Faculdade Sesi de Educação: professores preparados para enfrentar os desafios do século 21

Isabela Barros, Agência Indusnet Fiesp

Alguns dos países mais desenvolvidos do mundo se dedicam, hoje, a estudar mudanças e novos caminhos para a educação. Um contexto em que a integração, a interdisciplinaridade, ganham força. Comprometido com o ensino que é, com 167 escolas, 5 mil professores e 100 mil alunos, o Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) não poderia ficar de fora desse debate. Com direito a criar uma faculdade para a formação de docentes, a Faculdade Sesi de Educação, cujas primeiras turmas de graduação começam a estudar em fevereiro de 2017. Serão oferecidas as formações em Linguagens, Ciências da Natureza, Ciências Humanas e Matemática. Outro detalhe importante está no fato de que todos os formandos serão contratados para trabalhar na rede Sesi-SP de ensino se assim desejarem.

“Um dos grandes problemas da educação é ser fragmentada, ter disciplinas estanques”, explica o diretor da Faculdade Sesi de Educação, Cesar Callegari. “Estudar logaritmos só por estudar logaritmos, por exemplo, não adianta nada. Se não tiver significado, não vira conhecimento”.

É exatamente nesse ponto que o mais novo projeto educacional do Sesi-SP pretende tocar, na formação de professores com essa visão mais ampla, por área do conhecimento. Assim, quem se formar em Ciências Humanas poderá trabalhar com temas de História, Geografia, Sociologia e Filosofia. Quem escolher Ciências da Natureza, poderá desenvolver conteúdos de Ciências, Física, Química e Biologia. E assim por diante.

“Com isso, os professores poderão trabalhar com melhores condições, com mais estabilidade”, afirma Callegari. “Em vez de dar aulas em muitas escolas, os docentes poderão dar mais aulas para uma mesma turma, variando as disciplinas e reforçando o vínculo com os alunos”.

Segundo o diretor da Faculdade Sesi de Educação, é fundamental que conteúdos de história sejam relacionados com temas de geografia e que as aulas de sociologia “sejam impregnadas de filosofia”.

Para que os futuros docentes possam aprender na prática, a nova faculdade oferecerá residência educacional em dois formatos: a básica, com cinco horas de atividades por semana, e a ampliada, com jornada de 20 horas. Os estudantes que optarem pela ampliada ganham isenção de mensalidade do curso, que será de R$ 990.

“Os nossos estudantes serão desafiados o tempo inteiro, sairão daqui prontos para assumir os desafios de uma sala de aula no século 21”, afirma Callegari. “Hoje, os professores não são apenas transmissores de conteúdo, mas orientadores de pesquisa e conhecimento”, diz. “Seremos uma referência na formação de professores no Brasil”.

Conforme estudo citado na reportagem Teaching the teachers (ensinando os professores, em tradução livre), da edição de 11 de junho da revista The Economist, o peso do trabalho do professor na educação de crianças e jovens é maior do que muitos outros fatores valorizados pelos pais, como a quantidade de alunos por sala. A pesquisa, feita na Universidade de Melbourne, na Austrália, analisou 65 mil documentos e considerou um universo de 250 milhões de estudantes para concluir que a experiência do docente é o que realmente faz a diferença na educação. Assim, o levantamento apontou que as 20 formas mais eficientes de melhorar a educação passam por aquilo que o professor faz em sala.

Pós-graduação

As aulas da faculdade, que começam em fevereiro de 2017, serão ministradas no Centro de Atividades do Sesi-SP na Vila Leopoldina, em São Paulo. Atualmente, já são oferecidos três cursos de pós-graduação no local. São eles: especialização em Ciências da Natureza, Matemática para os anos finais do ensino fundamental e Coordenação Pedagógica. As turmas começaram a estudar em março de 2016 e juntas somam 50 estudantes.

Para 2017, estão previstos mais dois cursos de pós: um de especialização em Educação Física Escolar e o outro em parceria com a universidade norte-americana de Stanford sobre uma metodologia própria chamada “step” com ênfase em Matemática. “Stanford é o principal centro de formação de educadores dos Estados Unidos”.

Para a faculdade, serão 40 vagas por curso. As inscrições para o processo seletivo foram abertas nesta quinta-feira (01/09) e seguem até 26 de outubro, sendo feitas pelo site www.faculdadesesi.edu.br.

Serão aplicadas provas de conhecimento, redação e entrevista. “Procuramos aqueles que realmente querem ser professores, que tenham vocação”, diz Callegari. “Por isso a entrevista pode ser eliminatória também”.

Para saber mais sobre a Faculdade Sesi de Educação, só clicar aqui.

Inscrições para cursos superiores de tecnologia do Senai-SP terminam dia 23/05

Rosângela Gallardo, Agência Indusnet Fiesp

O Senai-SP encerra nesta quarta-feira (23/05) o prazo de inscrições para 13 cursos superiores de tecnologia.

Os interessados podem se inscrever pela internet (http://www.sp.senai.br/faculdades) ou na faculdade onde será oferecido o curso pretendido.

As faculdades, que levam o selo da entidade no Estado de São Paulo, visam atender às competências exigidas pelo mercado de trabalho, que cada vez mais valoriza o contato com novas tecnologias.

Os candidatos aprovados podem se beneficiar de um modelo inédito de financiamento estudantil, voltado a alunos com renda familiar per capita de até três salários mínimos. Para usufruir do benefício, os estudantes apenas se comprometem, sem a assinatura de nenhum instrumento jurídico, a pagar, após seis meses de formados, o equivalente à mensalidade em vigor.

“Nosso objetivo é criar condições para que os jovens já encaminhados profissionalmente possam subsidiar novos alunos”, explica Paulo Skaf, presidente do Conselho Regional do Senai-SP e daFederação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Os estudantes também poderão solicitar bolsas de estudo por índice econômico familiar, monitoria ou iniciação científica, que permitem descontos de até 38% nas mensalidades.

No semestre passado foram criadas seis faculdades para atender demandas específicas do mercado de trabalho. Na capital, as novas opções são os cursos de Tecnologia em Alimentos (unidade Barra Funda), Tecnologia em Mecânica de Precisão (unidade Santo Amaro), Tecnologia em Sistemas Automotivos (unidade Ipiranga) e Tecnologia em Manutenção Industrial (unidade Brás). Para o interior, foram abertas duas faculdades que oferecem cursos de Tecnologia em Fabricação Mecânica nos municípios de Campinas e Sorocaba.

Atualmente, o Senai-SP oferece os seguintes cursos:

  • Tecnologia em Produção Gráfica (46 vagas/ noturno) – Mooca (Capital);
  • Tecnologia em Mecatrônica Industrial (80 vagas/noturno) – São Caetano do Sul;
  • Tecnologia em Processos Ambientais (40 vagas/ noturno) – São Bernardo do Campo;
  • Tecnologia em Produção de Vestuário (40 vagas/ noturno) – Bom Retiro (Capital);
  • Tecnologia em Polímeros (40 vagas/ noturno) – São Bernardo do Campo;
  • Tecnologia em Automação Industrial (40 vagas/ noturno) – Vila Leopoldina (Capital);
  • Tecnologia em Fabricação Mecânica (40 vagas/ noturno em Taubaté; 40 vagas/ noturno em Campinas; 40 vagas/noturno em Sorocaba);
  • Tecnologia em Processos Metalúrgicos (40 vagas/ noturno) – Osasco;
  • Tecnologia em Eletrônica Industrial (40 vagas/ noturno) – Vila Mariana (Capital);
  • Tecnologia em Alimentos (40 vagas/noturno) – Barra Funda (Capital);
  • Tecnologia em Mecânica de Precisão (40 vagas/noturno) – Santo Amaro (Capital);
  • Tecnologia em Sistemas Automotivos (40 vagas/noturno) – Ipiranga (Capital);
  • Tecnologia em Manutenção Industrial (40 vagas/noturno) – Brás (Capital).As unidades estão instaladas nos municípios de Campinas, Osasco, Taubaté, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Sorocaba e São Paulo (Barra Funda, Bom Retiro, Brás, Ipiranga, Mooca, Vila Leopoldina, Vila Mariana e Santo Amaro).

Foco na competitividade 

A oferta dos cursos está diretamente vinculada ao novo perfil das empresas, que adotam cada vez mais estratégias visando à competitividade. O grande diferencial do Senai-SP para se manter sintonizado com essa realidade é a criação de comitês técnicos setoriais, com representantes da indústria, dos sindicatos, dos educadores e dos tecnólogos, para a elaboração do currículo.

“Ouvimos todas as necessidades do mercado para que as competências profissionais que as indústrias necessitam sejam oferecidas nos cursos”, afirma José Carlos Mendes Manzano, auditor educacional do Senai-SP. O resultado é que 90% dos alunos formados há um ano já estão empregados na área escolhida, aponta pesquisa da instituição.

Em busca de novas tecnologias 

Segundo dados do Instituto de Pesquisas Aplicadas (Ipea), as empresas que inovam e diferenciam seus produtos são responsáveis por 25,9% do faturamento industrial no Brasil. O mesmo instituto calcula que a reserva de mão de obra no Brasil é de 9,1 milhões de profissionais, justificando a necessidade de capacitação e a aquisição de novas competências para alcançar uma vaga no mercado de trabalho.

A expansão da oferta de matrículas dos cursos superiores de tecnologia reforça a necessidade de qualificação no país. De 2001 a 2009, o total de vagas oferecidas saltou de 70 mil para 680 mil e, atualmente, representa 11% das matrículas existentes nos cursos de graduação.

Serviço: 

Cursos superiores de tecnologia do Senai-SP 

Inscrições: 

Período – de 9 de abril a 23 de maio de 2012 

Local – na unidade que oferece o curso pretendido ou pela Internet.

Taxa – R$ 53,00. O pagamento deve ser efetuado na rede bancária.

A partir de 26 de maio, o candidato que completou seu processo de inscrição deve acessar novamente a página eletrônica (www.sp.senai.br/faculdades) e imprimir sua guia de inscrição, que conterá data, horário e o local de realização da prova.

Prova:
Data e horário: 3 de junho (domingo), das 13h às 18h.

A prova é composta por uma redação e 70 questões de múltipla escolha, em nível de conclusão do ensino médio, das disciplinas de Língua Portuguesa e Literatura, Inglês, Matemática, Física, Química, Biologia, História e Geografia.

Resultados:

O gabarito da prova estará disponível no site do Senai-SP (www.sp.senai.br/faculdades) a partir das 14h do dia 4 de junho.
A lista de aprovados será divulgada no dia 27 de junho, a partir das 9h, nas respectivas unidades e no site da instituição.

Matrícula:

Data: de 27 a 29 de junho, em primeira chamada; 2 e 3 de julho em segunda chamada, das 9h às 21h, na secretaria da faculdade onde será oferecido o curso.
Informações para o público:

(11) 3528-2000 (todo o Estado)
0800-551000 (exceto Capital)