Comparado à melhor do mundo, Brasil está 47% defasado em disponibilidade de rodovias, mostra estudo da Fiesp

Alice Assunção,  Agência Indusnet Fiesp

Para cada 10 mil habitantes, o Brasil oferece 2,53 quilômetros de rodovias, as regiões líderes em logística do mundo oferecem 4,78 quilômetros por 10 mil habitantes, aponta estudo da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) que compara performance logística do Brasil com as melhores práticas do mundo.

Segundo o Índice Comparado de Desempenho de Infraestrutura de Transporte (IDT-Fiesp),  que apurou informações referentes a 2010, a oferta brasileira de rodovias, incluindo federais, estaduais e municipais, é defasada em 47% em relação à melhor prática de infraestrutura de transporte do mundo, ou seja, está a 53% do topo do ranking mundial.

Em 2009, a oferta brasileira de rodovias estava defasada em 44%, ou a 56% do topo do benchmark internacional de melhores práticas logísticas.

A pesquisa da Fiesp apurou dados de 18 indicadores de logística praticados no Brasil e no mundo.

Aeroportos

Entre os segmentos avaliados, foi verificada a porcentagem de população a 80 quilômetros de distância, no máximo, do principal aeroporto. Neste segmento, o indicador aponta um resultado mais otimista.

Em 2010, 92% da população brasileira estava próxima em até 80 quilômetros do principal aeroporto, enquanto 94% da população do benchmark internacional, grupo de países com melhores práticas logísticas, estava próxima em até 80kms do principal aeroporto.  A cifra indica que, neste caso, o Brasil está defasado em 8%. O quadro se manteve estável desde 2009.

O cenário otimista não se repete quando o número médio de decolagens e pousos por hora é avaliado. Segundo levantamento do IDT/Fiesp, o Brasil oferece 38 pousos e decolagens por hora, enquanto o grupo dos praticantes de melhores logísticas oferece 88 decolagens e pousos por hora.

Os números indicam que o Brasil está a 43% do topo, ou seja, 57% defasado em relações aos melhores do mundo em logística.

Na contramão da sensação geral dos usuários, no quesito partidas em atraso, os aeroportos brasileiros estão 15% defasados em relação aos melhores aeroportos do mundo.  O levantamento apontou que 81% das partidas em aeroportos do país acontecem sem atraso, contra 96% nos melhores aeroportos do mundo.

Clique aqui e veja estudo na íntegra.

Índice Comparado de Desempenho da Infraestrutura de Transporte (IDT)

O Índice Comparado de Desempenho da Infraestrutura de Transporte (IDT), uma iniciativa da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), por meio de seu Departamento de Infraestrutura (Deinfra), é um estudo que estabelece um parâmetro de indicadores de performance logística do Brasil com os líderes do setor no mundo todo.

Lançado no 8º Encontro de Logística e Transportes, o IDT/Fiesp faz análise de 18 indicadores de transportes nas cinco principais famílias de modais e avalia a oferta de transporte nas 50 maiores concentrações populacionais do país.

 BAIXE A APRESENTAÇÃO AQUI.