Paulo Skaf na abertura da Fipan: ‘O Brasil de acordar cedo e dormir tarde’

Agência Indusnet Fiesp

Frequentador de uma padaria “quase todas as manhãs” e entusiasta do setor de panificação, o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, esteve, na manhã desta terça-feira (26/07), na abertura da 24ª Fipan, Feira Internacional da Panificação, Confeitaria e do Varejo Independente de Alimentos. O evento segue até o dia 29 de julho no Expo Center Norte, na Vila Guilherme, em São Paulo.

“O setor de panificação é muito forte, integrado e competente”, disse Skaf. “No meio desse momento de crise, essa é a economia verdadeira, real. O Brasil de acordar cedo e dormir tarde, o Brasil de produzir”.

Para Skaf, trata-se de uma questão de “respeitar as pessoas e dar a elas oportunidades”. “É isso que a indústria de São Paulo faz”.

Ainda sobre a indústria paulista, o presidente da Fiesp destacou o trabalho do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP), também por ele presidido, na área. “Temos um centro de excelência em panificação no Senai-SP”, afirmou. “Na última Olimpíada do Conhecimento, ficamos em primeiro lugar na modalidade de Panificação e Confeitaria”, disse. “E estamos indo para a WorldSkills, as olimpíadas do ensino profissionalizante, em Abu Dhabi, em 2017”.

A Fipan é a principal feira de negócios do setor no Brasil, sendo promovida há mais de 20 anos. Na edição de 2016 da iniciativa, participam 350 expositores e 450 marcas, com previsão de público de 60 mil visitantes.

>> Ouça boletim sobre a Fipan

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540290824

Paulo Skaf e autoridades do setor de panificação na abertura da Fipan, nesta terça-feira (26/07). Foto: Everton Amaro/Fiesp