Cosema da Fiesp discute problema e dificuldades na gestão de áreas contaminadas

Flávia Dias, Agência Indusnet Fiesp

Da esq. p/dir.: Cyro Bernardes, Walter Lazzarini e Celso Monteiro de Carvalho. Foto: Everton Amaro

 

Em reunião mensal do Conselho Superior do Meio Ambiente (Cosema) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), realizada nesta terça-feira (11/12), o sócio-colaborador da Ambconsult Estudos e Projetos Ltda., Cyro Bernardes, tratou da Gestão de áreas contaminadas: o problema e as principais dificuldades.

De acordo com Bernardes, o crescimento da demanda brasileira em questões ambientais estimulou o aumento de consultorias especializadas na área de remediação, que, em sua avaliação, registram um baixo nível tecnológico.

No entendimento do presidente do Cosema, Walter Lazzarini, a falta de mão de obra qualificada contribui para este cenário: “Hoje nós temos este problema seríssimo. Muitas consultorias passam os seus trabalhos para profissionais de baixa qualificação”, disse Lazzarini.