Fiesp apoia decisão de confederações que abandonaram Codefat

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) está incondicionalmente de acordo com a decisão das Confederações da Indústria (CNI), Comércio (CNC), Agricultura e Pecuária (CNA) e do Sistema Financeiro (Consif) de abandonarem, depois de quase duas décadas de participação, o Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat).

As Confederações tomaram essa atitude diante da interferência do Ministério do Trabalho no processo sucessório tradicional no Codefat, que obedece a um regime de alternância das entidades integrantes no exercício da presidência.

Foi eleito Luigi Nese, presidente da Confederação Nacional de Serviços (CNS), ao invés do presidente da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária (CNA), Kátia Abreu, escolhida pelo colegiado de membros.

“Repudiamos com veemência a manobra do Ministério do Trabalho, rompendo a ordem de rodízio na presidência do Codefat, para dar vez a uma Confederação recém criada, sem tradição no órgão e com a sua representatividade contestada”, afirmou Paulo Skaf, Presidente da Fiesp.