Retrospectiva 2013 – Estímulo à prática de atividade física e pedagogia do exemplo são destaques na área de esportes

Ariett Gouveia, Agência Indusnet Fiesp

No Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), a atuação na área de esportes contempla três vertentes:  participação ativa, onde todos os alunos e funcionários da indústria paulista são incentivados a praticar atividade física; formação e treinamento esportivo popularizando as modalidades, aumentando o número de praticantes e revelando novos talentos, e o rendimento esportivo com o viés do desempenho e, principalmente, a excelência por meio da pedagogia do exemplo.

Em 2013, as ações na área foram focadas nesses objetivos.

Três novas modalidades esportivas foram lançadas: badminton, na região de Presidente Prudente; hóquei na grama, nas unidades de Mogi das Cruzes e Suzano – ambas esportes olímpicos –, além do karatê, em Santos.

Badminton em Presidente Prudente: novas modalidades esportivas na rede. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Badminton em Presidente Prudente: novas modalidades esportivas na rede. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

 

Também foi implantada a modalidade capoeira, com a contratação de 28 instrutores que farão o atendimento em 28 escolas da Rede Sesi-SP distribuídas pelo estado, atingindo 3.360 alunos.

Ainda em 2013, outros dois esportes paralímpicos também começaram a ser praticados no Sesi-SP: o Goalball, em Mogi das Cruzes, e o Futebol PC, em Suzano.

Try Rugby, Academia e Dança

Outro esporte que teve destaque nas ações do Sesi-SP em 2013 foi o rugby, que foi ampliado para mais sete unidades do estado, chegando a 19, além da realização de oficinas da modalidade. Hoje, são mais de 9 mil alunos em atividades permanentes do esporte de mais de 60 mil em eventos especiais.

O trabalho realizado pelo Sesi-SP nesse esporte rendeu a premiação da Liga Inglesa de Rugby, que indicou o Sesi-SP como melhor projeto comunitário da modalidade.

Outra atividade que cresceu muito em 2013 foi a dança, com mais de 5 mil alunos, tendo também como destaque o Encontro Estadual de dança: 630 alunos participaram das duas etapas do Encontro Estadual de Dança em novembro nas unidades de São Bernardo e São José do Rio Preto.

As academias do Sesi-SP receberam 40.564 alunos em 2013, o maior número dos últimos anos.

Princípio Acidente Zero

O Princípio Acidade Zero (PAZ) atrela os cuidados com os milhares de crianças, jovens e adultos que transitam todos os dias nos Centros de Atividades do Sesi-SP, atuando com educação para prevenção de acidentes. Entre as diversas ações, destacou-se em 2013 o Bombeiro Mirim.

Depois da tragédia da Boate Kiss, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, foi iniciado um treinamento com grupos de 20 alunos em cada escola da rede, formando brigadas de incêndio e mostrando a importância da segurança nas escolas e dentro das casas.

Contratações

Com foco na pedagogia do exemplo, o Sesi-SP buscou atletas exemplares em suas modalidades para integrar as equipes adultas. Para o time de polo aquático, foi repatriado o brasileiro Tony Azevedo, que chegou a integrar a equipe olímpica americana.

Tony Azevedo durante partida contra a equipe do Fluminense. Foto:Beto Moussalli

Tony Azevedo: exemplo para os jovens e referência no polo aquático. Foto: Beto Moussalli/Fiesp

Os times de vôlei masculino  e feminino  também foram reformulados e ambos hoje mantém jogadores experientes, com nível de seleção brasileira, com atletas formados na base do Sesi-SP. A meta é que as equipes do Sesi-SP sigam competitivas, disputando os primeiros lugares, mas sempre trazendo atletas da base.

No vôlei, atualmente, o Sesi-SP é a única equipe que têm times em todas as categorias do vôlei, masculino e feminino, disputando os campeonatos oficiais.

O reforço das equipes reflete, de forma direta, na participação de crianças e jovens do Sesi-SP nos esportes. No Programa Atleta do Futuro, considerando os esportes de rendimento desenvolvidos desde 2009, o número de crianças participantes aumentou de 5466 quando foi criado, para 23.382 em 2013. O mesmo crescimento foi visto no Treinamento Esportivo, que passou de 617 atletas em 2009 para 1344 em 2013.

Conquistas importantes

Cumprindo a missão de colaborar com o esporte nacional, não faltaram conquistas e participações de atletas do Sesi-SP em seleções brasileiras.

Uma das vitórias mais importantes foi de Verônica Hipólito, do Atletismo Paralímpico. Aos 17 anos de idade, ela foi para o primeiro Mundial, em Lyon, na França, e trouxe duas medalhas: ouro nos 200m, tornando-se recordista da prova e prata nos 100m.

A atleta teve outras conquistas importantes durante o ano, o que rendeu a ela o prêmio de Atleta Revelação dado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CBP).

No vôlei, o Sesi-SP foi a instituição que mais cedeu atletas para a seleção brasileira. Craques como Lucão, Lucarelli, Renan, Evandro e Sidão no masculino, e Fabiana, Suellen e Pri Daroit no feminino contribuíram para conquistas da seleção e também do Sesi-SP. Além disso, o Sesi-SP contribuiu com a seleção de novos destaques no vôlei masculino, composta com jogadores de até 24 anos, com as convocação de Ari, Lucarelli, Battagin, Aracaju e Thiaguinho.

As meninas foram bicampeãs da Copa São Paulo e vices no Paulista, enquanto os homens venceram o Campeonato Paulista, conquistando o tetracampeonato para o Sesi-SP.

O pólo aquático do Sesi-SP ganhou dois títulos inéditos: campeão paulista  e vice-campeão da Liga Nacional. O esporte terminou o ano em primeiro lugar no ranking masculino da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA).

Na natação, três atletas tiveram resultados excelentes em competições internacionais. Thiago Pereira ganhou duas medalhas de bronze no Mundial de Barcelona, o melhor resultado na sua carreira. Na mesma competição, Etiene Medeiros obteve uma marca história para a natação brasileira, com o 4º lugar nos 50m costas.

Ainda no Mundial, Ana Marcela Cunha fez bonito na maratona aquática e ganhou medalha de bronze nos 5km e prata nos 10km. Além disso, a nadadora integrou a equipe bicampeã brasileira de maratona aquática.

O esporte paralímpico do Sesi-SP também obteve títulos expressivos em 2013. A equipe feminina de voleibol sentado sagrou-se pentacampeã paulista e brasileira. Na bocha, o Sesi-SP foi tetracampeão paulista, tricampeão brasileiro e tricampeão no regional sudeste.

A equipe de golbol conquistou o campeonato brasileiro da modalidade. Os resultados colocam o Sesi-SP como uma das instituições que mais contribuiu com o esporte paralímpico nacional.

Educação pelo esporte

O programa de formação esportiva gratuito de inclusão social Atleta do Futuro chegou a 173 municípios, 73.959 alunos (já inclusos 20 mil alunos da rede escolar SESI-SP) e 147 empresas madrinhas. A prática esportiva também foi estimulada para todos os alunos da rede escolar do Sesi-SP por meio dos Jogos Estudantis do Sesi-SP, realizados ao longo de 2013, atendendo 97 mil alunos de 6 a 17 anos.

Na área educativa, o Sesi-SP realizou outras ações importantes como a implantação de quatro aulas de educação física em toda a rede Sesi-SP para alunos do 1º ao 5º ano, algo inédito nas redes de ensino brasileiras, atendendo 38.368 alunos

Para a difusão de conhecimento, o Departamento de Esportes produziu publicações, como o Caderno de treinamento esportivo, feito com depoimentos de todos os técnicos e preparadores das equipes de competição, a Proposta Curricular da Educação Física, a Metodologia Sesi-SP de Dança, os Cadernos Didáticos do PAF e o lançamento mais recente, Caderno do Paradesporto.

Ainda como forma de divulgar o esporte, foram produzidas em 2013 as exposições “Olhar a toda a prova” e “Jogos Olímpicos”, que ficaram expostas no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso, de maio a junho. Depois, tornaram-se exposições itinerantes, passando por várias unidades do Sesi-SP.

Em junho, o Departamento de Esportes inaugurou, no Centro de Atividades de Votorantim, o Circuito Educativo Dinossauros do Brasil. Em pouco tempo, o projeto tornou-se um sucesso de público, recebendo mais de 5 mil visitantes.

Paulo Skaf na inauguração do Circuito Educativo Dinossauros do Brasil, em Votorantim. Foto: Julia Moraes/Fiesp

Paulo Skaf na abertura do Circuito Educativo Dinossauros do Brasil, em Votorantim. Foto: Julia Moraes/Fiesp

 

Centro de Referência em Ciência do Esporte

Em 2013, foi criado o Centro de Referência em Ciências do Esporte, localizado no Sesi Vila Leopoldina, na capital paulista. Ele conta com uma experiente equipe multidisciplinar com médicos, fisioterapeutas,  nutricionistas, psicólogas, terapeutas ocupacionais além de profissionais de educação física que atuam como técnicos e preparadores físicos.

O Centro atua em três pilares principais: atendimento aos atletas, estudo e pesquisa, parceria e inovação, onde a Unifesp/Departamento de Biofísica, se tornou a primeira parceira em um convênio de cooperação técnica.

 

Presidente Dilma dá início às provas da Olimpíada do Conhecimento nesta quarta-feira, 14/11

Agência Indusnet Fiesp, com informações do Senai

A presidente Dilma Rousseff abre na manhã desta quarta-feira (14/11),  no Pavilhão do Anhembi, em São Paulo, as provas da 7ª Olimpíada do Conhecimento.

Trata-se da maior competição entre estudantes de educação técnica e profissional das Américas, realizada até 18 de novembro, no local, pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

Durante a visita, Dilma tem na agenda a assinatura de um protocolo oficial ratificando São Paulo como cidade sede da competição WorldSkills International. Em 2015, o Brasil receberá estudantes de nível técnico de mais de 50 países de todos os continentes para provas semelhantes às que acontecem agora.

Até o fim desta semana, 640 estudantes de cursos técnicos e profissionalizantes competem em 50 ocupações industriais e quatro do setor de serviços. Entre eles, 36 estão inscritos em modalidades para pessoas com deficiência: nove disputam em costura para surdos; 10 em panificação para pessoas com síndrome de Down; sete em mecânica de automóveis para cadeirantes; e dez em tecnologia da informação para deficientes visuais.

Nas provas elaboradas com base nas qualificações exigidas pelo mercado de trabalho e nos avanços tecnológicos, os competidores precisam resolver situações semelhantes às que enfrentariam no ambiente real de trabalho. Todos são avaliados em diferentes quesitos e vencem o torneio os alunos que conseguem as melhores notas. Os vencedores que vão representar o Brasil no WorldSkills, maior torneio mundial de profissões que, em 2013,  será realizado em Leipzig, na Alemanha.

O desempenho dos alunos, todos com até 21 anos, forma um conjunto de indicadores que o Senai utiliza para orientar a atualização dos currículos nas suas escolas.

Eventos simultâneos destacam inovação

No mesmo período da realização das provas, o público visitante pode acompanhar uma série de atividades no Pavilhão do Anhembi que apresentam tecnologias adotadas pela indústria brasileira. Confira:

Inova Senai: mostra de 50 projetos inovadores com soluções para indústrias desenvolvidos por alunos, técnicos e professores do Senai. A exposição fica aberta à visitação pública nos dias 14, 15 e 16 de novembro. Entre os inventos, há soluções para manejo de resíduos da indústria, automação para aumentar a acessibilidade de pessoas com deficiência, uso de materiais recicláveis na construção civil e novos produtos alimentícios e cosméticos. A exposição fica aberta das 9h às 18h.

Torneio de Robótica: no desafio Senior Solutions, tema da temporada 2012/2013 da FIRST® LEGO® League (FLL), o objetivo dos times é propor soluções inovadoras para manter a qualidade de vida das pessoas na terceira idade. Nos dias 14, 15 e 16, acontecem competições das 10h às 17h. As finais serão no dia 16, a partir das 14h50.

Futebol de robôs: WRO Gen II Football é a mais nova competição internacional de futebol de robôs. Oito times do ensino médio do Sesi-SP, com três integrantes cada, disputam partidas de futebol com 10 minutos de duração. Cada time deve construir dois robôs autônomos (um goleiro e um atacante) utilizando apenas os kits de tecnologia LEGO® Mindstorms. As competições começam às 9h40 do dia 14 de novembro e seguem até as 12h20. No dia 15, a manhã está reservada para treinos livres. As partidas começam ao meio dia. Às 15h, haverá apresentação da equipe Sesi-SP, que esteve em Kiev, capital da Ucrânia, e garantiu, no gol de ouro, o 4º lugar na categoria para o Brasil. As finais e a premiação serão no dia 16 de novembro a partir das 13h30.

Desafio de Resgate: um robô simula o comportamento de um bombeiro no resgate de vítimas de um incêndio. Cabe a ele entrar no ambiente, e, de forma autônoma, desviar de escombros, transpor áreas obstruídas e ajudar a resgatar as vítimas. Dez times do ensino médio do Sesi-SP, com quatro integrantes cada, disputam as provas. As competições começam às 10h do dia 14 de novembro e seguem até as 14h40. No dia 15, haverá treinos livres pela manhã e provas a partir do meio dia. Às 14h do dia 16 de novembro será o desafio surpresa e, logo depois, a premiação.

Indústria do Futuro: exposição didática que apresenta ao público uma mostra das tecnologias utilizadas nas diversas fases do ciclo de vida do produto industrial. Numa área de mil metros quadrados estarão os cinco estágios da produção ao longo das últimas décadas: Desenvolvimento do Produto, Prototipagem, Linha de Produção, Robótica e Metrologia.  A cronologia das tecnologias considera como início a década de 1970, com base na produtividade, culminando com um espaço sobre o papel da indústria do futuro, com a busca de soluções em automação com mínima ou nenhuma interferência humana, a partir da montagem de uma aeronave. O projeto utiliza dois robôs que manipulam a fuselagem da aeronave, para alinhar as peças. A exposição fica aberta de 14 a 17 de novembro, das 9h às 18h.

Educação para o Futuro: o visitante vai embarcar em um trem cenográfico e vivenciar uma viagem pela história da educação profissional desde a década de 1940 até o futuro. Ao entrar no espaço, uma projeção mistura elementos de computação gráfica, animação, edição de vídeos históricos e montagens fotográficas. O trem viajará pelas sete décadas do Senai, a principal instituição de formação profissional para a indústria. Ao saírem do trem, os visitantes desembarcarão em uma mostra que apresentará ferramentas de ensino do futuro, com destaque para os equipamentos tecnológicos que ilustram a visão do Senai e Sesi para a educação profissional. Visitação aberta de 14 a 17 de novembro, das 9h às 18h.

Cyber Senai: espaço reservado a palestras e exposição do acervo do Senai. Nesse ambiente será possível interagir com tecnologias educacionais, como realidade aumentada e simuladores. Há programação de palestras: Biografia de Jorge Amado e imagem do Brasil na obra de Jorge Amado, no dia 14 às 15h30; Como a robótica mudou a minha vida, dia 15, às 16h; Projeto Nanomumdo, no dia 16, às 11h; Os cinco sentidos na gastronomia, no dia 16, às 14h30; Geração Y: os leitores do futuro, no dia 17, às 11h; apresentação cultural com músicos da Orquestra Filarmônica Senai-SP, no dia 17, às 16h.

Campeonato Mundial de Jovens Confeiteiros: 14 participantes (dois da Alemanha, dois da Áustria, dois do Brasil, dois da Hungria, dois da Polônia, dois da Suíça, um do Japão e um de Taiwan) irão demonstrar habilidades na arte da confeitaria, exibindo técnicas, tendências e produtos para marcar e transformar esse segmento no Brasil. As provas são práticas e individuais, com duração de 16 horas e realizadas durante os dias 13, 14 e 15 de novembro. Os componentes das receitas devem ser comestíveis e fabricados durante o campeonato. Dentre os quesitos a serem avaliados estão: sabor, aparência, acabamento, grau de dificuldade, inovação, método de trabalho, higiene e limpeza.

WorldSkills Americas: 216 jovens de 24 países irão competir entre 14 e 17 de novembro em provas de robótica móvel, confeitaria, sistema de transporte da informação, jardinagem e outras 30 profissões da WorldSkills Americas. Com 38 competidores, o Brasil terá a maior delegação entre todos os países e supera, também, a quantidade de estudantes que participaram da primeira edição em 2010 no Rio de Janeiro. O WorldSkills Americas traz uma série de benefícios. É uma forma de sensibilizar as autoridades políticas, empresários, líderes educacionais e a sociedade da importância da educação profissional, como um instrumento eficaz de transformação social e econômica da família e do país.

Sesi-SP investirá R$ 40 milhões em atletas e novas modalidades

Agência Indusnet Fiesp

Neste sábado (28/11), o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Sesi-SP e Senai-SP, Paulo Skaf, anunciou que os investimentos em novas modalidades e infraestrutura para o esporte de competição vão dobrar em 2010.

As informações foram dadas durante almoço com os jogadores do time de vôlei masculino adulto do Sesi-SP, promovido na sede da Federação para definir os planos para o próximo ano.

Paulo Skaf e o técnico Giovane Gávio (ao centro, agachados) posam com o time de vôlei masculino do Sesi-SP. Foto: Flávio Martin

 

 

De acordo com Skaf, serão destinados R$ 17 milhões para novas modalidades esportivas e mais R$ 22 milhões em obras que darão suporte a atletas e alunos do Sesi-SP de todo o Estado.

“Em 2010, vamos dobrar a quantia investida nos nossos esportes de rendimento. O número de atletas e de modalidades oferecidas também irá duplicar”, explicou.

Mãos à obra

Os principais empreendimentos serão a construção de duas piscinas olímpicas, uma em Cubatão e outra em São Bernardo do Campo, que custarão R$ 5 milhões cada. Também serão feitas quatro novas pistas sintéticas de atletismo, nas cidades de Campinas, Osasco, Matão e Santo André, com o valor de R$ 3 milhões cada uma.

“Passaremos de 300 esportistas para 600 e de nove modalidades iremos para 18”, acrescentou o presidente das entidades paulistas.

As modalidades estão divididas em esportes aquáticos, paraolímpicos, de quadra, artes marciais e de pista, totalizando as 18 que integrarão a expansão do esporte de rendimento.

“Investir no esporte é dar oportunidade para os jovens verem seus sonhos construídos. Esporte é educação, e a indústria paulista está cumprindo seu papel para o futuro do Brasil”, acrescenta Paulo Skaf.

Portas abertas

Neste mês de dezembro, o Sesi-SP também realizará uma “peneira” para o vôlei, entre alunos de 14 a 18 anos, das categorias infantil e infanto-juvenil. A iniciativa faz parte dos investimentos anunciados e busca novos talentos, já pensando nas Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro.

Para o auxiliar técnico de vôlei da entidade, Pedro Uehara, o objetivo é possibilitar que os jovens tenham um espaço bem estruturado e uma equipe técnica adequada para sua formação esportiva.

“Os mais novos acham que jogar numa seleção ou mesmo num clube profissional é algo que está distante deles. Incentivos desse tipo servem para mostrar que o caminho está aberto”, sublinhou.

Próximo passo

“Demos nosso máximo e colhemos os frutos do esforço. Voltamos duas vezes campeões”, comemorou o técnico do time profissional de vôlei do Sesi-SP, Giovane Gávio.

Apesar da confiança na equipe, o ele não conta vitória antecipada e garante que os jogadores vão encarar a superliga com a mesma garra que mostraram nas outras competições.

“Não sabemos se vamos trazer o título, mas prometemos jogar com todo nosso potencial. Vamos encarar a superliga com a faca nos dentes”, concluiu Giovane.

Desde sua criação, em maio deste ano, o time de vôlei masculino Sesi-SP consagrou-se como um dos mais competitivos da modalidade no País, conquistando dois importantes títulos: a Copa São Paulo e o Super Paulistão, que reuniu as oito principais equipes do estado.

O grupo também contabiliza outra vitória: o expressivo crescimento da prática da modalidade entre as crianças atendidas pelo Programa Atleta do Futuro (PAF) no estado, atualmente com cerca de 20 mil inscritos. Apenas de maio para cá, o total de jovens que adotaram o vôlei como esporte favorito no PAF salto de 1 mil para 5 mil.

Mesclando jovens talentos e jogadores olímpicos, a exemplo de Murilo e Sidão – repatriados pelo Sesi-SP após várias conquistas internacionais –, o time comandado por Giovane Gávio é formado por 18 atletas.

No momento, a equipe está treinando forte e realizando diferentes amistosos para disputar a Superliga, a partir de 3 de dezembro.