Todas as crianças deveriam ter as oportunidades que os alunos do Sesi-SP têm, diz Skaf em Itapetininga

Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Fiesp e do Sesi-SP, Paulo Skaf, assinou convênio do Programa Sesi-SP Atleta do Futuro com o município de Itapetininga nesta quinta-feira (12 de abril). Em entrevista à rádio Jovem Pan na cidade, Skaf destacou a excelência das escolas do Sesi-SP. “Todas as crianças deveriam ter as oportunidades que os alunos do Sesi-SP têm”, afirmou.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539671499

Paulo Skaf em Itapetininga. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

O convênio tem como parceiros a Prefeitura Municipal, a GDBR e a Padaria São João de Itapetininga e beneficiará 555 alunos com a prática de voleibol, futsal, judô, luta olímpica, natação, futebol e atletismo.

Em todo o Estado de São Paulo são mais de 100 mil alunos beneficiados pelo programa, que envolve 187 prefeituras conveniadas. Desde 2008, o Atleta do Futuro tem estimulado a prática esportiva e a cidadania de crianças e adolescentes.

Além de introduzir a prática esportiva aos participantes, os alunos recebem orientação em temas transversais como saúde, trabalho, consumo consciente, meio ambiente e pluralidade cultural, dentre outros. Os instrutores trabalham para difundir valores como ética, superação, autoestima e socialização, com o intuito de ajudar o aluno a se desenvolver de modo pleno.

Por se tratar de programa de formação esportiva com metodologia própria do Sesi-SP, as aulas esportivas são complementadas por intensa programação nos finais de semana com a participação da família. Todos os profissionais envolvidos passam por capacitações, e os alunos têm acesso a todos os materiais necessários para a prática de diferentes modalidades de esporte.

Mundo pede reinvenção a toda hora, afirma Skaf em Santos

Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Fiesp, do Ciesp, do Sesi-SP e do Senai-SP, Paulo Skaf, disse nesta quinta-feira (5 de abril), no programa televisivo Bom Dia Baixada, que é preciso se reiventar. “Temos que nos reestruturar a toda hora”, disse, revelando que o Senai de Santos promove de 14 a 18 de maio o Desafio de Ideias, em que grupos formados na hora discutem soluções para questões apresentadas por duas empresas. “Todo dia tem que ser um desafio de ideias, não podemos nos acomodar”, afirmou, em referência à cada vez mais rápida transformação do mundo. Também por isso a educação de qualidade é cada vez mais importante.

Na entrevista, Skaf listou pontos que mostram que a economia brasileira está no caminho certo. “Está se recuperando.” Skaf afirmou também que foi muito positiva a modernização trabalhista. “Desengessar uma situação cheia de amarrações estimula o emprego, não há a menor dúvida”, explicou, usando como exemplos a possibilidade de trabalho à distância, antes proibido. “A regulamentação da terceirização também foi um avanço.”

Skaf também falou sobre a campanha Chega de engolir sapo. “É um recado para os bancos. Os juros brasileiros são absurdos. O Sapo veio para dizer basta.” Os cinco maiores bancos brasileiros, revelou, tiveram em 2017 lucro maior que o lucro somado das 260 empresas brasileiras de capital aberto.

PAF

Skaf explicou ainda como funciona o Programa Sesi-SP Atleta do Futuro, que em Santos vai beneficiar 235 alunos nas modalidades atletismo e handebol, graças a convênio assinado no mesmo dia. Em toda a Baixada Santistae no Vale do Ribeira são 3.000 crianças atendidas.

Paulo Skaf com a lutadora do Sesi-SP Aline Silva em Santos. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Paulo Skaf com a lutadora do Sesi-SP Aline Silva em Santos. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Em todo o Estado de São Paulo são mais de 100.000 alunos beneficiados pelo Programa Atleta do Futuro, que envolve 187 prefeituras conveniadas. Desde 2008, o Atleta do Futuro tem estimulado a prática esportiva e a cidadania de crianças e adolescentes.

Além de introduzir a prática esportiva aos participantes, os alunos recebem orientação em temas transversais como saúde, trabalho, consumo consciente, meio ambiente e pluralidade cultural, dentre outros. Os instrutores trabalham para difundir valores como ética, superação, autoestima e socialização, com o intuito de ajudar o aluno a se desenvolver de modo pleno.

O Atleta do Futuro contempla crianças e jovens entre 6 e 17 anos, e as atividades estão organizadas em três fases, adequadas para cada faixa etária. Na fase que compreende crianças entre 6 e 8 anos, os instrutores trabalham para promover qualidade de vida, integração e socialização por meio de jogos e brincadeiras lúdicas. A partir dos 8 anos, os participantes iniciam a prática esportiva, conhecendo as diversas modalidades e suas diferenças. Então, dos 11 aos 17 anos, os alunos optam por uma modalidade e realizam treinos específicos. Nesta fase, os atletas podem representar a equipe do Sesi-SP em competições estaduais e nacionais.

Programa Atleta do Futuro chega para mais de 7.000 estudantes de Votorantim e Iperó

Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Fiesp e do Sesi-SP, Paulo Skaf, assinou nesta em Sorocaba nesta quinta-feira (22 de março) convênio para formação esportiva do Programa Sesi-SP Atleta do Futuro, que beneficiará 7.167 crianças e adolescentes de Votorantim e Iperó.

O convênio de Votorantim, em parceria com a prefeitura local e as empresas Splice e Adimax, atenderá 6.807 alunos em diversas modalidades esportivas. Já o acordo com o município de Iperó prevê 360 vagas para a prática de atletismo, futsal e voleibol.

Durante a solenidade também foi assinado o convênio para implantação da Academia Sesi no Parque Tecnológico de Sorocaba. A local é uma academia completa, equipada com itens como esteiras, bicicletas verticais, cadeiras flexoras, cadeiras extensoras, por exemplo. Skaf anunciou também que o Sesi-SP vai priorizar Sorocaba na implantação de uma escola do novo modelo inovador adotado pela entidade. É a chamada escola sem paredes.

Em entrevista para o SBT em Sorocaba, Skaf explicou as iniciativas do Sesi-SP na região e atacou a disparidade entre a taxa anual de inflação, perto de 3%, e os mais de 320% cobrados também por ano no cheque especial e no cartão de crédito, o que levou à criação da campanha Chega de Engolir Sapo.

Em todo o Estado de São Paulo são mais de 100.000 alunos beneficiados pelo Programa Atleta do Futuro, que envolve 187 prefeituras conveniadas. Desde 2008, o Atleta do Futuro tem estimulado a prática esportiva e a cidadania de crianças e adolescentes.

Além de introduzir a prática esportiva aos participantes, os alunos recebem orientação em temas transversais como saúde, trabalho, consumo consciente, meio ambiente e pluralidade cultural, dentre outros. Os instrutores trabalham para difundir valores como ética, superação, autoestima e socialização, com o intuito de ajudar o aluno a se desenvolver de modo pleno.

O Atleta do Futuro contempla crianças e jovens entre 6 e 17 anos, e as atividades estão organizadas em três fases, adequadas para cada faixa etária. Na fase que compreende crianças entre 6 e 8 anos, os instrutores trabalham para promover qualidade de vida, integração e socialização por meio de jogos e brincadeiras lúdicas. A partir dos 8 anos, os participantes iniciam a prática esportiva, conhecendo as diversas modalidades e suas diferenças. Então, dos 11 aos 17 anos, os alunos optam por uma modalidade e realizam treinos específicos. Nesta fase, os atletas podem representar a equipe do Sesi-SP em competições estaduais e nacionais.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539671499

Convênios assinados por Skaf beneficiam mais de 7.000 alunos. Foto: Ayrton VIgnola/Fiesp

Caminho para se preparar para o futuro é a educação, afirma Skaf em Taubaté

Agência Indusnet Fiesp

Taubaté ganhou nesta sexta-feira dois verdadeiros presentes para seus estudantes. O primeiro é a nova escola do Sesi-SP, que funciona dentro do Centro de Atividades Luiz Dumont Vilares. Com investimentos de R$ 35,7 milhões, atende 768 alunos nos ensinos Fundamental e Médio. O segundo é a assinatura do convênio do Programa Sesi-SP Atleta do Futuro (PAF). Maior em número de beneficiados no Estado de São Paulo, vai chegar a 10.300 crianças e adolescentes. O presidente da Fiesp e do Sesi-SP, Paulo Skaf, participou da inauguração da escola e firmou o convênio do PAF. “Só temos um caminho para as pessoas se adaptarem aos novos tempos, é a educação”, afirmou.

O prefeito de Taubaté, Bernardo Ortiz Júnior, na inauguração da escola, elogiou o modelo eficiente de gestão do Sesi-SP e do Senai-SP. Reconhecendo o empenho de Skaf pela educação, disse que ele está forjando diretamente o futuro dos jovens que passarão pela escola.

A parceria para desenvolvimento de diversas modalidades esportivas com a Prefeitura Municipal (10.200 vagas) inclui a capacitação de docentes de escolas municipais de Taubaté, treinamento para a utilização da plataforma de gestão do programa, material didático e a cessão de uniformes aos participantes. O Atleta do Futuro ainda prevê 100 vagas para a prática de rugby, em parceria com a Associação Samauana.

O programa Sesi-SP Atleta do Futuro foi criado para estimular a prática esportiva e a cidadania. Além da prática esportiva, os alunos recebem orientação em temas transversais como saúde, trabalho, consumo consciente, meio ambiente e pluralidade cultural, dentre outros. Os instrutores trabalham para difundir valores como ética, superação, autoestima e socialização, com o intuito de ajudar o aluno a se desenvolver de modo pleno.

Por se tratar de programa de formação esportiva com metodologia própria do Sesi-SP, as aulas esportivas são complementadas por intensa programação nos finais de semana com a participação da família. Todos os profissionais envolvidos passam por capacitações, e os alunos têm acesso a todos os materiais necessários para a prática de diferentes modalidades de esporte.

Nova escola

O prédio vertical tem 17.300 metros quadrados de área construída, com térreo e mais dois pavimentos. A escola tem 18 salas de aula, dois laboratórios de informática, um de química e biologia e laboratório de ciência e tecnologia. Também há biblioteca escolar com acervo atualizado, sala de vivências, teatrais, sala de música, sala multidisciplinar e uma área de convivência. A escola também ganha o novo FabLab Sesi-SP.

A unidade oferece Ensino Fundamental em tempo integral do 1° ao 5º ano, o que permite que os alunos permaneçam nos períodos da manhã e tarde na escola realizando vivências de esporte, arte, cultura e tecnologia, além das refeições diárias compostas de café da manhã, almoço e lanche da tarde.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539671499

Paulo Skaf na nova escola do Sesi-SP em Taubaté. Foto: Everton Amaro/Fiesp

As novas escolas que têm sido construídas na região do Vale do Paraíba reforçam o compromisso do Sesi-SP e do Senai-SP, que trabalham fortemente pela qualidade da educação básica e de ensino profissionalizante.

Desde 2007, as entidades investem na modernização de suas escolas, e a região já recebeu investimento de R$ 265,6 milhões, o que inclui a construção de novas escolas.

Em Caçapava, o Sesi-SP está construindo nova escola que tem investimento estimado em R$ 20,6 milhões. A obra está na fase de terraplanagem, e a previsão de entrega do prédio, que terá 8.300 metros quadrados de área construída, é para o primeiro semestre de 2019. Ao término da obra, haverá a etapa de instalação de equipamentos e mobiliários, quando então poderá receber os atuais 384 alunos do Sesi-SP no município.

Já em Pindamonhangaba o Sesi-SP investiu em torno de R$ 34,1 milhões para construir a nova escola, com previsão de término das obras ainda neste semestre. Trata-se de prédio vertical com térreo e mais dois pavimentos para onde deverão ser transferidos os atuais 508 alunos, tão logo esteja pronta para iniciar.

A nova escola de Lorena tem previsão de início das obras para o próximo mês, abril, e término no primeiro semestre de 2019. O investimento previsto para essa unidade é de R$ 16,1 milhões e serão transferidos para o novo prédio 384 alunos.

Em Jacareí está em andamento a construção de nova unidade do Senai-SP, que tem previsão de término para outubro deste ano e tem investimento estimado de R$ 60,6 milhões. No ano passado, o Senai-SP realizou em Jacareí 6.242 matrículas em todas as modalidades de ensino profissionalizante disponíveis.

Além das escolas citadas, recentemente foram inauguradas as unidades do Sesi-SP e do Senai-SP no município de Cruzeiro. As novas escolas são mais um passo para a consolidação do modelo educacional criado pelas instituições mantidas pela indústria de São Paulo.

FabLab Sesi-SP

FabLab, abreviação do termo em inglês fabrication laboratory, é uma plataforma de prototipagem rápida de objetos físicos e está inserida em uma rede mundial de quase oito centenas de laboratórios. Tem como base o conceito da participação colaborativa do aluno e da comunidade local, que trocam informações para a execução de um projeto e contam com o apoio de uma rede internacional.

O objetivo destes laboratórios é ser um ponto de encontro e conexão de ideias, as quais são materializadas através da fabricação digital, eletrônica e programação.  O FabLab Sesi-SP tem equipamentos modernos para que o aluno seja estimulado a aprender fazendo.

No aniversário de São Lourenço da Serra, Skaf assina com a cidade convênios do Sesi-SP

Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Fiesp, do Ciesp, do Senai-SP e do Sesi-SP, Paulo Skaf, participou neste domingo da comemoração do aniversário de São Lourenço da Serra. Durante a cerimônia, assinou com o município acordo para implantação do Sistema Sesi-SP de Ensino e convênio para formação esportiva do Programa Sesi Atleta do Futuro.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539671499

Paulo Skaf durante a assinatura do PAF com São Lourenço da Serra. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

Graças ao Sistema Sesi-SP de Ensino serão atendidas 10 escolas municipais, com a capacitação de 113 docentes, 19 gestores e técnicos, beneficiando 1.538 alunos da rede municipal.

Com o Sistema Sesi-SP de Ensino, os municípios recebem know-how pedagógico e educacional do Sesi-SP, o que permite a transferência tecnológica do modelo educacional desenvolvido pela entidade.

Diferentemente de outros programas existentes, o Sistema Sesi-SP de Ensino não se limita à entrega do material didático e à capacitação de docentes. O modelo oferecido às prefeituras contempla a formação da equipe gestora e a realização de reuniões periódicas com o secretário de Educação de cada cidade, além do acompanhamento de todo o processo de implantação do Sistema nas escolas dos municípios.

Mais esporte

O convênio do programa Atleta do Futuro prevê o atendimento de 350 crianças e adolescentes com a prática de futebol, futsal, voleibol, judô e karatê. São parceiros a Prefeitura Municipal e a Sincoplastic Ind. e Com. de Plásticos Ltda.

Criado para estimular a prática esportiva e a cidadania, o programa vai além da prática esportiva, pois os alunos recebem orientação em temas transversais como saúde, trabalho, consumo consciente, meio ambiente e pluralidade cultural, dentre outros. Os instrutores trabalham para difundir valores como ética, superação, autoestima e socialização, com o intuito de ajudar o aluno a se desenvolver de modo pleno.

O Atleta do Futuro contempla crianças e jovens entre 6 e 17 anos, e as atividades estão organizadas em três fases, adequadas para cada faixa etária. Na fase que compreende crianças entre 6 e 8 anos, os instrutores trabalham para promover qualidade de vida, integração e socialização por meio de jogos e brincadeiras lúdicas. A partir dos 8 anos, os participantes iniciam a prática esportiva, conhecendo as diversas modalidades e suas diferenças.

Então, dos 11 aos 17 anos, os alunos optam por uma modalidade e realizam treinos específicos. Nesta fase, os atletas podem representar a equipe do Sesi-SP em competições estaduais e nacionais.

Por se tratar de programa de formação esportiva com metodologia própria do Sesi-SP, as aulas esportivas são complementadas por intensa programação nos finais de semana com a participação da família. Todos os profissionais envolvidos passam por capacitações, e os alunos têm acesso a todos os materiais necessários para a prática de diferentes modalidades de esporte.

A rota é de melhora, afirma Skaf em Jundiaí

Agência Indusnet Fiesp

Durante entrevista nesta sexta-feira (23 de fevereiro) à Rádio Cidade 730 AM, de Jundiaí, o presidente da Fiesp, do Ciesp e do Sesi-SP, Paulo Skaf, afirmou que o Brasil está em rota de melhora. “Estamos na direção correta. Saímos daquele círculo vicioso de menos emprego, menos consumo, menos empresas, tudo indo negativamente, para um círculo virtuoso, de geração de empregos, de consumo, de investimentos.”

Skaf esteve em Jundiaí para assinar convênio do Programa Sesi-SP Atleta do Futuro (PAF) com o município e também com Itatiba. Na entrevista Skaf explicou o funcionamento do PAF, que aproveita a estrutura já existente nas cidades para implantar a metodologia do Sesi-SP, que fornece uniformes, treina professores e faz a supervisão das atividades. O PAF, destacou, mostra que é possível fazer mais com os recursos existentes.

A parceria prevê atendimento de 250 crianças e adolescentes em Jundiaí, nas modalidades voleibol, handebol e basquetebol. O acordo tem como empresa parceira a Astra S/A Ind. e Com. O convênio de Itatiba, em parceria com a Linfil Linhas e Fios Ltda. atenderá 460 alunos, com a prática de futebol, futsal e voleibol.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539671499

Paulo Skaf assinou em Jundiaí convênios do PAF com o município e com Itatiba. Foto: Ayrton VIgnola/Fiesp

O programa Sesi-SP Atleta do Futuro foi criado para estimular a prática esportiva e a cidadania. Além da prática esportiva, os alunos recebem orientação em temas transversais como saúde, trabalho, consumo consciente, meio ambiente e pluralidade cultural, dentre outros. Os instrutores trabalham para difundir valores como ética, superação, autoestima e socialização, com o intuito de ajudar o aluno a se desenvolver de modo pleno.

Estrutura

O programa Sesi-SP Atleta do Futuro contempla crianças e jovens entre 6 e 17 anos, e as atividades estão organizadas em três fases, adequadas para cada faixa etária. Na fase que compreende crianças entre 6 e 8 anos, os instrutores trabalham para promover qualidade de vida, integração e socialização por meio de jogos e brincadeiras lúdicas. A partir dos 8 anos, os participantes iniciam a prática esportiva, conhecendo as diversas modalidades e suas diferenças.

Então, dos 11 aos 17 anos, os alunos optam por uma modalidade e realizam treinos específicos. Nesta fase, os atletas podem representar a equipe do Sesi-SP em competições estaduais e nacionais.

Por se tratar de programa de formação esportiva com metodologia própria do Sesi-SP, as aulas esportivas são complementadas por intensa programação nos finais de semana com a participação da família. Todos os profissionais envolvidos passam por capacitações, e os alunos têm acesso a todos os materiais necessários para a prática de diferentes modalidades de esporte.

Skaf assina convênios do Programa Atleta do Futuro com Araras, Conchal, Espírito Santo do Pinhal e Itapira

Agência Indusnet Fiesp

Mais quatro municípios assinaram nesta sexta-feira (2 de fevereiro) convênios do Programa Sesi-SP Atleta do Futuro. Em Araras, serão atendidos 360 alunos com a prática de basquete, damas, ginástica rítmica, handebol e xadrez. Para Conchal, a parceria prevê 350 vagas em basquete e futsal. Em Espírito Santo do Pinhal, haverá 90 vagas, para basquete e futsal, e em Itapira, 358 – nas modalidades basquete, handebol, futsal, judô e voleibol. O presidente da Fiesp e do Sesi-SP, Paulo Skaf assinou os convênios. No mesmo dia, Skaf recebeu o título de cidadão lemense, em cerimônia realizada na Câmara Municipal de Leme.

O programa Sesi-SP Atleta do Futuro foi criado para estimular a prática esportiva e a cidadania. Além do esporte, os alunos recebem orientação em temas transversais como saúde, trabalho, consumo consciente, meio ambiente e pluralidade cultural, dentre outros. Os instrutores trabalham para difundir valores como ética, superação, autoestima e socialização, com o intuito de ajudar o aluno a se desenvolver de modo pleno.

Contempla crianças e jovens entre 6 e 17 anos, e as atividades estão organizadas em três fases, adequadas para cada faixa etária.

Na fase que compreende crianças entre 6 e 8 anos, os instrutores trabalham para promover qualidade de vida, integração e socialização por meio de jogos e brincadeiras lúdicas. A partir dos 8 anos, os participantes iniciam a prática esportiva, conhecendo as diversas modalidades e suas diferenças.

Então, dos 11 aos 17 anos, os alunos optam por uma modalidade e realizam treinos específicos. Nesta fase, os atletas podem representar a equipe do Sesi-SP em competições estaduais e nacionais.

Por se tratar de programa de formação esportiva com metodologia própria do Sesi-SP, as aulas esportivas são complementadas por intensa programação nos finais de semana com a participação da família. Todos os profissionais envolvidos passam por capacitações, e os alunos têm acesso a todos os materiais necessários para a prática de diferentes modalidades de esporte.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539671499

Convênios assinados por Paulo Skaf beneficiam mais de 1.000 alunos. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

“Para muita coisa não precisa de dinheiro. Precisa de criatividade, esforço e trabalho”, afirma Skaf

Agência Indusnet Fiesp

Em entrevista nesta quinta-feira (1º de fevereiro) à Rádio Central 870 AM de Campinas, o presidente da Fiesp, do Sesi-SP e do Senai-SP, Paulo Skaf, mostrou que há formas de contornar a falta de recursos dos governos. “Para muita coisa não precisa de dinheiro. Precisa de criatividade, esforço e trabalho”, afirmou Skaf.

Exemplo é o Programa Atleta do Futuro, do Sesi-SP, que, explicou Skaf, aproveita a infraestrutura esportiva das cidades, muitas vezes ociosa, e leva a metodologia da instituição. Skaf nesta quinta-feira assina convênios do PAF com municípios da região de Campinas, na qual atualmente mais de 12.000 crianças e adolescentes praticam esporte graças ao PAF.

Skaf destacou o investimento em educação feito pela indústria na região, com quase R$ 1 bilhão nas escolas do Sesi-SP e do Senai-SP. “São mais de 100.000 matrículas anuais.” Também defendeu a educação de qualidade. “Temos que ter isso como meta para todas as crianças.”

Ao longo do dia Skaf firma convênios do Programa Sesi-SP Atleta do Futuro com os municípios de Aguaí, Mococa, Mogi Guaçu, Itobi, Tambaú, Caconde, Vargem Grande do Sul, Águas da Prata, Tapiratiba, São João da Boa Vista e São José do Rio Pardo. A parceria beneficiará mais de 4.000 crianças e adolescentes nos 11 municípios com a prática de diversas modalidades esportivas.

Criado para estimular a prática esportiva e a cidadania, o Programa Sesi-SP Atleta do Futuro contempla participantes entre 6 e 17 anos. Além da prática esportiva, os alunos recebem orientação em temas transversais como saúde, trabalho, consumo consciente, meio ambiente e pluralidade cultural, dentre outros. Os instrutores trabalham para difundir valores como ética, superação, autoestima e socialização, com o intuito de ajudar o aluno a se desenvolver de modo pleno.

Skaf também destacou na entrevista assinatura, com o município de Aguaí, de convênio para implantação do Sistema Sesi de Ensino em 16 escolas de Educação Infantil e Ensino Fundamental. A parceria prevê a capacitação de 207 docentes, 31 gestores e técnicos e beneficiará 3.805 alunos da rede municipal.

Com o Sistema Sesi-SP de Ensino, os municípios recebem know-how pedagógico e educacional do Sesi-SP, o que permite a transferência tecnológica do modelo educacional desenvolvido pela entidade.

“Vai fazer com que nossos alunos possam absorver melhor os conhecimentos e ter também melhor desempenho nas provas, fazendo nossos indicadores melhorarem”, destacou o prefeito de Aguaí, José Alexandre Pereira De Araújo.

Na cerimônia de assinatura do convênio, Skaf ressaltou a necessidade de buscar as oportunidades boas no momento atual, em meio à quarta revolução industrial.

Diferentemente de outros programas existentes, o Sistema Sesi-SP de Ensino não se limita à entrega do material didático e à capacitação de docentes. O modelo oferecido às prefeituras contempla a formação da equipe gestora e a realização de reuniões periódicas com o secretário de Educação de cada cidade, além do acompanhamento de todo o processo de implantação do Sistema nas escolas dos municípios.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539671499

Paulo Skaf na assinatura de convênio do Sistema Sesi-SP de Ensino com o município de Aguaí. Foto: Divulgação

Economia

Ao falar na rádio, Skaf também defendeu as reformas estruturais já aprovadas, como o teto de gastos e a modernização trabalhista, e as em curso, como a da Previdência e a tributária. O presidente das entidades paulistas da indústria também listou as melhoras já percebidas na economia, como o controle da inflação. “A cada dia as coisas estão melhorando na economia. A situação é muito melhor que há seis meses, e estará muito melhor daqui a seis meses.”

Também em 1º de fevereiro foi concedido a Skaf o título de cidadão guaçuano, durante evento na Câmara Municipal de Mogi Guaçu.

Skaf inaugura área automotiva ampliada do Senai de Araraquara

Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Fiesp, do Ciesp, do Senai-SP e do Sesi-SP, Paulo Skaf, inaugurou nesta sexta-feira (1º de setembro) em Araraquara a ampliação da área automotiva da Escola Senai Henrique Lupo, que atende a diversos setores industriais. “É o que há de melhor no mundo”, disse Skaf em relação ao laboratório montado em parceria com a Volkswagen.

Skaf citou como exemplo dos bons resultados do Senai-SP a vitória na competição mundial de ensino profissionalizante WordSkills, em 2015. E os alunos do Sesi-SP, lembrou, têm se destacado em competições nacionais e internacionais de robótica.

Em entrevista à Rádio Morada do Sol, Skaf destacou que o Brasil está saindo da crise. “É nítida a recuperação. Saímos de -3,8%, -3,6%, para 0,5% [de crescimento] positivo, é importante. Primeiro o agronegócio, já vinha bem, veio a reação no comércio, na indústria, nos serviços. Há realmente a sensação de ainda estarmos embaixo de uma tempestade, mas com esperanças fortes. A tendência é de no próximo ano a economia crescer de 2% a 3%, de daqui para frente diminuir cada vez mais o desemprego, daqui para a frente aumentar o crescimento.”

Skaf destacou a importância das reformas estruturais já efetivadas, como a trabalhista, e das que estão em discussão – por exemplo, a tributária e a da Previdência. “Vamos sair melhor desta crise com inflação controlada, com juros mais competitivos, com melhores condições de termos crescimento duradouro. Porque não adianta crescer, depois ter um ano de crise.”

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539671499

Paulo Skaf com alunos da Escola Senai Henrique Lupo, em Araraquara. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp


Funilaria e pintura

A escola tem 17 laboratórios técnicos, 18 salas de aulas e 8 oficinas de práticas profissionais, além da nova área automotiva, que recebeu equipamentos e veículos de alta tecnologia. O novo ambiente proporcionará às indústrias e comunidade da região de Araraquara capacitação e qualificação de mão de obra especializada para o setor automotivo.

A nova área resulta de parceria com a Volkswagen do Brasil. Nesse novo espaço, que inclui o moderno laboratório de colorimetria automotiva, o Senai-SP passa a ofertar cursos de funilaria, alinhamento de carrocerias e de pintura automotiva. Com isso os alunos da Aprendizagem Industrial poderão receber qualificação referente a veículos de médio porte (picapes). O novo espaço poderá ser utilizado para lançamentos nacionais da marca e para capacitação de mão de obra das concessionárias da Volkswagen.

Celeiro de campeões

O Senai de Araraquara abrange diversas áreas tecnológicas. Como resultado da excelência no ensino profissionalizante a escola já revelou campeões em torneios mundiais.

A primeira medalha da escola na WorldSkills, espécie de Copa do Mundo das profissões e que reúne países de todos os continentes, veio em 2009, no Canadá, quando o aluno Danilo Silva conquistou a prata na ocupação Fresagem a CNC. Em 2015, a competição teve como palco a cidade de São Paulo. Foi a vez de Leandro Rumaqueli subir ao pódio, ao conquistar o ouro da modalidade Desenho Mecânico em CAD. Naquela ocasião, Leandro teve de superar 26 competidores de todo o mundo. Atualmente, o campeão brasileiro de Marcenaria de Estruturas é o aluno Rui Lombardi Neto, que em outubro representará Araraquara na WorldSkills 2017, em Abu Dhabi.

Os resultados atestam a qualidade de ensino do Senai de Araraquara, que atende a diversos municípios vizinhos em diversas áreas de atuação. Com os cursos de Formação Inicial e Continuada a unidade abrange áreas tecnológicas como Alimentos, Automação, Automobilística, Eletroeletrônica, Gestão, Logística, Madeira e Mobiliário, Metalurgia, Metalmecânica, Segurança do Trabalho e Vestuário.

Também há oferta de cursos Técnicos de Eletroeletrônica, Eletromecânica e Mecatrônica e cursos de Aprendizagem Industrial nas áreas Automotiva, Madeira e Mobiliário, Eletroeletrônica, Metalurgia e Metalmecânica. Em 2016 a unidade realizou 4.324 matrículas nas modalidades de ensino oferecidas.

Atleta do Futuro

Skaf formalizou, também nesta sexta-feira, no Centro de Atividades Sesi Azor Silveira Leite, em Matão-SP, dois convênios do programa Atleta do Futuro, que preveem o atendimento de 175 alunos de Matão e 260 alunos de Ibitinga com a prática de diversas modalidades esportivas.

No mesmo local firmou o convênio de Responsabilidade Social com a Prefeitura de Ibitinga, que terá apoio do Sesi de Matão. O acordo prevê a capacitação técnica de até 50 pessoas da comunidade para desenvolvimento de projetos que auxiliem na geração de trabalho e renda.

Na sequência, o presidente das entidades da indústria paulistas visitou a Escola Senai Oscar Lúcio Baldan, de Matão, que oferece cursos nas modalidades de Aprendizagem Industrial, Técnico e Formação Inicial e Continuada.

À noite em Araraquara, Skaf assina o Atleta do Futuro com três municípios. A solenidade ocorrerá às 19h45, no Centro de Atividades Sesi Wilton Lupo. Serão 410 vagas para Araraquara, 485 para o município de Santa Lúcia e 420 para Rincão.

No sábado, Paulo Skaf assinará mais três convênios do programa Sesi Atleta do Futuro. Em Pirassununga, às 11 horas, na Academia da Força Aérea, serão firmados dois acordos. O primeiro, que terá como parceiro a própria AFA, beneficiará 200 alunos. O segundo, em parceria com a Prefeitura Municipal de Pirassununga, prevê atendimento de mais 100 crianças e adolescentes.

E em Porto Ferreira, às 14h45, Skaf firmará a maior parceria do programa na região. O Atleta do futuro beneficiará com a prática esportiva 1.280 alunos do município. A solenidade ocorrerá no Centro Cultural Fepasa, durante a programação do projeto Praças do Amanhã, iniciativa do Sesi-SP e do Senai-SP. Logo após a assinatura do convênio haverá show gratuito com o cantor Daniel, às 15 horas.

Atleta do Futuro

Criado para estimular a prática esportiva e a cidadania, o programa Sesi-SP Atleta do Futuro está presente em 201 municípios e contempla 84 mil participantes entre 6 e 17 anos. Além da prática esportiva, os alunos recebem orientação em temas transversais como saúde, trabalho, consumo consciente, meio ambiente e pluralidade cultural, dentre outros. Os instrutores trabalham para difundir valores como ética, superação, autoestima e socialização, com o intuito de ajudar o aluno a se desenvolver de modo pleno.


Município

Parceiros

Alunos

Modalidades

Matão

Prefeitura Municipal de Matão e Confecções Elite

175

Natação

Ibitinga

Prefeitura Municipal de Ibitinga e Zilio Alimentos

260

Atletismo, basquetebol, futebol, futsal, handebol, tênis de mesa, voleibol, xadrez

Araraquara

Prefeitura Municipal de Araraquara e Indalfa Plásticos

410

Futsal, natação e voleibol

Santa Lucia

Prefeitura Municipal de Santa Lúcia

485

Capoeira, futebol, futsal, voleibol

Rincão

Prefeitura Municipal de Rincão e Axihum Fertilizantes

420

Basquetebol, futsal e handebol

Pirassununga

Comando da Aeronáutica – AFA – Academia da Força Aérea

200

Atletismo, futebol, karatê, tênis e voleibol

Pirassununga

Prefeitura Municipal de Pirassununga

100

Ginástica Artística

Porto Ferreira

Prefeitura Municipal de Porto Ferreira

1.280

Basquetebol, Futebol, futsal, ginástica artística e voleibol

Skaf assina com São José dos Campos, Jambeiro e Botucatu convênio do Programa Atleta do Futuro

Alex de Souza, Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Fiesp e do Sesi-SP, Paulo Skaf, recebeu nesta terça-feira o prefeito de São José dos Campos, Felício Ramuth, o de Jambeiro, Carlos Alberto de Souza “Casquinha”, e o de Botucatu, Mário Eduardo Pardini Affonseca, para formalizar com cada município o convênio de formação esportiva Atleta do Futuro, do Sesi-SP.

Em São José dos Campos serão atendidas 5.760 crianças e adolescentes, nas modalidades esportivas basquete, futsal e handebol.

Em Jambeiro, que tem como empresa madrinha a Globo Central de Usinagem, as modalidades oferecidas para 1.100 alunos são o basquete, futebol, futsal, handebol, natação e voleibol.

Em Botucatu a parceria beneficiará 880 alunos com a prática de basquete, futebol, judô, natação e voleibol.

O programa, criado para estimular a prática esportiva e a cidadania, está presente em 201 municípios e contempla 84 mil participantes entre 6 e 17 anos. As atividades estão organizadas em três fases, adequadas para cada faixa etária. Os alunos têm acesso a todos os materiais necessários para a prática de diferentes modalidades de esporte e todos os profissionais envolvidos passam por capacitações.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539671499

Paulo Skaf e Felício Ramuth assinam convênio entre Sesi-SP e São José dos Campos

Programa Sesi-SP Atleta do Futuro chega a 10.200 alunos da rede municipal de Taubaté

Agência Indusnet Fiesp

Em cerimônia com a presença das nadadoras do Sesi-SP e da seleção brasileira Etiene Medeiros e Daynara de Paula, o município de Taubaté assinou nesta sexta-feira (10/3) o novo convênio para o desenvolvimento de formação esportiva do Programa Sesi-SP Atleta do Futuro (PAF). Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Sesi-SP, assinou pela entidade. “É uma forma de estimular o esporte no Estado de São Paulo”, disse Skaf, ressaltando o benefício para os estudantes.”O esporte transforma e dá saúde”, afirmou.

Criado para estimular a prática esportiva e a cidadania, o programa Sesi-SP Atleta do Futuro está presente em 201 municípios e contempla 84 mil participantes entre 6 e 17 anos.

O novo acordo inclui a transferência da metodologia do PAF para a rede municipal de ensino. A parceria incluirá a capacitação de docentes de 54 escolas municipais de Taubaté, treinamento para a utilização da plataforma de gestão do programa, material didático e a cessão de uniformes aos participantes. Com isso, o município terá condições de atender 10.200 alunos de sua rede de ensino.

Além da prática esportiva, os alunos do PAF recebem orientação em temas transversais como saúde, trabalho, consumo consciente, meio ambiente e pluralidade cultural, entre outros. Os instrutores trabalham para difundir valores como ética, superação, autoestima e socialização, com o intuito de ajudar o aluno a se desenvolver de modo pleno.

Estrutura do programa

O Programa Sesi-SP Atleta do Futuro contempla crianças e jovens entre 6 e 17 anos e as atividades estão organizadas em três fases, adequadas para cada faixa etária.

Na fase que compreende crianças entre 6 e 8 anos, os instrutores trabalham para promover qualidade de vida, integração e socialização por meio de jogos e brincadeiras lúdicas. A partir dos 8 anos, os participantes iniciam a prática esportiva, conhecendo as diversas modalidades e suas diferenças.

E dos 11 aos 17 anos, os alunos optam por uma modalidade e realizam treinos específicos. Nesta fase, os atletas podem representar a equipe do Sesi-SP em competições estaduais e nacionais.

Por se tratar de programa de formação esportiva com metodologia própria do Sesi-SP, as aulas esportivas são complementadas por intensa programação nos finais de semana com a participação da família. Todos os profissionais envolvidos passam por capacitações, e os alunos têm acesso a todos os materiais necessários para a prática de diferentes modalidades de esporte.

Paulo Skaf assina convênio do PAF com o município de Taubaté. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Paulo Skaf assina convênio do PAF com o município de Taubaté. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Programa Sesi-SP Atleta do Futuro chega a cinco municípios da região de São José do Rio Preto

Agência Indusnet Fiesp,  

Cinco municípios da região de São José do Rio Preto assinam nesta sexta-feira (26/6) o convênio para o desenvolvimento de formação esportiva do Programa Sesi-SP Atleta do Futuro (PAF).

As prefeituras de Bady Bassit, Cedral, Guapiaçu, Ipiguá e Uchoa formalizaram a parceria com o Sesi-SP para o desenvolvimento esportivo de 1.520 crianças e adolescentes.  O convênio foi assinado no Centro de Atividades Sesi Jorge Duprat Figueiredo, em São José do Rio Preto.

Criado para estimular a prática esportiva e a cidadania, o programa está presente em 289 municípios e contempla 93 mil participantes entre 6 e 17 anos.

Em Bady Bassitt, o convênio atenderá 320 alunos com a prática de futsal e futebol. Em Cedral, 325 alunos serão beneficiados com vôlei, futsal e capoeira. O futsal também será a modalidade praticada por 180 crianças e jovens de Guapiaçu. Ipiguá terá 385 vagas para natação, vôlei, futsal e futebol. Em Uchoa, 310 alunos praticarão natação, futsal e voleibol.

Crianças e adolescentes do Programa Atleta do Futuro em São José do Rio Preto. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Crianças e adolescentes do Programa Atleta do Futuro em São José do Rio Preto. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp


Além da prática esportiva, os alunos do PAF recebem orientação em temas transversais como saúde, trabalho, consumo consciente, meio ambiente e pluralidade cultural, dentre outros. Os instrutores trabalham para difundir valores como ética, superação, autoestima e socialização, com o intuito de ajudar o aluno a se desenvolver de modo pleno.

Estrutura

O Programa Sesi-SP Atleta do Futuro contempla crianças e jovens entre 6 e 17 anos e as atividades estão organizadas em três fases, adequadas para cada faixa etária.

Na fase que compreende crianças entre seis e oito anos, os instrutores trabalham para promover qualidade de vida, integração e socialização por meio de jogos e brincadeiras lúdicas. A partir dos oito anos, os participantes iniciam a prática esportiva, conhecendo as diversas modalidades e suas diferenças.

Então, dos 11 aos 17 anos, os alunos optam por uma modalidade e realizam treinos específicos. Nesta fase, os atletas podem representar a equipe do Sesi-SP em competições estaduais e nacionais.

Por se tratar de programa de formação esportiva com metodologia própria do SESI-SP, as aulas esportivas são complementadas por intensa programação nos finais de semana com a participação da família. Todos os profissionais envolvidos passam por capacitações e os alunos têm acesso a todos os materiais necessários para a prática de diferentes modalidades de esporte.


Dez atletas do Sesi-SP representam o Brasil no Mundial de Triathlon Escolar

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

Dez  alunos do Programa Atleta do Futuro (PAF), iniciativa do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), que tem como objetivo o incentivo à pratica esportiva e ao desenvolvimento do futuro cidadão, foram convocados para representar o Brasil no Campeonato Mundial de Triathlon Escolar e embarcam nesta terça-feira (26/5) para a França. A competição acontecerá na cidade de Versailles entre 27 de maio e 2 de junho.

Para Miguel Junio, técnico dos jovens e também convidado para compor a seleção brasileira na competição, a convocação veio como um mérito do trabalho realizado.

“Para nós é uma satisfação muito grande, não apenas pelo resultado mas por ver o desenvolvimento desses atletas. Eles passaram do programa atleta do futuro para atletas de treinamento e podem chegar ao rendimento”, comentou o técnico.

“A viagem será uma experiência única, não só para as crianças, mas na minha vida. Vamos competir com os melhores do mundo na categoria e, com isso, vamos obter muita experiência e aprendizado que serão aproveitados no andamento do projeto”, finalizou.

Ana Luiza de Souza Motta conheceu o Triathlon através da indicação de um professor e há dois anos participa dos treinos no Sesi-SP. Após disputar campeonatos nacionais e brasileiro, a jovem de 15 anos comemora a ida para um mundial e ressalta o momento para conhecer os níveis de outros atletas.

“Eu vejo essa convocação como uma experiência e uma oportunidade para conhecer outros atletas e os níveis deles. Será muito importante competir fora e ter esse conhecimento”.

Ramon Augusto Prado, 15 anos, estudante do Sesi-SP, participa do PAF há três anos. O jovem atleta começou na natação, seguiu para o biathlon após ser convidado por um professor do programa e passou para a equipe de triathlon do técnico Miguel.

“Esse mundial vai ser uma experiência muito grande. Nunca imaginei que fosse sair do país para competir e estou muito feliz por poder participar”.

O PAF

O Programa Atleta do Futuro (PAF) é uma iniciativa do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) que promove a formação sócio esportiva. O objetivo é incentivar a prática de esportes e disseminar valores para crianças e jovens de 6 a 17 anos, contribuindo para o desenvolvimento do futuro cidadão.

Na primeira fase, crianças entre seis e oito anos, trabalham a qualidade de vida, integração e socialização por meio de jogos e brincadeiras lúdicas. A partir de oito anos de idade, os participantes iniciam a prática esportiva, conhecendo as diversas modalidades e suas diferenças.

Entre 11 e 17 anos, os alunos optam por uma modalidade e realizam treinos específicos. Nesta fase, os atletas podem representar a equipe do Sesi-SP em competições estaduais e nacionais.

Atletas convocados

Alysson de Luca Galera

João Vitor José

Ramon Augusto Prado Silva

Vinicius Mercaldi Munhõz

Jonatas Mendes da Silva

Fernanda Zanini Pernacova

Guilherme Henrique da Silva

Giovanna Matos Ferretti

Ana Luiza de Souza Motta

Maria Vitória Sorbo Martins

Município de Tietê assina convênio com Sesi-SP para formação esportiva

Alex de Souza, Agência Indusnet Fiesp

O município de Tietê assinou nesta segunda-feira (18/5), na sede do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), o convênio para o desenvolvimento de formação esportiva do Programa Atleta do Futuro (PAF). A parceria foi formalizada pelo presidente da entidade, Paulo Skaf, e pelo prefeito de Tietê, Manoel David Korn de Carvalho.

O superintendente da entidade, Walter Vicioni Gonçalves, também assinou o convênio com o programa que deve atender em Tietê ao menos 400 crianças e adolescentes de seis a 17 anos nas modalidades atletismo, handebol, vôlei e futsal.

Criado para estimular a prática esportiva e a cidadania, o programa Sesi-SP Atleta do Futuro está presente em 284 municípios e contempla 107 mil participantes.

Além da prática esportiva, os alunos do PAF recebem orientação em temas como saúde, trabalho, consumo consciente, meio ambiente e pluralidade cultural, dentre outros. Os instrutores trabalham para difundir valores como ética, superação, autoestima e socialização, com o intuito de ajudar o aluno a se desenvolver de modo pleno.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539671499

Paulo Skaf (centro), Walter Vicioni (esq), prefeito de Tietê, Manoel de Carvalho, e a secretária de Meio Ambiente de Tietê, , Camila Chabar. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp


Estrutura do PAF
Na fase que compreende crianças entre seis e oito anos, os instrutores trabalham para promover qualidade de vida, integração e socialização por meio de jogos e brincadeiras lúdicas. A partir de oito anos de idade, os participantes iniciam a prática esportiva, conhecendo as diversas modalidades e suas diferenças.

Entre 11 e 17 anos, os alunos optam por uma modalidade e realizam treinos específicos. Nesta fase, os atletas podem representar a equipe do Sesi-SP em competições estaduais e nacionais.

Por se tratar de programa de formação esportiva com metodologia própria, as aulas esportivas são complementadas por intensa programação nos finais de semana com a participação da família. Todos os profissionais envolvidos passam por capacitações e os alunos têm acesso a todos os materiais necessários para a prática de diferentes modalidades de esporte.

Mogi Mirim recebe Sistema Sesi-SP de ensino

Alice Assunção e Rosângela Gallardo, Agência Indusnet Fiesp

Durante visita nesta sexta-feira (6/3) a um centro de formação profissional em Mogi Mirim, interior de São Paulo, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), Paulo Skaf, assinou um convênio com a prefeitura para implantação do Sistema Sesi-SP de Ensino no município.

O sistema abrangerá 18 escolas municipais de Mogi Mirim, totalizando 5.852 alunos. Com o convênio, a cidade receberá a metodologia pedagógica e educacional do Sesi-SP.

Antes, em entrevista à rádio Transamérica de Mogi Mirim, Paulo Skaf ressaltou que, além do material didático, a entidade treina os professores e acompanha a qualidade de ensino. “Nós passamos parte daquele conhecimento para as escolas. Já fizemos isso com 25 municípios do estado de São Paulo. São mais de 500 escolas e 128 mil alunos que estudam com a metodologia, com o Sistema Sesi-SP de Ensino, sem serem alunos do Sesi-SP. Então, isso é uma forma de nós ajudarmos a qualidade da educação”.

Durante a assinatura do convênio, o presidente da instituição ressaltou a necessidade de se investir em educação. “Não tem patrimônio mais importante do que o conhecimento. A verdadeira riqueza do ser humano é conhecer, porque isso pode ser usado em qualquer parte do mundo. É lamentável que em um país cujo o PIB é de quase R$ 3 trilhões a escola pública não tenha qualidade”.

Para o jovem prefeito de Mogi Miri, Luiz Gustavo Antunes Stupp, a ação é um marco para as futuras gerações. “Estamos plantando uma semente que vai dar retorno daqui 20, 30 anos. Nós, prefeitos, temos a missão de deixar legados para as futuras gerações. Por isso, investimos na educação”.

Paulo Skaf aproveitou a visita à Mogi Mirim para conhecer o Centro de Educação e Integração Social Benjamin Quintino da Silva, que possui um convênio com o Senai-SP de Mogi Guaçu, e oferece cursos na área de Gestão. Só em 2015, a previsão é de 158 matrículas na unidade. Cerca de 300 alunos participaram do encontro.

“A indústria acredita que a sociedade e o país só se modificam com educação de qualidade. Por isso, aqui em São Paulo valorizamos muito isso. Temos mais de 500 mil alunos matriculados no Sesi-SP e mais de 1 milhão de matrículas no Senai-SP. E agora, como presidente do Sebrae-SP, realizamos mais de 500 mil atendimentos”, concluiu Skaf.

Ainda no município, foram renovados convênios do Programa Atleta do Futuro (PAF), do Sesi-SP, que promove a formação esportiva de crianças e jovens, com cinco cidades da região de Campinas. Mogi Mirim assinou um protocolo de intenção e o município de Águas da Prata aderiu ao PAF.

“Valorizamos muito o esporte. Nossa expectativa é inserir 50 atletas do Sesi-SP defendendo a bandeira do Brasil na próxima Olimpíada, em 2016, no Rio de Janeiro”, disse Skaf.

Criado para estimular a prática esportiva e a cidadania, o Programa Atleta do Futuro está presente em 283 municípios de São Paulo e contempla 107.867 participantes entre 6 e 17 anos.

Nos cinco municípios que ratificaram a parceria – Aguaí, Casa Branca, Itobi, Itapira e Mogi Guaçu – os convênios atenderão 2.725 alunos que praticarão as modalidades de badminton, basquete, dama, xadrez, futebol, futsal, futebol society, ginástica artística, handebol, judô, karatê, natação, tênis de mesa e vôlei.

Limeira

Mais tarde, Paulo Skaf participou de uma reunião técnica com empresários no Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) em Limeira.

No encontro, o presidente da instituição falou sobre as preocupações enfrentadas pelo empresariado paulista. “Os empresários estão muito preocupados em função da escassez da água, da queda de energia, da corrupção da Petrobrás, agravada pela queda do preço do petróleo, e todos esses fatores causam um clima extremamente preocupante”.

Ele ainda disse que, como representante da indústria, não vai aceitar em hipótese alguma o aumento de impostos. “Se o governo quer fazer ajuste fiscal, que faça cortando gastos e não aumentando impostos”, completou.

Em seguida, a pedido do 2º vice-presidente da Fiesp, João Guilherme Sabino Ometto, Paulo Skaf visitou a área do engenho, que será doada ao Sesi-SP. Será realizado um estudo para construir um espaço de educação e cultura no terreno de 133.709 m², localizado na Rodovia Dr. João Mendes da Silva Júnior, em Limeira.

Agenda

Skaf participa ainda na noite desta sexta-feira da inauguração do Teatro Prefeito Virgínio Ometto, em Iracemápolis. Na ocasião, a Bachiana Filarmônica Sesi-SP fará uma apresentação especial, com regência do maestro João Carlos Martins.

Sesi-SP renova convênios para o desenvolvimento de formação esportiva no Alto Tietê

Agência Indusnet Fiesp

Cinco empresas instaladas em municípios do Alto Tietê, as prefeituras de Itaquaquecetuba e Biritiba Mirim e uma associação de Mogi das Cruzes renovam nesta terça-feira (03/02) convênios para o desenvolvimento de formação esportiva do Programa Sesi Atleta do Futuro (PAF). A solenidade será realizada no Centro de Atividades Nadir Dias de Figueiredo, às 11 horas, durante a assinatura de doação de terreno para a construção de nova escola da entidade no município.

Criado para estimular a prática esportiva e a cidadania, o programa Sesi Atleta do Futuro está presente em 283 municípios e contempla 107.867 participantes entre 6 e 17 anos. Nos cinco municípios do Alto Tietê que ratificam a parceria – Mogi das Cruzes, Itaquaquecetuba, Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos e Suzano – os convênios atenderão 2.280 alunos que praticarão as modalidades de futsal, vôlei, handebol, natação, hóquei sobre a grama, basquete, futebol, taekwondo e tênis de mesa.

Além de renovar o convênio, o município de Suzano assinou uma nova parceria para atender 190 alunos nas modalidades vôlei e futebol.

Para o presidente do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, o PAF é uma oportunidade para que milhares de crianças pratiquem esporte e aprendam conceitos de cidadania. “O Sesi-SP vem transferindo sua tecnologia social na área do esporte mesmo para quem não é aluno da entidade. Isto permite a muitas crianças e a vários jovens o acesso a diferentes modalidades esportivas por meio de uma metodologia desenvolvida por especialistas.”

Além da prática esportiva, os alunos do PAF recebem orientação em temas transversais como saúde, trabalho, consumo consciente, meio ambiente e pluralidade cultural, dentre outros. Os instrutores trabalham para difundir valores como ética, superação, autoestima e socialização, com o intuito de ajudar o aluno a se desenvolver de modo pleno.

Estrutura do programa

O Programa Sesi Atleta do Futuro contempla crianças e jovens entre 6 e 17 anos e as atividades estão organizadas em três fases, adequadas para cada faixa etária.

Na fase que compreende crianças entre seis e oito anos, os instrutores trabalham para promover qualidade de vida, integração e socialização por meio de jogos e brincadeiras lúdicas. A partir dos oito anos, os participantes iniciam a prática esportiva, conhecendo as diversas modalidades e suas diferenças.

Então, dos 11 aos 17 anos, os alunos optam por uma modalidade e realizam treinos específicos. Nesta fase, os atletas podem representar a equipe do Sesi-SP em competições estaduais e nacionais.

Por se tratar de programa de formação esportiva com metodologia própria do Sesi-SP, as aulas esportivas são complementadas por intensa programação nos finais de semana com a participação da família. Todos os profissionais envolvidos passam por capacitações e os alunos têm acesso a todos os materiais necessários para a prática de diferentes modalidades de esporte.

Sesi-SP leva o Programa Atleta do Futuro para Cosmópolis e Nova Odessa

Ariett Gouveia, Agência Indusnet Fiesp, de Americana

A partir desta terça-feira (26/08), as cidades de Cosmópolis e Nova Odessa passam a integrar o Programa Atleta do Futuro (PAF), criado pelo Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) para estimular a prática esportiva e a cidadania.

Os convênios foram formalizados em cerimônia realizada na escola Mendel Steinbruch, em Americana. O evento teve a presença do presidente do Sesi-SP e da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Benjamin Steinbruch, filho do patrono da escola, e do presidente do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), Rafael Cervone.

Steinbruch mostrou estar emocionado por visitar a escola que leva o nome de seu pai, se considerando apenas “a continuação piorada do que ele foi”. “Casualmente, essa é a primeira visita que faço como presidente da Fiesp, do Sesi-SP e do Senai-SP. Vim antes para inaugurar a escola e tenho muito orgulho de estar aqui novamente”, contou. “Além de ter esse nome, a escola fica na região em que eu me criei. Meu pai era empresário do setor têxtil e a base dele era em Americana, onde eu passei a maior parte da minha infância.”

Steinbruch (de terno, ao centro), Cervone (à esquerda) e autoridades de Nova Odessa: 305 alunos atendidos na cidade. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

Steinbruch (de terno, ao centro), Cervone (à esquerda) e autoridades de Nova Odessa: 305 alunos atendidos na cidade. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp


O presidente também afirmou estar feliz pelos convênios do Programa Atleta do Futuro. “Estamos hoje fazendo a assinatura de duas parcerias importantes. Acreditamos que a melhor forma de educar as crianças, além de oferecer a educação tradicional, é o esporte. Para que depois, como cidadãos, eles possam ter noções de responsabilidade e companheirismo, além de despertar o espírito de competição, do querer fazer bem feito, do aprimoramento.”

O impossível

Ele lembrou que pensou em seguir carreira profissional no futebol, quando tinha 16 anos. Acabou desistindo por causa de uma sequência de fraturas no pé, mas continuou sendo fã do esporte.

“Queria ter me tornado esportista, representado o Brasil, ter sido o melhor da categoria. Isso ajudou a criar dentro de mim essa vontade de querer atingir sempre o impossível. Porque o possível é obrigação da gente”, declarou Steinbruch, que ressaltou a importância do Programa para o futuro das crianças e jovens.

Assinaturas

Em Cosmópolis, o convênio vai atender 305 alunos nas modalidades futsal e futebol. A medida foi assinada pelo prefeito, Antônio Fernandes Neto.

Na cidade de Nova Odessa, participam 200 alunos, que vão praticar futsal. O prefeito Benjamin Vieira de Souza esteve no evento para firmar a parceria.

Também participaram da cerimônia atletas de rendimento da equipe de Atletismo de Piracicaba, que realizaram uma clínica da modalidade com os alunos presentes.

Alexandre Pflug, diretor de Esporte e Qualidade de Vida do Sesi-SP, explicou como funciona o PAF. “Hoje, o Programa Atleta do Futuro é dividido em três grandes pilares: o envolvimento da família, as aulas de esporte propriamente ditas e os temas transversais. Isso faz do PAF um programa completo”, afirmou.

‘Atleta do Futuro’ do Sesi-SP beneficiará 420 alunos em Jacareí e Campos do Jordão

Guilherme Abati, Agência Indusnet Fiesp, de Campos do Jordão e Jacareí

O Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) firmou, nesta quarta-feira (20/08), convênio para o desenvolvimento da formação esportiva do Programa Atleta do Futuro (PAF) em Jacareí e Campos do Jordão. A iniciativa atenderá 420 alunos nas cidades.

Em Jacareí, 220 jovens entre seis e 17 anos terão aulas de futebol, futsal, handebol, rugby e voleibol. O convênio foi oficializado no Centro de Atividades (CAT) Karan Simão Racy da cidade.

Para o diretor da Divisão de Esporte e Qualidade de Vida do Sesi-SP, Alexandre Pflug, o PAF é positivo porque muitas cidades não têm orçamento para criar e manter um programa esportivo de qualidade. O Sesi-SP dá essa oportunidade, na sua visão. “Os investimentos do Sesi-SP em formação esportiva são vastos. Com o programa, pretendemos que os jovens tenham experiência em diversas modalidades esportivas”, disse.

A assinatura do PAF em Jacareí: futebol, futsal, handebol, rugby e voleibol. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

A assinatura do PAF em Jacareí: futebol, futsal, handebol, rugby e voleibol. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp


Na avaliação de Ricardo Esper, diretor do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) de Jacareí, que esteve presente na solenidade, a indústria dá mais um passo para o estímulo da formação cidadã dos jovens na região com a formalização do projeto. “O bom brasileiro nasce na escola, através do esporte”, afirmou.

Para Sandra Lopes, secretária de Esportes e Recreação de Jacareí, que esteve na cerimônia representando o prefeito Hamilton Mota, o programa dará aos jovens uma formação humana completa.

Campos do Jordão

Em Campos do Jordão, o programa atenderá 200 alunos, nas modalidades futebol e atletismo. A parceria foi assinada na sede da prefeitura local, no gabinete do prefeito Frederico Guirdoni.

Na cidade, os professores já foram capacitados pela equipe do Sesi-SP da região.

Futuros atletas na assinatura do PAF em Campos do Jordão: programa deve ser ampliado na cidade em breve. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

Futuros atletas na assinatura do PAF em Campos do Jordão: programa deve ser ampliado na cidade em breve. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

Na cerimônia de formalização do convênio, o prefeito pediu que o Sistema Sesi-SP de Ensino passe a ser implantado nas escolas municipais de Campos. Há previsão de que o PAF seja ampliado já nos próximos meses.

Com mais os dois convênios, o programa do Sesi-SP alcança 270 municípios no estado, com 147 empresas parceiras. São 27 modalidades ensinadas, 20 delas olímpicas.

‘Atleta do Futuro’ chega a mais 3 cidades e atende mais de 112 mil jovens no estado

Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp, de Cruzeiro

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539671499

Alunos do PAF de Bananal, Lavrinhas e Arapeí, no interior de São Paulo. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp


O Programa Sesi-SP Atleta do Futuro chegou à marca de 268 cidades na manhã desta terça-feira (19/08). O projeto de formação esportiva foi assinado por mais três prefeituras na cidade de Cruzeiro, alcançando mais de 112 mil crianças e adolescentes atendidos.

Os novos convênios foram feitos com as prefeituras de Lavrinhas, para iniciação esportiva de 160 jovens em voleibol e natação; Arapeí, com a prática da modalidade de futebol para 100 potenciais atletas; e Bananal, com metodologias de ensino da entidade voltada para formação de 210 crianças e adolescentes em basquete, futsal, handebol e vôlei.

A solenidade de assinatura foi realizada no Centro de Atividades do Sesi-SP (CAT) em Cruzeiro. Segundo o diretor da unidade, Carlos Frederico D´Ávila Brito, o Sesi de Cruzeiro atende a 12 municípios da região. “São 11 convênios de cooperação técnica com metodologia do PAF e capacitação de professores. Com a assinatura com essas três cidades chegamos a 3.270 alunos, que estão tendo sua infância e adolescência alteradas por esse programa”, disse Brito.

Para o prefeito de Cruzeiro, Rafic Zake Simão, o PAF preenche um espaço que por vezes é deixado pela gestão pública da cidade por falta de recursos. “Uma dificuldade comum é a deficiência orçamentária de vários prefeitos. Quando a gente tem um parceiro como o Sesi-SP para trabalhar a parte esportiva esse apoio é muito bem-vindo”.

Professor de educação física de formação, o prefeito de Arapeí, Edson de Souza Quintanilha, também assinou o convênio do PAF com o Sesi-SP. Para ele, o programa é tão importante na formação do caráter de crianças e adolescentes quanto na formação de potenciais atletas. “Mesmo que não saia daqui um atleta olímpico, teremos pessoas com outra visão. Esporte também é formação de caráter”, disse.

Talentos descobertos

O judoca e campeão pan-americano Bruno Mendonça faz parte da equipe de atletas do Sesi-SP desde o ano passado. E foi até  Cruzeiro para incentivar os estudantes. “Treinava em Santos e fui um dia treinar no Sesi de Cubatão. Gostei do ambiente, acabei me adaptando e virando parte da família”, contou o atleta, que foi ao Sesi de Cruzeiro para participar de uma clínica com alunos dos PAFs da região sobre judô.

Ele acredita que, por meio do PAF, “muitos talentos são descobertos”. “Tem uma garotadinha que leva jeito. Começando cedo, a probabilidade de ter bons resultados é muito maior”, completou.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539671499

Judoca do Sesi-SP Bruno Mendonça, campeão pan-americano de judô. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp


Clínicas do Sesi-SP como a de judô com Bruno Mendonça devem percorrer o estado, segundo Alexandre Pflug, com o objetivo disseminar esportes ainda pouco explorados. “Nossos alunos vão participar de diversas clinicas de várias modalidades.  A ideia é fomentar a formação esportiva no estado”, completou Pflug.

Na capital paulista

Pflug também falou sobra a assinatura do convênio com a prefeitura de São Paulo para a iniciação esportiva de jovens atendidos pela rede do Centro de Educação Única (CEU). “Fizemos um convênio extremamente vitorioso para o Sesi-SP. Capacitamos cerca de 450 professores e gestores que trabalham no CEU e vai beneficiar cerca de 22 mil crianças”, disse Pflug.

Sesi-SP promove capacitação de professores do ‘Atleta do Futuro’ na região de Rio Claro

Ariett Gouveia, Agência Indusnet Fiesp, de Rio Claro

O Programa Atleta do Futuro (PAF), promovido pelo Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), chegou a mais de 250 cidades no estado de São Paulo. Por meio dele, cerca de 110 mil crianças e jovens de 6 a 17 anos têm acesso à prática esportiva em diversas modalidades.

Para colocar o PAF em prática, são feitas parcerias com as prefeituras – que oferecem os locais de treinamento – e com a iniciativa privada. Cabe ao Sesi-SP treinar e capacitar os professores, para que eles desenvolvam não só a parte técnica do esporte, mas também valores como o trabalho em equipe, a disciplina e a dedicação.

Nos dias 13 e 14 de agosto, profissionais das cidades da região de Rio Claro receberam a capacitação, com carga horária de 16 horas. O treinamento envolveu desde o plano de aulas até as formas de usar o esporte como ferramenta educacional. Na quarta-feira (14/08), o Sesi-SP realizou ainda a entrega de uniformes para os alunos das cidades de Ipeuna e Tirapina, na mesma região.

Dedicação e responsabilidade

No segundo dia de treinamento, eles assistiram a uma apresentação do gestor do vôlei do Sesi-SP e medalhista olímpico de prata no Jogos de Los Angeles (84), José Montanaro Júnior. O objetivo da palestra foi passar conceitos e valores que devem estar presentes nas aulas do PAF, como espírito de equipe, excelência, dedicação e responsabilidade.

“O grande recado que eu espero ter passado para eles é a importância da escola e dos professores. Eles são os agentes transformadores, são eles que vão fazer acontecer”, afirma Montanaro, que destacou o trabalho feito pelo Sesi-SP no esporte e na educação.

Montanaro: “Todos vão se envolver com valores que vão levar para o resto da vida”. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

Montanaro: “Todos vão se envolver com valores que vão levar para o resto da vida”. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp


“O contato com o esporte logo na infância, que é a proposta do PAF, ajuda muito em vários aspectos. Nem todos vão seguir carreira no esporte, se tornar atletas olímpicos, mas todos vão se envolver com valores que vão levar para o resto da vida”, completa o ex-jogador da seleção brasileira de vôlei.

Para os professores que participaram da capacitação, a experiência está sendo muito positiva. “Essa capacitação trouxe um novo conceito de trabalho de educação física. Espero que a gente consiga levar tudo isso para as crianças e ajudar a formar cidadãos mais completos”, diz Cleber Luis Teixeira de Miranda, professor de Ipeuna.

Para Luiz Paulo Franco, de Araras, é grande a expectativa de iniciar o projeto e fazer um grande trabalho. “Por meio do esporte, conseguimos criar cidadãos mais capacitados para enfrentar o dia a dia. Esse é o trabalho do educador”, declara. “Hoje em dia, a concorrência é muito grande com a internet, videogame e telefone. O esporte tem que ter um atrativo, como as aulas diferenciadas e a qualidade de ensino que teremos no PAF.”

Pedagogia do exemplo

A pedagogia do exemplo é outro diferencial do Sesi-SP, como destacou a professora de Rio Claro, Priscila Matheus Encinas. “Ter atletas de alto rendimento no Sesi-SP ajuda porque o esporte aparece mais em época de Copa ou Olimpíada. Ver várias modalidades sendo trabalhadas sempre faz com que as crianças tenham os atletas como espelho e vejam que podem chegar lá também”, diz ela, que foi atleta de judô.

“Na minha época, não tinha nenhum tipo de apoio. O PAF dá a estrutura, como materiais e locais de prática adequados, aproxima a família, traz as condições de competição, essencial para quem quer ser atleta”, afirma. “O esporte também ajuda na formação de qualquer pessoa, colabora para que tenhamos cidadãos críticos e participantes.”

Alunos

Na cidade de Ipeuna, os alunos participaram da cerimônia de entrega dos uniformes. Todos animados com o começo das atividades na modalidade futebol de campo. Entre eles, apenas uma menina, Vanessa Rodrigues do Reis, de 12 anos. “Sou zagueira e quero ser jogadora de futebol profissional”, conta ela, que é fã dos goleiros Cassio e Julio Cesar e do atacante Neymar.

Crianças durante a entrega dos uniformes do PAF em Ipeuna. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

Crianças durante a entrega dos uniformes do PAF em Ipeuna. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp


Os amigos Luis Otávio Palavan, de 12 anos, e Espedito Bezerra da Silva, de 13 anos, também sonham em chegar a um time profissional e aproveitam as horas vagas no campo. “As aulas de futebol são às terças e quintas, antes da escola. Mas às segundas, quartas e sextas a gente também aproveita para jogar futebol em um campo perto de casa”, diz Luis.

Ambos destacam os benefícios que o esporte traz. “O futebol dá mais habilidade e também ajuda a ter mais amigos”, declara Luis. “Jogar bola traz alegria para a gente”, diz Espedito.