‘A gente só dá um passo que a nossa perna consiga sustentar’, diz ACM Neto em encontro na Fiesp

Isabela Barros, Agência Indusnet Fiesp

Foi realizado, na manhã desta quinta-feira, 17/11, na sede da Fiesp, em São Paulo, o road show “Corredores de Transporte Coletivo Integrado de Salvador”. O encontro, que contou com a presença do prefeito da capital baiana, ACM Neto, apresentou os aspectos técnicos do projeto, explicando ainda o processo licitatório para a execução das obras. A iniciativa foi organizada pelo Departamento de Infraestrutura (Deinfra) da federação, sendo coordenado pelo diretor titular da área, Carlos Cavalcanti.

“A Fiesp está sempre se posicionando em nome do crescimento econômico”, disse o prefeito. “Agradeço a oportunidade de estar aqui e apresentar um projeto tão importante para Salvador”.

Nesse sentido, ACM Neto apresentou as linhas gerais do que a sua cidade vem fazendo na área de mobilidade. “Em 2012, quando disputei a eleição e venci, tínhamos cenários menos claros sobre os projetos de mobilidade em Salvador”, disse. “O projeto de linha de metrô sofria um impasse há 12 anos por problemas de concepção, estava paralisado e foi retomado graças à união entre prefeitura, estado e governo federal”.

Assim, a capital baiana tem duas linhas de metrô: a Linha 1, que  liga o Centro à BR 324 e a Linha 2, que sai do Centro em direção à Avenida Paralela, onde houve a expansão recente de Salvador, com conexão com o aeroporto da cidade e com os municípios da região metropolitana.

“O principal corredor da empregabilidade de Salvador precisava de uma solução de mobilidade”, afirmou Neto. “Na principal estação de transbordo da cidade, no Centro, passam 500 mil pessoas por dia”.

Para o prefeito, essa integração teria que ser feita “a partir de uma solução que estivesse de acordo com a geografia local, com pontos que não comportam metrô”. “Por isso fizemos estudos para a implantação do BRT”. A sigla significa Bus Rapid Transit ou transporte rápido de ônibus em inglês.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540189711

Neto: soluções para o transporte público de acordo com a geografia da capital baiana. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp


Outro foco, conforme Neto, era o cuidado com o pagamento do projeto. “Me envolvi na busca da equação de financiamento da obra. Só iríamos licitar esse projeto quando a equação de financiamento estivesse resolvida”, disse. “Por isso 100% dos recursos são de financiamento e a prefeitura tem capacidade de pagamento dos R$ 408 milhões envolvidos”.

Com todas essas medidas, Salvador terá 42 quilômetros de metrô. “Seremos a terceira cidade brasileira com a maior linha de metrô e três corredores de BRT”, disse. “Uma estrutura compatível com as nossas necessidades, afinal a gente só dá um passo que a nossa perna consiga sustentar”, explicou. “Fizemos um trabalho de equilíbrio das contas para honrar os nossos pagamentos e fazer sobrar dinheiro para garantir investimentos com recursos próprios”.

Segundo Neto, a licitação para o BRT de Salvador deve ser autorizada pela Caixa Econômica Federal até o começo de dezembro. “Queremos convidar todos vocês, empresários, a participar da licitação”, afirmou. “Por isso fizemos um road show em Salvador e esse agora aqui em São Paulo”, disse. “Queremos fazer a mais moderna linha de BRT do Brasil”.

Arquiteto responsável pelo projeto, Lourenço Prado Valladares destacou que a capital baiana tem uma população de 3 milhões de habitantes, com 40,7 milhões de passageiros transportados por mês. “Pensamos sempre na integração dos sistemas”, explicou. “E sem perder o foco no sistema viário, no transporte público e na drenagem e demais interferências para lidar com questões como as enchentes na cidade”.

Participou ainda do encontro o diretor da Unidade de Parcerias com a Iniciativa Privada da Prefeitura de Salvador, Roberto Moussalem.

Estação do metrô também terá obra do File

Agência Indusnet Fiesp

Quem passar pela estação do metrô Trianon-Masp, de 23 de julho a 11 de agosto, poderá ver uma das obras do File, a mais importante exposição de arte digital do Brasil. A mostra é promovida pelo Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e vai ocupar quatro espaços do prédio da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), na Avenida Paulista.

Na estação do metrô que fica em frente ao prédio da Fiesp, estará a instalação interativa “Corpo Digitalizado”, da artista brasileira Juliana Cerqueira. Por meio dela, o público poderá digitalizar seu corpo nas mais diferentes posições e depois vê-lo pelos monitores de TV.

A instalação "Corpo Digitalizado" ficará exposta na estação Trianon-Masp. Foto: Divulgação

A instalação "Corpo Digitalizado" ficará exposta na estação Trianon-Masp. Foto: Divulgação

Todas as exposições, workshops e outros eventos do File serão gratuitos. Para ver a programação completa, consulte o site do Sesi-SP Cultura.


FILE Metrô L
Local: Estação Trianon-Masp
Data e horário: de 23 de julho a 11 de agosto de 2013 (segundas, das 11h às 20h; de terça a sábado, das 10h às 20h; e domingos, das 10h às 19h)
Livre para todos os públicos

Última semana do File no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso

Agência Indusnet Fiesp

O Sesi-SP realiza, até 19 de agosto, a 13ª edição do File – Festival Internacional de Linguagem Eletrônica, maior encontro do país sobre arte digital. Com entrada gratuita, a exposição pode ser conferida na Galeria de Arte do Sesi, localizada no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso, na avenida Paulista, 1313.


Imagem relacionada a matéria - Id: 1540189711

Rejane Cantoni e Leonardo Crescenti - Túnel (Brasi)

Iniciada no dia 17 de julho,  a extensa programação do File 2012 ocupou, além da Galeria de Arte, o Teatro do Sesi-SP, o Espaço Fiesp, o Espaço Mezanino, por onde já passaram mais de 47.400 pessoas.

As atrações também se espalharam por outros pontos da cidade, como o Museu da Imagem e do Som (MIS) e as estações Consolação e Trianon-Masp do metrô. E o público teve a oportunidade de conferir diferentes mídias eletrônicas, entre as quais animações, instalações interativas, aplicativos para tablets, games, performances, workshops, mesas-redondas, encontros com artistas internacionais e maquinemas (games produzidos com estética cinematográfica).

Saiba mais sobre a 13ª edição do File.

Serviço
File – Festival Internacional de Linguagem Eletrônica
Local: Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso
Endereço: Av. Paulista, 1313 (Metrô Trianon-Masp)
Informações: tels. (11) 3146-7405 / 7406
Classificação indicativa: livre
Entrada franca

Exposição (Galeria de Arte do Sesi-SP)
Data/horário: De 17 de julho a 19 de agosto de 2012 (de terça a sábado, das 10h às 20h; às segundas-feiras, das 11h às 20h; e aos domingos, das 10h às 19h)


Leia mais

Em Roma, diretor da Fiesp visita obras do metrô e Embaixada do Brasil

Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540189711

Oliveira Lima (ao centro) é recebido na Embaixada do Brasil em Roma, e, com membros do Deconcic (foto à dir.), visita obras do metrô na cidade



No segundo dia do evento realizado pelo Instituto Italiano para Comércio Exterior (ICE) em Roma, Itália, o diretor do Departamento da Indústria da Construção (Deconcic) da Fiesp, José Carlos de Oliveira Lima, o presidente-executivo do Sinaprocim/Sinprocim, Roberto Petrini, o membro efetivo do Comitê de Jovens Empreendedores (CJE) da Fiesp, Pedro Rinaldo, e demais participantes da comitiva brasileira visitaram as obras em andamento do trecho B1 do metrô da cidade.

O empreendimento contempla quatro estações projetadas para atender cerca de 24 mil passageiros por hora em cada direção. Esse trecho terá cinco quilômetros de extensão – complementar à linha B – e está previsto para ser inaugurado em março de 2012.

O diretor de produção da Salini Construttori, Giovanni Saggio, que recepcionou o grupo, explicou o uso de tecnologias exclusivas para esse tipo de obra para superar obstáculos no terreno.

Durante as escavações, frequentemente são encontradas peças arqueológicas, além de muita dificuldade por conta do afloramento de água, da não interrupção do tráfego e da segurança de prédios históricos, tombados pelo patrimônio histórico mundial.

Embaixada brasileira na Itália

No encerramento da programação do seminário, a comitiva brasileira foi recebida pelo embaixador do Brasil em Roma, José Viegas Filho. Durante a visita, Oliveira Lima entregou ao diplomata um exemplar do caderno Técnico do Construbusiness 2010.

O diretor da Fiesp ressaltou o estudo da cadeia produtiva, elaborado por renomadas consultorias brasileiras com o objetivo de projetar investimentos nas áreas de habitação e infraestrutura até 2022.

O dirigente da Fiesp explicou ainda que o conteúdo é uma contribuição para um “Plano de Estado”, alinhado com a política de continuidade do governo, em sua três esferas.

Oliveira Lima destacou o apoio que o setor recebeu da gestão Lula, e espera que essa sintonia continue com a atual presidente: “A presidente Dilma também foi e será uma grande aliada, no sentido de garantir o desenvolvimento sustentado do Brasil, para que no ano do bicentenário da Independência o País possa estar entre as cinco maiores economias do mundo”, afirmou.

O embaixador Jose Viegas Filho encerrou o encontro e garantiu total apoio da estrutura da embaixada para assegurar a continuidade das ações de integração das empresas brasileiras com da Itália.