Diretores da Fiesp e do Ciesp recebem a comitiva da cidade de Lobito (Angola)

Amanda Viana, Agência Indusnet Fiesp 

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540026964

Amaro Segunda Ricardo, prefeito da cidade de Lobito, Angola, durante missão empresarial na sede da Fiesp/Ciesp. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

Diretores da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp) receberam, na tarde desta terça-feira (16/04), na sede das entidades, uma comitiva da cidade de Lobito (Angola) liderada pelo prefeito Amaro Segunda Ricardo.

A missão, comandada pelo secretário da Indústria de Paulínia, Jairo Júnior, foi o primeiro encontro com o objetivo de estreitar relações e identificar possíveis investimentos e acordos para novos negócios entre os dois países. Na ocasião, o prefeito apresentou as oportunidades de crescimento econômico de Lobito, cuja população é de 800 mil habitantes.

O diretor do Departamento de Competitividade e Tecnologia da Fiesp (Decomtec) e membro do Comitê de Petróleo e Gás Natural da Fiesp/Ciesp (Competro), Eduardo Berkovitz Ferreira, apresentou o Comitê, evidenciando as grandes oportunidades de negócios e investimentos que o setor de Petróleo e Gás tem proporcionado às empresas brasileiras.

Berkovitz afirmou ainda que pesquisas apontam que o setor (P&G) representará, até 2020, cerca de 20% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. Foram apresentados também, projetos das entidades que buscam fomentar o desenvolvimento industrial e comercial, como o NAGI-PG, as Rodadas de Negócios e as Missões Internacionais.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540026964

Comitiva da cidade de Lobito, Angola. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

“Lobito possui um porto de águas profundas e investimentos estão sendo feitos nessa área”, destacou o prefeito ao ressaltar que a cidade angolana tem características muito semelhantes a várias regiões do Brasil, como a baixada santista – por estar situada na faixa litorânea do país.

“Esta é uma casa [Fiesp/Ciesp] que representa a indústria do estado de São Paulo e a indústria brasileira, e que se preocupa com o desenvolvimento, e se importa com a vida do ser humano, com o bem-estar da população”, concluiu Júlio Diaz, diretor de Infraestrutura do Ciesp e da Divisão de Energia da Fiesp, e coordenador adjunto do Competro.