Investimentos e alta tributação são desafios para novo empreendedor

Camila Grillo, Agência Indusnet Fiesp

“A carga tributária no Brasil é um exagero”, criticou o diretor-executivo da Luxottica, Salvador Parisi, durante o VI Congresso do Jovem Empreendedor, realizado na segunda-feira (6), na sede da Fiesp.

De acordo com o diretor, muitos brasileiros procuram fazer compras na Europa e Estados Unidos, em busca de melhores opções. “Eles querem que os impostos diminuam no Brasil para se entrar num circulo virtuoso”, pontuou.

Entre os assuntos abordados em sua palestra, o empresário ressaltou as estratégias do empreendedorismo nas ações sociais e administração das marcas para atender a públicos diferenciados.

A Luxottica, que atualmente possui 250 empregados diretos, distribui seus produtos para atacado e varejo. Entre as marcas administradas pela empresa estão Ray-ban, Oakley e Vogue.

A Oakley, uma das marcas mais conceituadas do mercado, é direcionada para esportes radicais. Atualmente está em mais de 70 países e seus produtos são confeccionados com materiais refinados.

O grande desafio para Parisi é mostrar ao consumidor brasileiro que mesmo trabalhando com produtos semelhantes, no caso óculos, há um diferencial em cada marca desde o fashion ao esportivo.

Segredo Estratégico

Durante o encontro o executivo revelou uma das estratégias de sucesso da sua empresa. “A busca para fazer o melhor com diferencial deve ser uma constante”, ensinou.

Ele contou ainda que seu objetivo é trazer para o Brasil o investimento das grandes matrizes. “Há como empreender em serviços e processos. A busca para fazer o melhor com diferencial deve ser uma constante”, explicou.

Segundo o executivo, a complexidade do País faz com que as empresas brasileiras busquem formas de se tornarem cada vez mais competitivas. E argumentou: “Adaptabilidade diante dos obstáculos encontrados é fundamental para uma administração empreendedora. Não significa mudar de estratégias, mas tê-las muito forte”.

Investimento social

A Luxottica não tem como objetivo somente aumentar o faturamento. Preocupados com a população carente, a OneSight, uma Fundação do Group Luxottica sem fins lucrativos, desenvolve pesquisas e educação para a melhora da visão. Entre suas ações estão os exames gratuitos, doação de óculos novos e reciclados, além de oferecer bolsas de estudo para formação de profissionais na área.

Em 2009 a OneSight atendeu 2.600 jovens de até 21 anos no estado de Pernambuco, fazendo do Brasil um modelo para aplicação do projeto em outros países.

Além do trabalho com a fundação, a Luxottica foi procurada pelo Ministério da Saúde do Chile, e doou 25 óculos especiais da Oakley para os mineiros resgatados no dia 13 de novembro. “Não participamos dessa ação por marketing, mas sim para ajudar no resgate”, afirmou Salvador Parisi.

Usando a visão empreendedora diante de projetos grandiosos, o executivo finalizou: “O sucesso vem com muito trabalho e muita ética”.