Com Fabi como capitã, seleção feminina de vôlei é campeã do Grand Prix

Agência Indusnet Fiesp, com informações da Confederação Brasileira de Vôlei

A seleção brasileira feminina de vôlei venceu o Grand Prix pela décima vez, neste domingo (24/08), após derrotar o Japão por 3 sets a 0 (25/15, 25/18 e 27/25), no Ariake Collesium, em Tóquio, no Japão. Com a atleta do Sesi-SP, a central Fabiana Claudino, como capitã, a seleção disputou 14 partidas e perdeu apenas uma. Além de Fabi, a ponteira Monique, outra jogadora do Sesi-SP, também integrou a seleção brasileira.

No jogo decisivo contra as japonesas brilhou a estrela da bicampeã olímpica Sheilla. A oposto foi a maior pontuadora do confronto, com 16 acertos (12 de ataque, três de bloqueio e um de saque), e deixou a quadra com o prêmio de melhor jogadora da partida. A central Fabiana também pontuou bem, com 10. Fabi foi escolhida para a seleção do campeonato, como segunda melhor central do Grand Prix.

“Se analisarmos o Grand Prix inteiro fica claro que o nosso time jogou bem. Perdemos apenas uma partida em 14 jogos. Tirando o jogo com a Turquia, fomos uma equipe constante e disciplinada taticamente. Contra o Japão, ogamos muito bem”, afirmou Fabi, em entrevista à Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

Jogadoras brasileiras comemoram a vitória neste domingo (24/08). Foto: GetPhoto

Jogadoras brasileiras comemoram a vitória neste domingo (24/08). Foto: GetPhoto


“O Japão vinha tendo boas atuações e tinha ganho de todas as equipes na etapa decisiva. Jogamos taticamente e concentradas toda a partida. O grupo mereceu a vitória e mais esse título.”

O treinador José Roberto Guimarães comentou sobre as dificuldades de uma competição longa como o Grand Prix.”Essa competição foi um grande teste para todos nós. Aprendi muito, principalmente com a Fabiana e a Sheilla, que me ajudaram em diversos momentos durante essas cinco semanas”, analisou.

“O Grand Prix é muito desgastante. São muitas viagens, jogos e pressão todo o tempo. Tenho que agradecer ao grupo, mas principalmente as mais experientes que foram de uma extrema dedicação e bom senso durante todo esse campeonato”, afirmou o técnico, homenageado da Federação Internacional de Voleibol pelos anos de bons serviços prestados ao voleibol.

Com o resultado, o time verde e amarelo dobrou o número de conquistas em relação a segunda seleção com mais títulos. Enquanto as brasileiras venceram pela décima vez (1994, 1996, 1998, 2004, 2005, 2006, 2008, 2009, 2013 e 2014), os Estados Unidos, segunda equipe com mais conquistas, têm cinco.

Brasil conquista Grand Prix de vôlei feminino; três atletas do Sesi-SP integram equipe campeã

Agência Indusnet Fiesp

Depois de três anos consecutivos de hegemonia dos Estados Unidos, a seleção brasileira de vôlei feminino assegurou neste domingo (01/09) em Sapporo, no Japão, seu novo título do (1994, 1996, 1998, 2004, 2005, 2006, 2008, 2009 e 2013).

Três atletas da equipe do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) – a levantadora Dani Lins, a central Fabiana Claudino e a ponteira Priscila Daroit – participaram da conquista.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540212453

Equipe comemora mais um título. Foto: Divulgação/FIBV


O título veio com uma vitória sobre a China por 3 sets a 0 (25/15, 25/14 e 25/20), em 1h13 de jogo disputado no Hokkaido Prefectural Sports Center. O time comandado pelo técnico José Roberto Guimarães terminou a fase final invicto. Foram cinco jogos, cinco vitórias e nenhum set perdido.

Dani Lins foi eleita a melhor jogadora da partida.