Primeiro-ministro do Reino Unido visita exposição ‘Observadores’ no Centro Cultural Fiesp

Juan Saavedra e Talita Camargo, Agência Indusnet Fiesp

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, encerrou sua visita à sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), com uma rápida passagem pelo Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso, onde viu alguns dos quadros da exposição “Observadores: Fotógrafos da Cena Britânica desde 1930 até hoje”.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544554972

Paulo Skaf, David Cameron e João Kulcsár, curador brasileiro da exposição 'Observadores'. Foto: Everton Amaro

Acompanhado pelo presidente da Fiesp, Paulo Skaf, e por sua comitiva, Cameron teve como guia o curador brasileiro da mostra, João Kulcsár, que, em inglês, apresentou alguns dos detalhes das fotografias.

“Muito boa a exposição”, resumiu Cameron ao final. De acordo com Kulcsár, o primeiro-ministro disse ter morado perto de um dos lugares retratados na mostra.

A exposição

A exibição é focada na tradição da prática documental presente na fotografia produzida no Reino Unido. Além de revelar quase um século da cena britânica com imagens captadas nos universos analógicos e digitais, a mostra retrata uma época que viu o nascimento da televisão, do cinema falado e da circulação em massa de jornais e revistas.

A exposição teve seu título inspirado no projeto Mass Observation, criado, em 1937, pelo antropólogo Tom Harrisson, pelo poeta Charles Madge e pelo cineasta Humphrey Jennings. Eles perceberam, no período entreguerras, que havia uma diferença entre o que se conhecia e a vida real das pessoas comuns da Inglaterra. A proposta foi examinar e documentar de forma antropológica como a classe trabalhadora inglesa vivia, por meio de seus hábitos e costumes e entender, de fato, o que as pessoas estavam fazendo na Grã-Bretanha.

A mostra integra a temporada UK Season – programação de atividades culturais e educativas do Reino Unido no Brasil, que acontece de setembro de 2012 a março de 2013.

Para saber mais sobre a exposição, clique aqui.

Sesi-SP apresenta exposição ‘Observadores: fotógrafos da cena britânica desde 1930 até hoje’

Flávia Dias, Agência Indusnet Fiesp

Quem é o povo britânico? Como vivem? Quais os seus costumes? As pistas para responder algumas dessas perguntas podem ser encontradas na exposição Observadores: fotógrafos da cena britânica desde 1930 até hoje.  A mostra, inédita no Brasil, foi apresentada a cerca de 200 convidados, entre fotógrafos, artistas, estudantes e empresários, na noite desta segunda-feira (24/09), no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso, em São Paulo.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544554972

Abertura Exposição Observadores. Foto: Mauren Ercolani/Fiesp

“Nossa intenção é mostrar para aos brasileiros o significado de ser britânico. Como reunimos diferentes fotógrafos e pontos de vistas, há várias respostas para responder essa pergunta”, explica Martin Caiger-Smith, curador britânico da mostra.

Segundo Smith, a exposição reúne 240 imagens de 36 fotógrafos que apontaram suas câmeras para retratar a Grã-Bretanha, seus costumes, caráter e as condições de seus habitantes. “Nesta exposição o público terá a chance de conhecer a história da sociedade britânica e também da própria fotografia”, afirmou.

O brasileiro João Kulcsár, também curador da mostra, destaca o caráter educativo – a mostra oferece aos visitantes uma biblioteca com 20 exemplares de livros que dão um contexto sobre o trabalho realizado pelos fotógrafos. “É muito importante que a exposição provoque nas pessoas esta reflexão do que é ser britânico e a partir daí pense no que é ser brasileiro.”

A exposição Observadores: fotógrafos da cena britânica desde 1930 até hoje é uma parceria do Sesi-SP com o British Council e faz parte da temporada UK Season – programação de atividades culturais e educativas do Reino Unido no Brasil.

A exibição fica em cartaz no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso até o dia 25 de novembro.

Serviço

Exposição: Local: Galeria de Arte do Sesi-SP, no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso
End.: Av. Paulista, 1313 (metrô Trianon-Masp)
Visitação: 25 de setembro a 23 de novembro de 2012
Datas e horários: segunda-feira, das 11h às 20h; terça a sábado, das 10h às 20h; e domingo, das 10h às 19h (entrada até 20 minutos antes do fechamento).
Agendamentos escolares e de grupos: de segunda a sexta-feira, das 10h às 13h e das 14h às 17h, pelo telefone (11) 3146-7439
Classificação indicativa: livre
Informações: (11) 3146-7405 e 7406

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544554972

Exposição fica aberta ao público até o dia 23 de novembro de 2012. Foto: Mauren Ercolani

Maior exposição de fotos da cena britânica estreia na Galeria de Arte do Sesi-SP dia 25/09

Danusa Etcheverria, Agência Indusnet Fiesp

A Galeria de Arte do Sesi-SP, no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso, apresenta de 25 de setembro a 25 de novembro de 2012 a exposição Observadores: fotógrafos da cena britânica desde 1930 até hoje. Parceria entre o Sesi-SP e o British Council, esta é a primeira e maior mostra já apresentada na América Latina que traça um perfil da fotografia britânica nos últimos 80 anos.

Exposição "Obervadores" - Humprey Spender - Open market - shoppers, 1937-1938

Humprey Spender - Open market - shoppers, 1937-1938

Com curadoria de João Kulcsár e Martin Caiger-Smith, a exibição cobre desde os novos rumos fotográficos, na década de 1930, até a fotografia contemporânea. São 240 imagens – selecionadas de acervos como TATE Gallery, National Portrait Gallery, British Council Collection, Arts Council Art Collection e Bolton Museum – de 36 fotógrafos que voltaram suas lentes para a cultura, os costumes e as pessoas da Grã-Bretanha.

A mostra é focada na tradição da prática documental presente na fotografia produzida no Reino Unido, e revela quase um século da cena britânica com imagens captadas no universo analógico e na era digital, retratando uma época que viu o nascimento da televisão, do cinema falado e da circulação em massa de jornais e revistas.

Os trabalhos exibidos vão desde a cena urbana até a alta sociedade, passando pelo realismo subversivo e corajoso da cultura de rua inglesa. Entre os influentes fotógrafos que assumiram uma postura voyer diante de seu próprio país, seja por nascimento ou longa estadia, estão Bill Brandt, Martin Parr, Wolfgang Tillman, Cecil Beaton, George Rodger, Richard Billingham, Derek Ridgers, Tony Ray-Jones, Daniel Meadows, Chris Killip, Paul Nash e Keith Arnatt.

Hábitos e costumes

Exposição "Obervadores" - Shirley Baker - Cheeky Young Graffiti artist, Manchester, 1967

Shirley Baker - Cheeky Young Graffiti artist, Manchester, 1967

A exposição teve seu título inspirado no projeto Mass Observation, criado em 1937 pelo antropólogo Tom Harrisson, pelo poeta Charles Madge e pelo cineasta Humphrey Jennings. A proposta foi examinar e documentar de forma antropológica como a classe trabalhadora inglesa vivia, por meio de seus hábitos e costumes.

No período entre guerras, os criadores do Mass Observation perceberam que havia uma diferença entre o que se conhecia e a vida real das pessoas comuns da Inglaterra.
Esse cenário foi uma oportunidade para artistas, antropólogos, sociólogos e artistas trabalharem juntos de forma criativa e desenvolverem a melhor forma de entender o que as pessoas, de fato, estavam fazendo na Grã-Bretanha.

Observadores: fotógrafos da cena britânica desde 1930 até hoje é uma parceria do Sesi-SP com o British Council e faz parte da temporada UK Season – programação de atividades culturais e educativas do Reino Unido no Brasil, que acontece de setembro de 2012 a março de 2013.

Serviço
Exposição: Observadores: fotógrafos da cena britânica desde 1930 até hoje
Local: Galeria de Arte do Sesi-SP – Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso
End.: Av. Paulista, 1313 (metrô Trianon-Masp)
Visitação: 25 de setembro a 25 de novembro de 2012
Datas e horários: segunda-feira, das 11h às 20h; terça a sábado, das 10h às 20h; e domingo, das 10h às 19h (entrada até 20 minutos antes do fechamento)
Agendamentos escolares e de grupos: de segunda a sexta-feira, das 10h às 13h e das 14h às 17h, pelo telefone (11) 3146-7439
Classificação indicativa: livre
Informações: (11) 3146-7405 e 7406
Entrada franca. O espaço tem acessibilidade
Leia mais