Sociedade precisa conhecer importância da segurança em edificações

Guilherme Abati, Agência Indusnet Fiesp

Membros do Grupo de Trabalho (GT) de Segurança em Edificações da  Federação das Indústria de São Paulo (Fiesp)  se reuniram na manhã desta quinta-feira (29/05), na sede da entidade.  Em pauta, a importância da divulgação para a sociedade civil de temas ligados à segurança de prédios e edifícios.

Para Valdemir Romero, diretor do Departamento da Indústria da Construção (Deconcic) da federação, é interessante trabalhar na divulgação do tema. “A segurança em edificações precisa ser divulgada com o envolvimento de toda a cadeia da construção civil”, diz.

Na sua visão, o GT precisa operar como divulgador e condensador das demandas do setor.  “É preciso haver união do setor para termos poder de influenciar os tomadores de decisão”.

Grupo de Trabalho: importância de informar a sociedade. Foto: Tamna Waqued

 

Romero aproveitou para assinalar que os temas tratados pelo grupo são múltiplos. “Não existe apenas a questão elétrica quando falamos sobre segurança em edificações, existe uma outra gama de fatores envolvidos nesse quesito, como instalação de gás, hidráulica, fundação, encanamentos”, apontou.

Ainda durante o encontro, foi apresentada a reportagem “Manutenção de rede elétrica ajuda a evitar sobrecarga em casas e apartamentos”, veiculada no dia 6 de maio de 2014, no jornal SPTV, da TV Globo.

Outro tema levantado pelo grupo foi a cartilha “Autovistoria – Avaliação Predial”, referente à Lei Estadual do Rio de Janeiro número 6.400/2013. Para o consultor e membro do GT, Hilton Moreno, a cartilha “é um guia bem escrito, e completo, que pode servir de cartilha para futuras leis e demandas”.

Carlos Roberto Soares Mingione, presidente do Sinaenco-SP participou do encontr

Mobiliário urbano

A segurança em mobiliários urbanos foi o tema de encerramento da reunião. Mobiliário urbano é toda peça e equipamento instalado em meio público, tais quais lixeiras, coletores diversos rede de água, rede de luz e energia e caixas de coleta.

Foi sugerida, durante a reunião, a criação de um GT especifico para tratar de questões ligadas ao mobiliário urbano.

Carlos Roberto Soares Mingione, presidente do Sindicato da Arquitetura e da Engenharia Regional de São Paulo (Sinaenco-SP) participou do encontro.

Primeira reunião do grupo de trabalho sobre Responsabilidade com o Investimento

Guilherme Abati, Agência Indusnet Fiesp

O Departamento da Indústria da Construção (Deconcic) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) realizou, na tarde desta segunda-feira (12/05), a primeira reunião do Grupo de Trabalho (GT) Responsabilidade com o Investimento.

No encontro, Manuel Carlos de Lima Rossitto, diretor titular adjunto do departamento e coordenador do grupo, apresentou os objetivos do GT.

A finalidade do grupo é, segundo Rossitto, reunir representantes da iniciativa privada e do governo para desenvolver ações que visem disciplinar a contratação de obras, a aplicação de recursos e a compra de materiais e equipamentos, destravando interferências.

“Também queremos criar uma cartilha para os presidenciáveis e para a mídia, estabelecer articulações com atores envolvidos com a temática”, explicou. “Trabalharemos em questões pós-contratuais tanto de recursos públicos quanto de recursos privados”, afirmou o coordenador.

Rossitto, ao microfone, e Reis, à esquerda: ações para dar maior disciplina ao setor. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

Rossitto, ao microfone, e Reis, à esquerda: ações para dar maior disciplina ao setor. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

 

Além disso, de acordo com ele, o grupo tratará de questões ligadas ao licenciamento ambiental e à falta de qualificação da mão de obra.

Outro tema debatido pelos participantes do grupo foi o atraso causado pela burocracia brasileira. “Precisamos de obras rodando no Brasil dentro do prazo”, finalizou Rossitto.

O vice-presidente da Fiesp e diretor titular do Departamento de Meio Ambiente (DMA) da federação, Nelson Pereira dos Reis, também participou da reunião inaugural do grupo de trabalho. Para ele, uma questão importante é trabalhar na criação de um código ambiental que “facilite e simplifique o licenciamento”.

Para outubro

Outro participante do encontro foi o diretor do Departamento das Indústrias Intensivas em mão de obra e Recursos Naturais do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Marcos Otavio Bezerra Prates.

Marcos Otávio Prates: “Precisamos a levar propostas para os governos para, em 2015, tentar a implantação de medidas profundas”. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

Para Prates, o grupo precisa apresentar propostas viáveis para, em outubro, começar a trabalhar projetos de reformas trabalhistas em sinergia com os sindicatos. “Precisamos a levar propostas para os governos para, em 2015, tentar a implantação de medidas profundas”.

Participou do encontro ainda Rodolpho Tourinho, presidente do Conselho Superior de Infraestrutura (Coinfra) da Fiesp.

Para conferir a apresentação do GT de Responsabilidade com o Investimento, só clicar aqui.

 

GT de Direito Concorrencial debate nesta quinta (09/05) premiação internacional na área

Solange Sólon Borges, Agência Indusnet Fiesp

A premiação internacional entra na pauta de discussões do Grupo de Estudos de Direito Concorrencial da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Nesta quinta-feira (09/05), o grupo recebe três convidados para debater casos do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) indicados para reconhecimentos internacionais de direito antitruste: Cimpor (do setor de construção) e Philip Morris.

Os convidados são:

  • José Del Chiaro; da advocacia homônima, é especialista em direito da concorrência e sócio-fundador do Instituto Brasileiro de Estudos de Concorrência, Consumo e Comércio Internacional (Ibrac);
  • O mestrando Ademir Antonio Pereira Jr., da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP);
  • Lauro Celidonio Gomes dos Reis Neto, vice-presidente e coordenador do Comitê Jurídico da Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústria de Base (Abdib) e sócio da Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados.

 

Serviço
Reunião do Grupo de Estudos de Direito Concorrencial da Fiesp
Quinta-feira (09/05) , às 14h
Local: 11º andar do edifício sede da Fiesp (Avenida Paulista, 1313 – São Paulo – SP)

Fraude corporativa é foco de encontro de GT de direito empresarial no dia 28/06

Solange Sólon Borges, Agência Indusnet Fiesp

Fraudes corporativas: análise das legislações anticorrupção americana (FCPA) e britânica (Bribery Act) e seus reflexos nas empresas brasileiras serão temas centrais do próximo encontro do Grupo de Direito Empresarial da Federação e Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp), nesta quinta-feira (28/06), na sede das entidades.

Um dos convidados é Isabel Franco, advogada e especialista em Anticorrupção Empresarial (FCPA) e vice-presidente da Comissão Anticorrupção da International Bar Association.

Também participa do debate Leonardo Barém Leite, mestre em Direito Americano pela New York University School of Law e coordenador do curso de Ética e Compliance da Fundação Getúlio Vargas (FGV/SP).

Serviço
Data/horário: 28 de junho de 2012, quinta-feira, a partir das 14h
Local: sede da Fiesp – Av. Paulista, 1313, auditório do 10º andar, capital