Sesi-SP inaugura escola de ensino médio e fundamental em Sumaré; unidade tem 1206 vagas

Ariett Gouveia, Agência Indusnet Fiesp, de Sumaré

O Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) inaugurou nesta sexta-feira (28/06), em Sumaré, sua 13ª nova escola em 2013. Tendo como patrono Fuad Assef Maluf, a escola vai oferecer 1206 vagas, sendo 451 de ensino fundamental, 160 de ensino médio e 595 de educação de jovens e adultos.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), do Sesi-SP e do Serviço Nacional de Aprendizagem de São Paulo (Senai-SP), Paulo Skaf,  esteve na cerimônia de inauguração e visitou as salas e laboratórios do local. No percurso, verificou a estrutura da escola, conversou com alunos, pais e professores e visitou uma pequena exposição sobre a vida do patrono da escola, Fuad Assef Maluf, preparada pelos estudantes, e uma feira de ciências.

Os alunos da unidade do Sesi-SP em Sumaré: educação, lazer, esporte e cultura. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Os alunos da unidade do Sesi-SP em Sumaré: educação, lazer, esporte e cultura. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

 

Em seu pronunciamento, Skaf destacou a importância da educação. “A nossa visão de educação não é só da sala de aula e dos laboratórios, mas sim uma educação completa, que passa pela área de esportes, pela boa alimentação e pelas atividades culturais”, destacou.

Walter Vicioni Gonçalves, superintende do Sesi-SP, durante a inauguração da nova unidade em Sumaré. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Também presente na inauguração, o superintendente do Sesi-SP, Walter Vicioni Gonçalves, citou a educação oferecida nas escolas da instituição como um exemplo para o país. “O que a gente vê é que a educação se tornou um objeto de manipulação política e não uma ferramenta de desenvolvimento social e econômico”, afirmou. “Por isso que, para nós, é tão importante, por meio do Sesi-SP e do Senai-SP, promover oportunidades iguais de aprendizado.  Não basta saber, é preciso também fazer.”

Prefeita de Sumaré, Cristina Carrara foi outra personalidade a destacar a importância da abertura de escolas de alto nível de ensino. “O futuro do nosso estado, do nosso país, passa pela educação”, disse.

As filhas e mulher do patrono da unidade, Fuad Assef Maluf, também prestigiaram a cerimônia de inauguração e aproveitaram a oportunidade para fazer a doação de um piano, de cerca de cem anos, para a escola. A esposa do patrono, Rose Maluf, foi aplaudida de pé pelo público.

A escola de Sumaré está integrada com um mini Centro de Atividades (CAT), que conta  com quadras para a prática de diversos esportes, inclusive vôlei e futebol de areia e futebol society, além de uma academia. Esse espaço é aberto para uso de associados do Sesi-SP.

Jogadores da equipe adulta de vôlei masculino do Sesi-SP e da equipe de rugby também estiveram no evento e ficaram impressionados com a dimensão da nova unidade da rede. “Além da educação tradicional, o Sesi-SP oferece também uma estrutura para que os alunos recebam educação no esporte. Espero que nós, atletas, possamos ser um espelho para essas crianças que estão começando, tanto na escola como no esporte”, afirmou o central da equipe de vôlei, Rogério.

Para o líbero Serginho, o exemplo do Sesi-SP deve ser seguido por outras entidades. “O nível da educação no Brasil ainda engatinha. Por meio dessas escolas, o Sesi-SP dá um exemplo que poderia ser seguido por outras instituições. Oferecendo educação de alto nível, com professores capacitados e ótimas instalações.”

Maratona em prol da educação

 A inauguração da escola do Sesi-SP em Sumaré é mais um passo para a consolidação do modelo educacional da entidade, que oferece ensino fundamental em tempo integral, ensino médio articulado com a educação profissionalizante do Senai-SP e a construção de 70 escolas em todo o estado.

Em 2013, além de Sumaré, já foram inauguradas escolas do Sesi-SP em Avaré, Descalvado, Presidente Prudente, Mococa, Tambaú, Guararapes, Votuporanga, Vinhedo, Americana, Bragança Paulista, Pirassununga, Jacareí, e mais duas escolas do Senai-SP, em Ourinhos e Pompeia.

Um empresário à frente do seu tempo

 Natural de Campinas, Fuad Assef Maluf cursou economia e iniciou sua carreira profissional como funcionário da indústria de produtos alimentícios Kibby. Em 1959, abriu uma pequena indústria de tecidos convencionais que, em menos de dez anos, se transformou na empresa de tecidos industriais e técnicos Têxtil Assef Maluf.

Fuad, ou Fufo, como era conhecido, participava ativamente de projetos comunitários e já tinha uma visão de responsabilidade social em sua empresa. Por atitudes assim, foi considerado um empresário de vanguarda, que vivia à frente do seu tempo. Fuad faleceu em 29 de junho de 1989.