Fiesp premia vencedores em concurso de negócios CJE & Anjos do Brasil

Juan Saavedra, Agência Indusnet Fiesp

Apenas 10 minutos – cinco para apresentar um projeto inovador e outros cinco para responder a perguntas de possíveis investidores. Foi este o desafio dos 10 finalistas do II Concurso de Negócios CJE & Anjos do Brasil durante o evento promovido pelo Comitê de Jovens Empreendedores (CJE) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo e que lotou o Espaço Fiesp na noite desta quarta-feira (27/06). O projeto vencedor, selecionado entre mais de 900 inscritos, é a plataforma web Checkout, apresentada pelo jovem Thiago Cardoso.

Thiago Cardoso, vencedor com a plataforma web Checkout, recebeu um cheque de R$ 7.000 das mãos do diretor do CJE/Fiesp, Sylvio Gomide

Cardoso recebeu um cheque de R$ 7.000 e a possibilidade de ter seu projeto avaliado por investidores que, caso haja interesse, poderão realizar aporte de até um milhão de reais. O projeto dele é uma startup que cria uma rede de fidelidade virtual em benefício de empresas – especialmente as pequenas e médias – e consumidores.

“Para mim foi uma vitória. A projeção desse prêmio da Fiesp é incomparável. Vai ser importante para o prosseguimento do projeto”, disse o vencedor logo após a premiação.

Publicitário de Curitiba (PR), Cardoso explicou como surgiu a ideia que deu origem à sua terceira empresa. “Sempre acumulei na carteira adesivos de fidelidade, desses que você junta uma dezena e ganha algum desconto ou prêmio. A ideia da plataforma é acabar com esse produto antiquado e facilitar o relacionamento para os dois lados.”

Segunda e terceira colocações

A segunda colocação ficou com o projeto Eco Tampas Qualinova, de Alisson Heidi Sato, outro morador da capital paranaense. Sua empresa propõe uma embalagem para consumo de bebidas.

A terceira colocação é de Alexandre Cruvinel, de Ribeirão Preto (SP), com o Paparazzi, projeto de sistema que visa fotografar quem furtar automóveis, enviando a imagem via chip de celular para um e-mail previamente cadastrado pelo dono do veículo e também para polícia.

Juri selecionou três de 900 projetos inscritos

O evento abriu espaço para uma rápida apresentação da Associação Face, organização sem fins econômicos, que lançou uma campanha institucional, produzida para abordar a anomalia craniofacial e buscar parceiros.

O diretor do CJE, Sylvio Gomide, aproveitou para fazer um convite à participação nas atividades do Comitê. “Nosso objetivo é construir uma nova identidade empresarial por meio do fortalecimento do empreendedorismo”, disse.

Leia mais: Bruno Ghizoni do CJE: ‘Segunda edição do concurso de negócios é um grande sucesso’

O concurso

O II Concurso de Negócios CJE & Anjos do Brasil foi uma realização do CJE da Fiesp e dos Anjos do Brasil, com patrocínio do Visa Empresarial, e apoio da Ação Jovem no Mercado Financeiro e de Capitais, do Sebrae São Paulo, do Núcleo de Jovens Empreendedores do Ciesp e da Digipronto.
O concurso tem modelo inspirado em ação similar nos Estados Unidos. O participante tem apenas cinco minutos para vender sua ideia e a bancada de investidores dispõe de cinco minutos para fazer perguntas.

Uma peculiaridade do II Concurso de Negócios CJE & Anjos do Brasil é o envolvimento da plateia. Ao final de cada apresentação, empresários e investidores eram convidados a avaliar o projeto com placas com as mensagens “Curti” e “Não curti”.

O investidor-anjo é um empreendedor bem-sucedido, interessado em patrocinar e investir em startups, dedicando também seu conhecimento e sua experiência na evolução destas empresas.

Em 2011, a startup vencedora foi a MGaia, empresa de social games para móbiles e redes sociais, que recebeu um investimento de R$ 700 mil.