Skaf inaugura área automotiva ampliada do Senai de Araraquara

Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Fiesp, do Ciesp, do Senai-SP e do Sesi-SP, Paulo Skaf, inaugurou nesta sexta-feira (1º de setembro) em Araraquara a ampliação da área automotiva da Escola Senai Henrique Lupo, que atende a diversos setores industriais. “É o que há de melhor no mundo”, disse Skaf em relação ao laboratório montado em parceria com a Volkswagen.

Skaf citou como exemplo dos bons resultados do Senai-SP a vitória na competição mundial de ensino profissionalizante WordSkills, em 2015. E os alunos do Sesi-SP, lembrou, têm se destacado em competições nacionais e internacionais de robótica.

Em entrevista à Rádio Morada do Sol, Skaf destacou que o Brasil está saindo da crise. “É nítida a recuperação. Saímos de -3,8%, -3,6%, para 0,5% [de crescimento] positivo, é importante. Primeiro o agronegócio, já vinha bem, veio a reação no comércio, na indústria, nos serviços. Há realmente a sensação de ainda estarmos embaixo de uma tempestade, mas com esperanças fortes. A tendência é de no próximo ano a economia crescer de 2% a 3%, de daqui para frente diminuir cada vez mais o desemprego, daqui para a frente aumentar o crescimento.”

Skaf destacou a importância das reformas estruturais já efetivadas, como a trabalhista, e das que estão em discussão – por exemplo, a tributária e a da Previdência. “Vamos sair melhor desta crise com inflação controlada, com juros mais competitivos, com melhores condições de termos crescimento duradouro. Porque não adianta crescer, depois ter um ano de crise.”

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544925433

Paulo Skaf com alunos da Escola Senai Henrique Lupo, em Araraquara. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp


Funilaria e pintura

A escola tem 17 laboratórios técnicos, 18 salas de aulas e 8 oficinas de práticas profissionais, além da nova área automotiva, que recebeu equipamentos e veículos de alta tecnologia. O novo ambiente proporcionará às indústrias e comunidade da região de Araraquara capacitação e qualificação de mão de obra especializada para o setor automotivo.

A nova área resulta de parceria com a Volkswagen do Brasil. Nesse novo espaço, que inclui o moderno laboratório de colorimetria automotiva, o Senai-SP passa a ofertar cursos de funilaria, alinhamento de carrocerias e de pintura automotiva. Com isso os alunos da Aprendizagem Industrial poderão receber qualificação referente a veículos de médio porte (picapes). O novo espaço poderá ser utilizado para lançamentos nacionais da marca e para capacitação de mão de obra das concessionárias da Volkswagen.

Celeiro de campeões

O Senai de Araraquara abrange diversas áreas tecnológicas. Como resultado da excelência no ensino profissionalizante a escola já revelou campeões em torneios mundiais.

A primeira medalha da escola na WorldSkills, espécie de Copa do Mundo das profissões e que reúne países de todos os continentes, veio em 2009, no Canadá, quando o aluno Danilo Silva conquistou a prata na ocupação Fresagem a CNC. Em 2015, a competição teve como palco a cidade de São Paulo. Foi a vez de Leandro Rumaqueli subir ao pódio, ao conquistar o ouro da modalidade Desenho Mecânico em CAD. Naquela ocasião, Leandro teve de superar 26 competidores de todo o mundo. Atualmente, o campeão brasileiro de Marcenaria de Estruturas é o aluno Rui Lombardi Neto, que em outubro representará Araraquara na WorldSkills 2017, em Abu Dhabi.

Os resultados atestam a qualidade de ensino do Senai de Araraquara, que atende a diversos municípios vizinhos em diversas áreas de atuação. Com os cursos de Formação Inicial e Continuada a unidade abrange áreas tecnológicas como Alimentos, Automação, Automobilística, Eletroeletrônica, Gestão, Logística, Madeira e Mobiliário, Metalurgia, Metalmecânica, Segurança do Trabalho e Vestuário.

Também há oferta de cursos Técnicos de Eletroeletrônica, Eletromecânica e Mecatrônica e cursos de Aprendizagem Industrial nas áreas Automotiva, Madeira e Mobiliário, Eletroeletrônica, Metalurgia e Metalmecânica. Em 2016 a unidade realizou 4.324 matrículas nas modalidades de ensino oferecidas.

Atleta do Futuro

Skaf formalizou, também nesta sexta-feira, no Centro de Atividades Sesi Azor Silveira Leite, em Matão-SP, dois convênios do programa Atleta do Futuro, que preveem o atendimento de 175 alunos de Matão e 260 alunos de Ibitinga com a prática de diversas modalidades esportivas.

No mesmo local firmou o convênio de Responsabilidade Social com a Prefeitura de Ibitinga, que terá apoio do Sesi de Matão. O acordo prevê a capacitação técnica de até 50 pessoas da comunidade para desenvolvimento de projetos que auxiliem na geração de trabalho e renda.

Na sequência, o presidente das entidades da indústria paulistas visitou a Escola Senai Oscar Lúcio Baldan, de Matão, que oferece cursos nas modalidades de Aprendizagem Industrial, Técnico e Formação Inicial e Continuada.

À noite em Araraquara, Skaf assina o Atleta do Futuro com três municípios. A solenidade ocorrerá às 19h45, no Centro de Atividades Sesi Wilton Lupo. Serão 410 vagas para Araraquara, 485 para o município de Santa Lúcia e 420 para Rincão.

No sábado, Paulo Skaf assinará mais três convênios do programa Sesi Atleta do Futuro. Em Pirassununga, às 11 horas, na Academia da Força Aérea, serão firmados dois acordos. O primeiro, que terá como parceiro a própria AFA, beneficiará 200 alunos. O segundo, em parceria com a Prefeitura Municipal de Pirassununga, prevê atendimento de mais 100 crianças e adolescentes.

E em Porto Ferreira, às 14h45, Skaf firmará a maior parceria do programa na região. O Atleta do futuro beneficiará com a prática esportiva 1.280 alunos do município. A solenidade ocorrerá no Centro Cultural Fepasa, durante a programação do projeto Praças do Amanhã, iniciativa do Sesi-SP e do Senai-SP. Logo após a assinatura do convênio haverá show gratuito com o cantor Daniel, às 15 horas.

Atleta do Futuro

Criado para estimular a prática esportiva e a cidadania, o programa Sesi-SP Atleta do Futuro está presente em 201 municípios e contempla 84 mil participantes entre 6 e 17 anos. Além da prática esportiva, os alunos recebem orientação em temas transversais como saúde, trabalho, consumo consciente, meio ambiente e pluralidade cultural, dentre outros. Os instrutores trabalham para difundir valores como ética, superação, autoestima e socialização, com o intuito de ajudar o aluno a se desenvolver de modo pleno.


Município

Parceiros

Alunos

Modalidades

Matão

Prefeitura Municipal de Matão e Confecções Elite

175

Natação

Ibitinga

Prefeitura Municipal de Ibitinga e Zilio Alimentos

260

Atletismo, basquetebol, futebol, futsal, handebol, tênis de mesa, voleibol, xadrez

Araraquara

Prefeitura Municipal de Araraquara e Indalfa Plásticos

410

Futsal, natação e voleibol

Santa Lucia

Prefeitura Municipal de Santa Lúcia

485

Capoeira, futebol, futsal, voleibol

Rincão

Prefeitura Municipal de Rincão e Axihum Fertilizantes

420

Basquetebol, futsal e handebol

Pirassununga

Comando da Aeronáutica – AFA – Academia da Força Aérea

200

Atletismo, futebol, karatê, tênis e voleibol

Pirassununga

Prefeitura Municipal de Pirassununga

100

Ginástica Artística

Porto Ferreira

Prefeitura Municipal de Porto Ferreira

1.280

Basquetebol, Futebol, futsal, ginástica artística e voleibol

Matão recebe unidade móvel de nutrição do Sesi-SP

Agência Indusnet Fiesp

O Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) promoverá cursos educativos dos programas “Alimente-se Bem” e “Sabor na Medida Certa” em Matão, entre os dias 7 e 29 de agosto. A previsão de atendimento é de 300 pessoas nas aulas em uma das cinco unidades móveis da instituição – carretas totalmente adaptadas com eletrodomésticos e utensílios de cozinha.

No curso “Alimente-se Bem” serão ensinadas receitas do livro “Frutas e Hortaliças”. Alguns exemplos são a sopa de cará com talos de brócolis, arrumadinho de berinjela, pastel assado de brócolis e cenoura, beijinho de batata e o nhoque de abacate, entre outras.

As dicas e receitas para controle e prevenção de hipertensão arterial, diabetes, colesterol e obesidade fazem parte do programa “Sabor na Medida Certa”, criado para promover alimentação saudável e corrigir excessos que comprometem a saúde.

Os alunos aprenderão receitas saborosas que inibem o uso de sal, gorduras e açúcares. Também receberão informações sobre ingredientes saudáveis, índice nutricional balanceado e técnicas dietéticas. Na programação de Matão estão previstas 10 turmas, cada uma com até 30 alunos.

Unidades Móveis

Construídas no Centro de Treinamento do Serviço Nacional de SENAI de Lençóis Paulista, as cinco unidades móveis do Sesi-SP têm capacidade de atendimento para 30 participantes por turma, comportando até quatro grupos por dia. Isso é viável graças a um sistema retrátil, que faz surgir uma sala integrada à estrutura do caminhão quando ele está estacionado.

Os cursos do “Alimente-se Bem” unem teoria e prática, com o objetivo de ensinar preceitos de uma alimentação saudável, econômica e sem desperdício, além de aumentar o consumo de vegetais e a utilização integral dos alimentos. Todas as aulas são ministradas por nutricionistas do Sesi-SP, que preparam receitas balanceadas, nutritivas, econômicas e com ingredientes de fácil acesso. Os calendários são elaborados com o intuito de atender o maior número de alunos, respeitando o máximo permitido e o horário de trabalho da equipe técnica.

Serviço

Cursos do programa Alimente-se Bem
Endereço do curso e inscrições: Sesi-SP Matão – Avenida Marlene David dos Santos, 940, Jd Paraíso III.
Informações: (16) 3382-6900

Jogos Escolares do Sesi-SP chegam à última fase com cerca de 2.400 estudantes

Agência Indusnet Fiesp

A fase estadual dos Jogos Escolares do Sesi-SP (JES) começa no sábado (09/11), em Araçatuba. As atividades prosseguem nos dias 23 de novembro, em Jacareí e Matão, e no dia 30 de novembro, em Votorantim. No total, é prevista a participação de aproximadamente 2.400 estudantes.

Cada um desses quatro municípios tem competições autônomas, agrupando, por critérios de proximidade geográfica, os representantes das oito escolas vitoriosas em cada modalidade esportiva na fase intermunicipal. Ao final, a fase estadual consagra quatro campeões – um por município. A fórmula visa evitar que os alunos se desgastem com longos deslocamentos.

A programação dos Jogos tem três modalidades esportivas: vôlei (feminino e masculino), basquete (feminino) e futsal (masculino). Conforme o regulamento, o sistema que define o campeão é o mesmo: equipes separadas em grupos nas fases eliminatórias e mata-mata nas finais.

A presença de atletas do Sesi-SP também é bastante esperada. São representantes de diversas modalidades convidados para ministrar oficinas de esporte. Eles têm ainda a missão de assessorar os times durante os jogos.

Já estão confirmadas as presenças do campeão de triatlon Reinaldo Colucci, em Matão, e de atletas dos times de badminton, judô e da base do vôlei em Araçatuba. Mais atletas devem ser confirmados até a data de cada um dos eventos.

Os Jogos Escolares do Sesi-SP são a maior competição esportiva estudantil de toda a rede Sesi de ensino, envolvendo alunos do 1º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio. A competição é organizado em quatro fases distintas: torneio infantil, fase intercalasses, intermunicipal e estadual.  As primeiras fases chegaram a contar com 38.000 alunos do Sesi-SP.

Serviço

Data dos Jogos

09/11/2013 – Araçatuba
23/11/2013 – Jacareí e Matão
30/11/2013 – Votorantim

Sesi-SP duplica tamanho das instalações da unidade em Matão; inauguração conta com presença de presidente da Fiesp e do Sesi-SP

Agência Indusnet Fiesp

Em meio ao canto do hino nacional entoado por Isabela da Silva Lima, aluna do 2º ano do ensino médio da unidade, o Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) inaugurou na tarde desta sexta-feira (09/08) a ampliação de sua escola instalada no Centro de atividades (CAT) Azor Silveira Leite, em Matão, a aproximadamente 305 kms da capital.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544925433

Paulo Skaf na chegada à escola do Sesi-SP em Matão: 'sonho, quando tem data, vira realidade'. Foto: Julia Moraes/Fiesp

Com as novas instalações, a unidade recebeu dois novos prédios educacionais. Os alunos ganharam novos espaços pedagógicos utilizados no ensino fundamental em tempo integral. A área construída saltou de 1,8 mil para 3,6 mil metros quadrados.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Sesi-SP, Paulo Skaf, participou da solenidade de abertura do novo espaço e aproveitou para anunciar mais uma melhoria: a construção de um anfiteatro, a ser inaugurado até o final de 2014.

“Vocês sabem que temos que sonhar. E o sonho, quando tem data, vira realidade. Um exemplo disso é que nós colocamos o rugby, que é um esporte olímpico, mas que não tinha praticantes, em várias unidades do Sesi-SP. Hoje temos 10 mil alunos que treinam rugby, sendo que 1.300 estão em Matão. Esse é o sonho que virou realidade”, contou Skaf durante discurso para alunos, pais, comunidade e autoridades do município.

O espírito esportivo continuou presente na inauguração. O jogador da equipe de vôlei do Sesi-SP, Murilo Endres, acompanhou o evento e encantou os alunos. “Desde criança queria ser jogador de vôlei profissional. Tive apoio da família para isso. Mas descobri que ser o melhor do mundo não é principal em um esporte coletivo. O mais importante é que a toda equipe vença”, revelou o medalhista olímpico, eleito MVP (jogador mais valioso) dos Jogos Olímpicos de Londres-2012.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544925433

Walter Vicioni: desenvolvimento das pessoas acima do desenvolvimento econômico. Foto: Julia Moraes/Fiesp

O professor Walter Vicioni, superintendente do Sesi-SP e diretor do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP), elogiou a determinação do presidente da instituição.

“Nesses 44 anos passei por presidentes de federação, mas nenhum tinha essa determinação de mudar a educação como teve Paulo Skaf, porque ele colocou o desenvolvimento das pessoas acima do desenvolvimento econômico”, afirmou Vicioni.

Para José Francisco Dumont, prefeito de Matão, “é muito importante para o poder publico buscar parcerias com entidades privadas”. O prefeito ainda disse que “está muito grato pela ampliação da escola neste mês em que o município de Matão comemora 115 anos de fundação”.

A solenidade também contou com a presença de Zilda Rossi Silveira Leite, viúva do patrono da escola, que recebeu uma saudação especial do presidente do Sesi-SP.

A unidade

As principais mudanças na unidade do Sesi-SP em Matão foram o acréscimo de nove salas de aula, a construção do segundo laboratório de informática, ampliação e reforma da biblioteca escolar, criação do laboratório de física, química e biologia e do laboratório de ciência e tecnologia.

As instalações também passam a ter área de convivência coberta, sala de vivência artística, refeitório com modernos equipamentos com capacidade para atender, simultaneamente, 220 estudantes, e duas quadras esportivas cobertas.

Com a ampliação e modernização dos ambientes, a área educacional passa a ocupar 10,8 mil metros quadrados dos 88 mil destinados ao centro de atividades.

Excelência em Matão

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544925433

Instalações do Sesi-SP em Matão passam a ter área de convivência coberta, sala de vivência artística, refeitório com modernos equipamentos com capacidade para atender, simultaneamente, 220 estudantes, e duas quadras esportivas cobertas. Foto: Julia Moraes/Fiesp

Localizada na Avenida Marlene David dos Santos 940, no Jardim Paraíso III, a escola do Sesi-SP em Matão oferece ensino fundamental em tempo integral, o que permite que os alunos permaneçam nos períodos da manhã e da tarde na escola realizando vivências complementares de esporte, arte, cultura e tecnologia, além das refeições diárias compostas de café da manhã, almoço e lanche da tarde.

Dos 1.257 estudantes, 382 são atendidos no ensino fundamental, sendo 285 matriculados em período integral. A escola também oferece ensino médio para 125 alunos e Educação de Jovens e Adultos (EJA) para 750 pessoas.

O Sesi-SP desenvolve seu próprio material didático, um diferencial da metodologia conhecida como sistema Sesi-SP de Ensino que engloba processos de ensino, aprendizagem e pesquisa. Essa concepção educacional parte da perspectiva de que toda criança ou adolescente é capaz de aprender se lhe forem oferecidas boas situações de aprendizagem.

Sesi-SP inaugura remodelação da unidade de Matão nesta sexta-feira (09/08)

Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), Paulo Skaf, inaugura, nesta sexta-feira (9/08) em Matão, a 300 quilômetros da capital paulista, às 15h horas, a ampliação da escola do Sesi instalada no CAT Azor Silveira Leite.  Foram construídos dois novos prédios educacionais na unidade, cuja área construída saltou de 1,8 mil para 3,6 mil metros quadrados. Com a reforma e a modernização das instalações, alunos ganharam novos espaços pedagógicos utilizados no ensino fundamental em tempo integral.

As principais mudanças foram o acréscimo de nove salas de aula, a construção do segundo laboratório de informática, ampliação e reforma da biblioteca escolar, criação do laboratório de física, química e biologia e do laboratório de ciência e tecnologia.  As instalações também passam a ter área de convivência coberta, sala de vivência artística, refeitório com modernos equipamentos com capacidade para atender, simultaneamente, 220 estudantes, e duas quadras esportivas cobertas.

Unidade de Matão ganhará laboratório com as obras de expansão. Foto: Julia Moraes/Fiesp

Unidade do Sesi-SP de Matão ganhou laboratórios com as obras de expansão. Foto: Julia Moraes/Fiesp


Com a ampliação e modernização dos ambientes, a área educacional passa a ocupar 10,8 mil metros quadrados dos 88 mil destinados ao centro de atividades.

A entrega oficial dos prédios é mais um passo para a consolidação do novo modelo educacional da entidade, iniciado em 2007, e que prevê a oferta de ensino fundamental em tempo integral, ensino médio articulado com a educação profissionalizante do Senai-SP e a construção de 70 escolas no estado.

Neste ano, foram inauguradas 15 escolas do Sesi nos municípios de Presidente Epitácio, Mococa, Tambaú, Guararapes, Votuporanga, Vinhedo, Americana, Bragança Paulista, Pirassununga, Descalvado, Jacareí, Avaré, Sumaré, Porto Ferreira e Jardinópolis e duas do Senai-SP, respectivamente, em Ourinhos e Pompéia.

Excelência em Matão

Localizada na Avenida Marlene David dos Santos 940, no Jardim Paraíso III, a escola do Sesi em Matão oferece ensino fundamental em tempo integral, o que permite que os alunos permaneçam nos períodos da manhã e da tarde na escola realizando vivências complementares de esporte, arte, cultura e tecnologia, além das refeições diárias compostas de café da manhã, almoço e lanche da tarde. Dos 1.257 estudantes, 382 são atendidos no ensino fundamental, sendo 285 matriculados em período integral. A escola também oferece ensino médio para 125 alunos e Educação de Jovens e Adultos (Eja) para 750 pessoas.

O Sesi-SP desenvolve seu próprio material didático, um diferencial da metodologia conhecida como sistema Sesi-SP de Ensino que engloba processos de ensino, aprendizagem e pesquisa. Essa concepção educacional parte da perspectiva de que toda criança ou adolescente é capaz de aprender se lhe forem oferecidas boas situações de aprendizagem.

Indústria fecha 4,5 mil vagas de trabalho em junho; Fiesp revisa para baixo estimativa para 2013

Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544925433

Paulo Francini, diretor do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon) da Fiesp. Foto: Everton Amaro/Fiesp

A indústria paulista encerrou o mês de junho com 4,5 mil empregos a menos em comparação com o quadro de funcionários verificado em maio, mostrou a Pesquisa Nível de Emprego do Estado de São Paulo, divulgada pela Federação e pelo Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp). Segundo as entidades, o setor manufatureiro paulista deve encerrar 2013 com 20 mil empregos gerados. O prognóstico ficou abaixo da expectativa anterior da Fiesp e do Ciesp, que estimavam a criação de 30 mil vagas no ano.

“Não é um mês de junho bom e acho que vai ao tom do desempenho da própria economia brasileira desse ano”, afirmou Paulo Francini, diretor do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon) da Fiesp. “Estamos fazendo uma revisão das nossas projeções e a atividade da indústria de transformação vai para um valor mais próximo de 1%”, acrescentou. A Fiesp está revisando também seu prognóstico para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2013, com viés de baixa.

Apesar dos estímulos à atividade industrial dados pelo governo desde o ano passado, a indústria ainda não mostra vigor em sua trajetória de recuperação, uma vez que a retomada de crescimento deve acontecer com o tempo. Nem mesmo a correção da taxa de câmbio, uma demanda do setor manufatureiro, conseguiu dar fôlego à produção. Segundo Francini, a correção cambial é positiva para o desempenho da indústria, mas no médio prazo.

“A taxa de câmbio possui dois componentes: um que direciona para a geração de inflação e outro que melhora a atividade da indústria; porém, não ocorrem ao mesmo tempo”, afirmou o diretor.

Ele explicou que o efeito adverso da desvalorização cambial sobre a inflação acontece antes do efeito benéfico. “Como estamos em uma situação delicada de inflação, com uma taxa quase superior a meta, há um pouco de preocupação”, completou.

Para Francini, o patamar atual do dólar perto de R$2,20 é “de qualquer maneira uma melhora para indústria”.

Emprego em Junho
A Pesquisa de Nível de Emprego do Estado de São Paulo apontou uma queda de 0,23% em junho, considerados os efeitos sazonais, o equivalente a 4,5 demissões no mês.

De janeiro a junho deste ano foram gerados pela indústria paulista 59,5 mil empregos, com uma variação positiva de 2,31%. Mas a pesquisa revelou que nos últimos 12 meses foram fechados 28 mil postos de trabalho, o equivalente a uma queda de 1,05% no mês passado em relação a junho de 2012.

De acordo com Francini, a indústria de transformação não terá condições de recuperar a perda registrada em 2012, a demissão de pouco mais de 50 mil empregados.

Do total de demissões no mês, a indústria de açúcar e álcool foi responsável pelo fechamento de 2.670 vagas, enquanto os outros setores da indústria de transformação demitiram 1.830 trabalhadores em junho.

No acumulado do ano, a indústria sucroalcooleira criou 28.077 vagas, número que deve zerar ao final do ano com o término da colheita da safra 2013/2014. Já os outros segmentos do setor manufatureiro criaram 31.423 novos empregos desde janeiro até o mês passado.

Setores e regiões
Das atividades analisadas no levantamento, 12 computaram queda, oito fecharam o mês em alta e duas ficaram estáveis. O emprego no setor de Fabricação de Coque de Produtos Derivados do Petróleo e de Biocombustíveis registrou a maior queda do mês com 1,6%, o que representa a demissão de 790 empregados. Outro desempenho negativo foi o da indústria de Impressão e Reprodução de Gravações, que encerrou o mês com perdas de 1,5% ao fechar 676 vagas em junho.

O emprego nos setores de Produtos Diversos e de Outros Equipamentos de Transporte apurou ganhos no mês de 2,3% e 1,3% respectivamente. O segmento de Produtos Diversos contratou 1.490 empregados, enquanto a indústria de Outros Equipamentos de Transporte abriu 390 postos de trabalho.

A pesquisa da Fiesp e do Ciesp mostrou ainda que das 36 regiões analisadas, 19 apresentaram quadro negativo, 13 ficaram positivas e quatro regiões encerraram o mês estáveis.

Santos foi a cidade que apresentou a maior alta, com taxa de 2,20% em junho, impulsionada por Produtos Alimentícios (4,37%) e Confecção de Artigos do Vestuário (3%). A região de Santo André registrou ganho de 1,23% sob influência positiva dos setores de Produtos Diversos (26,52%) e Confecção de Artigos do Vestuário (5,26%).

O índice de emprego em Jacareí subiu 0,63%, influenciado por Produtos de Borracha e Material Plástico (4,28%) e Produtos de Minerais Não Metálicos (0,57%).

Entre as cidades com desempenho negativo, Araraquara computou a queda mais expressiva do mês com 2,06%, abatida pelas perdas em Produtos Têxteis (-6,48%) e Produtos de Borracha e Plástico (-2,15%). São Carlos fechou o mês com baixa de 1,79%, pressionada pelo desempenho ruim dos setores de Produtos Alimentícios (-8,31%) e Produtos de Metal, exceto Máquinas e Equipamentos (-5,13%). O emprego em Matão caiu 1,44%, com fortes perdas em Produtos de Metal, exceto Máquinas e Equipamentos (-6,81%) e Produtos Alimentícios (-3,92%).

Ciesp comemora 20 anos de história em Matão

Rubens Toledo, Agência Indusnet Fiesp

Há exatos 20 anos, o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) fincava sua bandeira em solo matonense. Sua sede, na Avenida Ibitinga, dividia com o Centro de Treinamento Senai o imóvel cedido pelo Poder Público municipal.

Os alicerces da entidade, no entanto, estavam bem postos e permitiram que o Ciesp abrisse frentes novas para o desenvolvimento regional. “O importante é ouvir o clamor da indústria e prestar serviços a ela”, afirmava em 2002 o então diretor José Carlos Chiozzini.

Com a expansão do parque industrial, a separação física das duas entidades tornou-se inevitável. Tanto Ciesp quanto o Senai careciam de maior espaço para bem cumprir sua missão em favor da atividade industrial.

E graças ao alto espírito público do prefeito Adauto Scardoelli e visão estratégica do presidente da Fiesp/Ciesp, Paulo Skaf, poder público e entidades da Indústria deliberaram, em acordo, que toda a área fosse destinada ao Senai, que recebia fortes investimentos em equipamentos, oficinas e novos cursos.

“Era uma questão de prioridade. A decisão foi sábia e justa”, lembra Cadiolli. “O Senai paulista pôde então oferecer Aprendizagem Industrial para jovens candidatos ao primeiro emprego e também curso técnico, em nível médio”.

Com efeito, hoje o antigo Centro de Treinamento transformou-se na Escola Oscar Lucio Baldan, que já capacitou milhares de jovens e adultos para o mercado de trabalho.

Prefeito Scardoelli garante nova área ao Ciesp

Mas a saga do Ciesp prosseguiu. Atualmente ocupando sede provisória na Avenida Toledo Malta, a Regional mantém ampla folha de serviços à Indústria de Matão e outros três municípios.

Mais recentemente, em fevereiro de 2010, a Câmara de Vereadores aprovou projeto de lei do prefeito Scardoelli que determina doação de nova área ao Ciesp, de 1.400 metros quadrados, na mesma avenida.

“O Ciesp tem sido parceiro do poder público. Realiza um grande trabalho junto a indústria matonense e contribui sobremaneira para o desenvolvimento da cidade. Por isso, já fizemos a doação da área para construção da sede própria”, assinala o prefeito.

Scardoelli recorda que a parceria Ciesp/Fiesp/Prefeitura já produziu bons resultados, como a ampliação da Escola Senai. “Para nossa satisfação e honra, estamos mais uma vez colaborando com o parceiro Ciesp. Parabéns à entidade e aos seus diretores pelo excelente trabalho”, arremata.

A liberação final do terreno, porém, depende da Promotoria Pública, que vai discutir a matéria no próximo 15 de fevereiro.

O diretor do Ciesp, Roberto Cadiolli, está confiante: “Os promotores conhecem o trabalho do Ciesp em prol do desenvolvimento regional e saberão tomar a decisão correta”, diz ele.

“A indústria da região merece uma sede à altura da sua pujança e magnitude. O projeto arquitetônico, foi elaborado especialmente para marcar o aniversário de 20 anos, vai corresponder ao gesto generoso das autoridades municipais”, adianta Cadiolli.

Uma indústria diversificada

Na região compreendida pela Regional do Ciesp em Matão, que inclui os municípios de Dobrada, Santa Ernestina e Mutuca, vivem cerca de 100 mil habitantes.

O parque industrial reúne cerca de 200 empresas – que vão do agronegócio aos setores metalmecânico e elétrico, com destaque para empresas como Citrosuco (atual Fischer), Citrovita, Global Suco, Coimbra, Baldan, Marchesan e Agri-tilirge.

A região vive uma onda positiva desde a implantação do Polo Aeronáutico de Gavião Peixoto, município limítrofe. Não só a Embraer chegou à região, como também as fornecedoras de equipamentos, proporcionando a realização de novos negócios.

Atletas fazem festa na grande final da II Copa Senai em Matão

Rubens Toledo, Agência Indusnet Fiesp 

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544925433

Paulo Skaf posa com campeões na modalidade futsal: time masculino sub-22 da Escola Senai Araraquara. Foto: Junior Ruiz

Com um torcedor ilustre nas arquibancadas, o presidente Paulo Skaf, equipes finalistas da II Copa Senai deram “o sangue” nas quadras do Centro de Atividades Azor Silveira Leite do Sesi de Matão, no último sábado (11).

O grito de campeão foi ouvido em cinco modalidades – futebol de salão, voleibol, basquetebol, tênis de mesa e xadrez – e em três categorias: sub-18, sub-22 e categoria livre, uma novidade nesta segunda edição.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544925433

Paulo Skaf posa com campeões na modalidade futsal: equipe feminina sub-18 do Senai Bauru. Foto: Junior Ruiz

“Só vejo vencedores aqui. Parabéns a todos e até a Copa de 2011”, Skaf disse aos 350 alunos competidores, após entregar, pessoalmente, os troféus e medalhas a cada vencedor.

Horas antes, o presidente da Fiesp/Ciesp/Sesi-SP/Senai-SP já havia acompanhado os Jogos Estudantis do Sesi, em São Carlos. Em Matão, Skaf foi recebido pelos diretores do Sesi e Senai e também pelo diretor do Ciesp matonense Roberto Cadioli.

Projeto educacional

A II Copa Senai consolida uma iniciativa inédita dos educadores, que apostam no esporte como instrumento de reforço na construção do caráter e da cidadania. “O ato de competir fortalece a disciplina e desenvolve o espírito de trabalho em equipe”, destacou Ricardo Terra, diretor do Senai-SP.

Participaram ao todo mais de 16 mil alunos, nas três fases da competição, além de quase uma centena de professores de Educação Física, dos quais 91 foram contratados no início do ano.

A ênfase no esporte – marca da gestão Skaf à frente das entidades da indústria paulista – levou os educadores a reintroduzir o ensino de Educação Física no currículo das Escolas Senai-SP, o que já traz ganhos no desempenho dos alunos.

Para os músculos e a mente

Segundo Lucas Parra, de São Carlos, campeão em Xadrez, na categoria sub-18, o esporte ajuda a garantir boas notas em Matemática. “A gente tem mais facilidade para calcular e resolver problemas”, falou o aluno.

Desde a fase interclasses até a finalíssima, Lucas disputou e venceu as 15 partidas que participou. Só faltou enfrentar o grande campeão mundial Mequinho, que esteve em Matão na mesma semana. “Seria uma honra enfrentá-lo”, acrescentou.

Sesi de Matão duplica capacidade de ensino

O Centro de Atividades Azor Silveira Leite – Sesi de Matão, palco da II Copa Senai, está duplicando sua área física. As obras iniciadas em 2009 e que já consumiram cerca de R$ 5 milhões representam dois novos prédios e reforma nos dois já existentes.

“Este investimento, num total de R$ 8 milhões aproximadamente, vai garantir ensino em regime de tempo integral em todas as séries do Ensino Fundamental”, informou o diretor Alexandre Minghin. A previsão é que as obras estejam concluídas em janeiro de 2011.

Segundo Minghin, a área de Esporte recebeu R$ 2,3 milhões em investimentos, aplicados em duas quadras cobertas, um campo de futebol society e instalação de 16 aquecedores em duas piscinas.