Em São Carlos, Sesi-SP presta homenagem póstuma a Fernando de Arruda Botelho como patrono de escola

Felipe Agne, Agência Indusnet Fiesp, de São Carlos

O presidente da Federação e das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), Paulo Skaf, homenageou, na tarde desta sexta-feira (30/08), em São Carlos, no interior paulista, o empresário e piloto de avião Fernando de Arruda Botelho, morto no ano passado. A solenidade foi realizada na escola do Sesi-SP no Jardim Itamaraty, que recebeu uma placa indicando Arruda Botelho como patrono.

“Fernando foi um grande empresário, bom amigo, bom marido, bom pai”, disse Skaf.  “Era uma pessoa muito criativa e que gostava de grandes desafios. O maior evento da aviação no Brasil era organizado por ele”, explicou.

Segundo o presidente da Fiesp, todos sentiram muito o acidente que vitimou Arruda Botelho, mas o “espírito aventureiro e inovador” do empresário deixou “bons exemplos”. “É um momento de muita felicidade torná-lo patrono da Escola Sesi de São Carlos, cidade que sua família fundou”.

Skaf (ao centro) ao lado da viúva de Arruda Botelho, Rosana: reconhecimento pelo trabalho do empresário. Foto: Julia Moraes/Fiesp

Skaf (ao centro) ao lado da viúva de Arruda Botelho, Rosana: reconhecimento em S. Foto: Julia Moraes/Fiesp


Também presente ao evento, o superintendente do Sesi-SP e diretor regional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP), Walter Vicioni Gonçalves, ajudou a destacar o trabalho do empresário. “É sem dúvida uma justa homenagem a este personagem, que é um dos poucos que encontraram em sua paixão a motivação concreta para realizações que engrandeceram a aviação brasileira e beneficiaram muitas pessoas”, afirmou.

Em 2009, essa unidade de São Carlos foi transferida para novo prédio, dando continuidade ao projeto do Sesi-SP de oferecer em todo o estado ensino de qualidade em tempo integral. Com essa proposta, os alunos permanecem o dia todo na escola (das 8h às 17 horas) realizando vivências complementares de esporte, arte, cultura e tecnologia. Também recebem alimentação saudável e balanceada supervisionada por nutricionistas.

A escola do Jardim Itamaraty foi projetada com 12 salas de aula, duas áreas de convivência cobertas, biblioteca escolar com acervo atualizado, laboratório de informática educacional, laboratório de ciência e tecnologia, quadra poliesportiva coberta e ambientes administrativos e pedagógicos amplos e confortáveis.

Dos 747 estudantes matriculados, 286 são atendidos no ensino fundamental. A escola também oferece ensino médio para 151 alunos e Educação de Jovens e Adultos (EJA) para 310 pessoas.

O prefeito de São Carlos, que também participou da cerimônia, registrou o seu agradecimento pela iniciativa do Sesi-SP. “Aproveito este momento de homenagem a Fernando de Arruda Botelho para homenagear Paulo Skaf. É um reconhecimento pelo que ele tem feito pela cidade de São Carlos, com a ampliação do Sesi”, disse.

Metodologia própria 

O Sesi-SP desenvolve seu próprio material didático, um diferencial da metodologia conhecida como sistema Sesi-SP de Ensino, que engloba processos de ensino, aprendizagem e pesquisa. Essa concepção educacional parte da perspectiva de que toda criança ou adolescente é capaz de aprender quando são oferecidas boas situações de aprendizagem.

Skaf e os alunos da escola do Sesi-SP que agora homenageia Arruda Botelho em São Carlos. Foto: Julia Moraes/Fiesp

Skaf e os alunos da escola do que agora homenageia Arruda Botelho em São Carlos. Foto: Julia Moraes/Fiesp


O Sesi-SP começou a implantar seu novo modelo educacional em 2007 com o objetivo de oferecer, além do ensino fundamental em tempo integral, ensino médio articulado com a educação profissionalizante do Senai-SP.

As unidades já entregues no estado oferecem equipamentos modernos e ambientes amistosos para a aprendizagem. Somente neste ano foram inauguradas 15 escolas do Sesi-SP nos municípios de Presidente Epitácio, Mococa, Tambaú, Guararapes, Votuporanga, Vinhedo, Americana, Bragança Paulista, Pirassununga, Descalvado, Jacareí, Avaré, Sumaré, Porto Ferreira e Jardinópolis e duas do Senai-SP, respectivamente, em Ourinhos e Pompeia.

Fernando de Arruda Botelho (1948-2012)

O empresário e piloto de avião Fernando de Arruda Botelho transformou sua admiração por aviões em legado cultural, histórico e artístico. Idealizou e presidiu o projeto Demoiselle, que promoveu a construção de réplicas da segunda aeronave desenhada pelo pioneiro da aviação Alberto Santos Dumont, após o voo no 14 Bis.

Durante seu trabalho de resgate da aviação civil brasileira, Fernando de Arruda Botelho patrocinou livros, organizou exposições e pilotou a réplica do Demoiselle, sobrevoando, entre outros locais, o palácio de Versalhes, em Paris.

Arruda Botelho foi o fundador do Broa Fly-In, realizado anualmente, e que se transformou no maior evento de aviação da América Latina. Foi acionista da Camargo Corrêa e por mais de três décadas ocupou posições estratégicas no grupo, considerado um dos maiores do Brasil. Atualmente, a Camargo Correa está presente em 19 países e é referência nos segmentos de Engenharia e Construção, Cimento, Concessões de Energia e Rodovias, Indústria Naval Offshore, Vestuário e Calçados e Incorporação Imobiliária.

O legado do empresário permanece vivo por meio do Instituto Arruda Botelho, que ele fundou e presidiu, e que desenvolve projetos de responsabilidade socioambiental com programas de geração de renda para populações carentes e de preservação ambiental e proteção de animais em risco de extinção.

O Instituto também atua na promoção histórico-cultural com projetos de restauração de construções do século XIX como, por exemplo, o Seminário Bom Jesus, de Aparecida, em São Paulo.

Trabalho reconhecido 

A relevância de sua obra foi reconhecida com a outorga de diversos títulos honoríficos e condecorações nacionais e internacionais. Fernando de Arruda Botelho iniciou sua carreira profissional em 1968 na PriceWaterhouse & Peat Co. e de 1973 a 1976 atuou no Bankers Trust, em Nova Iorque, vindo posteriormente a se transferir para a Camargo Corrêa. Foi vice-presidente da Fiesp. Casou-se com Rosana Camargo de Arruda Botelho e deixou três filhos, Daniela, Elisa e Fernando Augusto, e quatro netos, Alexandre, Gabriel, Maria Eduarda e Maria Clara.

Emocionada com a homenagem, Rosana lembrou a dedicação do marido. “É uma grande satisfação receber em nome de nossa família esta homenagem do Sesi-SP”, disse. “Fernando transformou uma admiração especial pela aviação em um importante legado que permanece vivo por meio do instituto que ele fundou, com projetos que tiveram reconhecimento nacional”.

Em São Carlos, Sesi-SP presta homenagem póstuma Fernando de Arruda Botelho nesta sexta-feira (30/08)

Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Federação e das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), Paulo Skaf, homenageará nesta sexta-feira (30/08) o empresário e piloto de avião Fernando de Arruda Botelho, morto no ano passado. A solenidade será realizada na escola do Sesi-SP no Jardim Itamaraty, que receberá placa indicando Arruda Botelho como patrono.

Em 2009, essa unidade foi transferida para novo prédio, dando continuidade ao projeto do Sesi-SP de oferecer em todo o estado ensino de qualidade em tempo integral. Com essa proposta, os alunos permanecem o dia todo na escola (das 8h às 17 horas) realizando vivências complementares de esporte, arte, cultura e tecnologia. Também recebem alimentação saudável e balanceada supervisionada por nutricionistas.

A escola do Jardim Itamaraty foi projetada com 12 salas de aula, duas áreas de convivência cobertas, biblioteca escolar com acervo atualizado, laboratório de informática educacional, laboratório de ciência e tecnologia, quadra poliesportiva coberta e ambientes administrativos e pedagógicos amplos e confortáveis.

Dos 747 estudantes matriculados, 286 são atendidos no ensino fundamental. A escola também oferece ensino médio para 151 alunos e Educação de Jovens e Adultos (EJA) para 310 pessoas.

O Sesi-SP desenvolve seu próprio material didático, um diferencial da metodologia conhecida como sistema Sesi-SP de Ensino, que engloba processos de ensino, aprendizagem e pesquisa. Essa concepção educacional parte da perspectiva de que toda criança ou adolescente é capaz de aprender quando são oferecidas boas situações de aprendizagem.

O Sesi-SP começou a implantar seu novo modelo educacional em 2007 com o objetivo de oferecer, além do ensino fundamental em tempo integral, ensino médio articulado com a educação profissionalizante do Senai-SP.

As unidades já entregues no estado oferecem equipamentos modernos e ambientes amistosos para a aprendizagem. Somente neste ano foram inauguradas 15 escolas do Sesi-SP nos municípios de Presidente Epitácio, Mococa, Tambaú, Guararapes, Votuporanga, Vinhedo, Americana, Bragança Paulista, Pirassununga, Descalvado, Jacareí, Avaré, Sumaré, Porto Ferreira e Jardinópolis e duas do Senai-SP, respectivamente, em Ourinhos e Pompeia.

Fernando de Arruda Botelho (1948-2012)

O empresário e piloto de avião Fernando de Arruda Botelho transformou sua admiração por aviões em legado cultural, histórico e artístico. Idealizou e presidiu o projeto Demoiselle, que promoveu a construção de réplicas da segunda aeronave desenhada pelo pioneiro da aviação Alberto Santos Dumont, após o voo no 14 Bis.

Durante seu trabalho de resgate da aviação civil brasileira, Fernando de Arruda Botelho patrocinou livros, organizou exposições e pilotou a réplica do Demoiselle, sobrevoando, entre outros locais, o palácio de Versalhes, em Paris.

Arruda Botelho foi o fundador do Broa Fly-In, realizado anualmente, e que se transformou no maior evento de aviação da América Latina. Foi acionista da Camargo Corrêa e por mais de três décadas ocupou posições estratégicas no grupo, considerado um dos maiores do Brasil. Atualmente, a Camargo Correa está presente em 19 países e é referência nos segmentos de Engenharia e Construção, Cimento, Concessões de Energia e Rodovias, Indústria Naval Offshore, Vestuário e Calçados e Incorporação Imobiliária.

O legado do empresário permanece vivo por meio do Instituto Arruda Botelho, que ele fundou e presidiu, e que desenvolve projetos de responsabilidade socioambiental com programas de geração de renda para populações carentes e de preservação ambiental e proteção de animais em risco de extinção.

O Instituto também atua na promoção histórico-cultural com projetos de restauração de construções do século XIX como, por exemplo, o Seminário Bom Jesus, de Aparecida, em São Paulo.

A relevância de sua obra foi reconhecida com a outorga de diversos títulos honoríficos e condecorações nacionais e internacionais. Fernando de Arruda Botelho iniciou sua carreira profissional em 1968 na PriceWaterhouse & Peat Co. e de 1973 a 1976 atuou no Bankers Trust, em Nova Iorque, vindo posteriormente a se transferir para a Camargo Corrêa. Foi vice-presidente da Fiesp. Casou-se com Rosana Camargo de Arruda Botelho e deixou três filhos, Daniela, Elisa e Fernando Augusto, e quatro netos, Alexandre, Gabriel, Maria Eduarda e Maria Clara.

Serviço

Evento: Homenagem do Sesi-SP ao empresário Fernando de Arruda Botelho, patrono da unidade da entidade do Jardim Itamaraty
Data: 30 de agosto de 2013, às 15 horas
Local: Rua Mauro Tomaze, 455 – Jardim Itamaraty

Falecimento do empresário Fernando de Arruda Botelho

“Com imensa tristeza e em nome das diretorias dos conselhos da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), do Sesi/Senai-SP, lamento o falecimento do empresário Fernando de Arruda Botelho, ex-vice-presidente desta entidade, e estendo meu pesar aos seus familiares”.

Paulo Skaf, presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp/Ciesp)