Campeões do Senai-SP ganham 11 medalhas na Olimpíada da formação profissional

Agência Indusnet Fiesp

Depois de quatro dias de competição acirrada, foram anunciados neste domingo (16/8) os vencedores da WorldSkills São Paulo 2015 – o maior torneio da formação profissional do mundo. Alunos do Senai-SP conquistaram 6 medalhas de ouro, 4 de prata e 1 de bronze. Um dos campeões do Senai-SP, Luis Carlos Sanches Machado Junior (de Bauru), ficou com três prêmios. Levou medalha de ouro em Tecnologia Automotiva, foi escolhido Melhor da Nação, como atleta brasileiro que mais se destacou na competição, e ganhou o prêmio Albert Vidal, pela máxima pontuação no torneio – na prática, é o melhor do mundo entre todas as profissões.

O Brasil ficou em primeiro lugar na WorldSkills São Paulo 2015, com 11 medalhas de ouro, 10 de prata e 6 de bronze e a maior pontuação na soma de todas as categorias. Pela primeira vez o país venceu o torneio. Entre os competidores estavam 19 alunos do Senai-SP, o maior grupo entre os 56 representantes do país na competição. Das 17 categorias em que concorreram, os atletas do Senai-SP trouxeram 11 medalhas. Os 6 sem medalha conseguiram o certificado de excelência, dado a quem atinge no mínimo 500 pontos nas provas.

Na categoria Aplicação de Revestimentos Cerâmicos, a medalha de ouro ficou para Thiago Augusto Blanco da Costa, do Senai-SP de Bauru. Ouro também para Giovanni Kenji Shiroma (Senai-SP em Santo Amaro), em Web Design. Leandro Ericles Frozino Rumaqueli, do Senai-SP em Araraquara, levou ouro em Desenho Mecânico em CAD.

Paulo Skaf cumprimenta Mailson Valério de Oliveira, prata no torneio. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Paulo Skaf cumprimenta Mailson Valério de Oliveira, prata no torneio. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

 

Ouro também para Felipe Augusto Gutierra (Senai-SP do Brás), em Polimecânica. Daniel de Oliveira Gomes, do Senai-SP de Diadema, foi ouro em Caldeiraria. Em Tecnologia Automotiva, mais uma medalha de ouro, para Luis Carlos Sanches Machado Junior (Senai-SP Bauru).

Luis Carlos Sanches Machado Junior, medalhista de ouro, Melhor da Nação e maior pontuador. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

Luis Carlos Sanches Machado Junior, ouro, Melhor da Nação e melhor do mundo. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

 

Carlos Eduardo Camargo de Araújo Silva, do Senai-SP em Santo Amaro, ficou com a prata em Design Gráfico. Outra prata ficou para Danilo Rodrigues Oliveira, também do Senai-SP em Santo Amaro, em Cabeamento Estruturado de Redes.

Mailson Valério de Oliveira, do Senai-SP do Brás, ficou com a prata em Engenharia de Moldes para Polímeros. Iracema de Arruda Vilalva, do Senai-SP de Marília, conquistou prata em Panificação.

Bronze em Manufatura Integrada para a equipe do Senai-SP de Pompeia, com Alex Massayuki Yonekubo, Fabiana Bonacina e Guilherme Henrique Attis Campanez

Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Senai-SP, subiu ao palco montado no Ginásio do Ibirapuera para entregar medalhas.

O torneio exige habilidade, velocidade, precisão e capacidade de interpretar projetos e encontrar soluções para sua execução. Os competidores têm menos de 22 anos de idade e disputam medalhas em 50 profissões. Os participantes são desafiados a alcançar índices de excelência durante a execução das tarefas, que são semelhantes às que realizariam no ambiente de trabalho.

Os campeões do Senai-SP na equipe brasileira estudam e treinam em unidades de Araraquara, Bauru, Diadema, Marília, Pompeia, Rio Claro, São Paulo e Votuporanga. Todos passaram por disputas estaduais e pela Olimpíada do Conhecimento, etapa nacional da competição, além de outras seletivas organizadas pelo Senai Nacional.

Competidores do Senai-SP na WorldSkills São Paulo 2015

 Medalha de ouro

Daniel de Oliveira Gomes – Caldeiraria – Diadema-SP

Felipe Augusto Gutierra – Polimecânica – Brás

Giovanni Kenji Shiroma – Web Design – Santo Amaro

Leandro Ericles Frozino Rumaqueli – Desenho Mecânico em CAD – Araraquara-SP

Luis Carlos Sanches Machado Junior – Tecnologia Automotiva – Bauru-SP

Thiago A. Blanco da Costa – Aplicação de Revestimentos Cerâmicos – Bauru-SP

Medalha de prata

Carlos Eduardo Camargo de Araújo Silva – Design Gráfico – Santo Amaro

Danilo Rodrigues Oliveira – Cabeamento Estruturado de Redes – Santo Amaro

Iracema de Arruda Vilalva – Panificação – Marília-SP

Mailson Valério de Oliveira – Engenharia de Moldes para Polímeros – Brás

Medalha de bronze

Alex Massayuki Yonekubo – Manufatura Integrada – Pompeia-SP
Fabiana Bonacina – Manufatura Integrada – Pompeia-SP
Guilherme Henrique Attis Campanez – Manufatura Integrada – Pompeia-SP

Certificado de excelência

Abner Colombati Pereira – Confeitaria – Barra Funda

Diego Soares de Oliveira – Movelaria – Votuporanga-SP

Lucas Pescinelli Luquianhuk – Pintura Automotiva – Bauru-SP

Luiz Felipe de Moraes de Souza – Carpintaria de Telhados – Rio Claro-SP

Matheus de Sousa Arruda – Funilaria Automotiva – Ipiranga

Patrick Herman A. da C. Ens – Soluções empresariais Software – Santo Amaro

Verônica Hipólito ganha terceiro ouro, e Sesi-SP tem 100% de aproveitamento no Parapan

Agência Indusnet Fiesp

Verônica Hipólito, atleta do Sesi-SP que representa o Brasil nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto 2015, conseguiu nesta sexta-feira (14/8) sua terceira medalha de ouro na competição. Desta vez foi nos 400 m, na categoria T38 (paralisados cerebrais). Seu tempo na prova, 1min03s42, é novo recorde das Américas.

As medalhas de Verônica no Parapan

Ouro – 400 m – 1min3s42 – recorde das Américas – 14/8

Prata – 200 m – 28s6 – recorde pan-americano – 13/8

Ouro – Salto em distância – 4m15 – 12/8

Ouro – 100 m – 13s29 – recorde pan-americano – 10/8

Outra medalha de ouro brasileira, com participação de atletas do Sesi-SP veio no goalbal feminino, com a vitória por 7 a 6 contra os EUA. Com vitória por 10 a 4, também contra os EUA, o time masculino de goalball ficou com a medalha de ouro neste sábado.

Ouro também para o vôlei sentado masculino. O Brasil, com Fabrício da Silva (Sesi-SP), fez 3 a 0 nos EUA. As meninas do vôlei sentado do Brasil (seis delas do Sesi-SP) ficaram com a medalha de prata, disputada também contra os EUA (3 a 0 para as norte-americanas).

Todos os 15 atletas do SESI-SP convocados para a equipe brasileira voltarão com medalhas do Parapan. Aproveitamento de 100% para os atletas da indústria.

Verônica Hipólito, atleta do Sesi-SP no Parapan, com suas medalhas. Foto: Divulgação/Sesi-SP

Skaf fala em orgulho pelo desempenho das nadadoras do Sesi-SP no Pan

Graciliano Toni, Agência Indusnet Fiesp

As nadadoras do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), que ganharam para o Brasil cinco medalhas nos Jogos Pan-Americanos 2015, em Toronto (Canadá), foram recebidas nesta segunda-feira (20/7) por Paulo Skaf, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Sesi-SP. “O que vocês fizeram dá muito orgulho”, disse Skaf, que ressaltou o valor da boa notícia trazida pelas atletas, na forma de conquistas da natação feminina brasileira.

Etiene Medeiros, atleta do Sesi-SP, entrou para a história ao ganhar o primeiro ouro na natação feminina do país em todas as edições do Pan, nos 100m costas. “Gosto de desafios, e esta medalha foi muito desafiadora”, disse Etiene em sua volta a São Paulo. Etiene fez questão de agradecer ao Sesi-SP (“me abraçou há três anos como uma família”). Ela conseguiu também prata nos 50m livre e dois bronzes, junto com Daynara de Paula, no revezamento 4x100m livre e no 4x100m medley.

A natação do Sesi-SP deu ao Brasil mais uma prata, a de Jéssica Cavalheiro no revezamento 4x200m livre. Jéssica falou sobre a importância dos resultados do Pan: “A natação brasileira mostrou que não é só a natação masculina”. Bruna Primati, que nadou nas eliminatórias da prova, também recebeu medalha.

Todas as nadadoras do Sesi-SP convocadas para o Pan pelo técnico Fernando Vanzella ganharam medalhas. Vanzella é o treinador da seleção brasileira de natação e também do Sesi-SP. Foi recebido junto com elas na Fiesp e segue com Daynara, Etiene e Jéssica para Portugal, no dia 23 de julho, para aclimatação. De lá embarcam para a Rússia, onde disputam o Mundial de Kazan.

Paulo Skaf com Etiene, Bruna, Dayana, Jéssica e o técnico Fernando Vanzella, na volta do Pan. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

Walter Vicioni e Paulo Skaf com Etiene, Bruna, Dayana, Jéssica e o técnico Fernando Vanzella, na volta do Pan. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

>>Ouça boletim sobre as nadadoras do Sesi-SP no Pan

Medalhas no polo e na luta livre

O Brasil ganhou prata também no polo aquático masculino, com três atletas do Sesi-SP (Gustavo “Grummy”, Paulo Salemi e Bernardo Reis “Braga”) na piscina. Curiosamente, a medalha de ouro nessa modalidade foi conseguida por um jogador do Sesi-SP: Tony Azevedo, capitão da seleção norte-americana, que venceu a final. E deu Sesi-SP também na luta olímpica, com o bronze de Aline Silva.

Até esta segunda (20/7) de manhã, são oito medalhas de atletas do Sesi-SP no Pan 2015. Se fosse um país, o Sesi-SP seria o décimo terceiro no quadro de medalhas da competição, logo atrás do Peru e à frente da República Dominicana.

Etiene Medeiros ganha uma de ouro e uma de prata e bate recorde pan-americano

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

Ouro, recorde, primeira mulher brasileira no lugar mais alto do pódio em Jogos Pan-Americanos e o sexto melhor tempo do mundo. Etiene Medeiros, nadadora do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e da seleção brasileira, não só chegou em primeiro lugar na prova dos 100 metros costas, na noite desta sexta-feira (17/7), como dominou as conquistas do dia. Na sequência nadou os 50 metros livre e garantiu a prata com o tempo de 24s55 e o recorde sul-americano.

Com o tempo de 59s61, a brasileira superou o recorde pan-americano, antes defendido pela americana Olivia Smoliga (1m00s35), levou a medalha de ouro chegando na frente das norte-americanas Olivia (1m00s06) e Clara Smiddy (1m00s49) e agora aparece no ranking com o sexto melhor tempo do mundo nos 100m costas. Além disso, é a primeira mulher brasileira a conquistar o ouro Pan-Americano.

Etiene começou o dia nadando a prova na fase eliminatória e se classificou para a final com o terceiro melhor tempo (1m00s74). Poucos minutos depois, a atleta caiu na piscina para as eliminatórias dos 50m livre e não só se classificou para a final com o segundo melhor tempo como bateu o recorde pan-americano, com 24s75. Na sequência a nadadora das Bahamas diminuiu ainda mais o tempo e estabeleceu um novo recorde (24s31).

Na final, a nadadora brasileira baixou o seu tempo da manhã, nadou com 24s55 e garantiu a medalha de prata, atrás apenas da nadadora das Bahamas, Arianna Vanderpool (24s38). E mais uma vez Etiene quebrou um recorde: nesta prova superou o recorde sul-americano, que ela própria defendia.

Etiene Medeiros com a medalha de ouro dos 100m costas. Foto: Satiro Sodré/SSPress - CBDA Divulgação

Etiene Medeiros com a medalha de ouro dos 100m costas. Foto: Satiro Sodré/SSPress - CBDA Divulgação

Luta Olímpica do Sesi-SP conquista quatro medalhas de ouro no Campeonato Paulista

Agência Indusnet Fiesp

Atletas do Sesi-SP de Luta Olímpica comemoram a conquista de sete medalhas no Campeonato Paulista.

Quatro medalhas de ouro e três de prata. Esse é saldo da participação da equipe do Sesi-SP na disputa do Campeonato Paulista de Luta Olímpica, realizado nos dias 18 e 19 de março, no ginásio Rebouças, em Santos.

Com o resultado, todos os atletas do Sesi-SP conquistaram vaga na disputa do Campeonato Brasileiro da modalidade, que acontecerá entre os dias 8 e 10 de abril, na cidade do Rio de Janeiro.

Segundo o técnico de Luta Olímpica, Alejo José Moralez Fernandez, a disputa do torneio nacional servirá como seletiva para escolha dos atletas da Seleção Brasileira de Luta Olímpica, que disputará no mês de maio o Pré-Panamericano, na cidade de Antioquia, Colômbia.

A luta classificará os melhores atletas para os Jogos Pan-Americano, no mês de outubro, na cidade de Guadalajara, no México.

Confira o quadro de medalhas:

Livre Feminina

48 kg – Mayara Amália Graciano: segundo lugar
55 kg – Camila Fama Tristão: primeiro lugar
72 kg – Aline Ferreira da Silva: primeiro lugar
72 kg – Gilda Maria Oliveira: segundo lugar

Livre Masculina

66 kg – Rafael Aparecido de Moura: primeiro lugar

Greco Romana

84 kg – Ronisson Brandão Santiago: primeiro lugar

Leia mais:

Acompanhe as notícias do Sesi Esporte

Atleta do Sesi-SP conquista ouro inédito em Luta Olímpica

Celso Lopes, Agência Indusnet Fiesp

Gilda Maria conquistou a primeira medalha de ouro para o Brasil em Luta Olímpica

Mais uma vez, o Sesi-SP contribui para a evolução e reconhecimento do esporte brasileiro em nível mundial. Atleta da unidade de Osasco, Gilda Maria, conquistou no último sábado (19) a primeira medalha de ouro para o Brasil em Luta Olímpica, categoria 72 quilos estilo livre, durante o Torneio Granma e Cerro Pelado, em Havana, Cuba.

A competição fez parte dos torneios preparatórios para o Campeonato Pré-Pan na Colômbia no mês de maio.

O técnico da seleção brasileira, Algel Aldama, enalteceu o feito e sublinhou que a esportista venceu em uma categoria bastante disputada, superando todas as dificuldades e batendo suas adversárias: “Gilda lutou muito bem e mereceu a medalha de ouro”.

Para o diretor de Esportes e Lazer do Sesi-SP, Alexandre Pflug, o empenho e a dedicação de Gilda Maria determinaram seu sucesso: “Foi uma grata surpresa, especialmente pelo fato de Gilda ser nossa atleta na unidade do Sesi em Osasco. Quando recebemos notícias como essa, entendemos o quanto é importante o investimento que o presidente Paulo Skaf destina à formação de atletas para o esporte brasileiro”, analisou Pflug.

Leia mais:

Acompanhe as notícias do Sesi-SP esporte