Luis Eulálio Vidigal e Moreira Ferreira recebem título de “Presidente Emérito” do Ciesp

Odair Souza, Agência Indusnet Fiesp

Luis Eulálio de Bueno Vidigal Filho e Carlos Eduardo Moreira Ferreira, dois ex-presidentes das entidades, receberam sábado (16), durante a 25ª Convenção do Ciesp, o título de “Presidente Emérito”. A homenagem aconteceu na presença de mais de 500 pessoas que participaram do evento realizado no Guarujá.

O presidente Paulo Skaf destacou o relevante papel dos homenageados à frente da Fiesp/Ciesp, definindo-os como “dois grandes presidentes”. Segundo Skaf, cada um em sua época, “quebraram paradigmas”, tanto no diálogo com trabalhadores (com Luis Eulálio), em anos de intensas relações entre as partes, quanto no processo de descentralização da entidade como, por exemplo, a campanha “da Paulista para o Interior” e eleições diretas para diretores regionais, ambas lideradas por Moreira Ferreira.

“Agradeço a Deus por ter o privilégio de manifestar, hoje, aquilo que é a vontade de todos”, disse referindo-se ao ato de entrega dos títulos de presidentes eméritos.

Luis Eulálio, presidente entre os anos 1980 e 1986, lembrou do período em que o Ciesp ainda era representado em poucas regiões do estado. O empresário destacou a evolução das entidades na defesa dos interesses do setor produtivo e da sociedade. “Este é um momento de orgulho e satisfação, para quem acompanhou o salto que a indústria de São Paulo deu nos últimos 30 anos”, sublinhou. “Este título vale muito. Vi o Ciesp pequeno. Hoje ele representa, no estado, uma indústria forte”, enfatizou.

O presidente emérito enalteceu a disposição com que Paulo Skaf defende a causa da indústria e, consequentemente, a melhoria da condição de vida das pessoas com iniciativas em áreas sociais. “Não adianta resolver o problema da indústria se não tivermos um nível de vida bom para a população”, afirmou Luis Eulálio ao destacar as ações do Sesi-SP e do Senai-SP.

Moreira Ferreira, que presidiu o Ciesp e a Fiesp entre 1992 e 1998, fez um agradecimento emocionado e arrancou risos dos presentes ao relembrar momentos de seus mais de 30 anos de atuação nas entidades. Observou que participou de todas as convenções realizadas e que foi, justamente, no Guarujá onde recebeu a missão de entrar num partido político e representar o setor produtivo na Câmara Federal.

O presidente emérito demonstrou intensa satisfação com a honraria, a qual considerou de “importância extraordinária”, para sua vida. “Este título vale muito, mas vale muito mais por receber de suas mãos essa homenagem”, disse referindo-se a Paulo Skaf. Moreira Ferreira brincou ao dizer que “não via a hora” de receber o título de presidente emérito. “Quando recebi na Fiesp fiquei feliz, mas este do Ciesp é muito especial. Foram vocês, empresários, que me deram”, disse emocionado.

O agora emérito, Moreira Ferreira, conclamou os presentes a irem em frente unidos por uma indústria mais competitiva. “A Fiesp é mais forte com o Ciesp junto, é o que está acontecendo, sob a liderança firme de Paulo Skaf.”