Skaf recebe campeões mundiais de robótica do Sesi-SP e destaca resultados fantásticos

Alex de Souza, Agência Indusnet Fiesp

Na manhã desta terça-feira (23/8), o presidente da Fiesp, do Ciesp e do Sesi-SP, Paulo Skaf, recebeu, na sede das entidades, os 56 alunos que competiram em três torneios internacionais de robótica e faturaram seis troféus, entre eles o de campeão mundial no Open European Championship, disputado em maio, na Espanha. Os outros torneios foram realizados em abril e junho, nos EUA e Filipinas, respectivamente.

No FLL World Festival, realizado em St. Louis, EUA, os alunos da equipe Sesi Red Rabbit, de Americana, conquistaram o primeiro lugar em Trabalho em Equipe. Já o time Sesi Jedi’s, de Jundiaí, ficou com a terceira colocação no quesito Programação.

Outros três times participaram do Open European Championship, sediado em Tenerife, Espanha. O campeão mundial desse torneio foi o Sesi Robotics School, de Ourinhos. Os alunos do Sesi MegaSnakes, de Boituva, ficaram com o primeiro lugar em Profissionalismo Gracioso. A competição também teve a participação da equipe Sesi Thunderbóticos, de Rio Claro.

No desafio Philippine Islands Invitation, em Mactan Cebu, Filipinas, o time de São José do Rio Preto (Sesi Robotic Generation) obteve o primeiro lugar em Estratégia e Inovação. Os alunos de Bauru (Sesi Fênix) foram os melhores no quesito Solução Inovadora.

Skaf homenageou cada equipe com a entrega de uma placa e elogiou o esforço de alunos e docentes. “Os resultados foram fantásticos. Quero parabenizar os estudantes e seus professores por se firmarem entre as melhores equipes de robótica do mundo”, disse. Ele também ressaltou a rápida evolução dos times do Sesi-SP, que iniciou o programa há sete anos.

>> Ouça reportagem sobre os campeões da robótica

Segundo o superintendente do Sesi-SP, Walter Vicioni, os resultados são fruto do investimento realizado e da visão inovadora da atual gestão. “O aluno é um ser em movimento, que aprende e ajuda a construir o conhecimento. O Sesi-SP enxerga o aluno de forma diferenciada e tem trabalhado para desenvolver todo o seu potencial.”

Visivelmente feliz pela conquista do torneio internacional, a aluna Luiza Camacho, de Ourinhos, destacou a importância do programa de robótica em sua vida. “Mudou minha percepção, a maneira como me relaciono com os outros e me ajudou a entender melhor os conceitos matemáticos. Foi bom vencer um torneio que reunia as melhores equipes do mundo e ainda ter a oportunidade de conhecer novas culturas. Tudo isso foi possível graças ao Sesi-SP”, ressaltou a estudante.

Paulo Skaf com equipes do Sesi-SP vencedoras de torneios internacionais de robótica. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Sesi-SP de Americana ganha prêmio por Trabalho em Equipe na maior competição de robótica do mundo

Agência Indusnet Fiesp

Os alunos da equipe Red Rabbit, do Sesi-SP de Americana, conquistaram o primeiro lugar da categoria Trabalho em Equipe do maior evento de robótica do planeta, o FLL World Festival. E os competidores do Jedi’s, do Sesi-SP de Jundiaí, ficaram com a terceira colocação na categoria Programação. Na classificação geral as equipes paulistas ficaram entre as nove melhores do mundo na competição, disputada por 104 times entre os dias 27 e 30 de abril, em Saint Louis (EUA).

Os estudantes do Sesi-SP conquistaram o direito de participar do torneio internacional graças aos seus ótimos resultados na competição nacional, na qual o time de Americana foi campeão e os alunos de Jundiaí conquistaram o segundo lugar.

No FLL World Festival, além das provas práticas, com os robôs, os estudantes devem apresentar, em inglês, um projeto de pesquisa relacionado ao assunto da temporada. Para este ano, a competição teve como tema Trash Trek. Como parte do desafio, os alunos têm que identificar problemas relacionados ao lixo e apontar soluções inovadoras para diminuir a sua produção, indicando maneiras eficientes de realizar o reaproveitamento de resíduos e o transporte e armazenamento desses materiais descartados.

Os times também participam do Desafio do Robô, modalidade em que os alunos constroem e programam um robô autônomo capaz de cumprir missões predeterminadas. A prova é realizada em uma mesa de competição, na qual os robôs devem executar as tarefas programadas em até dois minutos e meio.

Outras competições internacionais

De 4 a 7 de maio outras três equipes do Sesi-SP vão participar de um torneio no exterior. Os times Sesi Mega Snakes, de Boituva, Sesi Thunderbóticos, de Rio Claro, e Sesi Robotic School, de Ourinhos, disputarão o Open European Championship, em Tenerife, Espanha.

E de 1º a 4 de junho as equipes Sesi Fênix, de Bauru, e Sesi Robotic Generation, de São José do Rio Preto, participarão do Philippine Islands Invitation, em Mactan Cebu, Filipinas.

O torneio de robótica tem como parceira a organização norte-americana For Inspiration and Recognition of Science and Technology (FIRST), fundada em 1989 para estimular o ensino e a prática da ciência e da tecnologia entre os jovens. Mundialmente, a entidade congrega mais de 212 mil estudantes, 19 mil times, 17,5 mil robôs, 57 mil mentores e 33 mil voluntários.

Para saber mais sobre os times do Sesi-SP acesse: facebook.com/roboticasesi.

Equipe Red Rabbit, do Sesi-SP de Americana, no FLL World Festival. Foto: Divulgação

 

Sesi-SP domina pódio de Torneio de Robótica e conquista vaga para mundial

Agência Indusnet Fiesp

Pela quarta vez, alunos do Sesi-SP estiveram no lugar mais alto do pódio na Etapa Nacional do Torneio de Róbotica, categoria First Lego League. Os estudantes da equipe Sesi Red Rabbit, de Americana, foram os campeões da sétima edição do torneio, realizado em Taguatinga, no Distrito Federal, de 18 a 20 de março.

Além do título nacional, a equipe conquistou o direito de disputar o FLL World Festival, a maior competição de robótica do mundo, que será realizada em St. Louis, EUA, em abril. Além da primeira colocação, o Sesi-SP também conquistou o segundo e o terceiro lugares com as equipes Sesi Jedi’s, de Jundiaí, e Sesi Mega Snakes, de Boituva.

Soluções para resíduos – Para esta temporada, a competição tem como tema Trash Trek. Como parte do desafio, os alunos devem identificar problemas relacionados ao lixo e apontar soluções inovadoras para diminuir sua produção, indicar maneiras eficientes de realizar o reaproveitamento de resíduos, bem como o transporte e o armazenamento desses materiais descartados.

Os times também participam do Desafio do Robô, modalidade da competição em que os alunos constroem e programam um robô autônomo capaz de cumprir missões predeterminadas. A prova é realizada em uma mesa de competição, na qual os robôs devem executar as tarefas programadas em até dois minutos e meio.

Para saber mais sobre o 7º Torneio de Robótica, acesse: facebook.com/roboticasesi.

Red Rabbit comemora
Equipe Sesi Red Rabbit comemora vitória na etapa nacional do Torneio de Robótica. Foto: Mario Castello

Sesi-SP de Presidente Epitácio promove etapa estadual do 5º Torneio de Robótica entre 4 e 7 de dezembro

Agência Indusnet Fiesp 

Entre os dias 4 e 7 de dezembro, o Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) promove a etapa estadual do 5º Torneio Sesi-SP de Robótica, categoria FIRST® LEGO® League, no Centro de Atividades da instituição em Presidente Epitácio. Voltada a estudantes do ensino fundamental II do Sesi-SP, a competição terá 320 participantes de todo o estado de São Paulo.

Criado para despertar o interesse dos alunos para temas como ciência e tecnologia dentro do ambiente escolar, o torneio iniciou sua quinta edição no dia 31 de outubro, dividido em 10 etapas regionais, e classificou as quatro melhores equipes para a fase estadual. Dos 40 times finalistas, oito seguirão para a disputa nacional, em fevereiro de 2014, na cidade de Taguatinga, em Brasília.

Nesta temporada, que tem como tema Nature’s Fury (Fúrias da Natureza), as equipes serão desafiadas a propor soluções inovadoras para ajudar uma comunidade a se preparar, permanecer segura ou se reconstruir em um cenário de desastre natural, como tornados, tempestades, terremotos, tsunamis, enchentes e deslizamentos de terra.

Cada equipe (composta por seis alunos, um técnico e um mentor) será desafiada a construir e a programar um robô autônomo, que terá dois minutos e meio para cumprir as missões do Desafio do Robô.

Os grupos serão avaliados com base em três requisitos: projeto de pesquisa (inovação, apresentação e processo de pesquisa), projeto do robô (design do robô, programação e estratégia e inovação) e core values (inspiração e trabalho em equipe).

Experiência internacional

Neste ano, o Sesi-SP foi o único representante do Brasil presente em todos os torneios internacionais, conquistando quatro troféus em três competições. Além do prêmio de Melhor Solução Inovadora do FLL Asia-Pacific Open Championship, disputado na Austrália, a entidade conquistou os troféus de Melhor Técnico e Mentor, e obteve o 2º lugar em Apresentação de Pesquisa no FLL Open European Championship, em Paderborn, na Alemanha. No FLL World Festival, disputado em St. Louis, EUA, o Sesi-SP ficou com a 2ª colocação geral.

Sobre a competição

O Torneio Sesi-SP de Robótica é voltado aos estudantes do ensino fundamental II da entidade e tem como objetivo desenvolver nos alunos da rede escolar competências e habilidades nos campos da Ciência e da Tecnologia, utilizando contextos do mundo real. Em quatro anos o número de participantes aumentou mais de 300%, saindo de 53 times em 2009, quando a entidade realizou o primeiro Torneio de Robótica, para 165 equipes nesta edição.

Na opinião de Walter Vicioni Gonçalves, Superintendente do Sesi-SP, o objetivo do evento é incentivar o estudo da Ciência e da Tecnologia a partir do Ensino Fundamental II e, posteriormente, fortalecer esse aprendizado nas oficinas e laboratórios do SENAI-SP. “Vamos ampliar a difusão da ciência, da tecnologia e de conceitos de engenharia e matemática também aos jovens do ensino fundamental.”

Na metodologia utilizada no Sesi-SP, as crianças são estimuladas a desenvolver competências e habilidades para a aplicação da ciência, desmistificando o uso da tecnologia na vida moderna. “Em nosso modelo educacional, o estudante é estimulado o tempo todo a pensar, pesquisar e fazer novas descobertas”, completa Vicioni.

Os trabalhos na área de robótica são desenvolvidos em sala de aula e supervisionados por analistas de suporte em informática. O evento tem como parceiro a organização norte-americana For Inspiration and Recognition of Science and Technology (FIRST), fundada em 1989 para estimular o ensino e a prática da ciência e da tecnologia entre os jovens.

Mundialmente, a entidade congrega mais de 212 mil estudantes, 19,5 mil times, 17,5 mil robôs, 57 mil mentores e 33 mil voluntários.

Clique aqui para saber mais sobre o 5º Torneio Sesi-SP de Robótica e as equipes, acesse.

Serviço
5º torneio Sesi-SP de Robótica

Data e horário: 4 a 7 de dezembro, das 9h às 17h
Local: Sesi-SP Presidente Epitácio