Presidente e vice-presidente do Instituto Iris prestigiam exposição do Sesi-SP com fotos feitas por deficientes visuais

Talita Camargo, Agência Indusnet Fiesp 

A mostra fotográfica Olhar a toda prova, sobre os atletas do Sesi-SP,  em exposição no Centro Cultura Fiesp – Ruth Cardoso, recebeu uma vista especial na tarde desta quarta-feira (24/04): o presidente e a vice-presidente do Instituto Responsabilidade e Investimento Social (Iris), Marcelo Panico e Ersea Alves, ambos deficientes visuais e membros do projeto Cão Guia, iniciativa que conta com o apoio do Sesi-SP.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539679014

Da esquerda para a direita: O presidente e a vice-presidente do Iris, Marcelo Panico e Ersea Alves; o fotógrafo deficiente visual, Marco Óton; e o curador da mostra, João Kulcsár. Foto: Talita Camargo/Fiesp

Acompanhados do curador da mostra, João Kulcsár, e do fotógrafo de algumas das obras expostas, Marco Óton, que também é deficiente visual, eles vieram celebrar o Dia Mundial do Cão Guia, comemorado em 25 de abril e, ao visitarem a exposição, encantaram-se com as obras com acessibilidade aos deficientes visuais. “Achei sensacional a audiodescrição. É fantástico. E as imagens em alto-relevo, perceptíveis ao tato, são muito interessantes. Todos os museus de São Paulo deveriam ter uma situação como esta”, afirmou Panico ao parabenizar o Ses-SP e à Fiesp pela iniciativa.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539679014

Marcelo Panico, presidente do Iris. Foto: Talita Camargo/Fiesp

Ersea conta que já enxergou um dia e pôde conhecer a fotografia, que se tornou uma paixão. “Achei a iniciativa do Sesi-SP maravilhosa. Termos a áudio-descrição é como se estivéssemos vendo as fotos mesmo. A Fiesp está de parabéns”, elogiou a vice-presidente.

A mostra conta com nove fotos perceptíveis pelo tato, com legendas em braile e audiodescrição, feitas por seis fotógrafos com deficiência visual que são alunos de Kulcsár, que há cinco anos ensina a deficientes visuais a arte de fotografar. “Tanto deficientes visuais como todos que tiverem interesse podem explorar diferentes sentidos nas visitas guiadas. Os visitantes são convidados a perceber a exposição pelo tato e audição, e quem quiser pode vendar os olhos”, explica o curador.

Para Panico, essa exposição é fundamental para conscientização da sociedade. “A pessoa cega tem muito mais do que perda visual, perde no profissional e na maneira de enxergar algumas situações, e a fotografia é um fator muito interessante de incluir as pessoas na sociedade”.

Clique aqui para saber mais sobre a exposição.

Exposição na Fiesp mostra 48 fotos de atletas de esportes olímpicos e paraolímpicos do Sesi-SP

Flávia Dias, Agência Indusnet Fiesp

Com presença de cinco medalhistas olímpicos da equipe do Sesi-SP – Thiago Pereira (natação), Dani Lins, Serginho, Sidão e Murilo (vôlei) –, o Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) inaugurou na noite de segunda-feira (15/04), em evento para convidados, a exposição fotográfica “Olhar a toda prova”.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539679014

O presidente da Fiesp, Paulo Skaf, abre e exposição "Jogos Olímpicos: Esporte, Cultura e Arte". Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

A mostra, aberta ao público até 30 de junho no Centro Cultural Fiesp, reúne 48 imagens de atletas do Sesi-SP sob o registro das lentes de fotógrafos como Claudio Edinger, Jonne Roriz, Marlene Bergamo e Renan Cepeda. A curadoria é de João Kulcsár.

Outra cerimônia aconteceu de forma paralela, a abertura da exposição “Jogos Olímpicos: Esporte, Cultura e Arte”, organizada pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), com o apoio da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Sesi-SP.

Em seu pronunciamento na abertura de “Olhar a toda prova”, o presidente da Fiesp e do Sesi-SP, Paulo Skaf, enfatizou que a indústria, por meio do Sesi-SP, vai dar uma contribuição concreta ao Brasil nos Jogos Olímpicos Rio-2016.

“Nós esperamos colocar pelo menos 50 atletas formados no Sesi-SP para defender as cores brasileiras nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro”, afirmou Skaf.

“A Fiesp está à disposição a colaborar com tudo que estiver ao nosso alcance para divulgar as próximas Olímpiadas”, acrescentou.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539679014

Professor Walter Vicioni na abertura de exposição fotográfica. Foto: Junior Ruiz/Fiesp

O superintendente do Sesi-SP, Walter Vicioni, enfatizou que a instituição passou a investir no esporte de alto rendimento a partir de 2005. “Nós fizemos grandes avanços no esporte, dando oportunidades e criando um processo educacional que pretende ser o exemplo e colaborar com o Brasil no desenvolvimento esportivo.”

Recém-chegado ao Sesi-SP, o nadador Thiago Pereira, medalhista de prata em Londres-2012, elogiou a iniciativa: “ É maravilhoso. Esta exposição sobre os atletas olímpicos é uma coisa muito boa. Faltava esse reconhecimento pelo esforço. São eventos como esse que motivam a gente cada vez mais a correr atrás de novos recordes, medalhas e de uma vaga para disputa de 2016”, avaliou o atleta.

Entre os fotografados estão os medalhistas olímpicos Serginho, Murilo, Dani Lins, Fabiana e Sidão (vôlei); Thiago Pereira (natação); Reinaldo Colucci (triatlo); Aline Ferreira (luta olímpica); Ana Marcela (maratonas aquáticas); Gustavo “Grummy” Guimarães (polo aquático); Hugo Praxedes (judô); Marco Aurélio Borges (atletismo paralímpico); Luisa Lisboa (bocha paralímpica) e Janaina Petit (vôlei sentado).

Acessibilidade

A exposição conta com seis fotos perceptíveis pelo tato, com legenda em braile, de registros fotográficos realizados por seis fotógrafos com deficiência visual durante os jogos da Superliga de vôlei 2012/13.

De acordo com o curador da mostra, durante o processo de captação das imagens, os fotógrafos contaram com o auxilio de um ajudante que descrevia o cenário para os deficientes visuais. Munidos destas informações, os artistas conseguiram fazer os seus registros fotográficos.

“Tanto deficientes visuais como todos que tiverem interesse poderão explorar diferentes sentidos nas visitas guiadas. Os visitantes serão convidados a perceber a exposição pelo tato e audição, e quem quiser poderá ver com os olhos”, afirmou João Kulcsár.

Serviço
Exposição Olhar a toda prova

Classificação indicativa: livre
Entrada gratuita
Local: Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso ( Espaço Fiesp II)
Avenida Paulista, 1.313 (em frente à estação Trianon-Masp do Metrô)
Os espaços têm acessibilidade.

Período expositivo: de 16 de abril a 30 de junho – segundas, das 11h às 20h; de terça a sábado, das 10h às 20h; e domingos, das 10h às 19h (entrada até 20 minutos antes do fechamento)

Agendamentos escolares e de grupos: de segunda a sexta-feira, das 10h às 13h e das 14h às 17h, pelo telefone (11) 3146-7396