Honda Automóveis e Micro-Química são as grandes vencedoras do 18º Prêmio Fiesp de Mérito Ambiental

Flávia Dias, Agência Indusnet Fiesp

Honda Automóveis recebe troféu de 1º lugar na categoria médio e grande

Em reconhecimento às melhores práticas de sustentabilidade adotadas por empresas instaladas em território paulista, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), por meio de seu Departamento de Meio Ambiente (DMA), divulgou na noite desta quarta-feira (27/06) os vencedores do 18º Prêmio Fiesp de Mérito Ambiental. A edição deste ano recebeu um total de 41 cases, inscritos nas categorias micro e pequeno porte (até 99 empregados) e médio e grande porte.

Com o projeto “Redução na emissão de Compostos Orgânicos Voláteis (VOC) nos processos produtivos”, a Honda Automóveis foi a grande vencedora da categoria médio e grande porte. Na categoria micro e pequena empresa, o primeiro lugar ficou com a empresa Micro-Química Produtos para Laboratórios Ltda, com o projeto “Viabilidade da melhoria competitiva através da sustentabilidade e gestão do meio ambiente“.

Antes de entregar os troféus aos ganhadores, o vice-presidente da Fiesp e diretor-titular do DMA, Nelson Pereira dos Reis, destacou os avanços realizados pelo setor produtivo na preservação do meio ambiente. “Este ano recebemos cases de mais de 40 empresas e ficamos muito satisfeitos com a qualidade dos projetos. Todos estão de parabéns e merecem os nossos aplausos. Isso só comprova que a indústria, definitivamente, está incorporada e engajada neste grande esforço em prol da sustentabilidade”, declarou.

Presente à solenidade, o secretário municipal do Meio Ambiente, Carlos Fortner,  parabenizou a iniciativa da Fiesp e convidou os participantes a refletir sobre as ações realizadas pela sociedade em prol da sustentabilidade. “A preservação do meio ambiente é um dever de todos. Estes valores precisam ser embutidos na rotina dos trabalhadores da indústria e de toda a sociedade”, afirmou.

Quebra de paradigma do setor produtivo

O supervisor de planejamento ambiental da Honda Automóveis, Raphael Politori, disse que o prêmio é resultado do trabalho desenvolvido pela empresa, onde funcionários são motivados a desenvolver projetos na área de gestão ambiental. Além disso, Politone comemorou o que classifica como quebra de paradigma do setor produtivo que, segundo ele, até alguns anos atrás considerava a adoção de políticas de sustentabilidade como um ônus para o empreendimento.

Micro-Química recebe troféu de 1º lugar na categoria micro e pequena empresa.

“Alguns anos atrás, o meio ambiente era visto pelas empresas como um centro de custo e não um departamento. Hoje, esta percepção mudou. As empresas perceberam a importância dos projetos de sustentabilidade para o produtos, os consumidores e também para os seus colaboradores”,  sublinhou.

Ao receber o prêmio de primeiro lugar na categoria micro e pequena empresa, o diretor comercial da Micro-Química Produtos para Laboratórios Ltda, Cláudio Hanaoka, disse que os projetos socioeducativos na área ambiental, desenvolvidos pela indústria junto aos funcionários nos últimos dez anos, foram decisivos para conquista.

“É com muita satisfação e orgulho que a nossa empresa recebe esta premiação. Este é o resultado de um trabalho árduo, muitas vezes solitário, no qual nós enxergamos novas oportunidades”, afirmou Hanaoka. E completou: “As empresas que não colocarem no seu planejamento estratégico a questão do meio ambiente e de sustentabilidade fatalmente chegarão ao fracasso”.

Sebrae anuncia os ganhadores do Prêmio MPE Brasil

Agência Indusnet Fiesp

No dia 18 de novembro, durante a Feira do Empreendedor, aconteceu a final paulista do Prêmio MPE Brasil de Competitividade, promovido pelo Sebrae-SP. Das 17 empresas finalistas, oito venceram nas categorias serviços, indústria, agronegócios, serviços de TI, comércio e responsabilidade social.

Cada ganhadora recebeu um troféu e também o selo de vencedor para ser utilizado durante um ano em material promocional, além da oportunidade de concorrer à etapa nacional com todas as despesas pagas.

Realizado desde 2006, o Prêmio MPE Brasil é um reconhecimento às iniciativas, ações e atividades das micro e pequenas empresas paulistas. Tem como objetivo perceber a aplicação de tecnologia e método de gestão de cada uma delas, bem como os resultados em ganhos, produtividade, rentabilidade e competitividade, além de melhorar a vida das comunidades em que atuam. A Fiesp apoia o evento desde sua primeira edição.

De acordo com os organizadores, este ano o número de indústrias concorrentes ao prêmio superou a marca do ano passado, chegando a 464 empresas inscritas (248% mais do que na edição anterior) e 76 candidatas.

O diretor-superintendente do Sebrae-SP, Ricardo Tortorella, relatou sua satisfação com esse crescimento: “É um orgulho e uma honra ver eles se superarem, porque desta forma também nos superamos. Inovar é um pré-requisito necessário para o mercado que exige cada vez mais”.

Além de Ricardo Tortorella, a cerimônia de premiação contou com a presença de Paulo Arruda, diretor técnico do Sebrae; Juliana Iten, da Fundação Nacional da Qualidade; Manuel Canosa, diretor do Departamento de Competitividade da Fiesp; Vladimir Batista, da Gerdau; e José Luis Abasolo, do Ipec; entre outras personalidades.

Saiba mais sobre o prêmio no site: http://www.mbc.org.br/mpe/sp/.

Veja aqui a lista dos vencedores.