Fórum ‘Sou Capaz’: Estado de São Paulo já emprega 100 mil pessoas com deficiência; meta é chegar a 250 mil

Djalma Lima, Agência Indusnet Fiesp

A Lei nº 8.213/91, chamada “Lei de Cotas”, completa 21 anos no próximo dia 24 de julho – e com bons frutos, na avaliação do superintendente Regional do Trabalho e Emprego do Estado de São Paulo José Roberto de Melo.

José Roberto de Melo, superintendente Regional do Trabalho e Emprego do Estado de São Paulo

“Somente no Estado de São Paulo, há 100 mil pessoas [com algum tipo de deficiência] no mercado de trabalho; a meta é chegar 250 mil”, disse Melo ao participar do Fórum Setorial “Sou Capaz”, realizado nesta quarta-feira (27/06) na sede da Fiesp/Ciesp, com a presença de sindicatos, seus associados, diretores regionais e empresas associadas às duas entidades.

O evento teve como finalidade apresentar conceitos sobre a obrigatoriedade imposta pela Lei e esclarecer suas regras e aplicações para a contratação de profissionais com deficiência nas empresas brasileiras.

O último censo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatítica (IBGE) revelou que 24,5% da população brasileira têm algum tipo de deficiência. Segundo o gerente Regional do Trabalho e Emprego, Carlos Alberto de Oliveira, essa grande massa de deficientes encontra-se em casa, não tem acesso à educação e muitos são analfabetos.

“Este é o problema, porque o mercado procura aqueles mais preparados, com qualificação e educação. As empresas buscam pessoas com deficiência leve para preencher o quadro de cotas”, pontuou.

O debate também contou com a participação da coordenadora geral dos Serviços Previdenciários e Assistenciais do INSS, Renata de Sá.

Programa Sou Capaz

O “Sou Capaz” é parte do esforço da Fiesp no sentido de buscar equivalência de oportunidades para todos os cidadãos, ampliando cada vez mais sua participação na formação do capital humano no Estado de São Paulo. Foi criado, por meio do seu Departamento de Ação Regional (Depar), para atender uma real necessidade da Indústria relativa ao cumprimento da Lei nº 8213/91. Sua missão é buscar facilitadores para o cumprimento da Lei pela indústria e a efetiva e eficiente inclusão das pessoas com deficiência (PcD) no mercado de trabalho.

O programa contempla a consolidação de dados e informações socioeconômicos, legais e jurídicos, visando à integração entre a indústria, o poder público, as instituições de ensino e a sociedade, para que todos passem a participar do processo de “gestão do Capital Humano” de maneira estratégica, planejada e conjunta, bem como articular políticas públicas para a sua melhoria.

Saiba mais no site: http://www.fiesp.com.br/trabalhadores-com-deficiencia/programa-sou-capaz/