Paulo Skaf destaca agronegócio na revista Istoé Dinheiro

Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Fiesp, Paulo Skaf, foi uma das personalidades entrevistadas na edição especial “O Brasil do Futuro”, da revista Istoé Dinheiro. A publicação analisa os rumos da economia brasileira nos próximos anos, apontando tendências.

Em sua colocação, Skaf destacou a importância do agronegócio. “Mesmo sabendo que teremos um ritmo de crescimento abaixo do registrado no passado recente, podemos afirmar que algumas atividades econômicas, como o agronegócio, ganharão mais importância no contexto mundial”, afirmou.

Para ler a revista, só clicar aqui.


Istoé Dinheiro destaca reportagem com presidente da Fiesp

Agência Indusnet Fiesp

A capa da Istoé Dinheiro com o presidente da Fiesp. Foto: Reprodução

A capa da revista com Steinbruch. Foto: Reprodução

A última edição da revista Istoé Dinheiroda Editora Três, destaca, em sua capa, entrevista com o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Benjamin Steinbruch.

Dessa forma, a reportagem A voz do dono – O dono da voz, repercute as declarações de Steinbruch, dadas na abertura da 25ª edição do Congresso Brasileiro do Aço, realizado no complexo WTC, na capital paulista, no dia 12 de agosto, sobre a atual situação da economia brasileira.

>> Leia o texto da Istoé Dinheiro



‘Brasileiros do Ano de 2013’: Paulo Skaf entrega prêmios a Fabio Porchat e Luiz Felipe Scolari

Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp), Paulo Skaf, participou da cerimônia de premiação “Brasileiros do Ano de 2013”, promovido pelas revistas IstoÉ, IstoÉ Dinheiro e Gente, da Editora Três. O evento aconteceu na noite de segunda-feira (03/12), no Citibank Hall, na zona sul da capital paulista.

Skaf entregou os prêmios ao ator e humorista Fábio Porchat, brasileiro do ano em novas mídias, e ao o técnico da Seleção Brasileira de Futebol, Luiz Felipe Scolari, o Felipão, brasileiro do ano nos esportes.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540204780

Felipão e Paulo Skaf. Ao fundo, o ministro Guido Mantega, o ministro do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, e a modelo Ana Beatriz Barros. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp


“Queria dedicar este prêmio a toda a equipe do ‘Porta dos Fundos’. Eu sozinho não faria nada disso. Aquela equipe inteira deixa a gente muito feliz de poder fazer humor do jeito que a gente quer. Ano que vem é eleição, e a gente vai fazer bastante humor”, disse Porchat.

Felipão agradeceu aos jogadores e à torcida brasileira. “Os jogadores foram fundamentais nessa retomada e serão fundamentais para que a gente se torne hexa. E quero dizer a todos vocês que continuem com esse astral, torçam conosco, vibrem conosco. Somos o Brasil sempre.”

O evento contou com a participação de políticos, artistas, empresários e outras personalidades. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, representou a presidente Dilma Rousseff.

A premiação, dividida em três categorias principais – Brasileiros do Ano, Empreendedores do Ano e Personalidades do Ano –, contou com o apoio da Fiesp.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540204780

Fabio Porchat recebe os cumprimentos do presidente da Fiesp. Ao fundo, o ministro Ricardo Lewandowski, a modelo Ana Beatriz Barros, o senadorAécio Neves, o presidente do Banco do Brasil Aldemir Bendine e a chef de cozinha Roberta Sudbrack. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp


>> Conheça todos os vencedores do prêmio “Brasileiros do Ano 2013”

IstoÉ Dinheiro destaca campanha da Fiesp pela redução do preço da energia

Agência Indusnet Fiesp

A edição mais recente da revista IstoÉ Dinheiro (nº 791) traz uma reportagem sobre a campanha lançada pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) para sensibilizar os parlamentares e atrair o apoio da sociedade quanto à importância de aprovar a Medida Provisória 579, proposta do governo para reduzir a tarifa de energia.

Com o título Queremos desconto!, a matéria apresenta o testemunho de empresários como Sergio Quiroga, presidente da Ericsson para a América Latina e o Caribe. “Todos sabem que a energia no Brasil é uma das mais caras do mundo. É complicado a gente continuar assim”, afirma Quiroga.

Pedro Luiz Passos, copresidente da Natura e presidente do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi), também foi ouvido. “A briga com o setor de energia era necessária e o próximo passo será a cunha tributária, que é enorme.”

A revista ressalta que a Fiesp está promovendo uma ampla campanha publicitária para mostrar que não houve quebra de contrato e que a redução do preço da energia representará 24 bilhões de reais a mais por ano para o brasileiro consumir.

“Todo mundo sabe que a concessão vira pó quando o prazo termina, e as elétricas queriam renovar com o preço cheio? Se elas achavam que conseguiriam mais 30 anos pela mesma tarifa, caíram do cavalo”, assinala o presidente Paulo Skaf.