Paulo Skaf na abertura da Fipan: ‘O Brasil de acordar cedo e dormir tarde’

Agência Indusnet Fiesp

Frequentador de uma padaria “quase todas as manhãs” e entusiasta do setor de panificação, o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, esteve, na manhã desta terça-feira (26/07), na abertura da 24ª Fipan, Feira Internacional da Panificação, Confeitaria e do Varejo Independente de Alimentos. O evento segue até o dia 29 de julho no Expo Center Norte, na Vila Guilherme, em São Paulo.

“O setor de panificação é muito forte, integrado e competente”, disse Skaf. “No meio desse momento de crise, essa é a economia verdadeira, real. O Brasil de acordar cedo e dormir tarde, o Brasil de produzir”.

Para Skaf, trata-se de uma questão de “respeitar as pessoas e dar a elas oportunidades”. “É isso que a indústria de São Paulo faz”.

Ainda sobre a indústria paulista, o presidente da Fiesp destacou o trabalho do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP), também por ele presidido, na área. “Temos um centro de excelência em panificação no Senai-SP”, afirmou. “Na última Olimpíada do Conhecimento, ficamos em primeiro lugar na modalidade de Panificação e Confeitaria”, disse. “E estamos indo para a WorldSkills, as olimpíadas do ensino profissionalizante, em Abu Dhabi, em 2017”.

A Fipan é a principal feira de negócios do setor no Brasil, sendo promovida há mais de 20 anos. Na edição de 2016 da iniciativa, participam 350 expositores e 450 marcas, com previsão de público de 60 mil visitantes.

>> Ouça boletim sobre a Fipan

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540111819

Paulo Skaf e autoridades do setor de panificação na abertura da Fipan, nesta terça-feira (26/07). Foto: Everton Amaro/Fiesp

Hannover Messe: o Senai-SP e a indústria 4.0

Isabela Barros

Bem vindos à era da indústria 4.0. Ao tempo em que as ferramentas digitais integram todas as etapas da produção nas fábricas, permitindo a automação e a integração dos processos de modo nunca visto antes. Foi com esse mundo novo que três representantes do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP) tiveram contato no último mês de abril, quando visitaram a Hannover Messe, considerada a mais importante feira do setor manufatureiro. Realizado em Hannover, na Alemanha, o evento apresentou soluções e produtos os mais variados, apontando tendências para o presente e para o futuro.

“A indústria 4.0 é aquela na qual sistemas inteligentes de manufaturas integram o chão de fábrica e os bancos de dados de todas as plantas industriais, com qualquer informação sendo acessada a qualquer hora, de qualquer ponto”, explica o gerente de Inovação e Tecnologia do Senai-SP Osvaldo Maia.

Um dos gerentes da instituição que visitaram a feira, Maia destaca também o monitoramento interno das máquinas feito com sensores, outra tendência apresentada em Hannover. “Assim, é possível saber, de outro país, informações completas a respeito do desempenho de uma máquina específica, inclusive a tempo de prevenir eventuais danos, evitando que o equipamento pare de funcionar”.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540111819

A Hannover Messe: sistemas inteligentes de manufaturas integram o chão de fábrica e os bancos de dados de todas as plantas industriais. Foto: Osvaldo Maia


Para o gerente regional do Senai-SP José Carlos Dalfré, também presente no evento, o aumento da eficácia das linhas de produção está no centro do debate a respeito do futuro da indústria. “O objetivo é reduzir custos e falhas humanas”, explica.

Nesse cenário, a internet está disponível até mesmo nos objetos. “São máquinas que ‘conversam’ com outras máquinas por meio de internet sem fio, por exemplo”, diz Maia.

Novas energias, materiais e tecnologias

Outro ponto de debates na feira, segundo Dalfré, foi o uso de energias renováveis. “A discussão envolve até a possibilidade de armazenamento de energia para uso futuro”, diz. “Tudo pensado para um mundo no qual faltará petróleo um dia”.

Entre essas inovações, materiais diferenciados também ganham espaço. Como o polímero que, capaz de se distender, controla a umidade e a quantidade de raios ultra violeta que entram numa estufa, por exemplo. “O material se estica ou se fecha para permitir a maior entrada de luz, tudo controlado por sensores”, explica Maia.

A chamada super condutividade foi outra novidade apresentada, com peças de aço que se movem flutuando no ar a partir do controle de campos magnéticos. “Isso ainda permite a colocação dessas peças no ponto certo, com toda a precisão”, diz Dalfré.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540111819

O equipamento no qual peças de aço flutuam no ar a partir do controle de campos magnéticos. Foto: Osvaldo Maia


Outra tendência tecnológica importante, o uso das impressoras 3D veio para ficar. E ajuda a indústria a reduzir custos na medida em que não há descarte de materiais no processo de produção. “Cerca de 30% do Boeing 787 já é feito com impressão em 3D”, afirma Maia.

Motor de mudanças

Diante dessas tendências, diz Maia, o Senai-SP tem a missão de ser motor de tantas mudanças. “Queremos que o Senai-SP seja indutor dessas modificações”, diz. “Precisamos estar prontos para preparar mão de obra para essa indústria de vanguarda, levar essas tecnologias para os nossos cursos e para os serviços que prestamos”.

Nesse ponto, a Hannover Messe teve um setor exclusivo para a aprendizagem industrial, discutindo como as empresas, internamente, preparam as suas equipes. “A formação técnica é reconhecida, respeitada na Alemanha, na Europa”, explica Maia.

Com tantas novidades na bagagem de volta ao Brasil, o Senai-SP não terá outro caminho a seguir que não o de ser referência para a manufatura nacional. “Vem muita evolução por aí”, diz Dalfré.

Exposição e feira #Adotei continuam a percorrer o interior paulista

Agência Indusnet Fiesp

A exposição fotográfica #Adotei, promovida pelo Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) em parceria com a ativista e protetora dos animais Luisa Mell, continua a percorrer o estado. A mostra ficou em cartaz em São José do Rio Preto de 06 a 31 de março, passando por Birigui entre 11 de abril e 16 de maio.

Em paralelo à exposição, foi realizada nos CATs da rede  uma feira de adoção de cães e gatos em parceria com entidades de proteção animal da região. Em São José do Rio Preto, a iniciativa foi realizada no dia 22 de março, na frente do Teatro do Sesi, em parceria  com a ONG Fauna Protetora. Ao todo, foram adotados 33 animais.

Já em Birigui, a feira foi realizada em dois momentos:  no dia 16 de abril,  nas dependências do CAT, e em 17 de abril, na Praça da Prefeitura. A parceria foi com a Associação Anjo Animal, com o total de 34 animais adotados.

Agora, a exposição está na unidade Campinas I, na Avenida das Amoreiras, 450 – Parque  Itália, na cidade de mesmo nome. Aberta em 23 de maio, seguirá até  22 de junho.

A feira de adoção será realizada no próximo dia 14 de junho, das 10h às 15h, no mesmo endereço, em parceria com as ONG´s Focinhos Abandonados, Instituto de Valorização da Vida Animal (IVVA) e Grupo de Apoio ao Animal de Rua.




Mercado da segurança eletrônica movimentou R$ 4,62 bilhões em 2013

Guilherme Abati, Agência Indusnet Fiesp

A Exposec (International Security Fair 2014) foi inaugurada oficialmente em cerimônia no início da tarde desta terça-feira (13/03), no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo.

Ricardo Lerner, vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e diretor titular do Departamento de Segurança (Deseg) da entidade, e Selma Migliori, presidente da Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (Abese) e diretora do Deseg, participaram da solenidade de abertura. E ressaltaram o crescimento do setor no Brasil.

Para Lerner, o sucesso de mais uma edição da Exposec mostra o amplo crescimento que a área vem tendo nos últimos anos. “A indústria da segurança eletrônica brasileira compete atualmente com a de qualquer outro país do mundo”, disse. Segundo o diretor, outros setores nacionais precisam se espelhar nas ações que o mercado de segurança do Brasil vem realizando nos últimos tempos.

Na avaliação de Selma Migliori, a Exposec é a feira mais representativa do mercado de monitoramento e segurança eletrônica do país.  Uma área que cresce a cada ano, segundo ela respondendo às demandas da sociedade e das empresas.

Selma, ao centro, e Lerner (o segundo a partir da esquerda): setor em expansão. Foto: Everton Amaro/Fiesp

Selma, ao centro, e Lerner (o segundo a partir da esquerda): setor em expansão. Foto: Everton Amaro/Fiesp


“O setor, que gera diretamente cerca de 18 mil empregos,  cresce dois dígitos por ano há mais de uma década, movimentando R$ 4,62 bilhões somente em 2013”, informou ela.

De acordo com Selma, esse crescimento significa chances importantes para a indústria nacional, mas também muitos desafios. “Existem desafios tão grandes quanto oportunidades de crescimento, mas acredito que o setor esteja preparado para atender todas as demandas”, concluiu.

A feira, que está em sua 17ª edição, é uma das principais vitrines tecnológicas do setor na América Latina, com previsão de 25 mil visitantes nesta edição. A Exposec vai até a próxima quinta-feira (15/05), no Centro de Exposições Imigrantes, no quilometro 1,5 da Rodovia dos Imigrantes.

Fiesp realiza missão com empresários à China para conhecer tecnologias do mercado de segurança

Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp

Um grupo com 20 empresários coordenado pelo Departamento de Segurança (Deseg) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) conheceu fabricantes de equipamentos de segurança e seus  componentes, visitou entidades públicas e privadas e participou da maior feira do setor, a CPSE 2013,  em uma missão para a China. O evento aconteceu entre os dias 29 de outubro e 1º de novembro, no Shenzhen Convention & Exhibition Center, em Hong Kong.

Segundo o vice-presidente da Fiesp e diretor do Deseg, Ricardo Lerner,  o objetivo da missão foi “prospectar novas tecnologias e conceitos que podem ser aplicados no setor de tecnologia em segurança no Brasil”.

Os empresários visitaram o Hong Kong Trade Development Council (HKTDC), órgão de apoio ao comércio da cidade, e foram recebidos pela gerente de relações internacionais do Departamento de Relações Internacionais e China Continental.  O grupo também conheceu as instalações da Polícia de Hong Kong.

Os empresários da missão à China na feira CPSE 2013: as mais recentes tecnologias do setor. Foto: Arquivo Fiesp

Os empresários da missão à China na feira CPSE 2013: as mais recentes tecnologias do setor. Foto: Arquivo Fiesp


“Durante a visita à Polícia de Hong Kong, conhecemos como eles articulam a integração da segurança pública com a segurança privada”, contou.

Em Shenzhen

Já em Shenzhen, um dos principais centros financeiros da China, na província de Guandong, os empresários compartilharam experiências na 14ª China Public Security Expo, com os mais 100 mil visitantes diários.

A edição deste ano da feira teve 1,5 mil expositores. Shenzen é um polo de produção de dispositivos de segurança. Empresas como a Sony e Huawei têm sede na cidade.

Em Shangai, o grupo da Fiesp conheceu instalações de fabricantes de equipamentos de controle de acesso.  O diretor-geral de Segurança Corporativa da IBM, por exemplo, apresentou os procedimentos globais de segurança da companhia.

De acordo com informações do Deseg, o grupo se reuniu ainda com o superintendente do Banco do Brasil em Shangai para discutir sobre as relações comerciais entre Brasil e China.

Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (Abese), a indústria de tecnologia em segurança gerou 1,7 milhão de empregos indiretos e 200 empregos diretos em 2012. Pelas contas da associação, o número de empresas do setor chegou a 18 mil no ano passado enquanto o mercado para esse tipo de serviço cresceu 9% no mesmo período.

Em comparação aos chamados tigres asiáticos, A China ainda mantém posição privilegiada. Os investimentos em infraestrutura e a alta oferta de trabalho, resultados de seguidos anos de crescimento constante, estão provocando aumento do consumo interno.

De acordo com o diretor da China Link, que acompanhou toda missão do Deseg/Fiesp, a crescente demanda por produtos internacionais está gerando um fluxo de investimentos de origem ocidental. “É importante para o empresário que esteja fazendo negócios com empresas chinesas ser bem representado e tomar todas as precauções necessárias para ter o resultado esperado”, explicou Fracari.


Veja as fotos da missão empresarial da Fiesp à China 


Leia mais

>> Vice-presidente da Fiesp e diretora do Departamento de Segurança da entidade recebem prêmio na China

>> Diretora do Deseg apresenta mercado brasileiro de segurança em congresso na China

Feira Internacional de Meio Ambiente e Sustentabilidade será realizada em novembro, em São Paulo

Agência Indusnet Fiesp

Um das maiores feiras do setores de ar, água e solo na América Latina realiza a sua 15ª edição nos dias 5, 6 e 7 de novembro. A Feira Internacional de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Fimai) reúne, anualmente, centenas de expositores do Brasil e de vários pontos do mundo. Delegações da Alemanha, China, Suíça, Itália, França, Espanha e da Argentina, entre outros países, já confirmaram presença. O evento tem apoio institucional da Federação das Indústrias do Estado de São (Fiesp).

Na feira serão apresentadas as principais inovações em produtos e serviços para as muitas fases de gerenciamento e reciclagem de todo tipo de materiais com objetivo de fazer a gestão ambiental adequada do solo, da água e do ar.

Os setores participantes compreendem empresas de consultoria e prestação de serviços socioambientais, educação, ecopedagogia e comunicação ambiental, equipamentos, tecnologias limpas e soluções ambientais, fundos de investimentos, gerenciamento de resíduos industriais, laboratórios de análises químicas ambientais, mercado de créditos de carbono, inventário de emissões e segurança, saúde e higiene ocupacional, entre outros segmentos.

A entrada para o evento é franca. Mais informações no site www.fimai.com.br

Serviço

15ª Feira Internacional de Meio Ambiente Industrial e Sustentabilidade (Fimai)
Data e horário: 5 a 7 de novembro de 2013, das 13h às 20h
Local: Expo Center Norte (Pavilhão Azul)
Endereço: Endereço: Rua José Pinto, 333 – Vila Guilherme – SP
Transporte gratuito a partir do Terminal de Ônibus Tietê, das 12h00 às 21h00

Feira Internacional apresenta tecnologias e soluções em saúde e segurança do trabalho

Agência Indusnet Fiesp

De 3 a 5 de outubro de 2012 acontece a 19ª Feira Internacional de Segurança e Proteção (Fisp), no Centro de Exposições Imigrantes, na capital.  Com entrada gratuita, o encontro reunirá 700 empresas expositoras e cerca de 45 mil visitantes, que buscam novidades e soluções voltadas à prevenção de acidentes e doenças do trabalho.

Promovido pelo Grupo Cipa Fiera Milano, o evento tem como objetivo o desenvolvimento de uma cultura cada vez mais prevencionista, não somente no ambiente de trabalho, mas também fora dele.

O público-alvo é composto de profissionais de enfermagem e médicos do trabalho, psicólogos, fonoaudiólogos, engenheiros e técnicos de segurança do trabalho, inspetores de risco, segurança patrimonial, cipeiros, bombeiros, gerentes, diretores, compradores e vendedores.

Acidentes do trabalho no Brasil

Apesar das fortes campanhas, legislação e fiscalização cada vez mais rigorosas, grande parte dos acidentes de trabalho ainda decorre da falta de treinamento e do não uso ou falta de equipamentos de proteção individual.

De acordo com dados dos Ministérios da Previdência Social (MPS) e do Trabalho e Emprego (MTE), em 2010, foram registrados 701.496 acidentes de trabalho. Os números oficiais destes acidentes no país se referem apenas ao setor formal do mercado de trabalho, não se contabilizando quase 20 milhões de trabalhadores informais que não contribuem para a previdência. O custo gerado pelos acidentes entre trabalhadores de empresas com carteira assinada é estimado em cerca de R$ 70 bilhões.

Diversas são as causas das ocorrências, como riscos ergonômicos, acidentes de trajeto, travamento de máquinas e equipamentos, até quedas, entre outros. Os acidentes mais frequentes são fraturas, luxações e outros ferimentos graves até a morte. Em seguida aparecem casos de distúrbios relacionados ao esforço repetitivo (Ler/Dort) e dores nas costas, onde a prevenção se dá por correções posturais, adequação do mobiliário e dosagem da carga de trabalho. Na sequência, os transtornos mentais e comportamentais como depressão, estresse e ansiedade.

José Roberto Sevieri, diretor do Grupo Cipa Fiera Milano, destaca que uma cultura de trabalho saudável, minimizando riscos e acidentes, começa com o comprometimento de empresários e gestores. Para ele, a segurança e saúde do trabalho tem apresentado evolução continuada, com o aprimoramento das normas, dos equipamentos, dos profissionais e a propagação de informações.

Prevenção

Paralelamente à feira, eventos simultâneos voltados à prevenção como a 10ª. Fire Show, voltada para os segmentos de prevenção e de combate a incêndio; a Expo SamuFeira dos Fornecedores dos Serviços de Atendimentos Móveis de Urgência, que apresentará equipamentos como: macas, desfibriladores, estetoscópios e outros que fazem parte da rotina desses profissionais; e a Planeta Expo – Feira de Tecnologias e Ações para a Preservação da Vida, que agrupará em um mesmo espaço empresas fornecedoras e importantes cases de sucesso para a implantação de programas de sustentabilidade.

Serviço
FISP – XIX Feira Internacional de Segurança e Proteção (evento bienal)
Data/horário: 03 e 05 de outubro 2012, das 13h às 21h
Entrada gratuita

Eventos Simultâneos:
Fire Show – Internacional Fair Show
Expo Samu – Feira dos Fornecedores dos Serviços de Atendimentos Móveis de Urgência
Planeta Expo – Feira de Tecnologias e Ações para a Preservação da Vida

Local: Centro de Exposições Imigrantes – Rodovia dos Imigrantes, Km 1,5 – São Paulo
Transporte gratuito: Estação do Metrô Jabaquara – Saída de Vans na Rua Nelson Fernandes, 400

Foto: Paulo Skaf visita feira ‘Reabilitação 2012’ no Anhembi

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540111819

Na foto: Paulo Skaf, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), e Ricardo Oliva, diretor da Divisão de Qualidade de Vida do Sesi-SP. Foto: Junior Ruiz

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, visitou no início da tarde desta sexta-feira (17/08), no Anhembi, a 10º Feira Internacional de Produtos, Equipamentos, Serviços e Tecnologia para Reabilitação, Prevenção e Inclusão (‘Reabilitação 2012), evento dedicado a profissionais envolvidos com o ato de reabilitar, integrar e cuidar da saúde de pessoas com deficiências.

Skaf, também presidente do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP), passou pelo estande das entidades na feira, onde conheceu produtos e serviços da área e dois labradores do Projeto Cão-Guia do Sesi-SP.

Em seus três dias de programação, a feira reuniu cerca de 150 expositores nacionais e internacionais. Participaram do evento, que incluía um fórum, a unidade “Ítalo Bologna” do Senai-SP, de Itu (SP), e a Divisão de Qualidade de Vida do Sesi-SP.

Fipan: energia e logística caras afetam competitividade do país, diz presidente da Fiesp

 Agência Indusnet Fiesp

O crescimento da economia brasileira este ano deve ser modesto. E tudo por conta da falta de competitividade brasileira, afetada pelo custo elevado de itens como energia e logística, entre outros fatores. A avaliação é do presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp/Ciesp), Paulo Skaf, em seu discurso na abertura da edição 2012 da Feira Internacional de Panificação (Fipan) nesta terça-feira (17/07), no Expor Center Norte, em São Paulo.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540111819

Paulo Skaf, presidente da Fiesp/Ciesp, participa da abertura da Fipan

“Esse ano o crescimento da economia brasileira vai ficar em torno de 1,5% e 1,6 %. No início do ano tínhamos uma estimativa em torno de 2% [para 2011]. A realidade apareceu e o tempo mostrou que estávamos lamentavelmente certos”, afirmou Skaf.

Em 2011, a economia brasileira cresceu 2,7%, taxa bem inferior à projeção do governo, que estimara um percentual em torno de 5%. A indústria de transformação ficou praticamente estagnada no ano passado, tendo crescido 0,1% em relação a 2010. Os problemas do setor produtivo brasileiro não estão “da porta para dentro das fábricas”, na avaliação do presidente da Fiesp e do Ciesp. “O problema está na conjuntura do país. Tudo isso precisa ser resolvido para que o Brasil retome um crescimento sustentável com respeito ao meio ambiente, mas também com preocupação na área econômica e social”, alertou Skaf.

Panificação

Depois de seu pronunciamento, Paulo Skaf visitou as instalações da edição de 2012 da Feira Internacional de Panificação (Fipan), organizada pelo Sindicato e Associação dos Industriais de Panificação e Confeitaria de São Paulo, que representa a categoria patronal do setor em 33 municípios da Grande São Paulo, mantendo ao menos quatro mil indústrias como afiliadas.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540111819

Skaf visita a feira que conta com estande do Senai-SP

“Eu sou amante de padaria e sou suspeito para falar. Quando tenho tempo de manhã, ou então no final de semana, o meu programa é tomar café na padaria”, comentou. “Este é um setor que tem esse detalhe especial, o empresário da panificação pensa nas pessoas. Então é um setor que não só tem importância para a economia pelo emprego, mas também porque é uma atividade que atende aos interesses das pessoas”, acrescentou.

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP), segundo Paulo Skaf, também presidente da entidade, conta com pelo menos 1.200 alunos matriculados no curso profissionalizante que visa atender à demanda do setor de panificação.

A edição 2012 da Fipan (www.fipan.com.br/) prossegue até sexta-feira (20/07), no Expo Center Norte, capital.

Fiesp realiza sala de crédito para MPMEs durante a Feira Internacional de Panificação

Agência Indusnet Fiesp

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) está presente, pelo quarto ano consecutivo, na Fipan 2012 – Feira Internacional de Panificação, Confeitaria e do Varejo Independente de Alimentos. O objetivo é fomentar o desenvolvimento de micro, pequenas e médias indústrias como geradoras de desenvolvimento econômico e geração de empregos.

É com esta perspectiva que a Fiesp vem atuando em diversas frentes para apoiar e desburocratizar o dia a dia das pequenas empresas, por meio de sinergias com os órgãos federais, estaduais e municipais, bancos públicos e privados, universidades e institutos de pesquisas, entre outras, para trazer resultados concretos para este segmento.

Estes resultados já podem ser percebidos como: fórum de debates pela aprovação da Lei Geral; propostas de ampliação do Simples Federal e Estadual; convênios bancários; Salas de Crédito conjuntas entre agentes financeiros e o BNDES; facilitação do licenciamento ambiental; cursos com universidades; geração de empregos e empreendedorismo.

Uma das atrações do espaço é a Sala de Crédito, onde são apresentadas as melhores linhas e formas de financiamento a longo prazo, melhorando também o acesso dos empresários das micro, pequenas e médias empresas junto aos principais agentes financeiros, facilitando a comunicação entre os dois lados.

Em 2011, 71% das demandas apresentadas pelas empresas que procuraram a Sala de Crédito desejavam linhas voltadas ao investimento, contra 29% que priorizavam o capital de giro. Em 2012, até junho, o percentual tem se mantido (69% para investimento e 31% para capital de giro), restando ainda 13 salas a serem realizadas até o fim do ano.

Além da Sala de Crédito, a Fiesp também oferece palestras gratuitas ao público. No dia 17 de julho, às 15h30, Dario Vianna, chefe patissier formado na Le Cordon Bleu e École Lenôtre (Paris), palestrou sobre o atual estágio do setor de panificação, além de falar sobre as novas tendências de cardápios.

Ciclo de palestras – Programação

Fiesp
Dia 17 (terça-feira), das 14h às 15h
Tema: Acesso ao Crédito e Financiamento, com Valdair Tonon.

Sesi-SP
Dia 18 (quarta-feira), das 14h às 15h
Tema: Boas Práticas no Serviço de Alimentação.

Senai-SP
Dia 19 (quinta-feira)
Das 15h às 15h
Tema: Tendências de Consumo: Embalagem e Design, com Ana Lúcia Oliveira.

Das 17h às 18h
Tema: Novas Normas e Obrigatoriedades no Setor de Panificação, com Silvia Carabolante.

Setor de panificação

A Fipan 2012 é a maior feira do setor de panificação da América Latina. Responsável por 2% do faturamento do Produto Interno Bruno (PIB) nacional, o setor de panificação cresceu cerca de 28% nos últimos anos. Atualmente, são cerca de 63 mil padarias em todo o país, sendo 12.800 só no Estado de São Paulo e, em São Paulo e Grande São Paulo, seis mil. Somente na cidade de São Paulo são consumidos diariamente 15 milhões de pãezinhos. O setor tem faturamento estimado de R$ 56,3 bilhões ao ano.

A panificação gera mais de 800 mil empregos diretos e 1,5 milhão indiretos em todo o país, sendo 250 mil empregos diretos e 600 mil indiretos em São Paulo, de acordo com dados do Sindicato e Associação dos Industriais de Panificação de São Paulo e Instituto do Desenvolvimento da Panificação e Confeitaria (Sindipan-Aipan-IDPC-SP), entidades promotoras do evento.

 Serviço

Data/horário: De 17 a 20 de julho 2012 – 13h às 21h
Local: Expocenter Norte – Stand Fiesp no Pavilhão Branco, Rua 1, número 11, capital

Fiesp realiza ciclo de palestras e sala de crédito na Fispal 2012

Edgar Marcel, Agência Indusnet Fiesp

Na Fispal, Fiesp promove ciclo de palestras e sala de crédito

Na Fispal, Fiesp promove palestras e sala de crédito

Com o objetivo de levar capacitação e informação atualizada a empresas e facilitar o acesso ao crédito com atendimento exclusivo, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), por meio de seu Departamento da Micro, Pequena e Média Indústria (Dempi), realiza ciclo de palestras e sala de crédito na Feira Internacional de Produtos e Serviços para a Alimentação Fora do Lar (Fispal 2012).

A Fispal, que acontece até o dia 28 de junho no Expo Center Norte em São Paulo, é uma das principais feiras voltada à promoção de negócios para os segmentos que operam o food service e, simultaneamente, os setores hoteleiro, cafeeiro e de tecnologia para indústria de sorvetes. Durante a feira, profissionais de todos os segmentos deste mercado se encontram para conhecer as novidades do setor e participar de eventos de qualificação profissional.

O ciclo de palestras da Fiesp aborda técnicas de conservação de alimentos, atendimento ao cliente e gestão da produção nas micro, pequenas e médias empresas, além de outros temas. Já a sala de crédito oferece oportunidades para compra de máquinas e equipamentos, construção ou reforma de instalações, entre diferentes serviços.

Para consultar a programação, clique aqui.

Serviço:
Feira Internacional de Produtos e Serviços para a Alimentação Fora do Lar
Ciclo de Palestras e Sala de Crédito
Local: Expo Center Norte – Estande da Fiesp
Data: de 25 a 28 de junho de 2012
Horário: das 13h às 21h
Rua José Bernardo Pinto, 333, Vila Guilherme, São Paulo-SP
Estandes: Rua F, nº118 e Rua G, nº123

6ª edição do Pronto Atendimento São Paulo tem apoio do Sindijoias

Agência Indusnet Fiesp

A 6ª edição da feira Pronto Atendimento São Paulo, que será realizada entre os dias 10 a 12 de novembro, no Centro de Eventos São Luis, em São Paulo, tem o apoio do Sindijoias.

Segundo Aliomar Nogueira, presidente do Sindicato, esta parceria firmada com a promotora da feira – a Baum Feiras e Eventos – tem como objetivo fomentar os negócios do setor. “A participação em feiras setoriais é uma excelente ferramenta que as indústrias têm para estreitar o relacionamento com seus clientes, estabelecer novos contatos, fortalecer a imagem de sua empresa e, é claro, efetuar vendas. Todas as ações do Sindijoias estão voltadas para a melhoria da lucratividade e eficiência dos fabricantes paulistas, além de, e principalmente, o fortalecimento de suas marcas. Não temos dúvida alguma de que a marca dos nossos produtos é o grande e valioso diferencial da indústria nacional”, comenta Aliomar. A feira reunirá mais de cinqüenta expositores de joias de prata, folheados, bijuterias e acessórios, com foco nas vendas de Natal. Segundo as empresas participantes, os compradores poderão conferir as novidades inspiradas nas principais tendências do Alto Verão.

“De acordo com as últimas pesquisas, as vendas do Natal devem crescer cerca de 12%. Para o revendedor não perder as oportunidades que certamente virão neste final de ano, projetamos uma feira completa, diversificada e com muitos lançamentos”, afirma José Rosembaum, diretor do evento. O Pronto Atendimento São Paulo é um evento exclusivo para lojistas, atacadistas e revendedores do setor, não aberto ao público. Para mais informações, acesse http://www.prontoatendimentosp.com.br/

Serviço:
6º Pronto Atendimento São Paulo
Data: 10 e 11 de novembro das 09h às 20h
12 de novembro das 09h às 18h
Local: Centro de Convenções São Luis
Rua Luis Coelho, 323
Realização: Baum Feiras e Eventos
Informações: 11 – 5071-4032

Expansão do petróleo deve impulsionar indústria nacional

Mariana Ribeiro, Agência Ciesp de Notícias

Começou nesta terça-feira (19) a quarta edição da Santos Offshore Oil & Gas Expo, maior evento no setor de petróleo e gás do estado de São Paulo e terceira maior feira do País. Autoridades do Estado e da Baixada Santista juntamente com empresários ligados à cadeia petrolífera marcaram presença.

O diretor de Infraestrutura do Ciesp, Julio Diaz, representou as entidades da indústria e falou sobre a pujança que a região vem consolidando no desenvolvimento do setor de P&G.

“Com o advento do pré-sal, Santos está ganhando muito mais importância. O estado de São Paulo será um polo extremamente importante do setor de petróleo e gás nos próximos anos”, afirmou Diaz.

Participaram da abertura o secretário de Desenvolvimento e Assuntos Estratégicos da Prefeitura de Santos, Márcio Lara, o secretário de Desenvolvimento do Estado de São Paulo, Luciano Almeida, o senador Aloísio Mercadante e o presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli.

Gabrielli aproveitou a oportunidade para anunciar o início das operações comerciais no campo de Tupi até o final de outubro. A reserva já produz 14 mil barris de petróleo, experimentalmente, desde 1° de maio de 2009. A Bacia de Santos detém a maior parte dos 33 bilhões de dólares de investimento da Petrobras só nas áreas do pré-sal, com aporte de 5 a 6 bilhões de dólares por ano até 2014.

Efeito em cadeia

A companhia recentemente revisou seu plano de negócios para US$ 224 bilhões, previstos para este e os próximos quatro anos – pelas contas do presidente da Petrobras, o montante representa um investimento de mais de R$ 1.600 por segundo. Mas o cumprimento desse plano, segundo ele, depende diretamente da rede de fornecedores.

“Esse volume de investimentos vai, em vários segmentos da cadeia, atingir o limite da capacidade mundial de fornecimento”, alertou Gabrielli. “Para atender nossa demanda no tempo que precisamos, vários dos nossos segmentos precisarão também aumentar a sua capacidade”, frisou.

É nesse contexto que ganha importância a discussão sobre a participação da indústria brasileira no processo. Hoje, o requisito de conteúdo nacional está em torno de 65%. Para Julio Diaz, do Ciesp, esta é uma importância estratégica para o País.

“Especialmente a indústria paulista, que não tinha uma participação tão relevante. E que fique bem claro, esse desenvolvimento não é específico do setor de petróleo e gás. Ele será uma grande alavancagem, mas a indústria como um todo tem que responder a esse apelo”, afirmou o diretor.

A Petrobras iniciou um processo de licitação para a aquisição de 28 sondas de alta profundidade, que serão produzidas no Brasil. Além das 27 sondas já contratadas no exterior para serem entregues em 2012, as 28 adicionais – que custarão cerca de 500 a 800 milhões de dólares cada uma – devem ficar prontas após 2014, até que a indústria brasileira tenha capacidade de fornecê-las.

“Nesta lógica de forçar o crescimento da cadeia, temos uma política muito clara: a necessidade de que esse adicional de capacidade seja predominantemente construído no Brasil. E é por isso que estamos exigindo crescentemente conteúdo nacional no nosso projeto”, defendeu José Sergio Gabrielli.

Feira

A Santos Offshore vai até sexta-feira, dia 22. Entre os destaques da programação, estão a Rodada de Negócios nesta quarta-feira (20) – com 18 grandes compradores, 93 pequenas empresas e expectativa de fechar mais de 250 negócios – e o Canal Fornecedor da Petrobras, que terá atendimento diferenciado a associados Ciesp. Nesta edição, 315 empresas e organizações expõem na Feira, com visitação aberta ao público das 14h às 21h.

A programação completa está disponível no site do evento.

7ª edição da Feitintas acontece em setembro em São Paulo

Agência Indusnet Fiesp,

A próxima edição da Feira da Indústria de Tintas e Vernizes & Produtos Correlatos, a Feitintas , ocorrerá de 22 a 25 de setembro, no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo e contará com a presença de fabricantes de tintas dos segmentos imobiliário, industrial, de repintura automotiva e artístico; indústrias de equipamentos, acessórios e ferramentas para pintura; além de fornecedores de matérias-primas e embalagens.

Promovida pelo Sindicato da Indústria de Tintas e Vernizes do Estado de São Paulo (Sitivesp), a Feitintas tem como diferencial integrar todos os elos envolvidos na produção e distribuição de tintas e vernizes, atraindo um público altamente qualificado.

Entre os visitantes estão revendedores de lojas de tintas, de materiais de construção e home centers; profissionais diretamente ligados ao setor, tais como pintores e profissionais da área de pintura artística, imobiliária e industrial; arquitetos; decoradores; engenheiros; representantes das indústrias em geral e de oficinas de repintura automotiva, montadoras e concessionárias.

Uma ampla e diversificada programação de eventos paralelos vem sendo preparada pelos organizadores para a feira deste ano, que contará com uma área total de 18 mil m² e um público estimado de 30 mil pessoas durante os quatro dias de exposição.

Informações atualizadas sobre a feira também podem ser conferidas no site www.feitintas.com.br .


Serviço:
Feitintas 2010 – 7ª edição
Feira da Indústria de Tintas e Vernizes & Produtos Correlatos
Data: de 22 a 25 de setembro de 2010
Horário: de quarta a sexta-feira, das 13h às 21h; no sábado das 11h às 19h
Local: Centro de Exposições Imigrantes – Rod. dos Imigrantes, km 1,5 – Água Funda, São Paulo
(Transporte gratuito no Metrô Jabaquara – Rua Nelson Fernandes, altura do nº 420).

Informações: Sitivesp (11) 3262-4566 /
www.feitintas.com.br

Senai-SP participa da Movinter – VIII Feira de Móveis do Estado de SP

Agência Indusnet Fiesp,

Até sexta-feira (23), é possível conferir as novidades do setor moleveiro no Pavilhão da Interior Eventos, em Mirassol, interior paulista. A feira está aberta à visitação de terça a quinta, das 13h às 20h, e sexta-feira, das 13h às 19h.

Profissionais do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-SP) que atuam no segmento mobiliário estarão à disposição para atender o público nas questões relacionadas às necessidades do setor, aumento da competitividade, orientação sobre cursos e qualificação profissional.

O Senai-SP também participa da 5ª Mostra de Design, realizada paralelamente à Movinter e que apresenta tendências do mercado. Os trabalhos exibidos foram confeccionados por alunos das unidades de Votuporanga, Itatiba e São Bernardo do Campo e por outros profissionais do setor.

O cronograma de atividades da entidade inclui workshops, debates com temas relacionados a design e tecnologia e palestras com abordagem em gestão de desenvolvimento de produtos, implantação do sistema de gestão ambiental – ISO 14001, sustentabilidade e democratização –, novos mercados do design e a destinação dos resíduos de madeira e seus derivados.

Movinter
Criada para atender ao mercado regional, a Movinter teve sua primeira edição em 1995 e todos os anos acontece em Mirassol, região onde se concentra cerca de 60% do mercado consumidor de móveis do país. Atualmente, é considerada uma das mais importantes feiras do estado de São Paulo, sendo ponto de referência para o setor como o maior mercado da América do Sul.

Serviço
Movinter – VIII Feira de Móveis do Estado de São Paulo

Data: 20 a 23 de julho de 2010
Horário: de terça a quinta, das 13h às 20h, e sexta-feira, das 13h às 19h
Local: Rodovia Washington Luiz, Km. 449, Mirassol, SP (entre o Aeroporto Internacional de São José do Rio Preto e o centro da cidade de Mirassol)
Informações: tel. (16) 2132-8936

Escolas participantes: Centro Tecnológico Profis. Madeira/Mobiliário (Votuporanga), Escola Almirante Tamandaré e Escola Senai Luiz Scavone