

Lucas Cortini – 1.500 Livre masculino – 16.15.36

Bruna Primatti – 200 Costas feminino Junior – 02.18.14 – RECORDE DA COMPETIÇÃO

Revezamento 4×100 Livre feminino Junior – 03.53.01 RECORDE DA COMPETIÇÃO

Verônica Hipólito sobra no Open e conquista vagas para o Pan e Mundial

Lucas Dantas, Agência Indusnet Fiesp

A atleta paralímpica do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), Verônica Hipólito, confirmou seu favoritismo e garantiu a vaga para o Pan de Toronto e para o Mundial em Doha nos 100 metros e 200 metros, na classe T38.

Na manhã desta sexta-feira (24/4), Verônica venceu os 200 metros do Open Caixa Loterias, em São Paulo, com o tempo de 28s33, quase um segundo acima do recorde mundial de Chen Junfei (27s39). Um dia antes, Verônica também venceu os 100 metros, mas como houve desistência de duas atletas, o resultado não foi computado para medalha, porém o índice foi mantido.

Também pelo Sesi-SP, na quinta-feira (23/4), Renato Cruz fez o tempo de 12s54, chegando em segundo nos 100 metros T44, atrás do campeão paralímpico Alan Fonteles. E nos 1500 T20, José Henrique liderou de ponta a ponta para fechar em 4m12s63 com mais uma vitória da indústria na competição.

O Open Caixa Loterias termina neste sábado (25/4), no complexo olímpico do Ibirapuera, em São Paulo. No último dia, o Sesi-SP terá o arremessador de peso Marco Aurélio Borges tentando manter sua hegemonia no cenário nacional.