Sesi-SP perde para Taubaté e precisa de vitória em casa para decidir no golden set

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

Na primeira partida das finais do Campeonato Paulista 2015 masculino, o time de vôlei do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) perdeu para o Funvic Taubaté por 3 sets a 1 (25/23, 27/29, 20/25 e 22/25) na noite desta sexta-feira (30/10), no ginásio do Abaeté. Com o resultado, o Sesi-SP precisa de uma vitória por qualquer placar na segunda partida, que será realizada neste domingo (1/11), às 13h30, em São Paulo, no ginásio da Vila Leopoldina, para levar a disputa para o golden set (set extra de 25 pontos), logo após a partida, para definir o campeão estadual.

Com 20 pontos, Theo foi o maior pontuador da partida, seguido por Douglas Souza, com 15, e Murilo, com 10 pontos. Pelo Taubaté, Lipe foi o maior marcador, com 17 acertos. O Sesi-SP entrou em quadra com Theo, Aracaju, Murilo, Thiaguinho, Douglas Souza, Gustavão e o líbero Serginho. Entraram Rafael Araújo, Vinhedo, Sidão e Thiago Alves.

Para Theo, “jogar aqui dentro já era esperado que fosse assim, casa cheia, pressão, pressão do time deles”. Ele identificou o momento em que o jogo começou a virar.  “Chegou um momento no terceiro set em que perdemos um pouco a pegada. A gente vinha, bem, com vantagem, e com 2 ou 3 vacilos no set acabou deixando escapar.”

Douglas Souza no ataque contra o Taubaté. Foto: Raphael Amoroso/Fiesp

 

O jogo

Como já era esperado, o primeiro set começou quente e muito equilibrado. Com o ginásio lotado e todo o apoio da torcida o Taubaté saiu na frente no marcador, mas logo a equipe da capital paulista mostrou a que veio e empatou. Alvo da maioria dos saques do time da casa, Murilo não desapontou a equipe da Vila Leopoldina e colocou em jogo todas as bolas que vinham em sua direção, levando a equipe a garantir o primeiro tempo técnico do jogo com três pontos de vantagem (8/5). Mantendo o bom entrosamento e segurando a pressão que a torcida adversária impunha, o Sesi-SP foi melhor no começo do jogo e fechou a primeira parcial em 25/23.

Seguindo o ritmo anterior, as duas equipes voltaram fortes para o segundo set. Com Theo atacando firme tanto pelo meio como pela lateral de rede, os meninos da capital logo chegaram à primeira parcial do set (8/6). Muito disputado, o placar seguia apertado (9/9) quando, em um rali, o levantador Rapha, do Taubaté sentiu a perna após voltar de um bloqueio. Mesmo desfalcado com uma perda de peso, o time do Vale do Paraíba não se abateu e criou mais forças para crescer no jogo. Após um ace a equipe se recuperou da desvantagem de dois pontos que tinha e chegou ao empate em 23/23. Com a torcida em pé e vibrando a cada ponto, o Taubaté lutou e garantiu o segundo set com 29/27.

O terceiro set começou com o time do Sesi-SP desempatando o placar e chegando à primeira parcial do set (8/7). Na sequência, alguns erros de ataques, sendo muitos jogados para fora, possibilitaram a virada do Taubaté (11/13), forçando o técnico Marcos Pacheco a pedir tempo. Garantindo a segunda parada técnica do set com 16/13, o time da casa ganhou mais confiança, passou a virar melhor as bolas e fechou o terceiro set na frente com 25/20.

Com ace de Lucarelli, ex-Sesi-SP, e a entrada de Sidão desde o início, o quarto set foi marcado pelas diversas mudanças no placar. Nenhuma das duas equipes conseguiu abrir grande vantagem no placar. Abrindo quatro pontos de vantagem, os meninos da Vila Leopoldina garantiram o primeiro tempo técnico com 8 a 4 e depois a segunda parcial com 16/12. Na sequência foi a vez do Taubaté voltar a crescer no jogo. Sem dar chances para a defesa do Sesi-SP, o time do Vale do Paraíba recuperou os pontos perdidos e fechou o jogo com 25/22.