Sesi-SP ganha Prêmio Marca Brasil pelo 7º ano consecutivo

Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp

O trabalho do Sesi-SP para bem-estar e segurança no trabalho foi reconhecido pela 13ª edição do Marca Brasil, importante prêmio que laureia práticas do setor empresarial brasileiro.

A marca Sesi-SP venceu, pelo sétimo ano consecutivo, na categoria Melhor Marca de Ginástica Laboral e pela primeira vez como Melhor Marca de Serviços para a Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho (Sipat).

Nesta edição de 2012 foram pesquisadas 238 categorias de 14 setores da atividade econômica e premiadas 166 marcas de empresas ou produtos. Em 12 anos, o prêmio apurou  442 votos, pesquisou 587 categorias, abrangeu 26 setores econômicos e premiou 679 marcas de empresas ou produtos.

Sedentarismo será a principal causa de morte do século XXI

Elcio Cabral, para a Agência Indusnet Fiesp

Na tarde da quinta-feira (21), o 2º Congresso Ibero-americano de Instalações Esportivas e Recreativas (Cidyr) promoveu no Teatro do Sesi São Paulo a mesa-redonda A Gestão de Espaços e o Ambiente Laboral: Desafios para as empresas no Século.

Convidados para o evento, o médico do trabalho Jorge Miranda, idealizador do programa de qualidade de vida da Arcelor Mittal, chamado Pró-Vida, e a doutora Nair Ackermann Bochard, diretora do Centro Recreativo e Esportivo do Ministério de Turismo e Esporte do Uruguai e coordenadora Regional dos Centros de Atividades dos Bairros da Secretaria de Esportes da Secretaria Municipal de Montevidéu, falaram sobre os problemas ocasionados pelo sedentarismo.

Saúde

Ao abrir sua explanação, o doutor Miranda sublinhou: “Trabalhar com qualidade de vida é trabalhar com comportamento humano”. Ele ressaltou os benefícios de se realizar um programa sério aos funcionários da metalúrgica para a qual trabalha.

O médico apresentou dados de um estudo realizado em 2003 pela a Universidade de Stanford, da Califórnia, nos Estados Unidos. A entidade mapeou os principais fatores que influenciam na causa da mortalidade humana.

Segundo a pesquisa, 53% das causas estão ligadas ao estilo de vida. Ou seja: o sedentarismo, a alimentação incorreta e o uso de drogas como álcool e cigarro. Os outros fatores são: meio ambiente, com 20%; genética, 17%; e qualidade no atendimento da saúde, 10%.

Baseado nessas informações, Miranda afirmou que o sedentarismo será a maior causa da redução da expectativa de vida neste século – contando com a iminente queda do tabagismo.

Para concluir, ele destacou a necessidade de se criar metas para os funcionários, ao focar o trabalho da qualidade de vida na empresa. “Quem não cumpre essas metas recebe um valor um pouco menor na participação dos lucros”, explicou.

Experiência uruguaia

Bochard versou sobre o trabalho que desenvolve no país vizinho: o incentivo à prática esportiva, com foco nas crianças, mulheres e pessoas da terceira idade. Segundo a doutora, o pai passa para o filho a conduta que tem em relação à saúde. Por isso, desde 1990 o governo do Uruguai incentiva a prática esportiva essencialmente em crianças promovendo a interação comunitária.

“Não são esportes de alto rendimento ou competição, mas sim atividades físicas que dão prazer e ajudam a manter a saúde”, pontuou.

Como a verba é sempre um problema, Bochard disse que a solução foi utilizar os espaços públicos, como praças, parques, ruas e praias. “Montevidéu tem 25 quilômetros de orla, e nós aproveitamos isso para criar diversas atividades.”

Cidyr

A abertura do Congresso aconteceu oficialmente na terça-feira (19) e o evento se estende até esta sexta-feira (22). Na pauta estão discussões e apresentações de projetos para infraestrutura de megaeventos, como a Copa do Mundo de 2014, que será em diversas cidades brasileiras, e os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

Serão cerca de 40 palestras proferidas por profissionais de todo o mundo, que trazem sua experiência para que haja boa orientação de como se deve fazer antes e depois desses eventos.

Para mais informações sobre o evento, clique aqui.