Sesi-SP vai formar 250 alunos em futsal, handebol e capoeira em comunidade do Guarujá

Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp, do Guarujá

Equipe do Sesi promove aula de capoeira no Guarujá. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Ao menos 250 crianças e adolescentes de Jardim Santo Antônio, no Guarujá, na Baixada Santista, vão receber formação esportiva do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) nas modalidades futsal, handebol e capoeira.

Na tarde desta sexta-feira (11/04), o presidente da instituição, Paulo Skaf, e a prefeita de Guarujá, Maria Antonieta de Brito, assinou o convênio do Programa Atleta do Futuro, iniciativa de formação esportiva do Sesi-SP que já beneficia mais de 90 mil crianças e jovens em todo o estado.

“A comunidade de Santo Antônio é a primeira do Guarujá a receber o Programa Atleta do Futuro. Quero agradecer a todo equipe do Sesi-SP. Obrigada por acreditarem”, afirmou Maria Antonieta.

Inicialmente o PAF atenderia a 100 crianças e adolescentes de 6 a 17 anos na modalidade futsal. Mas na ocasião da assinatura, o programa foi ampliado para mais 150 jovens e para mais duas modalidades: handebol e capoeira.

Skaf também anunciou uma parceria do projeto Alla Corda de musicalização do Sesi-SP com um grupo de ao menos 20 alunos de violão da comunidade de Santo Antônio.

“Na parceria do Alla Corda com o Santo Antônio, vamos apoiar o estudo de instrumentos”, afirmou Skaf. O convênio deve ter início no próximo mês, segundo o presidente do Sesi-SP.

Outro convênio também foi anunciado para a formação profissional da região. O Senai-SP deve aproveitar instalações em fase de conclusão na comunidade para oferecer cursos para as áreas de construção e manutenção. “A prefeita vai resolver a questão das salas e vamos oferecer curso de eletricista e para outras demandas a partir de junho”, disse Skaf.


Bons exemplos do judô

Equipe do Judô prestigiam o evento. Foto: Everton Amaro/Fiesp

Campeões de diferentes categorias do judô,  Bruno Mendonça, titular da seleção brasileira de judô, Bruno e Carolina Pereira Martins, irmãos e campeões paulistas, participaram da cerimônia de assinatura do PAF.

Para o treinador deles, Paulo Duarte, quanto mais programas como PAF houver em diferentes regiões, maior a chance de encontrar talentos do esporte.

“Quanto maior o contingente, maiores são as chances de encontrar apostas. E a iniciativa do Sesi-SP é fantástica porque a meta é que pelo menos um atleta de cada modalidade represente o Brasil em competições no exterior”, afirmou Duarte.