Escola do Sesi-SP recebe exposição de artista do projeto Graffiti Fine Art

Giovanna Maradei, Agência Indusnet Fiesp

Os muros da cantina e do teatro da escola Sesi A.E Carvalho, na zona leste de São Paulo, receberam pintura nova feita por Nick Alive, artista que faz parte do projeto Graffiti Fine Art, que já está em sua 15ª exposição no Museu Brasileiro de Escultura (Mube).

Com curadoria de Binho Ribeiro, o projeto reúne os melhores grafiteiros do país e os convida a aplicar as suas técnicas mais apuradas nas paredes do museu e também fora dele. “O conceito da exposição é mostrar o que os artistas estão produzindo de mais alto nível, ou seja, realmente incluindo a arte urbana no universo de fine art e da arte contemporânea”, explica Binho, que ainda se preocupa em encontrar a melhor fusão entre o artista e o espaço em que ele fará sua intervenção.

Grafite feito na escola A.E Carvalho, do Sesi-SP, e que ficará no local até outubro de 2015. Foto: Divulgação

Grafite feito na escola A.E Carvalho, do Sesi-SP, e que ficará no local até outubro de 2015. Foto: Divulgação

Selecionado para expor no Sesi A.E Carvalho, Nick é grafiteiro há 17 anos e, além de artista, é também curador e “oficineiro”. Sua visita incluiu não só a elaboração da obra, mas também duas horas de atividades com alunos de uma das turmas de 8ª série da instituição. Os estudantes tiveram a chance de colocar na prática técnicas básicas do grafite que até então só tinham visto na teoria.

Colocando a mão no spray

“Pelo que eu vi nos olhos deles todos gostaram. Acho que a maioria dos alunos gosta”, afirma Nick. “O poder que você tem com spray de tirar a tinta e atingir uma superfície, produzindo o que você está pensando, é muito bom.”, completou o artista.

A professora de artes plásticas do Sesi-SP Katia Scrivani, concorda. “Eles adoraram esse processo de criar. Puseram a mão na massa e gostaram muito de ver tudo o que viram de conteúdo na prática”.

Os alunos já haviam passado pelo tema grafite durante as aulas de arte da professora. Aprenderam sobre a história desse estilo, as técnicas e também a diferenciá-lo da chamada pichação. Mesmo assim, a prática trouxe muitas descobertas para esses pequenos artistas.

Ester Correa e Rafaela Marques, por exemplo, têm 14 anos e não cansam de falar sobre o que aprenderam com Nick: “Eu gostei muito da oficina, aprendi várias coisas que eu não sabia. Como que para fazer um circulo você tem que movimentar todo o corpo, se não uma parte fica mais grossa e a outra mais fina”, contou Rafaela, que elegeu o grafite sua manifestação artística favorita. “A gente descobriu bastante coisa, por exemplo, que para deixar a cor mais forte você tem que aproximar a lata da parede. Eu não sabia que era assim”, completa Ester, que até questionou Nick sobre outros cursos além da oficina.

Para a decepção das meninas, o artista não dá workshops mais longos, mas explica: “Gosto de dar oficinas mais rápidas porque o grafite vai muito da produção, do erro e do acerto, de ir para rua achar uma parede e pintar. Quem leva jeito é aquele que erra e não desiste, quer fazer de novo até acertar”.

Parceria com o Sesi-SP

“A grande diferença desse projeto do Sesi-SP é ter um artista que já expôs passando experiências de street art,  museu e galeria para  outros jovens”, explica Binho Ribeiro sobre a parceria do Graffiti Fine Art e do Sesi-SP.

O Graffiti fine Art surgiu em 2009, quando Ribeiro e Renata Junqueira, diretora do MuBE, realizaram pequenas exposições dentro do museu. O projeto foi crescendo e, no final do mesmo ano, eles já realizaram a 1ª Bienal de Graffiti, reunindo 54 artistas do mundo todo.

A proposta parece ter dado mais do que certo. Além da intervenção nos muros da unidade do Sesi-SP A.E Carvalho, foi lançado no dia 19 de novembro, pela Sesi-SP Editora, um livro que reúne obras que fizeram parte do projeto Graffiti Finte Art e também inaugurada a 14ª e  a 15ª  exposição do projeto no Museu  Brasileiro de Escultura.

A obra de Nick ficará em exposição no Sesi  A.E Carvalho até o dia 31 de outubro de 2015 e a 14ª e 15ª edição da exposição e Graffiti Fine Art deve ser visitada no Mube até o dia 29 de dezembro de 2013.

Serviço

Ocupação Artística no Sesi A.E Carvalho

Local: Cantina e fachada do teatro do Sesi A.E carvalho – Rua Deodato Saraiva da Silva, 110, Parque Paineira

Entrada Gratuita

Em exposição até 31 de outubro de 2015, de segunda a domingo das 8h às 21h

Graffiti Fine Art XIV e XV – Arte para a rua e Olhar para a rua

Local: Museu Brasileiro de Escultura (MUBE) – Av. Europa, 218, Jardim Europa

Entrada Gratuita

Em exposição até 29 de dezembro de 2013, das 10h às 19h