‘São Paulo vai ganhar um presente’, anuncia Kiara Sasso, atriz de ‘A Madrinha Embriagada’

Dulce Moraes e Talita Camargo, Agência Indusnet Fiesp

Sem tirar o sorriso do rosto, a atriz Kiara Sasso – nome artístico da carioca Chiara Francesca Perin di Santolo Sasso – repete os passos da coreografia em uma das muitas sessões de ensaios de “A Madrinha Embriagada”, comédia musical que entra em cartaz no Teatro do Sesi-SP no dia 17 de agosto.

“Que delícia. Uma surpresa fatal. Uma surpresa fatal…”, canta ela, ao lado do elenco, o refrão de uma das canções do espetáculo – iniciativa que tem realização conjunta do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Kiara: dedicação aos ensaios e muito humor no musical com estreia marcada para 17 de agosto. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Kiara: dedicação aos ensaios e humor no musical que estreia em 17 de agosto. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

 

Aos 34 anos da idade, Kiara pode ser considerada uma jovem veterana do gênero. Estrelou “A Noviça Rebelde” e “Mamma Mia”e participou de produções como “A Bela e a Fera e “O Fantasma da Ópera”.

Em “A Madrinha Embriagada”, a atriz tem o papel da corista sexy Eva – uma homenagem à atriz Eva Todor. “O público vai curtir bastante. As pessoas vão se acabar de rir. É um programa bem família. E é para todos, dos oito aos 80 [anos de idade]”, revela.

Veja a seguir trechos da entrevista de Kiara Sasso:

Um gosto especial  

“Cada espetáculo é único, mas esse é uma comédia muito gostosa. Ele recria um musical de época como os que a gente vê até hoje sendo remontados. E tem um tipo de humor que é daquela época, dos anos 20, anos 30, um humor dúbio, que tanto crianças quanto adultos podem assistir, pois os adultos vão entender a malícia e as crianças, não.”

Sobre os personagens

“A peça é muito bem escrita, muito bem bolada. Ela é muito leve, mas também é lida com metáforas das coisas profundas da vida. É um musical muito alto astral, pra divertir mesmo, com personagens muito específicos, até beirando a caricatura, mas eles são muito bem delineados. Eu sou, por exemplo, a loura corista burra. É bem estereotipada, mas feita de uma forma divertida para conseguir tirar toda a graça que existe nisso.”

Rotinas dos ensaios

“Preservar a voz é um negócio que quem é cantor já faz desde sempre, né? Eu evito ar condicionado, beber gelado, sempre uso echarpe, essas coisas. Nossa rotina de ensaios tem sido de terça a sábado, das 9h às 18h. E está sendo muito bacana.”

Uma ótima ideia

“Eu e muitos atores do elenco estamos acostumados com espetáculos com mais de três horas de duração e o espetáculo do Sesi-SP vai ser de 1h40. Vai ser bem diferente. Os horários das matinês são mais cedo do que estamos habituados. E os horários da noite também serão mais cedo, o que eu acho uma ótima ideia.”

O que o público pode esperar

“Eu acho que o público vai curtir bastante. As pessoas vão se acabar de rir. É um programa bem família. E é para todos, dos oito aos 80. Acho que todo mundo vai gostar, vai curtir e também se identificar com algum personagem. Tem o personagem do ‘Homem da Poltrona’ que humaniza bastante e é como o fio que liga os personagens. E o nosso elenco é muito talentoso. Eu acho que São Paulo vai ganhar um super presente. E de graça. Como se diz por aqui, ‘na faixa’.”