Senai-SP mostra carro elétrico da Fiat e medição de gases poluentes em moto

Agência Indusnet Fiesp,

Escola Senai Conde José Vicente de Azevedo, referência em capacitação profissional para a área automobilística, demonstrará a medição de gases poluentes em uma motocicleta durante a 4ª Mostra de Responsabilidade Socioambiental, promovida pela Fiesp/Ciesp de 24 a 26 de agosto.

Neste ano, esse tipo de veículo passou a integrar o escopo do Programa Ambiental de Inspeção Veicular, criado em 2008 com o objetivo de diminuir a emissão de poluentes da frota paulista.

Para que a iniciativa fosse adotada na cidade, a empresa Controlar, responsável pela operacionalização do programa, contratou o Senai-SP para a capacitação dos inspetores responsáveis pela medição dos gases nos automóveis. Atualmente, estima-se que cerca de mil ex-alunos da escola estejam atuando nessa atividade.

Segundo a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), os mais de seis milhões de veículos do município são responsáveis por três milhões de toneladas de gases nocivos, o que faz de São Paulo a quinta cidade mais poluída do mundo.

Carro elétrico
Outra ação promovida pela escola Senai-SP de automobilística é a apresentação, em frente ao prédio da Fiesp, do veículo elétrico desenvolvido pela Fiat em parceria com a usina hidrelétrica de Itaipu, a controladora de hidrelétricas suíças Kraftwerke Oberhasli (KWO) e empresas, além de instituições de pesquisas.

O automóvel de modelo compacto tem autonomia de 120 quilômetros, e seu câmbio é substituído por um mecanismo similar a um joystic, que aciona as posições de drive, neutro e ré. Sua bateria de níquel está localizada no porta-malas e o tempo de recarga total é de oito horas, sendo o consumo para cada 100 quilômetros de 15kwh.

Segundo a montadora, o consumo de combustíveis fósseis é a principal causa do aquecimento global e 75% das emissões de CO², nos últimos 20 anos, são derivados da queima desse tipo de energia.

A Federação e o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp) há tempos promovem workshops e debates com o objetivo de buscar soluções viáveis respeitando o meio ambiente.

Nesse sentido, uma mesa-redonda sobre “Vulnerabilidade das cidades brasileiras – qualidade do ar, da água e dos resíduos” será realizada na tarde do dia 25 de agosto, com os seguintes debatedores:

  • Harald Peter Zwetkoff, presidente da Controlar;
  • Andréa Young, do grupo de estudos da população da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp);
  • José Marengo, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE);
  • Magda Lombardi, da Universidade Estadual Paulista (Unesp-Rio Claro);

Representante da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb).


Serviço

4ª Mostra de Responsabilidade Socioambiental da Fiesp/Ciesp
Tema:“Desastres climáticos, epidemias, pandemias, drogas e envelhecimento – Ação coordenada para a sustentabilidade global”
Data: 24 a 26 de agosto de 2010
Mesa-redonda: “Vulnerabilidade das cidades brasileiras – qualidade do ar, da água e dos resíduos”, dia 25 de agosto, das 15h30 às 17h, no Salão Nobre, no 15º andar
Local: Sede da Fiesp, Av. Paulista, 1313 (em frente ao Metrô Trianon)
Informações e inscrições gratuitas:http://www.fiesp.com.br/socioambiental/