Iniciativas Sustentáveis: MPD – Treinamento interno

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542064432

Por Karen Pegorari Silveira

Segundo pesquisa do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), profissionais qualificados em cursos técnicos têm grandes chances de conquistar um bom emprego logo após o primeiro ano de formação e ganham salários até 25% mais altos. Além disso, dentre os três setores econômicos do país, o da indústria é o que paga os maiores salários. Mesmo com esse cenário positivo, os índices da educação profissional no Brasil são baixíssimos: a mesma pesquisa mostra que apenas 8% dos estudantes cursam o ensino técnico, enquanto em países desenvolvidos esse indicador passa de 60%.

Esta situação tem estimulado muitas empresas a investirem na qualificação interna de seus colaboradores, como fez a MPD Engenharia. Em 2008, a empresa percebeu a necessidade de investir na alfabetização de seus profissionais e criou o projeto Construindo Letras. Com ele, os colaboradores têm acesso ao curso de alfabetização, que tem 6 meses de duração, e para os alunos do 5º ao 9º ano, a duração de 18 meses. Depois de preparados, os alunos são encaminhados para provas em escolas estaduais e, se aprovados, recebem o certificado de conclusão emitido pelo MEC. Posteriormente, todos podem continuar seus estudos, fazendo cursos de formação e aperfeiçoamento técnico do Senai. O projeto é aberto também para colaboradores dos prestadores de serviço da MPD e, para incentivar a frequência nas aulas, os alunos recebem vale transporte e uma cesta básica.

Paralelo a isso, a construtora firmou uma parceria com as subprefeituras da região oeste de São Paulo, para disponibilizar cursos de formação e qualificação profissional, ministrados pelo Senai e realizados em seus canteiros de obras. Até o momento, mais de 500 colaboradores finalizaram a formação como pedreiros, armadores, carpinteiros e mestres de obras.

Com a implementação dos cursos de alfabetização e os de formação profissional, a empresa percebeu que os colaboradores se tornavam mais preparados e assim, conseguiam manter a qualidade das obras e a satisfação dos clientes. Prova disso, foi o registro de 95% de aprovações dos clientes durante vistoria dos imóveis no momento da entrega.

A colaboradora da MPD, Lucile Silva de Sousa, relata que foi muito gratificante participar de um dos cursos promovidos pela empresa. “Eu não sabia escrever nada e agora já consigo ler. Eu não pensava que fosse capaz de ir tão longe. Me abriu muitas portas”, conta Lucile.

Para o diretor técnico da empresa, Antônio Jambeiro, estes cursos têm um aproveitamento muito grande. “As pessoas ficam realizadas de conseguirem fazer coisas que antes não faziam e são importantes para a evolução social. Após a implementação dos projetos podemos contar com colaboradores mais motivados e qualificados para realizar suas tarefas e assim, a empresa consegue reter seus profissionais”, relata Jambeiro.

Sobre A MPD Há 32 anos no mercado de construção e incorporação de empreendimentos de alto padrão, seu portfólio concentra obras comerciais, industriais, hospitalares, escolares, residenciais e públicas, com princípios de sustentabilidade. Possui mais de 4 mil colaboradores e por dois anos consecutivos, 2013 e 2014, fez parte do “Guia das 150 Melhores Empresas Para Você Trabalhar no Brasil”, publicado pela revista Você S.A.