Sesi-SP tem 46 equipes na final estadual da Olimpíada Brasileira de Robótica

Agência Indusnet Fiesp

Neste sábado (09/08), 46 times do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) disputam a fase estadual da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR). O evento será realizado no Centro Universitário da FEI, em São Bernardo do Campo, e serve como seletiva para a final nacional, que ocorre no mês de outubro, em São Carlos-SP.

O torneio reúne mais 20 equipes de escolas estaduais e particulares de todo o estado de São Paulo, além dos alunos do ensino médio do Sesi-SP, que se classificaram para a final estadual depois de uma seletiva regional com 140 equipes, disputada em junho, em Presidente Epitácio.

Durante a competição, os estudantes têm como missão simular um ambiente de desastre cheio de obstáculos, no qual o resgate das vítimas deve ser feito por robôs completamente autônomos, controlados pela plataforma Arduino.

O desafio é baseado nas regras da RoboCup, organização internacional criada para promover a Inteligência Artificial e a robótica. No Brasil, ela é apoiada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e dirigida por mestres e doutores de instituições como Universidade Estadual Paulista (Unesp), Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e FEI.

A introdução da ciência e da tecnologia na rede Sesi-SP teve início em 2008, no ensino fundamental II, para promover a formação do espírito científico entre os estudantes. Atualmente, os alunos do ensino médio também têm a oportunidade de participar de torneios de robótica, que os coloca em contato com conceitos de engenharia e matemática e estimula a pesquisa e o interesse pela ciência e tecnologia.

Entre os times do Sesi-SP que participam da final estadual têm representantes de centros educacionais de municípios como Agudos,  Bauru, Botucatu, Jaú, Barra Bonita, Pederneira, Ourinhos, Cruzeiro, Assis, Presidente Prudente, Mauá,  Brotas, Matão, Monte Alto, Jaboticabal, São Carlos, Descalvado, São Carlos, Suzano, Valinhos, Sumaré, Franca, Ribeirão Preto, Sertãozinho, Itapetininga, Itapeva, Sorocaba, Boituva, Catumbi, Osasco, São Paulo (Vila Leopoldina), Guararapes, Araçatuba, Penápolis, José Bonifácio, São José do Rio Preto, Jundiaí, Piracicaba, Tambaú e Catanduva.

Torneio Regional da Olímpiada Brasileira de Robótica se encerra amanhã (28/9) no Anhembi, em São Paulo

Dulce Moraes, Agência Indusnet Fiesp

Este sábado (28/9) será o último dia da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR),  que conta com apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

A competição teve início na quarta-feira (25/09) no Pavilhão de Exposições do Anhembi,  em paralelo ao São Paulo Skills, promovido pelo Senai-SP.  A atuação dos alunos do Serviço Social da Indústria (Sesi-SP), no primeiro dia da competição, foi prestigiada pelo presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, e pelo superintendente do Sesi-SP, Walter Vicion.

Para 160 alunos do Ensino Médio de vinte escolas do Sesi-SP, a competição tem sabor especial. É a primeira vez que eles participam da Olimpíada de Robótica. Os vencedores dessa etapa regional se classificarão para etapa nacional, que será disputada em outubro, em Fortaleza/CE.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1545215621

Walter Vicioni (Sesi-SP) e Paulo Skaf (Fiesp) prestigiaram a atuação de alunos do Sesi-SP na Olimpíada de Robótica. Foto: Caio Lopes/Fiesp


Para Walter Vicioni, a participação dos alunos demonstra a consolidação de um trabalho, iniciado em 2008, com a introdução de ciência e tecnologia no Ensino Fundamental II das escolas do Sesi-SP. “Vamos ampliar a difusão da ciência, da tecnologia e de conceitos de engenharia e matemática também aos jovens do ensino médio”, afirma. “Em nosso modelo educacional, o estudante é estimulado o tempo todo a pensar, pesquisar e fazer novas descobertas”, completa Vicioni.

Para acompanhar todas as novidades de Robótica no Sesi-SP, clique aqui.

Tecnologia em prol das pessoas

A missão dos estudantes durante a competição é simular um ambiente de desastre cheio de obstáculos, no qual o resgate das vítimas seja feito por robôs completamente autônomos, controlados pela plataforma Arduino.

Nos intervalos da competição, os alunos demonstrarão suas habilidades na operação de veículos aéreos não tripulados (VANTs), atuais sensações de Ciência e Tecnologia em eventos do gênero. Os estudantes também conduzem vinte quadricópteros, que voarão no Pavilhão de Exposições do Anhembi.

O desafio da Olimpíada Brasileira de Robótica é baseado nas regras da RoboCup, organização internacional criada para promover a Inteligência Artificial e a robótica. No Brasil, ela é apoiada pelo CNPq e dirigida por mestres e doutores de instituições como Unesp, UFRN e FEI.

As melhores equipes se credenciam para a fase Nacional da OBR, que será realizada em outubro, em Fortaleza (CE). Dois times do Sesi-SP se classificarão para essa fase.

Os vencedores da Final Nacional conquistam o direito de representar o Brasil na grande Final Mundial, em 2014, em João Pessoa (PB).