Projeto do Senai-SP vence prêmio Objeto Brasil

Isabela Barros, Agência Indusnet Fiesp  

O projeto do “Cooktop Giratório Adaptado para Cadeirantes”, elaborado por um grupo de alunos da Escola Senai Italo Bologna em Itu, São Paulo, foi o vencedor do prêmio Objeto Brasil nas categorias Estudantes e Design para Todos/Economia Solidária, levando a medalha de ouro. A cerimônia de premiação foi realizada na noite desta segunda-feira (23/05), na capital paulista, no Istituto Europeo di Design.

O Objeto Brasil é uma iniciativa da Associação Objeto Brasil e tem como objetivo estimular a produção brasileira de design.

Mesmo não tendo em sua grade nenhum curso de design, a escola do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP) em Itu é uma referência em projetos de inclusão e acessibilidade.

Nessa linha, o Cooktop Giratório consiste em uma mesa de fogão giratória adaptada para pessoas usuárias de cadeira de rodas e que possuem livre movimento dos braços. Desse modo, o usuário pode escolher a boca que deseja utilizar nos botões no painel, fazendo o seu próprio rodízio enquanto cozinha, já que a panela vem até ele.

De acordo com a agente de Inovação da escola do Senai-SP em Itu, Lucia Friedrich, o reconhecimento do prêmio é ainda maior pelo fato de a unidade não oferecer cursos de design. “Fomos convidados a participar do prêmio”, diz. “E a vitória nos motiva a participar de mais iniciativas assim”.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542094883

O Cooktop Giratório adaptado para cadeirantes: fogão totalmente acessível criado na escola do Senai-SP em Itu


Ela conta que o Cooktop Giratório também ficou em segundo lugar na categoria Tecnologia Inclusiva na edição estadual do concurso Inova Senai, que premia projetos inovadores nas escolas da rede.

A criação é fruto do trabalho de conclusão do curso técnico de Mecânica dos alunos Rafael Sabaini Garcia, Rogel Pinotti da Silva e Elisabete Ribeiro Proença. Eles foram orientados pelos professores Emerson Siqueira de Oliveira, Marcos Roberto Silvério da Cruz e Marcos Galvão.

Segundo Lucia, a escola do Senai-SP em Itu possui um Núcleo de Tecnologias Assistivas com linhas de serviços tecnológicos para atendimento a empresas com foco na inclusão de pessoas com deficiência no trabalho, desenvolvendo produtos de tecnologias assistivas.


Por melhorias no Sesi-SP e Senai-SP, presidentes da Fiesp e do Ciesp visitam escolas

Ariett Gouveia, Agência Indusnet Fiesp, de Itu (SP)

Sorocaba pela manhã, Itu no horário da tarde. Assim foi a programação desta terça-feira (23/09) dos presidentes da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Benjamin Steinbruch, e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), Rafael Cervone Netto. A agenda de ambos incluiu visitas às unidades do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP) dos municípios.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542094883

Rafael Cervone, Fernando Carvalho, Débora Cypriano Botelho e Benjamin Steinbruch conversam com alunas do Sesi-SP. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp


Em Sorocaba, eles estiveram no Centro de Atividades (CAT) José Ermírio de Moraes, um dos mais antigos da rede Sesi-SP, inaugurado em 1969. Lá conversaram com as alunas Shelley Brisola Sampaio e Larissa Armelim Luiz, que participavam de uma atividade de robótica, e com os professores e alunos do terceiro ano, no laboratório de informática. A superintendente do Sesi-SP e diretora regional do Senai-SP, Débora Cypriano Botelho, e o diretor da Divisão de Educação e Cultura do Sesi-SP, Fernando Carvalho, acompanharam as visitas.

Na mesma unidade, conheceram o projeto Cidadania Inclusiva, que oferece capacitação para 15 alunos com deficiência, buscando a inclusão no mercado de trabalho.

“Iniciamos o curso com o módulo de higiene e saúde. Depois, aplicamos os temas linguagem oral e escrita digital, ética – direitos e deveres, levantamento de empresas e sistema monetário”, explicou Erica Fernanda de Moraes, pedagoga e especialista na área de educação especial, responsável pelas aulas.

Escola referência em Itu

Na cidade de Itu, os presidentes foram ao CAT Carlos Eduardo Moreira Ferreira, onde assistiram a uma apresentação de jazz com o grupo de alunas da escola. Também passaram pelas instalações esportivas, pela biblioteca e por algumas salas de aula, além de conversar com a nutricionista e as alunas do curso Alimente-se Bem.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542094883

Benjamin Steinbruch, Débora Botelho, Ricardo Terra e Rafael Cervone (camisa azul) na escola do Senai-SP em Itu. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

Eles visitaram ainda a escola Ítalo Bologna, do Senai-SP. A unidade faz um trabalho de referência com alunos com deficiência. Por meio do Núcleo de Atendimento às Empresas, a Ítalo Bologna presta consultorias para indústrias de todo o Estado de São Paulo, para inclusão de pessoas com deficiência, além de realizar trabalhos de impressão em braille. Além de Débora Botelho, a visita também foi acompanhada pelo diretor técnico do Senai-SP, Ricardo Terra.

Um exemplo é o livro com receitas do curso Alimente-se Bem. Além de ser todo escrito em braille, o livro foi impresso em um material lavável, adequado para o uso na cozinha.

A escola tem equipamentos adaptados, como um torno para cadeirantes, que faz com que os cursos fiquem acessíveis para esse público. Steinbruch e Cervone ainda conversaram com os alunos de um curso de almoxarife, exclusivamente formado por pessoas com deficiência.

Professor do Senai-SP há 10 anos, Gelson Inácio dos Santos foi uma das primeiras pessoas com deficiência a serem recebidas pela escola de Itu. Em 1996, com um grupo de cerca de 20 deficientes visuais, eles tiveram a oportunidade de fazer um curso do Senai-SP de informática.

“O Senai-SP foi o primeiro a abrir as portas para nós e a proporcionar a entrada no mercado de trabalho com cursos de qualificação, permitindo que a gente concorra de igual para igual com qualquer outra pessoa”, lembrou Santos, que é professor de informática, soroban e braille para deficientes visuais, além de assistente administrativo para pessoas sem deficiência.

Em busca de melhorias

Nas duas cidades, os presidentes participaram de encontros com funcionários, com o objetivo de ouvir sugestões e buscar melhorias para toda a rede Sesi-SP e Senai-SP.

“A gente sabe que o Sesi-SP e o Senai-SP são muito elogiados pelas pessoas, mas se a gente puder, queremos melhorar ainda mais. Nossa ideia é fazer o possível e o impossível para isso. O possível, a gente consegue. O impossível, às vezes, a gente também consegue”, afirmou Steinbruch, que destacou a importância de inovar na educação da rede.

“Buscamos abrir um novo caminho e novas oportunidades. E por isso é importante a participação dos funcionários. O que podemos fazer a mais? O que os outros não fazem que nós podemos fazer? Esse é o nosso maior desafio”, esclareceu.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542094883

Benjamin Steinbruch e Rafael Cervone no Senai-SP em Itu: conversa com comunidade da escola. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

Programa Atleta do Futuro: Sesi-SP firma convênio com Pilar do Sul, Itu e Elias Fausto

Guilherme Abati, Agência Indusnet Fiesp

O Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) firmou, nesta quinta-feira (14/08), convênio para o desenvolvimento da formação esportiva do Programa Atleta do Futuro (PAF) com os município de Pilar do Sul, Itu e Elias Fausto.

Na cidade de Pilar do Sul, 210 alunos terão vivências esportivas em basquete, futsal e futebol. É o 264º  município a integrar o programa.

O convênio foi firmado no Centro de Atividades (CAT) Senador José Ermírio de Moraes, em Sorocaba, e contou com a presença do diretor da Divisão de Esporte e Qualidade de Vida do Sesi-SP, Alexandre Pflug.

Após a assinatura, a prefeita de Pilar do Sul, Janete Pedrina de Carvalho Paes, ressaltou a importância da prática esportiva. “O esporte é fundamental porque agrega valores fundamentais ao cidadão. Receber esse programa em nossa cidade é um sonho”, disse a prefeita.

Pflug, à direita, e a prefeita de Pilar do Sul, Janete: valores fundamentais agregados pelo esporte. Foto: Everton Amaro/Fiesp

Pflug, à direita, e a prefeita de Pilar do Sul, Janete: valores fundamentais. Foto: Everton Amaro/Fiesp


PAF também em Itu e Elias Fausto

Na cidade de Itu, 110 alunos entre seis e 17 anos terão aulas de atletismo e voleibol. Em Elias Fausto, 200 jovens da rede municipal de ensino praticarão futsal e futebol. O convênio com as duas cidades foi formalizado no Centro de Atividades (CAT) Antonio Ermírio de Moraes, em Indaiatuba.

“Parcerias como essa, principalmente as esportivas, são extremamente necessárias para as cidades. Aqui em Indaiatuba temos 1.200 alunos que já participam do programa”, disse o prefeito da cidade, Reinaldo Nogueira.

Laércio Betareli, prefeito de Elias Fausto, agradeceu ao Sesi-SP. “Fazer parte de um programa como esse é espetacular. Ser formado pelo Sesi-SP é uma honra para qualquer pessoa”. Carlos D’Ambrósio, secretário de esportes de Itu, também celebrou a parceria.

Pflug ressaltou os benefícios do programa esportivo. “É o programa esportivo que mais cresce, além de ser uma forma de o Sesi-SP poder participar da formação de uma maior número de crianças e jovens”, encerrou o diretor do Sesi-SP.

Sesi-SP inaugura novas instalações da escola e do Centro de Atividades em Itu

Ariett Gouveia, Agência Indusnet Fiesp, de Itu 

Esta sexta-feira (09/05) foi um dia de muitas comemorações na cidade de Itu. Ampliados e modernizados, o Centro de Atividades (CAT) e a escola do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) foram inaugurados com novos espaços pedagógicos e instalações esportivas remodeladas, em um investimento de R$ 17,3 milhões.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542094883

Alunos do CAT de Itu: instalações reformadas e ampliadas. Foto: Everton Amaro/Fiesp


O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Sesi-SP, Paulo Skaf, comentou que essa é a quarta escola que tem o privilégio de inaugurar na semana. “Mais uma em que a indústria de São Paulo investiu por meio do Sesi-SP e do Senai-SP [Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo]”, disse.

“Posso afirmar que as nossas escolas são melhores do mundo, tanto a de Itu quanto as outras que inauguramos por todo o Estado. Não só por essa infraestrutura magnífica, mas pelos nossos educadores, que se realizam quando sentem que os alunos estão realmente aprendendo.”

Sobre o investimento feito nas ampliações e reformas, o presidente do Sesi-SP ressaltou a importância de investir nas pessoas. “Não tem dinheiro que pague a educação de qualidade, a formação profissional. O melhor investimento que podemos fazer é nas pessoas.”

Skaf em Itu: reconhecimento do trabalho dos educadores. Foto: Everton Amaro/Fiesp

Skaf em Itu: reconhecimento do trabalho dos educadores. Foto: Everton Amaro/Fiesp

O prefeito de Itu, Antonio Luiz Carvalho Gomes, parabenizou o trabalho do Sesi-SP na cidade e em todo o Estado. “O trabalho do Sesi-SP e do Senai-SP é extremamente importante para o Estado de São Paulo. Os alunos entram aos seis anos e saem prontos para o mercado de trabalho e já empregados. Agradeço por poder ter a estrutura do Sesi-SP e do Senai-SP na nossa cidade.”

O diretor da Divisão de Educação e Cultura do Sesi-SP, Fernando Carvalho, falou sobre a meta de oferecer educação de excelência na rede Sesi-SP. “A indústria prioriza a qualidade na educação, tendo como objetivo principal o desenvolvimento integral dos nossos alunos. Todos nós, educadores, estamos motivados e comprometidos com esse ideal, de transformar a nossa rede, atualmente com 175 unidades, em escolas de excelência. E somos gratos por essa oportunidade.”

Na escola Sesi-SP de Itu foram reformadas e ampliadas 16 salas de aula, os laboratórios de informática, química, física e biologia e o de ciência e tecnologia, além da sala de múltiplo uso. Também foram construídos mais uma sala de aula e o segundo laboratório de informática. A biblioteca foi ampliada e a cozinha e o refeitório foram reestruturados.

Atualmente, a escola atende 1.109 estudantes, sendo 576 no ensino fundamental em tempo integral, 192 no ensino médio e 341 na educação de jovens e adultos (EJA).

O CAT ganhou novos espaços esportivos, como o campo de grama sintética e a quadra de vôlei de praia. A sala de dança, a academia e os quiosques foram reformados e a quadra poliesportiva ganhou uma cobertura.

Patrono

Na mesma cerimônia, mais dois motivos para comemorar. O primeiro foi a nomeação do ex-jogador de futebol Osvaldo Giroldo Junior, o Juninho Paulista, como patrono da quadra poliesportiva.

Juninho nasceu em São Paulo, mas começou sua carreira no Ituano, onde se profissionalizou e para onde voltou em 2010, para encerrar a carreira de jogador. Passou por grandes clubes como o São Paulo, o Middlesbrough (Inglaterra), o Atletico de Madri (Espanha) e o Vasco da Gama, além de ter sido convocado para a seleção brasileira várias vezes e ter feito parte do time campeão da Copa de 2002.

Hoje, Juninho é dirigente do Ituano, clube que foi campeão paulista este ano.

“As homenagens nos deixam emocionados e concretizam um sonho de criança. Quando a gente está em atividade, jogando, não sabe a importância do nosso papel. Quando para de jogar, é lembrado e recebe uma homenagem como essa, percebe o quanto foi importante a nossa dedicação ao longo dos anos, independente das dificuldades”, declarou o atleta.

“Com toda essa estrutura que o Sesi-SP oferece aos alunos, eles têm condições de concretizarem o sonho deles. Fico lisonjeado por fazer parte, um pouquinho, desse centro esportivo maravilhoso”, declarou o atleta.

PAF

As assinaturas do convênio do Programa Atleta do Futuro (PAF) com as cidades de Boituva, Cabreúva e Porto Feliz também foram celebradas durante o evento. Ao todo, serão atendidos 1.148 alunos dos três municípios. Os prefeitos das três cidades estiveram presentes na solenidade para assinarem o convênio com o presidente do Sesi-SP.

Na cidade de Porto Feliz, serão atendidos 688 crianças e jovens, nas modalidades basquete, capoeira, dama, futebol, futsal, ginástica artística e rítmica, handebol, judô, natação, tênis de mesa, vôlei e xadrez. Em Boituva, serão 300 alunos, que praticarão futebol, futsal e ginástica artística. Para Cabreúva, serão mais 160 praticantes, nas modalidades handebol e vôlei.

Senai-SP investiu R$ 8,2 milhões e mais que triplicou vagas para aprendizagem industrial em Itu desde 2007

Guilherme Abati, Agência Indusnet Fiesp, de Itu

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Serviço Nacional da Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP), Paulo Skaf, apresentou, na manhã desta sexta (01/11), em Itu, os investimentos realizados na escola Ítalo Bologna – unidade que é referência no ensino e qualificação de pessoas com deficiência.

“O Senai-SP investiu nessa unidade R$ 8,2 milhões desde 2007”, afirmou Skaf.

Segundo o presidente das duas instituições, a escola ampliou a oferta para jovens aprendizes nos últimos três anos. “O número de vagas em aprendizagem industrial da escola passou de 292 para 977, ou seja, mais que triplicou nos últimos anos. Já o numero de cursos foi ampliado de três para oito”, afirmou.

Além disso, Skaf informou que, destes 977 alunos, apenas 17 estão desempregados. “Ou seja, 960 já estão inseridos no mercado de trabalho”, disse.

Skaf durante a visita à escola de Itu nesta sexta-feira (01/11): de 977 alunos, apenas 17 estão sem emprego. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Skaf durante a visita à escola de Itu: de 977 alunos, apenas 17 estão sem emprego. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp


De acordo com ele, nesse mesmo período, foram criados quatro cursos técnicos: técnico em mecânica, eletroeletrônica, eletromecânica e informática. “Somando tudo, temos 448 novas vagas, todas gratuitas. Já o total de horas de serviços técnicos e tecnológicos saltou de 8 mil para 22 mil horas”.

Novos laboratórios

Além disso, cinco novos laboratórios foram criados em áreas como eletrônica, informática e eletromecânica. “Enfim, todos os setores de atuação da escola receberam investimentos”.

Skaf ressaltou a necessidade de transformação da sociedade por meio da educação. “O Senai-SP dá oportunidade de desenvolvimento – e isso é muito especial”. Ele ainda afirmou que a unidade do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) de Itu, que está em fase de conclusão, será inaugurada em dezembro deste ano.

O agradecimento a todos os colaboradores que fazem do Senai-SP uma instituição que é referência para todo o Brasil não ficou de fora. “O Senai é realizador, feito de guerreiros, de 18 mil batalhadores. Faz muito para São Paulo, para a educação, para a formação profissional, para a indústria, enfim, para toda nossa sociedade”, encerrou.

Em nome da inclusão

Fundado em 1947, o Senai de Itu é um dos mais antigos da rede e, desde novembro de 1996, desenvolve políticas específicas para o desenvolvimento e difusão de metodologias e tecnologias de inclusão de pessoas com deficiência.  Além de oferecer cursos de capacitação para a comunidade em geral, a unidade atende empresas que desejam desenvolver projetos de inserção de profissionais com esse perfil no mercado de trabalho.

O superintendente do Sesi-SP e diretor regional do Senai-SP, Walter Vicioni,  afirmou que a ampliação das instalações e da capacidade de atendimento de alunos é o resultado da visão empreendedora de Paulo Skaf, ”que apoiou incondicionalmente as melhorias necessárias para a unidade”.

A escola Ítalo Bologna, em Itu: investimentos em cursos técnicos e novos laboratórios. Foto: Everton Amaro/Fiesp

A escola Ítalo Bologna, em Itu: investimentos em cursos técnicos e laboratórios. Foto: Everton Amaro/Fiesp


De acordo com Vicioni, com as melhorias recebidas, a unidade de Itu passa a atender com ainda mais qualidade as grandes demandas da indústria da região.

Vicioni ressaltou ainda o trabalho que a escola faz na educação e na qualificação de pessoas com deficiência. “É desta escola que nascem todos os programas e iniciativas que atendem as escolas no estado”, explicou.

De acordo com José Rubens Nunes, secretário da Prefeitura de Itu que falou em nome do prefeito local, Antonio Luiz Carvalho Gomes, a parceria entre o município e as instituições, “faz com que a cidade tenha, ao longo dos últimos anos, se tornando um  polo atrativo de empresas, com alta criação de empregos”.

Presidente do Senai-SP anuncia investimentos na Escola Ítalo Bologna, em Itu, nesta sexta-feira (01/11)

Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, apresenta, nesta sexta-feira (01/11), os investimentos realizados na escola Ítalo Bologna, do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP), em Itu. A unidade é referência em programas de inclusão para pessoas com deficiência.

Nos últimos três anos, a escola praticamente triplicou sua capacidade de atendimento. A expansão no número de matrículas e nos serviços técnicos tecnológicos é resultado dos investimentos em atualização tecnológica e modernização das instalações.

A unidade do Senai-SP em Itu: referência para a região e mais atendimentos. Foto: Everton Amaro/Fiesp

A unidade do Senai-SP em Itu: referência para a região e mais atendimentos. Foto: Everton Amaro/Fiesp


Os aportes financeiros serão apresentados nas dependências da escola durante solenidade, que contará também com a participação do diretor regional do Senai-SP e superintendente do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) , Walter Vicioni Gonçalves, de empresários, representantes do poder público, alunos e da comunidade em geral.

Fundado em 1947, o Senai de Itu é um dos mais antigos da rede e, desde novembro de 1996, desenvolve políticas específicas para o desenvolvimento e difusão de metodologias e tecnologias de inclusão de pessoas com deficiência.

Além de oferecer cursos de capacitação para a comunidade em geral, atende empresas que desejam desenvolver projetos de inserção de pessoas com deficiência no mercado de trabalho.

Com os aportes realizados nos últimos três anos, a escola passou a oferecer oito cursos de aprendizagem industrial, cinco a mais na comparação com 2010. Também foram criados cursos técnicos nas áreas de Mecânica, Eletroeletrônica, Eletromecânica e Informática. O total de horas de serviços técnicos e tecnológicos saltou de 8 mil para 22 mil horas no mesmo período.

Escola do Senai-SP de Itu é referência na educação de pessoas com deficiência

Guilherme Abati, Agência Indusnet Fiesp

Mais de 6 mil alunos preparados para o ingresso no mercado de trabalho. Cerca de 430 empresas atendidas através de uma assessoria que prepara as instalações para o apropriado recebimento de pessoas portadoras de deficiência. Esses são apenas alguns dos feitos alcançados pela Escola do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP) Ítalo Bologna, localizada em Itu, interior de São Paulo. A unidade é referência mundial em ensino profissionalizante de pessoas portadoras de deficiência.

“A escola existe desde 1947, e a partir de 1996, passou a desempenhar uma nova função social. Além da qualificação para a indústria local, temos um trabalho no sentido de incluir pessoas com deficiência, desde deficientes visuais até pessoas com Síndrome de Asperger”, explica o professor Helvécio Siqueira de Oliveira, responsável pela unidade.

Polo de tecnologia e metodologia

O professor conta que a Lei de Cotas para Deficientes, a 8213/91, que entrou em vigor a partir de 1999, ajudou a consolidar o trabalho da escola. Com a determinação, as empresas precisam ter em seus quadros de funcionários de 2 a 5%  de pessoas com deficiência.

A Escola do Senai Ítalo Bologna: qualificação para a indústria e inclusão social. Foto: Everton Amaro/Fiesp

A Escola do Senai Ítalo Bologna: qualificação para a indústria e inclusão social. Foto: Everton Amaro/Fiesp


“Diante desse novo cenário para a indústria, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) resolveu fazer um grande investimento na escola de Itu, para que ela se tornasse um centro de educação, atraindo tecnologia e metodologia de ensino do Brasil e de fora”.

De acordo com Siqueira, uma das missões do projeto era disseminar métodos de ensino que atendessem todas as escolas estaduais do sistema Senai-SP. E a missão foi cumprida, com louvor.

O primeiro público atendido pelos serviços da escola foram os deficientes visuais. “Passamos a desenvolver softwares especiais em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) para atender deficientes visuais”.

Logo depois, segundo o professor, a escola passou a produzir material impresso em braile. “Devido à grande demanda do sistema Sesi/Senai, passamos a produzir e imprimir livros, cadernos e apostilas, sendo criada a primeira editora de material em braile para a educação no Brasil, que hoje publica em 19 idiomas”.

Todos os campos da indústria

Na Escola Ítalo Bologna todos os programas disponíveis são capazes de atender alunos com deficiência. “Desenvolvemos cursos em vários campos. Da metalomecânica à usinagem, até torno mecânico e torno convencional. Cursos de vestuário, assistente de escritório. Todos os programas são adaptados”, explica.

“Aqui se desenvolve uma tecnologia e uma metodologia educacionais únicas. Daqui todas as escolas do Senai serão alimentadas. É um trabalho inovador e em rede, por meio do qual centenas de escolas se beneficiam”.

Através desse trabalho, uma indústria que fique num dos extremos do Estado de São Paulo, por exemplo, pode ser beneficiada, recebendo equipamentos e métodos educacionais apropriados para o ensino adequado de deficientes. Nessa linha, as indústrias e as empresas de diversos municípios paulistas também se beneficiam.

Outro trabalho pioneiro realizado pela escola ituana é atender e preparar empresas para receber os profissionais com deficiência. “Nosso trabalho extrapola o campo escolar e a capacitação de deficientes”, conta. “Dessa forma, assessoramos também empresas a se equiparem e prepararem o ambiente e o método de trabalho para receberem nossos alunos”, conta.

Maquinário especial

André Luiz Pereira, instrutor de formação profissional II da escola de Itu, conta que os equipamentos da unidade são especialmente adaptados para receber alunos com qualquer tipo de deficiência física.

“As máquinas e a metodologia são preparadas para que os alunos com deficiência possam ter contato com a atividade sem nenhuma perda”, explica. De acordo com Pereira, com esse método, os alunos saem preparados para o mercado de trabalho. “Muitas vezes com a mesma capacidade de uma pessoa sem deficiência”.

Fórmula de sucesso

“A escola tem uma fórmula de sucesso”, conta a aluna Sara Silva, hoje contratada de uma grande empresa de comunicação. “A maioria das pessoas com quem estudei na escola já está empregada ou com o passaporte carimbado para ingressar no mercado”.

Sara, que começou a estudar na escola do Senai-SP de Itu em 2010, quando realizou o curso de assistente de escritório, considera que a mistura entre alunos com deficiência e alunos sem deficiência gera benefício para todos. “Aqui nós passamos a ser incluídos no mercado de trabalho, com conteúdo e competência”, conclui.

Lei de Cotas 

Nesta terça-feira (30/07), a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de São Paulo, com o apoio de entidades como a Fiesp, vai realizar uma cerimônia para marcar o avanço da inclusão das pessoas com deficiência no mercado de trabalho. O evento dos 22 anos da Lei de Cotas (a de número 8213/91) enfatiza a data e a importância da inclusão ao promover a acessibilidade, o respeito e a cidadania. Para saber mais, só clicar aqui.

Evento destaca inclusão de pessoas com deficiência nesta terça-feira (30/07)

Agência Indusnet Fiesp

Nesta terça-feira (30/07), a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de São Paulo, com o apoio de entidades como a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), vai realizar uma cerimônia para marcar o avanço da inclusão das pessoas com deficiência no mercado de trabalho. O evento dos 22 anos da Lei de Cotas (a de número 8213/91) enfatiza a data e a importância da inclusão ao promover a acessibilidade, o respeito e a cidadania.

Assim, no dia 30, às 10h, na sede da Fiesp, será aberto o evento com a participação de autoridades, incluindo o ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, e do presidente da Fiesp, do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) e do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Senai-SP), Paulo Skaf. Logo após a cerimônia, os convidados atravessarão a Avenida Paulista e seguirão até a Rua das Flores (em frente ao prédio da Fiesp), acompanhados pelos bonecos de Vara e Banda do “Sussego” da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de São Paulo (Apae-SP). Lá, haverá expositores de órgãos públicos, movimentos sociais, ONGs, instituições educacionais, Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi/SP) e Senai/SP.

De acordo com Paulo Skaf, o Brasil registrou avanços na área, mas ainda há barreiras físicas e comportamentais a serem superadas na construção de um Brasil igual para todos. “O Senai-SP tem trabalhado pela inclusão no segmento industrial e a Escola Senai Ítalo Bologna, em Itu, é um centro de referência em pesquisa, desenvolvimento e capacitação, transferindo sua experiência para as demais escolas do Senai/SP, que mantém parcerias com mais de 400 empresas de diversos setores industriais.”, afirma. Para saber mais sobre a unidade, só clicar aqui.

A Escola Senai Ítalo Bologna, referência em acessibilidade. Foto: Everton Amaro/Fiesp

A Escola Senai Ítalo Bologna, referência em acessibilidade no ensino industrial. Foto: Everton Amaro/Fiesp


Para o ministro do Trabalho e Emprego (MTE), Manoel Dias, “a Lei de Cotas foi o grande marco da inclusão no Brasil, pois foi ela que abriu os caminhos na busca da igualdade e da justiça para as pessoas com deficiência. Foram inúmeros os avanços ao longo desses 22 anos, mas agora é hora de unirmos governo, empregadores, trabalhadores e a sociedade para que mais conquistas sejam asseguradas”.

Ações da indústria

No evento, a Fiesp lançará uma publicação sobre “Inclusão Social e Profissional – valorização da capacidade de pessoas com deficiência no mercado de trabalho”, que reúne ações da indústria e dados sobre a elaboração de programa de inclusão. O Sesi-SP divulgará informações sobre o Centro Integrado de Reabilitação Profissional e Inclusão da Pessoa com Deficiência (Santo André), além de outras unidades que realizam o mesmo trabalho, como as unidades do Ipiranga e da Vila Leopoldina. O Projeto Cão-Guia, os Esportes Paralímpicos e o Programa de Inclusão do Aluno com Deficiência Auditiva nas escolas do Sesi-SP também serão destacados.

O Senai-SP (Itu) apresentará equipamentos adaptados e tecnologias assistivas desenvolvidas pela escola. Desde 1996, a escola se especializou na área de inclusão eficiente, fazendo a ponte entre a demanda da indústria e as necessidades específicas de trabalho dessas pessoas.

Empregos formais

Segundo o Relatório Anual de Informações Sociais (RAIS), em 2009, 96.252 pessoas ingressaram no mercado de trabalho no Estado de São Paulo. Em 2010, 100.305. Em 2011, foram 110.605, incluídos nesta conta os 42.063 empregos formais gerados na indústria e na construção civil, representando 38% do total. Na indústria e construção civil, as ocupações mais recorrentes são alimentadores de linha de produção, preparadores e operadores de máquinas, almoxarifes e armazenistas, além de montadores na linha de produção e de equipamentos eletroeletrônicos, agentes, assistentes e auxiliares administrativos.

No Brasil, em 2010, foram registradas 306.013 vagas e, em 2011, 325.291. Dessa forma, ostado de São Paulo responde por praticamente um terço dos empregos formais para pessoas com deficiência no país.

Serviço

Data: 30/7/2013, a partir das 9h30, na Fiesp. E das 11h, na Rua das Flores

Local: Av. Paulista, 1313, e Rua das Flores (em frente à Fiesp)

Mais informações: http://www.fiesp.com.br/agenda/inclusao-no-mercado-do-trabalho-e-equivalencia-de-oportunidades/

Circuito Saúde do Sesi-SP atendeu mais 10 mil pessoas em Itu

Agência Indusnet Fiesp,

O programa “Sesi-SP Cidadania Circuito Saúde”  beneficiou ao menos 10 mil moradores da cidade de Itu, interior de São Paulo, no último sábado (27/04). O programa ofereceu programações educativas com formato interativo e atendimentos ambulatoriais.

Segundo a organização do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), foram feitos 987 testes de diabetes, 987 testes de colesterol,  987 aferições de pressão arterial, além de exames como avaliação física, postural e orientações nutricionais.

Durante o “Cidadania Circuito Saúde”, integrantes do programa Alimente-se Bem ofereceram 138 cursos rápidos. Também foram conduzidas orientações sobre saúde da mulher e do homem, com exames de prevenção de câncer de próstata e de mama.

Estiveram presentes o prefeito de Itu, Antônio Luiz de Carvalho Gomes, o secretário de Saúde da cidade, Manoel Monteiro, o diretor do Sesi Tatuí, Sidnei Saes Peres, entre outros.

Mais ações

Três municípios paulistas recebem atividades do Sesi-SP nesta semana. O programa “Sesi-SP Cidadania e Qualidade de Vida” passa por Birigui (dias 30/04 e 01/05) e por Diadema (04/05). Já o programa “Sesi-SP Cidadania Sacode a Praça” tem passagem por Leme neste feriado 01/05).

As ações, que contam com apoio de diversos parceiros, incluem vários serviços gratuitos – como aferição arterial e teste de glicemia, entre outros – para os trabalhadores da indústria e seus familiares, incluindo atividades nas áreas de educação, saúde, nutrição, cultura, esporte e lazer.

Ação Global Regional e Esporte Cidadania promove mais de 110 mil atendimentos em Itu

Evelyne Lorenzetti, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542094883

No último sábado (20), a cidade de Itu foi contemplada com dois eventos simultâneos: a Ação Global Regional e o Esporte e Cidadania. A iniciativa, resultado da parceria entre o Sesi-SP e a Rede Globo de Televisão, reuniu 29.390 pessoas e realizou 110.197 atendimentos.

Em sua segunda edição no município (a primeira é datada de 1998), o evento contou com o apoio da prefeitura e 22 parceiros representantes de entidades filantrópicas, empresas privadas e prestadoras de serviços públicos.

No total, foram oferecidos aos visitantes 95 serviços nas áreas de educação, saúde, meio ambiente, cultura, alimentação, esporte e lazer e ações de inclusão social. Cerca de 1.200 pessoas, entre voluntários e funcionários das entidades participantes, ajudaram na organização e realização da Ação Global e do Esporte e Cidadania.

Serviços mais procurados

Aproximadamente, 53 mil atendimentos foram contabilizados para a programação de cultura e esportes e lazer, destaques desta edição. Dos serviços essenciais, os mais procurados foram os de saúde (7.591 atendimentos), mais precisamente os testes de colesterol, glicemia (diabetes) e aferição de pressão arterial. Também fez sucesso o escovódromo, espaço dedicado a orientações práticas, a crianças e jovens, sobre a higiene correta dos dentes e prevenção de cáries.

Foram emitidos 959 documentos e realizadas 7.588 ações de cidadania, que incluem os tradicionais corte de cabelo e aplicação de esmalte nas unhas, orientação jurídica, oficinas de geração de renda e distribuição gratuita de livros. O serviço de doação de animais foi sucesso garantido, com registro de 538 atendimentos, com doações de filhotes de gatos e cachorros, além de orientações sobre os devidos cuidados.

A programação cultural foi diversificada, com várias apresentações de grupos musicais locais, e a garotada brincou com os brinquedos infláveis, pintura facial, oficina de skate e as atividades lúdicas monitoradas.

No fim da tarde, cinco esportistas prestigiaram o evento:

  • Os skatistas Tarobinha e Cris Mateus;

  • O atleta paraolímpico em arremesso de peso e lançamento de disco e dardo Marco Aurélio Lima Borges (participou de Pequim 2008 e ganhou medalha de bronze em dardo e disco, no ParaPan Rio 2007);

  • Os triatletas Reinaldo Colucci (melhor triatleta do Ranking Brasileiro e melhor triatleta Brasileira no Ranking da ITU (International Triathlon Union), bicampeão do Triathlon Internacional de Santos – 2000 e 2001);

  • A triatleta Pamela Oliveira (melhor no Ranking Brasileiro e melhor triatleta Brasileira no Ranking da ITU (International Triathlon Union), integrante da Seleção Brasileira de Triathlon, Campeã brasileira de aquathlon 2008; bicampeã da Copa Brasil de Triathlon 2008 e 2009).

Entre as autoridades presentes Josimar Ribeiro, vice-prefeito de Itu; José Felício Castellano, superintendente de integração do Sesi-SP; Silvio Rinaldi, diretor do Sesi Itu.; e outros diretores de unidades do Sesi-SP no estado.

O próximo Ação Global Regional ocorrerá no dia 27 de novembro, em Osvaldo Cruz.

Inclusão social

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542094883

Em sua sexta edição, o Esporte Cidadania foi realizado, simultaneamente, nos 26 estados e no Distrito Federal por meio dos Centros de Atividades do Sesi distribuídos pelo Brasil. Durante o programa, em Itu, crianças, jovens e adultos tiveram a oportunidade de realizar diferentes práticas esportivas como atividades circenses, oficinas de skate, ginástica acrobática e atletismo. Os participantes ainda se divertiram com os tradicionais brinquedos infláveis, pintura facial e escultura de balão.

Os organizadores também promoveram esportes adaptados ou mini esportes como vôlei, futebol society e handebol, e a novidade Water Walker, que consiste em que crianças entrem numa bolha gigante de ar colocada na piscina.

Cidadania em números

Emissão de documentos – 2.040
Atendimento médico e odontológico – 8.859
Ações de cidadania – 7.588
Participações em cursos e shows – 15.589
Esporte e Lazer – 32.312