Show de Milton Nascimento emociona o público no encerramento do Festival Ars Brasilis

Rosângela Gallardo, Agência Indusnet Fiesp

Milton Nascimento, o grande homenageado do Festival Ars Brasilis Sesi-SP 2012, realizado no Centro de Atividade (CAT) de Itapetininga, no interior paulista, fez cerca de 6.500 pessoas soltarem a voz na noite do último sábado (01/12).

O show marcou o encerramento da primeira edição do concurso voltado a arranjadores instrumentais de todo o país e a apresentação dos nove finalistas do concurso. Os três primeiros colocados ganharam, respectivamente, R$ 10 mil, R$ 7 mil e R$ 5 mil.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544851779

Superintendente do Sesi-SP, Walter Vicioni cumprimenta o cantor Milton Nascimento

Durante a apresentação que marcou os 50 anos de carreira do artista e suas diferentes fases artísticas, o público vibrou, aplaudiu e cantou em coro. Nem mesmo a chuva que começou a cair na metade do espetáculo esfriou a empolgação dos fãs.

Um dos momentos de grande emoção foi quando Milton Nascimento pediu ao público que interpretasse, em sua homenagem, a música Canção da América.  “Quando compus essa canção para um grande amigo que conheci em Los Angeles, não imaginava a popularidade que ela alcançaria. Por isso, agora, desejo que vocês façam um coro para mim.”

Valorização das pessoas

Antes do início da apresentação, o superintendente do Sesi-SP e diretor regional do Senai-SP, Walter Vicioni Gonçalves, agradeceu a presença do público e lembrou o esforço do presidente da Fiesp, Paulo Skaf, em prol das pessoas.

“Skaf não conseguiu chegar a esta linda festa em função da forte chuva que está caindo em São Paulo, mas está presente de coração”, enfatizou Vicioni. “A indústria paulista, por meio da Fiesp e do Sesi-SP,  nunca investiu tanto no ser humano e vem trabalhando de forma incansável para oferecer mais oportunidades de acesso à educação de qualidade,  alimentação, esporte e cultura para as pessoas.”

Por fim, Vicioni afirmou que o Sesi-SP e a Fiesp criam com o Ars Brasilis mais um instrumento de valorização da música popular brasileira. O evento terminou com a premiação dos vencedores.

Confira os resultados:

1º colocado: André Marques, de Sorocaba – pianista do grupo instrumental Trio Curupira, integrante do grupo de Hermeto Pascoal e líder do grupo Vintena Brasileira. Criou o arranjo para a música Morro Velho, de Milton Nascimento.

2º colocado: Rodrigo Calvo Morte, de São Paulo – compositor, arranjador, produtor musical e pianista, graduado em música popular pela Unicamp e mestre em composição e arranjo pela Universidade de Miami. Criou o arranjo para a música Tristesse, de autoria de Milton Nascimento e Telo Borges.

3º colocado: Rafael Piccolotto de Lima, de Campinas – graduado em composição erudita e música popular pela Unicamp e aluno do mestrado na Universidade de Miami. Criou o arranjo para a música Ponta de Areia, de Milton Nascimento e Fernando Brant.

Confira as fotos do show de encerramento:


Leia mais