Ex-vice-presidente da Fiesp, Max Heinz Gunther Schrappe, lança livro de memórias do avô

Agência Indusnet Fiesp,

Hamburgo, Alemanha; 1891. O navio Valparaíso partia para o Brasil com um passageiro visionário e determinado a vencer grandes desafios. Somente em 1929, já naturalizado brasileiro com sua companhia gráfica, a Impressora Paranaense, estabelecida e os filhos formados, o alemão Max Schrappe (1874 – 1942) retorna à sua terra natal para uma visita.

Este período de muito trabalho e dedicação é detalhado no livro Max Schrappe – Minha Vida, Mein Leben (Editora Clemente & Gramani), que será lançado no dia 26 de março, em São Paulo. Veja mais abaixo, em Serviço.

O autor, Max Heinz Gunther Schrappe, neto de Max Schrappe, exerceu a vice-presidência da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e a presidência do Conselho do Sesi e do Senai, de 1997 a 2001.

Werner Egon Schrappe, neto do autor, responsável por traduzir a obra escrita originalmente em alemão gótico para a língua portuguesa, resume o legado do importante industrial gráfico, “escrito não por um autor de ficção, mas sim por um homem trabalhador e dedicado”.


Serviço:
Lançamento do livro Max Schrappe – Minha Vida, Mein Leben (1874 a 1942); Editora Clemente & Gramani, tradução de Werner Egon Schrappe
Local: Auditório do Instituto Martius Staden – Colégio Visconde de Porto Seguro (Unidade III – Panamby)
Endereço: Rua Itapaiúna, 1355 – São Paulo – SP
Data: 26 de março de 2009 (quinta-feira)
Horário: a partir das 19h30