A cada 10 mil habitantes, dois morrem em rodovias brasileiras, aponta estudo IDT/Fiesp

Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp

Comparado aos países com melhores prática de infraestrutura de transportes, o Brasil está defasado em 70% em evitar acidentes em rodovias, indica estudo da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Segundo o Índice Comparado de Desempenho da Infraestrutura de Transporte (IDT-Fiesp), elaborado pelo Departamento de Infraestrutura (Deinfra) da federação, a cada 10 mil habitantes no Brasil dois morrem em rodovias, considerando as federais estaduais e municipais, enquanto o grupo de países com melhores práticas logísticas apresenta uma taxa de 0,6  óbitos para 10 mil habitantes.

A pesquisa traz o levantamento com base em 2010 e mostra que o Brasil apresenta uma defasagem de 67% em relação ao topo do benchmark internacional, ou seja, as regiões líderes mundiais em prática logística.

O IDT/Fiesp foi apresentado oficialmente na terça-feira (07/05), durante o 8º Encontro de Logística e Transportes da entidade.

Conheça o estudo na íntegra

Índice Comparado de Desempenho da Infraestrutura de Transporte (IDT/Fiesp)