Na CIIE, empresários brasileiros participam de rodada de negócios com compradores de Hunan

Mayara Baggio, Agência Indusnet Fiesp, de Shanghai
Os 120 empresários que compõem a comitiva da Fiesp e do Ciesp à China Internacional Import Expo (CIIE) participaram nesta quarta-feira (7 de novembro) de uma nova rodada de negócios.Em encontro organizado pelos próprios compradores, as empresas brasileiras puderam exibir seus produtos e conhecer melhor as necessidades do governo da província de Hunan, a oitava economia chinesa.

Para o 2° vice-presidente e chefe da missão da Fiesp à China, José Ricardo Roriz, a feira de importação está sendo essencial para compensar a distância física entre os dois países.”Tenho certeza que os empresários brasileiros voltarão ao Brasil com uma outra visão sobre o potencial de comércio que a China representa para São Paulo e para o Brasil”, afirmou.

Roriz assinalou ainda que a parceria com a província chinesa, localizada na região Norte do país, deve perdurar por um longo prazo. Ele usou como exemplo a alta tecnologia para o setor de transportes de Hunan como uma importante parceria para o desenvolvimento de grandes projetos que o Brasil necessita.

Encontro da missão da Fiesp com o governo da província de Hunan. Foto: Mayara Baggio/Fiesp

Encontro da missão da Fiesp com o governo da província de Hunan. Foto: Mayara Baggio/Fiesp

Seminário destaca oportunidades de negócios com a província chinesa de Hunan na Fiesp

Agência Indusnet Fiesp

Hora de fortalecer as parcerias com a China. Para debater as oportunidades que o país da Grande Muralha oferece, foi realizado, na manhã desta quarta-feira (29/11), o seminário Oportunidades de Negócios com a Província de Hunan. Organizado pelo Departamento de  Relações Internacionais e Comércio Exterior (Derex) da Fiesp, o evento reuniu empresários e representantes do governo da província chinesa.

Na mesa de abertura do encontro, o vice-presidente da Fiesp e diretor titular do Departamento de Competitividade e Tecnologia (Decomtec) da federação, José Ricardo Roriz Coelho, destacou a importância desse contato.

“Parabenizo a equipe do Derex pela organização desse evento, que vai discutir como se faz negócio com a China, destacar como nós podemos organizar as relações comerciais com esse país”, disse Roriz Coelho. “É extremamente oportuna essa discussão”.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544562765

O seminário realizado na manhã desta quarta-feira (29/11) na Fiesp: aprender a fazer negócios com a China