Para Flórida, Brasil é o país mais importante do mundo

Katya Manira, Agência Indusnet Fiesp

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) deu início nesta terça-feira (25), à Expo Flórida 2011. Promovida em parceria com o Departamento de Comércio dos Estados Unidos, a feira conta com 55 estandes de diversos setores, entre eles, produtos, serviços e tecnologia, e reúne mais de 200 empresários americanos. O objetivo é fomentar o ingresso de empresas brasileiras no estado norte-americano, além de expandir o volume de negócios entre o Brasil e a Flórida.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539942396

Presidente da Fiesp, Paulo Skaf, recebe o governador da Flórida, Rick Scott

“A meta dessa viagem é ajudar a melhorar os relacionamentos para que as empresas do Brasil e da Flórida façam melhores negócios”, afirmou o governador da Flórida, Rick Scott, na abertura do evento. “Não há nenhum país do mundo tão importante para a Flórida como o Brasil,” afirmou em encontro com o presidente da Fiesp, Paulo Skaf.

Para Gray Swoop, secretário de Comércio do Governo da Flórida e presidente do Enterprise Florida “a relação do estado com o Brasil é muito importante e deve ser usada como modelo para todos os Estados Unidos”.

Em termos de negócios, o Brasil tem para a Flórida a mesma importância comercial que a China tem para os Estados Unidos. Em 2010, o volume de importações e exportações atingiu a marca de US$ 16 bilhões, para este ano estima-se um aumento de US$ 4 bilhões neste montante.

Os principais produtos exportados para o mercado brasileiro são equipamentos para aviação, computadores e material para escritório, equipamento médico e de telecomunicações, além de circuitos eletrônicos. Em contrapartida, o estado norte-americano importa do Brasil aeronaves, óleo, celulose, café e sucos de frutas.

Cenário acolhedor

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539942396

Gray Swoop, secretário de Comércio do Governo da Flórida

Para Scott, entre os fatores que motivariam o empresariado brasileiro a investir na Flórida está a economia da região que, se fosse um país, teria o 20º maior PIB do mundo. “Nossa economia é de US$ 700 bilhões por ano, o que representa um quarto da economia brasileira. Somos o terceiro maior setor de tecnologia e o segundo maior centro de finanças dos Estados Unidos”, enumerou o governador.

A qualidade em infraestrutura logística também é um ponto atrativo para os investidores. A Flórida possui 14 portos de águas profundas e onze aeroportos com serviços internacionais, o que a torna um dos maiores pontos de partida e chegada dos Estados Unidos. Além disso, o governo promove auxílio às empresas interessadas em se estabelecer no estado.

“A Entreprise Florida tem programas para ajudar as empresas a lidar com exportações, para preparar redes com clientes em potencial e ainda lidar com todos os regulamentos do governo do estado”, explicou Scott. “A minha função [como governador] é fazer com que seja mais fácil realizar negócios com o governo.”

Para investidores, a Flórida também é interessante por ser uma porta de entrada para o mercado norte-americano.

Serviço
Expo Flórida 2011
Data/horário: 25 e 26 de outubro, das 14h às 20h
Local: Espaço Fiesp – Av: Paulista, 1313, Capital