É fundamental Brasil ter bom relacionamento com todos os países, diz Skaf

Cristina Carvalho, Agência Indusnet Fiesp

Ao lado de Ernesto Araújo, ministro das Relações Exteriores do governo Federal, o presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP/CIESP), Paulo Skaf, afirmou que é fundamental o Brasil ter bom relacionamento com todos os países, como os Estados Unidos, Israel, China, os países árabes e integrantes do Mercosul.

“Queremos comprar, vender, investir e receber investimento de todos países. O Brasil precisa ter penetração em todos os mercados. Quanto à China, é importante mudarmos a nossa pauta para penetrarmos cada vez mais nesse mercado, agora com produtos manufaturados. A manufatura agrega valor ao produto. Sentimos que estamos em um momento de oportunidades. É importante essa abertura gradual dos mercados, que precisa caminhar paralelamente às reformas estruturais do Brasil”, disse Paulo Skaf, nesta segunda-feira (8/4), durante reunião conjunta dos Conselhos Superiores de Comércio Exterior (Coscex), de Economia (Cosec), do Meio Ambiente (Cosema), do Agronegócio (Cosag) e do Departamento de Defesa e Segurança, na sede da Federação.

Para Skaf, a aprovação de reformas estruturais trará isonomia ao setor produtivo. “É preciso retirar as pedras do caminho da competitividade brasileira, que passa pelas reformas, pelo crédito, pelas taxas de juros. Estamos trabalhando com as mangas arregaçadas para tentar aprovar a reforma da Previdência, que é tão importante para o Brasil. Sem dúvida, precisamos de uma reforma Tributária, que também é muito importante”, afirmou.

Em sua fala, o ministro Ernesto Araújo falou sobre abertura econômica, argumentando que a política externa está no centro do projeto econômico. “Estamos tentando implementar uma agenda comercial em conjunto com as áreas de ciência e tecnologia, e agricultura, com o objetivo de Brasil dar o salto que se espera”, disse.

A valorização do espírito empreendedor também foi defendida pelo ministro. “Temos que valorizar o empreendedorismo. Ser funcionário público não pode ser o sonho de todo jovem brasileiro”, destacou Ernesto Araújo.

Após a reunião, Paulo Skaf afirmou ainda que a indústria está animada e convencida de que o Brasil está dando certo. No entanto, observou que é preciso que seja retomado o crescimento econômico para a geração de empregos. “Precisamos ter uma agenda proativa, propositiva, de forte inovação para entrarmos na quarta revolução industrial pela qual o mundo está passando, para que tenhamos a satisfação de falar que nossas startups estão sendo vendidas a bilhões de dólares e que o empreendedorismo está espalhado por todo o campo”, disse o presidente da FIESP/CIESP.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1555930058

Ministro das Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo, participa de encontro com o presidente da FISP/CIESP, Paulo Skaf, e presidentes e integrantes de Conselheiros Superiores da casa. Foto: Ayrton Vignola/FIESP

Inscrição prorrogada para o 25º Prêmio Fiesp de Mérito Ambiental: até 5 de abril

Mariana Soares, Agência Indusnet Fiesp

Há 25 anos, a Fiesp reconhece e valoriza as melhores iniciativas do setor industrial na área de sustentabilidade com o Prêmio de Mérito Ambiental. Ao longo dos anos, foram 283 empresas participantes e 592 projetos inscritos.

Os projetos premiados nessas mais de duas décadas geraram resultados notáveis para o meio ambiente e para o Estado de São Paulo. Juntas, as iniciativas possibilitaram que não fossem gerados 10 milhões de toneladas de resíduos sólidos, 26,2 milhões de toneladas de resíduos que seriam encaminhadas ao aterro, 429 mil toneladas de consumo de insumos e matéria-prima e mais vários outros indicadores que somados resultaram em uma economia de mais de R$ 2,5 bilhões para as empresas. E, consequentemente, um meio ambiente mais equilibrado.

O reconhecimento vem por meio de troféus e placas de menção honrosa. Serão premiados projetos finalistas em cada categoria: indústria de micro/pequeno porte; indústrias de médio/grande porte e responsabilidade socioambiental.

O Prêmio é considerado um indicador ambiental uma vez que reconhece projetos de sucesso no setor. Participe! Se a sua empresa realiza práticas sustentáveis e de responsabilidade ambiental, gerando resultados significativos ao ecossistema. Inscreva-se.

SERVIÇO

Data-limite para pré-inscrição eletrônica: até 5/4/2019, na página da Fiesp: http://hotsite.fiesp.com.br/meritoambiental/2019/

Envio de projetos por via eletrônica: até 5/4/2019

Premiação: em junho de 2019

Mais informações: (11) 3549-4366 e meritoambiental@fiesp.com

Informe Ambiental Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1555930058


Boletim bimestral produzido pela FIESP


O Informe Ambiental fornece de forma rápida e objetiva informações referentes ao acompanhamento de legislações ambientais, além de destaques técnicos, eventos da área, premiações e divulgação da atuação da Fiesp em ações relacionadas ao meio ambiente.

INFORME AMBIENTAL 132 – MARÇO 2019

                 ACESSE NO MENU LATERAL AS EDIÇÕES ANTERIORES      Imagem relacionada a matéria - Id: 1555930058


Cadastro no Informe:
Para receber o Informe e demais conteúdos relacionados ao Meio Ambiente, realize seu cadastro acessando aqui.


Resultados – 2ª Concorrência de Certificados de Reciclagem

Imagem relacionada a matéria - Id: 1555930058

Esta publicação tem como objetivo apresentar de forma sintética e didática os principais resultados da segunda Concorrência (nº 002/2019) de Certificados de Reciclagem do estado de São Paulo, que aconteceu no dia 30 de janeiro de 2019, no edifício da FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo). O evento reuniu o conselho gestor responsável pela elaboração do edital da Concorrência, assim como os operadores (centrais de triagem de resíduos para reciclagem) e as empresas aderentes ao Sistema.


Resultados 2ª Concorrência de Certificados de Reciclagem

2ª Concorrência de Certificados de Reciclagem do Sistema de Logística Reversa de Embalagens foi um sucesso

Mariana Soares, Agência Indusnet Fiesp 

A segunda edição da Concorrência de Certificados de Reciclagem do Sistema de Logística Reversa de Embalagens da Fiesp foi realizada na tarde da última quarta-feira (30/1). Na oferta, foram comercializadas 13.370 toneladas de embalagens recicláveis certificadas; um resultado ainda mais expressivo do que o registrado na última concorrência ocorrida em novembro do ano passado quando foram comercializados 9.514 toneladas.

O valor total desta segunda negociação de certificados de reciclagem atingiu R$ 1.029.787,00. Foram ofertados, durante a concorrência, 2.176 toneladas de papel e papelão, 1.589 toneladas de plástico, 4.179 de metais e 5.427 de vidro.

Nesta última edição, a proposta de venda foi feita por 15 operadores, sendo 7 cooperativas, e a compra foi realizada por 39 empresas. A procura pelos certificados é feita pelas empresas associadas ao Sistema de Logística Reversa de Embalagens da Fiesp.

Nas duas concorrências realizadas até o momento foram comercializadas 22.884 toneladas de embalagens recicláveis certificadas, o que equivale a um dia de geração de resíduos sólidos urbanos do Estado de Minas Gerais.

De acordo com Ricardo Garcia, especialista do Departamento de Desenvolvimento Sustentável da Fiesp/Ciesp, as empresas estão cientes da importância de se obter o licenciamento do órgão regulador, a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB). “Com a concorrência de certificados de reciclagem, as indústrias encontram uma forma mais segura de adquirir a comprovação de que estão alcançando a meta de Logística Reversa”, concluiu.

De acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), 22% é o número mínimo referente ao que uma empresa precisa comprovar em relação a realização da Logística Reversa de embalagens.

A New Hope Ecotech é a atual certificadora do Sistema. Segundo o CEO da empresa, Thiago Carvalho Pinto, além de possibilitar uma forma segura para cada empresa participante da concorrência, os certificados têm mais propósitos positivos. Eles comprovam que os resíduos pós-consumo, lixo ou resíduos urbanos, não irão chegar ao aterro, o que é um ganho enorme para as cidades, para o meio ambiente. “É a certeza de que aquela embalagem foi realmente reciclada, o que gera ganhos expressivos para o ecossistema e para as pessoas. E uma possibilidade real de as cooperativas e os operadores logísticos que fizeram esse trabalho ganharem uma renda adicional com a venda”, reforçou.

Resultados – 2ª Concorrência de Certificados de Reciclagem

Em 30/1: 2ª Concorrência de Certificados de Reciclagem do Sistema de Logística Reversa de Embalagens

24/1/2019

Solange Sólon Borges, Agência Indusnet Fiesp

A Fiesp realizou, em novembro do ano passado, sua primeira comercialização oficial dos Certificados de Reciclagem do Sistema de Logística Reversa de Embalagens e a experiência foi bem positiva: oferta de 9.514 toneladas de embalagens recicláveis certificadas, o que representa um dia de geração de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) dos municípios do Rio de Janeiro e Salvador juntos.

O valor total da comercialização dos Certificados alcançou R$ 656.354,00. A oferta foi feita por cooperativas e empresas privadas de coleta e destinação de resíduos, e a demanda contou com empresas aderentes ao Sistema de Logística Reversa de Embalagens.

Nessa segunda rodada, que será realizada no dia 30 de janeiro, na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, também serão ofertados Certificados para os seguintes materiais: metais (aço/alumínio), papel / papelão, vidro e plástico.

O chamamento público foi feito com trinta dias de antecedência e as empresas aderentes ao Sistema de Logística Reversa confirmaram sua participação até o dia 24 de janeiro e as operadoras aderentes têm até 28 de janeiro.

Para mais informações entrar em contato no endereço eletrônico cdma@fiesp.com.br

SERVIÇO

2ª Concorrência de Certificados de Reciclagem do Sistema de Logística Reversa de Embalagens

Data e hora: 30/1/2019 a partir das 14h

Local: Avenida Paulista, 1313, auditório do 4º andar

Mais informações: 3549-4552, no Departamento de Desenvolvimento Sustentável (DDS) da Fiesp

Confirmação de participação para empresas: até 24 de janeiro

Confirmação de participação das operadoras: até 28 de janeiro

Obrigações ambientais 2019

Imagem relacionada a matéria - Id: 1555930058


OBRIGAÇÕES AMBIENTAIS


O Calendário de Obrigações Ambientais elaborado pela Fiesp  tem como objetivo alertar as empresas quanto as principais informações que devem ser encaminhadas anualmente aos órgãos ambientais e os prazos para envio destas informações, evitando multas e penalidades.

A iniciativa contempla apenas obrigações ambientais gerais nos âmbitos estadual e federal, devendo a empresa estar atenta a possíveis obrigações ambientais na esfera municipal e a outras obrigações atreladas ao processo de licenciamento ou específicas para a atividade que exerce.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1555930058

Acesse o menu lateral para visualizar o calendário ou para baixar a publicação.

OBRIGAÇÕES AMBIENTAIS 2019

RESUMO DAS OBRIGAÇÕES


Para não perder os prazos, cadastre sua empresa no MONITORE – SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE OBRIGAÇÕES AMBIENTAIS

Imagem relacionada a matéria - Id: 1555930058


Preservação dos 30% da Mata Atlântica, na área urbana, foi tema de secretário municipal do Verde e Meio Ambiente

17/12/2018

Solange Sólon Borges, Agência Indusnet Fiesp

No encerramento deste ano, na última reunião do Conselho Superior de Meio Ambiente da Fiesp, seu presidente, Walter Lazzarini, agradeceu a parceria de seus conselheiros nos treze anos que esteve à frente do Cosema e por ter aprendido muito com diversos especialistas que integraram as reuniões mensais e a rica troca de informações em todos os encontros ocorridos. O presidente da Fiesp/Ciesp, Paulo Skaf, prestigou a reunião.

A reunião contou com a presença de Eduardo de Castro, secretário do Verde e do Meio Ambiente,  que tratou de algumas políticas para o município de São Paulo. Castro sinalizou a dimensão do trabalho da Secretaria: sob sua responsabilidade, encontram-se 106 parques municipais, mais os Parques Augusta e o do Campo de Marte, totalizando 108. “Há uma preocupação com a quantidade de processos, multas ambientais e a prescrição e decadência delas. No passivo da Secretaria, 9.500 processos”, contabilizou. Entre as iniciativas, uma Cartilha com as legislações federal, estadual e municipal a fim de fazer um enquadramento único, segundo o secretário.

Castro também informou aos participantes que foi instalado um Comitê de Arborização. O Plano Municipal da Mata Atlântica (PMA) aponta que há 30% de preservação da Mata no perímetro urbano, que vem sofrendo com devastação, queimada e invasões e é preciso preservar o que sobrou. “Esses dados se referem às zonas norte e zona sul. As zonas oeste e leste estão totalmente depredadas em termos ambientais. Há invasões de área que acabam sendo loteadas e depois se pede a sua regularização”, pontuou. “Há parques municipais invadidos por 700–800 pessoas, umas 400 famílias e é necessário negociar”, disse, ao externar a preocupação em conter a densidade populacional nos extremos. Esse é um problema macro a ser resolvido e o combate a invasões têm contado com o apoio da Segurança Pública e da Guarda Civil.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1555930058

Cosema contou com presença do presidente da Fiesp/Ciesp, Paulo Skaf, e o secretário do Verde e Meio Ambiente do município, Eduardo Castro. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Semana de Meio Ambiente – Seminário: A Importância Estratégica dos ODS e exemplos de sucesso na implementação



Imagem relacionada a matéria - Id: 1555930058


Confira as apresentações realizadas no seminário “A Importância Estratégica dos ODS e exemplos de sucesso na implementação” realizado na Fiesp no dia 07 de junho.


Painel: A Importância Estratégica dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável


Secretaria Nacional de Articulação Social, Secretaria de Governo da Presidência da República

Sergio Kelner – Diretor do Departamento de Educação para a Cidadania e Inovação 


Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária –Embrapa

Daniela Lopes  Pesquisadora 


Painel: Exemplos de Sucesso na Implementação dos ODS´s


empresa de pequeno porte – Metalúrgica Inca Ltda.

Luis Bello – Gerente


empresa de médio porte – Micro-Química Ltda.

Cláudio Hanaoka – Diretor


empresa de grande porte – Embraer S.A.

Mayara Ribeiro – Analista de sustentabilidade

Palestras – SISTEMA DE LOGÍSTICA REVERSA DE EMBALAGEM EM GERAL

Imagem relacionada a matéria - Id: 1555930058


Confira as apresentações realizadas no seminário “SISTEMA DE LOGÍSTICA REVERSA DE EMBALAGEM EM GERAL” realizado na Fiesp no dia 05 de junho.


Sistema de logística reversa de embalagens em geral

  • Anicia B. A Pio – Gerente técnica da Fiesp/Ciesp

Desafios para a Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos no Brasil

  • Carlos Roberto da Silva Filho – Diretor Presidente da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais – Abrelpe e Vice-presidente “The International Solid Waste Association – ISWA”

Valorização de resíduos sólidos

  • Giancarlo Sposito, Diretor Comercial da Silcon Ambiental

Tecnologias para valorização de resíduos

  • Fabio Verzbickas – Gerente Regional Comercial – Valorização de Resíduos da Estre
  • Flavio Gusi – Gerente de Operações – Valorização de Resíduos da Estre

Descaracterização de produtos e embalagens

  • André Navarro, Diretor da RCR Ambiental

Caso prático – A gestão de resíduos sólidos urbanos em Itu

  • Bruno Ventre, Gerente de Marketing e Qualidade de Vida do Grupo EPPO – Cidades Inteligentes
  • Géssica Stinghen, Gestora de Desenvolvimento Sustentável do Grupo EPPO – Cidades Inteligentes

Caso prático – Sustentabilidade na gestão dos resíduos sólidos urbanos

  • Suzane de Souza Gomes, Gerente de Desenvolvimento da Corpus Saneamento e Obras


24º PRÊMIO FIESP DE MÉRITO AMBIENTAL – MENÇÕES HONROSAS

Imagem relacionada a matéria - Id: 1555930058A edição 2018 do prêmio promovido pelo Departamento de Desenvolvimento Sustentável da Fiesp recebeu 65 cases. Os finalistas premiados com Menção Honrosa receberam o diploma de Mérito Ambiental.

Saiba mais sobre os cases vencedores das menções honrosas nos links abaixo:

Empresas de médio e grande porte:

HP Brasil

Economia Circular nas operações de manufatura da HP Brasil

Companhia Brasileira de Alumínio

Gestão preventiva para melhoria do desempenho ambiental, social e econômico da transformação plástica do alumínio

Eaton

Aterro Zero

BASF

Projeto Triple E – Excelência em Eficiência Energética

MRV Engenharia e Participações

Plano de Gestão de Carbono MRV


Empresas de micro e pequeno porte:

GEDi – Desenvolvimento e Inovação

Projeto de reutilização do Lodo da ETA para produção de cargas para Tintas Acrílicas

Solum Ambiental e Equipamentos Eletromecânicos

Vorax DuoTherm – Equipamento para processamento de resíduos de qualquer classe através de gradiente térmico

24º PRÊMIO FIESP DE MÉRITO AMBIENTAL – DESTAQUE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

Imagem relacionada a matéria - Id: 1555930058

A edição 2018 do prêmio promovido pelo Departamento de Desenvolvimento Sustentável – DDS e Comitê de Responsabilidade Social – Cores da Fiesp recebeu 16 cases de sucesso na temática responsabilidade social, onde os finalistas premiados receberam a placa de Destaque Responsabilidade Socioambiental.

Saiba mais sobre os cases vencedores acessando os links abaixo:

Vencedor 

Eletropaulo Metropolitana Eletricidade de São Paulo

Transformação de Consumidores em Clientes


Destaques Responsabilidade Socioambiental

Cervejaria Ambev

Cervejaria Ambev e a responsabilidade socioambiental: Água AMA, mais que uma água, uma causa

CPFL Energias Renováveis

Programa Raízes: Segurança hídrica no Semiárido do Rio Grande do Norte

Siemens

Projeto Experimento

Tereos Açúcar e Energia Brasil

Risco Zero em Casa

‘Temos muito o que evoluir’, diz vice-presidente da Fiesp na abertura de seminário e 20ª Semana do Meio Ambiente

Isabela Barros, Agência Indusnet Fiesp

“O tema da sustentabilidade entrou na pauta estratégica da indústria paulista”. Foi assim, com um convite ao debate, que foi aberto o Seminário “A indústria recicla – Sistemas de Logística Reversa em Operação no Brasil”. Quem destacou o assunto foi o vice-presidente da Fiesp e diretor titular do Departamento de Desenvolvimento Sustentável da federação, Nelson Pereira dos Reis, que deu as boas-vindas aos participantes do encontro. O seminário faz parte da 20ª Semana do Meio Ambiente da Fiesp e do Ciesp, iniciada na manhã desta terça-feira (05/06).

Reis lembrou que a relação da indústria paulista com a causa do meio ambiente começou em 1973, quando foi formada uma comissão temática. “Criamos uma área ambiental antes que o poder público o fizesse em São Paulo”, disse. “Nossa atuação institucional chega ao âmbito internacional”, destacou.

Segundo ele, é importante trabalhar para que a legislação e as normas “tenham consistência técnica e viabilidade de realização”. “Também publicamos conteúdos para ajudar os empresários e valorizamos as boas práticas, como a realização do 24º Prêmio Fiesp de Mérito Ambiental”.

Para Reis, “o tema da sustentabilidade entrou na pauta estratégica da indústria paulista”. “Temos muito o que evoluir”, disse.

Vereador de São Paulo, Gilberto Natalini também participou da abertura do seminário e da Semana do Meio Ambiente.

“As leis têm que pegar”, afirmou. “Que a gente possa preservar a nossa casa comum”.

Natalini disse “admirar muito a Fiesp”. “Vocês discutem questões de vanguarda, por isso venho aqui sempre que convidado”.

Deputado federal pelo estado, Arnaldo Jardim foi outro participante.  “Prefiro ver o copo meio cheio, isso dá sentido ao que ainda temos que fazer”, disse. “Temos uma das legislações mais completas do mundo na área ambiental”, afirmou. “Quero saudar a Fiesp pela militância e compromisso”.

Primeira palestra

Após a abertura dos eventos, foi realizada a primeira palestra do seminário. O tema foi a “Logística Reversa de Eletroeletrônicos”, abordado pelo gerente do Departamento de Sustentabilidade da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), Ademir Brescansin.

Brescansin destacou a atuação da Green Eletron, entidade civil criada pela Abinee para debater questões como a legislação, eficiência e segurança em relação ao uso de itens como pilhas e baterias, sempre discutindo que destino dar aos eletrônicos descartados.

“Temos termos de compromisso assinados com o estado de São Paulo para expandir o sistema de logística reversa de eletroeletrônicos”, disse.

Dessa forma, existem 20 pontos coletores da Green Eletron na capital, instalados em shoppings, escolas e praças públicas, por exemplo. “Vamos avaliar, numa segunda fase, se o comércio é o melhor ponto para o descarte de eletroeletrônicos”.

Outra ação recente foi a parceria com o Movimento Greenk, criado com a missão de conscientizar a população sobre o descarte correto do lixo eletrônico. “Fizemos uma parceria para coleta de materiais, ações educacionais para 80 escolas e até uma gincana para levar eletroeletrônicos”, disse. “Foram 74 toneladas coletadas na feira Greenk Tech Show, entre 25 e 27 de maio últimos”.

Agora, a próxima missão da Green Eletron é gerenciar, durante um ano, 15 coletores em praças municipais em São Paulo.

Para conferir a programação completa da 20ª Semana do Meio Ambiente da Fiesp e do Ciesp, é só clicar aqui.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1555930058

Reis (ao centro): “Publicamos conteúdos para ajudar os empresários e valorizamos as boas práticas”. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

13º PRÊMIO DE CONSERVAÇÃO E REÚSO DE ÁGUA – MENÇÕES HONROSAS

Imagem relacionada a matéria - Id: 1555930058

O Prêmio Fiesp/Ciesp de Conservação e Reúso de Água objetiva conhecer, difundir e homenagear, anualmente, empresas que utilizam boas práticas na promoção do uso eficiente de água, com medidas efetivas na redução do consumo e do desperdício de água, gerando benefícios ambientais, econômicos e sociais e aumentando a competitividade do setor, bem como dar ampla publicidade às ações realizadas pela indústria paulista na construção do desenvolvimento sustentável.

Clique nos links abaixo para ver os projetos das empresas ganhadoras das Menções Honrosas.

Categoria de pequeno porte

  • Eco Panplas Indústria e Comércio de Plásticos

Projeto: Uma solução sustentável para a reciclagem das embalagens plásticas contaminadas com óleo

  • Planeta Ecco Produtos Químicos

Projeto: Redução no consumo de água em lavanderias através da implantação de sistema de reúso de baixo custo


Categoria de médio/grande porte

  • Avon Industrial

Projeto: Renovare Aqua

  • Companhia Brasileira de Alumínio

Projeto: Progressos no tratamento de água industrial e no uso de água no processo produtivo do alumínio para redução da captação de água nova

  • General Motors do Brasil

Projeto: Conservação e Reúso de Água

  • Raízen Energia

Projeto:Reúso de Águas na Raízen traz mais Energia


Conheça também os projetos vencedores da 13º edição do Prêmio Água!

Clique Aqui

13º PRÊMIO DE CONSERVAÇÃO E REÚSO DE ÁGUA – CASES VENCEDORES

Imagem relacionada a matéria - Id: 1555930058








O Prêmio FIESP de Conservação e Reúso de Água objetiva conhecer, difundir e homenagear, anualmente, empresas que utilizam boas práticas na promoção do uso eficiente de água, com medidas efetivas na redução do consumo e do desperdício de água, gerando benefícios ambientais, econômicos e sociais e aumentando a competitividade do setor, bem como dar ampla publicidade às ações realizadas pela indústria paulista na construção do desenvolvimento sustentável.

Em 2018 foram 25 projetos inscritos para concorrerem ao Prêmio, nos links abaixo é possível conferir os projetos das empresas vencedoras.

Médio/Grande Porte

  • L’oreal Brasil

Projeto: Visão Fábrica Seca – Uma abordagem para redução do consumo de água


Micro/Pequeno Porte

  • Metalúrgica Inca

Projeto: Economia de água no setor de Injeção


Conheça as ganhadoras das menções honrosas!

Acesse aqui.

Apresentações – Seminário Agenda 2030 e os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável – ODS

Imagem relacionada a matéria - Id: 1555930058

Acesse as apresentações do evento Agenda 2030 e o setor produtivo realizado em 22 de novembro, que discutiu as estratégias e desafios de implementação dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável – ODS.


Estratégias e Desafios para atingir o ODS12 – Consumo e Produção Responsáveis

Palestrante: Patricia Faga Iglecias Lemos- Superintendente de Gestão Ambiental da USP

Estratégias e desafios de implementação dos ODS

Palestrante: Cristiana Brito – Vice-presidente da Rede Brasil do Pacto Global e Diretora de Relações Internacionais e Sustentabilidade da BASF para a América do Sul

Estratégias e Desafios de Implementação dos ODS – Água e Resíduos Sólidos na Gestão Integrada da Fibria

Palestrante: Camila Reggiani da Silva – Consultora de Meio Ambiente da Fibria

Estratégias e desafios de implementação dos ODS: o olhar da Comissão Nacional dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Palestrante: Henrique Villa da Costa Ferreira – Secretário Nacional de Articulação Social da Secretaria de Governo da Presidência da República

Estratégias e desafios de implementação dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável – ODS

Palestrante: Gustavo S. Fontenele e Silva – Coordenador Geral do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior

Apresentações – Workshop Brasil-Portugal sobre Gestão de Resíduos Sólidos

Imagem relacionada a matéria - Id: 1555930058

Acesse as apresentações dos palestrantes que participaram do Workshop Brasil-Portugal sobre Gestão de Resíduos Sólidos.

Palestrante: José Eduardo Martins, ex-Ministro de Meio Ambiente de Portugal e sócio da Abreu Advogados

Evolução da Política de Gestão de Resíduos em PortugalPalestra 1 e Palestra 2

Palestrante: Fabricio Soler, Felsberg Advogados

A legislação de resíduos sólidos no Brasil

Palestrante: Carlos Ohde, Diretor de Inovação e Novos Negócios da Sinctronics

An innovation center in sustainable technology for the electronics industry