Fórum da Microsoft destaca importância da segurança na tecnologia da informação

Carolina Zanqueta e Karen Silva, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544802566

Cassio Vecchiatti, diretor do Departamento de Segurança (Deseg) da Fiesp

Com o apoio da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), a Microsoft realiza nesta quarta-feira (6), na sede da entidade, a primeira edição brasileira (segunda na América do Sul) do BlueHat Security Fórum.

O evento reúne desenvolvedores, pesquisadores e parceiros com o objetivo de divulgar as iniciativas da empresa para diminuir os riscos e explorar as práticas que tornam o uso da tecnologia da informação mais seguro.

“No início a internet era uma grande oportunidade, agora é uma necessidade”, afirmou o diretor do Departamento de Segurança (Deseg) da Fiesp, Cassio Vecchiatti, durante a cerimônia de abertura. Ele também confirmou que a segurança em TI é um tema que cada vez assume mais importância.

O termo BlueHat é utilizado pela Microsoft para designar os profissionais que são convidados a buscar e apontar vulnerabilidades em seus produtos, como o Windows. Dentre eles estão engenheiros, cientistas, advogados, investigadores, gerentes de projeto e desenvolvedores. Com base neste conceito, o evento mostra como a segurança pode ser decisiva no setor de tecnologia das empresas.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544802566

Paula Bellizia, diretora de Marketing e Negócios da Microsoft Brasil

“A segurança em tecnologia da informação não é problema de uma só empresa, é um assunto que só podemos tratar com ajuda da comunidade e aprendizado contínuo”, declarou a diretora de Marketing e Negócios da Microsoft Brasil, Paula Bellizia.

Troca de informações

Durante o dia, foram apresentados os ambientes de ameaças na América Latina, programas nacionais de identificação digital, aplicativos de produtividade da família Office, os desafios do caminho para o Cloud Computing (Tecnologia na Nuvem) e os 10 anos de investimentos da empresa em segurança, confirmando os esforços da “Defesa Baseada na Comunidade”.

Outro ponto de destaque no Fórum foi o trabalho MSRC (Microsoft Security Response Center), sistema que recebe, em sua maioria por e-mail, indicações de falhas na segurança da plataforma Windows. O sucesso da contribuição coletiva faz com que vulnerabilidades sejam detectadas mais rapidamente e resolvidas também com mais agilidade.

Além da troca de informações entre os 200 convidados, o Microsoft BlueHat Security Forum tem os objetivos de conscientizar os participantes sobre as ameaças e problemas de segurança globais e regionais, e fomentar a cooperação entre organizações e pessoas.

Confira os links de referência ao conteúdo do evento: