Com regime tributário específico, País Basco quer brasileiros

Agência Indusnet Fiesp

Pioneiro no processo de industrialização espanhola, o País Basco quer ampliar os negócios com o Brasil. Nesta quarta-feira (24), uma comitiva do governo visitou a Fiesp para promover encontro entre empresários dos dois países.

Bernabé Unda, secretário de Indústria do País Basco (à esq.) e José Augusto Correa, diretor-adjunto do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Derex) da Fiesp

“Por mais que tenhamos tecnologia da informação, as pessoas precisam se encontrar para criar novas oportunidades de negócios e conquistar resultados positivos no futuro”, afirmou o diretor-adjunto do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Derex) da Fiesp, José Augusto Correa.

Já o secretário de Indústria do País Basco, Bernabé Unda, destacou vantagens da região, conhecida por investimentos em inovação. “Temos uma rede de parques tecnológicos e incentivamos as parcerias público-privadas”, disse.

O secretário defendeu também o dinamismo da economia basca e apoio à implantação de empresas brasileiras em seu país. “Temos um dos principais aeroportos de carga do sul da Europa”, acrescentou.

No encontro, que atraiu o interesse de empresários que lotaram o auditório, foram apresentados ainda detalhes dos setores automotivo, máquinas e ferramentas, energia, ferroviário e aeronáutico.