Foto: Posse da diretoria do Sindicato Nacional das Indústrias de Material de Defesa para o triênio 2016/18

Graciliano Toni, Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Fiesp e do Ciesp, Paulo Skaf, leu nesta quinta-feira (28) a ata de eleição para o triênio 2016/18 da diretoria do Sindicato Nacional das Indústrias de Material de Defesa (Simde), que reconduziu a sua presidência Carlos Erane de Aguiar. Na cerimônia de posse, realizada na sede das casas da indústria, Skaf reiterou o apoio ao setor de Fiesp, Ciesp, Sesi-SP, Senai-SP e Sebrae-SP, entidades que preside – e seu apoio pessoal. Lembrou que a indústria de defesa tem relação com a soberania nacional.

Pensando no Brasil, disse Skaf, as prioridades da indústria de defesa, incluindo a exportação, são fundamentais. “Nossa preocupação tem que ser uma só. Não podemos abrir mão de o Brasil ter suas Forças Armadas em dia”, citando como razões a extensão do litoral do país, as fronteiras terrestres e a Amazônia.

Erane de Aguiar disse que não podemos deixar nos abater pela mudança no cenário econômico e político. Lembrou que os empresários perseguem as oportunidades e disse que o Brasil vai se recuperar. Agradeceu a Paulo Skaf pelo apoio dado à indústria da defesa e lembrou que o Brasil exporta apenas US$ 3 bilhões por ano, mas tem potencial para vender US$ 15 bilhões por ano.

Fortalecer a cadeia da indústria de defesa é fundamental, lembrou Skaf. “Não se pode depender somente dos outros no fornecimento de material para as Forças Armadas”, disse.

Skaf citou progressos na renovação da frota da Marinha e o encaminhamento do projeto de caças. Destacou também a atuação do Exército Brasileiro no Haiti.

Em relação ao momento difícil atravessado pelo Brasil, Skaf enviou uma mensagem de otimismo. A reação, disse, será rápida quando começar um novo ciclo de investimentos. “Temos que encontrar no meio desta coisa toda uma estrada paralela para o desenvolvimento e o crescimento do país.”

Perpétua de Almeida, secretária de Produtos de Defesa do Ministério da Defesa, fez pronunciamento, transmitindo os cumprimentos do ministro da Defesa, Aldo Rebelo. Destacou a importância das Forças Armadas na defesa do Brasil e da indústria de defesa para fornecer equipamentos para elas.

Jairo Cândido, presidente do Departamento da Indústria de Defesa da Fiesp (Comdefesa), abriu a cerimônia. Lembrou que a Fiesp é a casa do Simde, cuja posse, neste momento desafiador do país, é revestida de extrema importância.

Participaram, entre outros, o tenente brigadeiro do Ar Juniti Saito, antigo Comandante da Aeronáutica, o major brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno, comandante do IV Comar, e o vice-almirante Glauco Castilho Dall´Antonia, Comandante do 8º Distrito Naval.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540251563

Cerimônia de posse para o triênio 2016/18 da diretoria do Simde, com a participação de Paulo Skaf. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp