Sesi-SP é o primeiro finalista do Paulistão de vôlei masculino

Celso Lopes, Agência Indusnet Fiesp

Mais uma vez neste ano o Sesi-SP está em uma final. A equipe comandada por Giovane Gávio venceu, de virada, o Medley/Campinas por 3 sets a 1, parciais de 23/25, 25/22, 25/17, 25/23 em 1h50 de jogo. O time da indústria defende o bicampeonato da competição e enfrentará o rival que sair do confronto entre Vôlei Futuro e Pinheiros/Sky.

O primeiro set foi bem equilibrado e, até 25 minutos desta série, as equipes estavam empatadas em 23 a 23. Se o Sesi-SP tinha problemas no ataque com o bloqueio forte do time de Campinas, o Medley, nervoso, errava mandando várias bolas para fora nos ataques. Ainda assim, conseguiu vencer apertado por 25 a 23, em 29 minutos de jogo.

Já no segundo set, o Sesi-SP estava bem mais focado, chegando a abrir até cinco pontos em relação ao adversário. Porém, ainda parava no bloqueio do Medley, que com o passar do tempo foi se recuperando e chegou a empatar e a explorar jogadas pelas pontas da rede.

Mas alguns jogadores do Sesi-SP estavam em noite realmente inspirada como Vini, Thiago Alves, Serginho, Leo e Sidão, sempre firme no saque. Resultado parcial: 25 a 22 para o time da indústria e o empate no placar geral.

O terceiro set foi um show do Sesi-SP. Motivado pela torcida, que lotou as dependências do ginásio, o time engrenou e passou a errar menos, mostrando um padrão de jogo vencedor. Houve bons momentos como os dois aces de Sidão e o block de Vini. Resultado parcial: 25 a 17 e Sesi-SP na frente.

No quarto e último set, o Medley, visivelmente desmotivado, tentava equilibrar o jogo e até vencer a série para forçar um tiebreak. Mas o time de Giovane Gávio não permitia, alternando belas defesas de Serginho e ataques precisos de Wallace, Leo e Thiago Alves, que caprichou nos bloqueios.

O Medley até chegou a encostar, mas não conseguiu ir além. Com um ataque mortal de Léo, o Sesi-SP venceu a série e o jogo, para delírio da torcida. Ao final, Sidão, exultante pela vitória e atuação na partida, disse que é preciso treinar cada vez mais para atingir a perfeição: “Com determinação e força, pode se ganhar sempre”.

Leia mais:

Acompanhe aqui as notícias do Sesi-SP esporte