Olimpíada do Conhecimento abre muitas portas, diz aluno da escola Suiço-Brasileiro

Ariett Gouveia e Talita Camargo, Agência Indusnet Fiesp

Preocupado em entrar no mercado de trabalho, Matheus Prudente Santos, de 17 anos, procurou o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP) em busca de um curso técnico. Unindo dois temas que gosta, ele ingressou no curso de TI e Administração de Sistemas de Rede da unidade Suiço-Brasileiro Paulo Ernesto Tolle.

“Já gostava das áreas de computação e de lógica. Então, quando entrei no Senai-SP, passei a gostar ainda mais porque o curso envolve as duas coisas”, declara o estudante.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539641090

Segundo Matheus, entrar no Senai-SP mudou sua vida. Foto: Everton Amaro/Fiesp


A maior dificuldade para Matheus foi conciliar o curso técnico e o ensino médio. E ficou ainda mais complicado quando veio a oportunidade de participar da Olimpíada do Conhecimento, competição que demanda horas diárias de dedicação a treinamentos específicos.

“Sempre tinha que dar um jeito, conversar com o coordenador da escola, mostrar o projeto do Senai-SP”, explica. “Meus amigos me acham louco por ter escolhido participar da Olimpíada e ter esse ritmo tão puxado de treinamento. Mas a Olimpíada abre muitas portas. Estou indo bem e acredito que vou conseguir alcançar minha meta: conseguir a medalha, fazer faculdade de engenharia da computação e me dar bem no mercado de trabalho.”

Mesmo com a ansiedade e a pressão do treinamento, Matheus encara o desafio com um sorriso no rosto. “Estou aqui, primeiro, porque gosto de competir e em segundo lugar porque espero aprender cada vez mais. Essa é uma grande oportunidade para ganhar conhecimento. É bastante pressão representar sua escola e seu estado, mas se você está bem preparado acaba passando batido por isso.”

Ele considera que a estreia em uma competição, no SP Skills (competição estadual), foi a etapa mais difícil. Mas ajudou na preparação para a Olimpíada e, quem sabe, para o WorldSkills. “Se eu tivesse que deixar alguma mensagem para quem vai competir é que você está competindo somente com você mesmo. Quem você vai superar lá é somente você, não importa contra quem esteja competindo”, afirma o jovem.

Entrar no Senai-SP, na opinião de Matheus, mudou sua vida. “Por meio do curso, conheci a área de redes e programação, que antes era quase desconhecida e hoje é muito influente no mercado. Sou grato por todo conhecimento que o Senai-SP me trouxe porque eu não teria todo esse conteúdo em outro lugar”, diz ele.

O estudante destaca ainda que foi muito importante aprender a lidar com responsabilidades e a ter contato com valores como organização e disciplina. “Em todo o projeto que participamos, temos que montar o planejamento, que é um dos principais pontos que ajuda muito na minha carreira. Essa disciplina ajuda a amadurecer e isso é muito bom.”