No segundo amistoso, seleção sub-23 vence Sesi-SP no vôlei masculino

Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539795014

Lucarelli ataca pela seleção Sub-23. Ponteiro é um dos atletas do Sesi-SP convocados para o Mundial. Foto: CBV

Com o apoio de uma torcida especial, formada por crianças de escolas e projetos sociais da Prefeitura de Uberlândia (MG), a seleção brasileira sub-23 venceu o segundo amistoso contra a equipe do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), por 3 sets a 2, parciais de 21/13, 21/18, 17/21, 22/24 e 15/10.

A seleção está reforçada por quatro jogadores do Sesi-SP: os ponteiros Lucarelli e Ary, o levantador Thiaguinho e o central Aracaju. O time do Sesi-SP que iniciou a partida foi formado por Sandro, Evandro, Lucão, Rogério, Batagim e Alisson, além do líbero Lucianinho. Também entraram no jogo Roese, Renan e Tarcísio.

No primeiro amistoso, realizado na quarta-feira (02/10), o time do Sesi-SP venceu a seleção brasileira por 4 a 0. As duas partidas foram realizadas no Ginásio Sabiazinho, em Uberlândia.

Os jogos fizeram parte da fase final de preparação do Brasil para o Mundial Sub-23, que começa no próximo domingo (06/10), no mesmo local.

Vôlei: Sesi-SP vence seleção brasileira sub-23 por 4 a 0 em amistoso

Agência Indusnet Fiesp com informações da CBV

No primeiro de dois amistosos programados entre as equipes, o time masculino do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) venceu na noite desta quarta-feira (02/10), no ginásio Sabiazinho, em Uberlândia (MG), a seleção brasileira sub-23.

O jogo teve um placar inusitado: 4 sets a (22/20, 21/16, 21/19 e 21/17) – o set extraordinário foi disputado como meio de fortalecer a preparação verde e amarela para o Mundial da categoria. O Brasil estreia no domingo (06/10), também na cidade do Triângulo Mineiro, diante da República Dominicana.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539795014

Lucarelli, ponteiro do Sesi-SP, enfrenta companheiros no primeiro de dois amistosos. Foto: CBV


O Sesi-SP do técnico Marcos Pacheco entrou com o oposto Renan, o ponteiro Alisson, o levantador Sandro, o central Sidão, o ponta Manius e o central Rogério. Serginho jogou de líbero. Entraram Roese, Evandro, Lucianinho, Lucão, Batagim e Gabriel. O maior pontuador do Sesi-SP foi o oposto Renan, com 15 pontos.

O técnico da seleção brasileira sub-23, Roberley Leonaldo, o Rubinho, utilizou durante a partida todos s 12 atletas inscritos no Mundial, inclusive quatro jogadores do Sesi-SP convocados: Lucarelli, Ary, Aracaju e Thiaguinho.

Em entrevista ao site da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), Lucarelli comentou a experiência de atuar contra sua própria equipe. “Mesmo que em uma situação de treino, jogar contra um time qualificado como o Sesi-SP é incrível. Meus companheiros estavam no outro time e isso fez com que fosse um treino importante, porém divertido. Conseguimos brincar um pouco, mas quando a bola estava em jogo, trabalhamos com seriedade buscando acertar e deixar o time pronto, já que está bem próximo de começar o campeonato”, disse Lucarelli.

Também ouvido pela CBV, o campeão olímpico Serginho, experiente líbero do Sesi-SP, disse que esse jogo-treino teve importância tanto para o Sesi-SP como para a seleção. “Jogar um Mundial é muito importante e, em casa, vai haver uma pressão muito grande. Esse time tem um potencial enorme, uma garotada alta, e espero ainda mais deles. Daqui a alguns anos eles vão estar na seleção brasileira adulta e têm que ter uma postura ainda mais forte do que teve hoje. Eu torço muito por esses meninos e virei fã deles. Todos jogam muito bem nos seus clubes e temos que torcer para que eles mantenham o nível do voleibol brasileiro lá no alto”, afirmou Serginho.

As equipes voltam a enfrentar-se nesta quinta-feira (04/10), às 15h.