Com poesia de Vinícius e Fernando Pessoa, recital ‘Poema Bar’ lota o Teatro do Sesi-SP

Ariett Gouveia, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1537756725

Alexandre Borges no espetáculo 'Poema Bar'. Foto: Mauren Ercolani/Fiesp (arquivo)

Em mais uma temporada em São Paulo, o espetáculo “Poema Bar” lotou o Teatro do Sesi-SP nos dias 6 e 7 de maio, no Centro Cultural Fiesp, em uma apresentação que reúne a obra de dois poetas: o brasileiro Vinícius de Moraes e o português Fernando Pessoa.

O intercâmbio entre os países se repete no palco: o ator brasileiro Alexandre Borges declama versos dos dois poetas, enquanto o pianista português João Vasco toca fados e canções nacionais. Ao lado dele, as cantoras Sofia Vitória, portuguesa, e Mariana de Moraes, brasileira, interpretam poemas musicados.

“A Casa”, do poeta brasileiro, abre a peça. Ainda de Vinícius, o espetáculo inclui “Operário em construção”, “Poema enjoadinho”, “Aniversário” e “Soneto de Fidelidade”. Em um dos momentos mais marcantes , Alexandre Borges emociona a plateia ao recitar os versos “Que não seja imortal posto que é chama, mas que seja infinito enquanto dure”. Em seguida, Mariana de Moraes canta um dos clássicos de seu avô, “Eu sei que vou te amar”.

De Fernando Pessoa, “Poema Bar” traz os versos de Álvaro de Campos, um dos mais conhecidos heterônimos do poeta português. Entre os poemas escolhidos estão “Acordar” e “Tenho dó das estrelas”.

A idealização do espetáculo é de João Vasco, que queria fazer um intercâmbio luso-brasileiro mesclando música e a obra dos poetas. Por meio de amigos em comum, conheceu o ator Alexandre Borges, que logo se identificou com o projeto.  A primeira apresentação foi na casa Fernando Pessoa, centro cultural em Lisboa, Portugal.

“Para comemorar o ano Brasil-Portugal, trouxemos o ‘Poema Bar’ para o Sesi-SP no ano passado, que abraçou o projeto. Por meio dessa parceria, pudemos levar a poesia para mais pessoas, de forma acessível”, conta o ator, célebre por personagens em novelas da Rede Globo como “Laços de Família”, “Ti ti ti” e “Avenida Brasil”, entre outros trabalhos para teatro, cinema e televisão.

O sucesso da peça em 2012 resultou em uma nova temporada neste ano. O espetáculo reestreou no Sesi-SP de Campinas, passou por São Paulo e agora segue para Itapetininga.

De acordo com o Borges, o plano é levar a peça para o público de outros municípios. “A gente pretende continuar em outras cidades onde ainda não fomos. E, futuramente, trazer outros poetas e misturar mais as culturas”, explica. “Em dezembro, nós nos apresentamos na Fundação José Saramago, em Lisboa, e colocamos a poesia do Saramago em cena também.”

“É um espetáculo muito pessoal e sincero, não é algo comercial. Por isso, queremos continuar com ele por um bom tempo”, conclui o ator.

Conheça a programação do Centro Cultural Fiesp

Agenda do mês de maio de 2013

Alexandre Borges traz a poesia de Fernando Pessoa e Vinicius de Moraes para o palco do Sesi

Dulce Moraes, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1537756725

Alexandre Borges no espetáculo Poema Bar. Foto: Mauren Ercolani

Um encontro de poetas de todas as idades. Assim foi a apresentação única do espetáculo Poema Bar, na noite desta segunda-feira (12/11), no Teatro do Sesi-SP no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso, na capital paulista.

Ao som do piano de João Vasco, músico português idealizador do espetáculo, o ator Alexandre Borges declamou poemas de Fernando Pessoa e Vinicius de Moraes e dividiu o palco com interpretações emocionadas das cantoras Sofia Vitória e Mariana de Moraes.

Uma homenagem à celebração do Ano Brasil-Portugal, o espetáculo trouxe a alma poética dos dois países por meio das obras de seus dois maiores poetas: Vinicius e Pessoa. Como definiu Alexandre Borges, ao término do espetáculo: “Só o que nos separa é o Atlântico”. Borges dedicou a apresentação dessa noite  ao “grande poeta que nos deixou nesta semana”, o ator Marcos Paulo.

O contraste claro-escuro, tristeza-alegria esteve presente no cenário, no figurino e na escolha do repertório do espetáculo.  A cantora portuguesa Sofia Vitória trouxe a dor do fado às belíssimas músicas sobre amor e riqueza da alma. E Mariana de Moraes, neta de Vinícius, convidou o público a cantar o hino de amor Eu sei que vou te amar – Soneto da Fidelidade, de autoria  de Vinícius e Jobim.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1537756725

No palco, o pianista João Vasco, a cantora Sofia Vitória e o ator Alexandre Borges

Borges deu expressão dramática ao Operário em Construção, de Vinicius de Moraes, e fez um despojado Álvaro de Campos (heterônimo de Fernando Pessoa) com a declamação do poema  Sou lúcido. 

O  ator também emprestou todo o charme e humor, tipicamente brasileiro, na interpretação do Feijoada à Minha Moda , de Vinicius de Moraes.


Demonstrando que poesia está no cotidiano das pessoas e que  “todos somos poetas”, Borges incorporou ao espetáculo um sarau, chamando ao palco o grupo Líricas e Prosas Mato adentro, Gente a fora que declamou poemas de Vinícius de Moraes, como o ritmado e brasileiríssimo Samba da Benção, acompanhado em coro pela plateia.

A poeta-mirim Milena de Oliveira, de apenas 9 anos de idade (desde o 6, no grupo), encantou a todos ao declamar Corujinha, poema de autoria de Vinicius que virou música na voz de Elis Regina.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1537756725

Alexandre Borges e os jovens poetas de São Bento de Sapucaí. Foto: Mauren Ercolani


O ator Alexandre Borges conheceu esse grupo de jovens poetas da cidade de São Bento do Sapucaí durante a apresentação do espetáculo Poema  Bar, no Teatro do Sesi São José de Campos, no último dia 8 de novembro. Idealizado por Vanderléia Barboza, o grupo de Sarau Líricas e Prosas Mato adentro, Gente a fora é composto por crianças e jovens da cidade e  realiza espetáculos recitais sempre com poesias e contos de autores brasileiros, regados com belas composições musicais.

Além de São José dos Campos, o espetáculo Poema Bar  teve apresentações únicas nos Teatros do Sesi-SP de  Sorocaba (dia 10), Campinas (dia 11) e Itapetininga (dia 13).

Na noite  do dia 12/11, no Teatro do Sesi-SP na avenida Paulista, os atores Camila Mota e Mariano Martins, que estavam  plateia, participaram desse sarau improvisado com declamação de poemas de Fernando Pessoa e de Vladimir Mayakovsky.

Leia mais


Alexandre Borges abre a programação do ano Brasil-Portugal com a estreia da peça Poema Bar

Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1537756725

Paulo Skaf, presidente da Fiesp, recebe em seu gabinete, na sede da entidade, o ator Alexandre Borges, protagonista da peça 'Poema Bar', que que inaugura o ano do Brasil-Portugal. Foto: Junior Ruiz.

O Sesi-SP apresenta a montagem Poema Bar, que chega ao estado de São Paulo pela primeira vez. Estrelado por Alexandre Borges, o espetáculo, encenado em Portugal, Alemanha e no Rio de Janeiro, abre as comemorações do Ano Brasil-Portugal no Teatro do Sesi-SP, no Centro Cultural Ruth Cardoso, no próximo dia 12 de novembro.

Na temporada paulista, as novidades são o desenho de luz de Domingos Quintiliano, e o cenário concebido por Rogério Marcondes. Com entrada gratuita, o espetáculo vai passar pelo Teatro do Sesi-SP de Itapetininga, São José dos Campos, Sorocaba e Campinas.

O espetáculo Poema Bar consolida a intenção do ator Alexandre Borges e do pianista português João Vasco de unir as obras dos poetas Vinicius de Moraes e Fernando Pessoa. Os dois artistas ganharam a companhia das cantoras Mariana de Moraes, neta de Vinicius, e da portuguesa Sofia Vitória.

A leitura dramatizada dos poemas de Vinicius e Pessoa é realizada por Alexandre Borges e tem fundo musical do pianista João Vasco e das cantoras Mariana de Moraes e Sofia Vitória. “É um prazer imenso propagar a poesia e a literatura por meio da música. Este projeto é uma grande alegria”, declara Alexandre Borges.

Sobre Poema Bar

Alexandre Borges e João Vasco desenvolveram o projeto Poema Bar movidos pela paixão literária que ambos nutrem por Vinicius de Moraes e Fernando Pessoa. O espetáculo estreou em julho de 2011, na Casa Fernando Pessoa, em Lisboa, e, posteriormente, esteve em cartaz no teatro Bühne der Kulturen, em Colônia, na Alemanha.

O público brasileiro conheceu Poema Bar em outubro de 2011, quando o grupo promoveu uma semana em comemoração aos 98 anos de Vinicius de Moraes no Rio de Janeiro.

A montagem propõe uma nova ótica sobre a obra de dois poetas que, apesar de retratarem épocas diferentes, traduzem em versos a ampla cultura de seus países. O humor ácido e as paixões de Vinicius se unem ao romantismo de Pessoa em um show para ser visto, ouvido e, sobretudo, sentido.

Serviço
Espetáculo Poema Bar
Data: 12 de novembro (segunda-feira)
Local: Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso – Teatro do SESI-SP – av. Paulista, 1.313
Horário: 20h30
Informações: (11) 3146-7405

Distribuição de ingressos: a partir das 12h no dia do espetáculo. Serão distribuídos dois ingressos por pessoa
Agendamento escolar: especificamente no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso, no dia 12/11 (segunda-feira), às 15h30, haverá uma sessão direcionada ao agendamento escolar e de grupos (informações de segunda a sexta-feira, das 10h às 13h e das 14h às 17h, pelo telefone 11 3146-7439)