Conheça o calendário de reuniões dos Conselhos Superiores da Fiesp

Agência Indusnet Fiesp

Visando analisar e propor a solução de problemas de interesse para o desenvolvimento industrial, bem como para o progresso socioeconômico do país, o Instituto Roberto Simonsen (IRS) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) promove, na sede da entidade, reuniões mensais entre os membros dos Conselhos Superiores da Fiesp e especialistas e autoridades de diversas áreas.

Conheça a composição de cada um dos Conselhos e o calendário das reuniões de 2014:

 

Veja o calendário de reuniões dos Conselhos Superiores da Fiesp para 2014

Agência Indusnet Fiesp

Com o objetivo de analisar e propor solução de problemas de interesse para o desenvolvimento industrial, bem como para o progresso socioeconômico do país, o Instituto Roberto Simonsen (IRS) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) promove, na sede da entidade, reuniões mensais entre os membros dos Conselhos Superiores da Fiesp e especialistas e autoridades de diversas áreas.

Conheça a composição de cada um dos Conselhos e o calendário das reuniões de 2014:

 

Em reunião de diretoria, Paulo Skaf anuncia criação do Conselho Superior do Desporto no IRS

Guilherme Abati, Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf , anunciou na noite desta segunda-feira (28/10), em reunião de diretoria da entidade, a criação do Conselho Superior do Desporto do Instituto Roberto Simonsen (IRS). O grupo será presidido pelo bicampeão mundial de Fórmula 1, Emerson Fittipaldi.

Paulo Skaf (centro) sobre a nomeação de Fittipaldi (à direita): “É mais uma missão para um homem que leva o nome do Brasil para todo o mundo.” Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

“Para mim é uma honra”, disse o ex-piloto. “É um momento importante para o esporte brasileiro. Esporte é cultura. E temos um potencial enorme para o futuro”, afirmou.

O ex-piloto é um dos mais vitoriosos automobilistas da história. Foi o primeiro brasileiro a se tornar campeão mundial de Fórmula 1 e em categorias de ponta no automobilismo internacional, abrindo portas para Nelson Piquet e Ayrton Senna. Fittipaldi foi bicampeão da Fórmula 1 em 1972 e 1974, campeão da antiga Fórmula Indy em 1989. Além disso, venceu  as 500 milhas de Indianápolis em 1989 e 1993.

Emerson Fittipaldi destacou potencial de crescimento do Brasil no setor de esporte. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

“Quero fazer um pacto”, prosseguiu. “Quero trabalhar para que até as Olímpiadas de 2016 o Brasil esteja entre as cinco melhores nações do mudo”, encerrou.

Skaf comemorou a presença do piloto à frente do conselho. “É mais uma missão para um homem que leva o nome do Brasil para todo o mundo. A cadeia produtiva do esporte é extremamente importante. Temos um investimento enorme no esporte e o Emerson poderá nos ajudar ainda mais”, encerrou.

Governo prevê 52 bilhões de investimentos em 30 anos em logística, diz ministro dos Transportes em reunião na Fiesp

Guilherme Abati, Agência Indusnet Fiesp

Todos nós conhecemos e sofremos na pele com o grave problema da logística brasileira. Com essa frase, César Borges, ministro dos Transportes, deu início à sua participação em encontro do Conselho Superior de Infraestrutura (Coinfra) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). O tema da reunião desta quinta-feira (12/09)  foi o atual programa de concessões do governo federal.

“Vemos diariamente, seja em nossa vida cotidiana, seja nos jornais, com o problema de mobilidade urbana, de estafa aeroportuária e afeta nosso povo e país”, disse.

Cesar Borges: “aumentar a participação do ferroviário, diminuindo o rodoviário, é uma de nossas metas.” Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

 

De acordo com Borges, o governo federal sabe da gravidade da questão e decidiu se debruçar sobre esse problema, “estipulando um programa para superar o gargalo, o Programa de Investimentos em Logística (PIL)”.

Borges ressaltou a importância da construção de novos portos, principalmente no norte do país. Isso, sem esquecer a importância da ampliação da rede rodoviária e ferroviária.

Mudança de matriz

Sobre a nova malha ferroviária, o ministro destacou os projetos para ampliação da rede. “Queremos alcançar um novo patamar através de uma mudança paulatina de mudança de matriz. Aumentar a participação do ferroviário, diminuindo o rodoviário, é uma de nossas metas.”

Em relação à malha rodoviária, o titular dos Transportes revelou que, apesar do projeto de diminuição da participação de rodoviárias no transporte de cargas, haverá investimentos. “Atualmente investimos na pavimentação e na duplicação, trabalhando com concessões. ”

A BR 262, de Vitoria (ES) até João Monlevade (MG), trecho de 380 km, foi citada como exemplo.

O ministro deu um breve panorama da situação da malha ferroviária. “É reduzida, com 12 mil quilômetros, lenta, com capacidade de carga baixa, com custo de frete que não compete.”

Segundo Borges, há atualmente processos de licitação de 11 mil quilômetros, em parceria com o setor privado.


PIL

Cesar Borges: objetivo do PIL é a constituição de rede integrada. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

 

Borges explicou detalhadamente o funcionamento do programa e concessões, que terá participação do setor privado. “Temos premissas para o setor rodoviário e ferroviário.”

“Em 30 anos, serão 52 bilhões investidos, sendo 14 bilhões em duplicações. Com sete mil quilômetros concessionados”, explicou.

Quanto à rede ferroviária, o objetivo do PIL é a constituição de rede integrada, dobrando a extensão atual da malha, atingindo velocidade em trechos de 80 km/h e garantindo a interoperabilidade de toda a rede.

“Além disso, o projeto garante o fim do monopólio, já que a atividade de transporte estará aberta à livre concorrência, com tarifas compatíveis com os ganhos de eficiência modal”, disse.

‘Vivemos momento histórico e decisivo para resolvermos esses danosos problemas logísticos”, concluiu o ministro.

Coinfra

Rodolpho Tourinho. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

Antes da apresentação do ministro, o presidente do Coinfra, Rodolpho Tourinho Neto, expôs a visão do setor produtivo . “Para essa casa, a casa da iniciativa privada, a infraestrutura atual é danosa para nossa produção”, afirmou.

Neto afirmou que há dificuldades no programa de concessões. “Mas precisamos trabalhar para dar continuidade ao desenvolvimento”.

De acordo com o presidente do conselho , é importante ressaltar a ampliação do diálogo do setor privado com o governo, com a chegada do ministro. “É fundamental para o setor sentir segurança para investimentos”, disse.

“Minha preocupação é tornar essas propostas viáveis. A iniciativa privada precisa participar e ter uma visão não limitada a uma localidade ou trecho, mas de forma ampla. É nessa direção que precisamos caminhar”, completou Tourinho.

Participaram também da reunião, entre outros conselheiros e convidados, o vice-presidente do Coinfra, Fernando Xavier Ferreira, o embaixador Adhemar Bahadian e Roberto Paranhos do Rio Branco, diretor do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Derex).

>> Presidente da Fiesp recebe ministro César Borges 

Presidentes dos Conselhos Superiores da Fiesp tomam posse para mandato de 2013

Agência Indusnet Fiesp

Em evento solene com a presença de cerca de 400 empresários paulistas e autoridades como o vice-presidente da República, Michel Temer, e o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Mendes Ribeiro, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, oficializou, nesta segunda-feira (18/02), a posse dos presidentes dos 10 Conselhos Superiores Temáticos da entidade para o ano de 2013.

De acordo com Skaf, os debates promovidos conselhos temáticos da Fiesp contam com a participação de representantes dos poderes executivo e judiciário, contribuindo para a integração entre sociedade, os setores produtivos e os órgãos governamentais.

“Meus sinceros agradecimentos, em nome da indústria paulista e de todos os setores produtivos, pelo trabalho brilhante que vocês [conselheiros] realizam de forma voluntária e que nos ajuda a elaborar estratégias e direcionar os caminhos e temas que devem ser defendidos por esta casa [Fiesp]”, salientou Skaf.

Saiba mais sobre os presidentes dos Conselhos Superiores Temáticos da Fiesp

Presidente do Conselho Superior Estratégico da Fiesp – Paulo Skaf
Presidente do Coinfra da Fiesp – Rodolpho Tourinho
Presidente do Conjur da Fiesp – Ministro Sydney Sanches
Presidente do Conic da Fiesp – 
Rodrigo Costa da Rocha Loures
Presidente do Consea da Fiesp – Ruy Martins Altenfelder Silva
Presidente do Consic da Fiesp – José Carlos de Oliveira Lima
Presidente do Cosag da Fiesp – João de Almeida Sampaio Filho
Presidente do Coscex da Fiesp – Embaixador Rubens Antonio Barbosa
Presidente do Cosec da Fiesp – Antônio Delfim Netto
Presidente do Cosema da Fiesp – 
Walter Lazzarini Filho

 

Michel Temer participa da primeira reunião do ano dos Conselhos Superiores da Fiesp

Agência Indusnet Fiesp

O vice-presidente da República, Michel Temer, é o convidado da reunião inaugural das atividades dos Conselhos Superiores Temáticos da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Na entidade, Temer falará a um grupo de aproximadamente 400 empresários e conselheiros na próxima segunda-feira (18/02), a partir de 11h.

Esta é a primeira vez que a Fiesp realiza uma reunião conjunta de todos os seus dez conselhos, que tratam dos seguintes temas: Estudos Avançados (Consea), Agronegócio (Cosag), Comércio Exterior (Coscex), Assuntos Jurídicos e Legislativos (Conjur), Economia (Cosec), Meio Ambiente (Cosema), Inovação e Competitividade Conic), Infraestrutura (Coinfra), Responsabilidade Social (Consocial) e Indústria da Construção (Consic).

Os Conselhos Superiores Temáticos da Fiesp fazem parte do Instituto Roberto Simonsen (IRS), que tem a missão de analisar e propor solução de problemas de interesse para o desenvolvimento industrial, bem como para o progresso socioeconômico do país.

Confira aqui o calendário de reuniões do IRS para este ano.

Vinte anos do CAT do Sesi Jaú tem homenagem a Ruy Martins Altenfelder

Agência Indusnet Fiesp

Criado no dia 17 de julho de 1992, o Centro de Atividades (CAT) do Sesi-SP no município de Jaú comemorou seu aniversário de 20 anos com homenagens ao patrono Ruy Martins Altenfelder Silva, membro do Conselho Administrativo e Fiscal do Instituto Roberto Simonsen (IRS).

O patrono Ruy Altenfelder (de terno escuro) recebe homenagem na comemoração dos 20 anos do Cat Sesi de Jaú

As homenagens a Altenfelder tiveram início no dia 16/07, com uma reunião no Rotary Club, e prosseguiram no dia seguinte, data do 20º aniversário do CAT, com uma missa campal seguida de almoço que contou com a presença de professores, antigos e atuais, do CAT do Sesi Jaú, entre representantes da comunidade e de outros municípios como Bauru e São José do Rio Preto.

“Representando o Sesi-SP estava José Felício Castellano, que fez um pronunciamento que emocionou a todos”, relembra Altenfelder, também presidente do Conselho de Administração do Centro de Integração Empresa Escola (CIEE-SP).

“O presidente da Fiesp, Paulo Skaf, pediu que eu falasse em nome dele. E falei da revolução  com a nova metodologia educacional e da integração entre o Sesi e o Senai”, comenta o homenageado.

“O CAT do Sesi Jaú é um exemplo de trabalho sério e competente, formando professores e garantindo às crianças e também aos menos jovens um local onde as famílias se reúnem para receber ensinamentos de bem-estar”, conclui Altenfelder.

As comemorações foram encerradas com um show da cantora Maria Alcina no Teatro Municipal de Jaú.