Euclides da Cunha é o 200º município a receber o Programa Atleta do Futuro do Sesi-SP

Guilherme Abati, Agência Indusnet Fiesp, de Euclides da Cunha

A cidade de Euclides da Cunha, interior de São Paulo, é o 200º município a assinar convênio com o Serviço Social da Indústria de São Paulo  (Sesi-SP) para a implementação do Programa Atleta do Futuro (PAF) na formação de jovens talentos do esporte na cidade.

O presidente da instituição, Paulo Skaf, assinou o convênio na tarde desta quinta-feira (27/03) no anfiteatro da cidade. “Esse primeiro acordo é apenas o início para a criação de muitas outras parcerias não só na área esportiva como também na área da educação”, afirmou o representante do Sesi-SP.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539748185

Skaf: acordo do PAF é início para a criação de outras parcerias. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp


A prefeita de Euclides da Cunha, Camila Teodoro de Lima, também assinou o convênio. Para ela, a parceria “é um presente para toda a cidade e para todas as crianças”.

Aplicado em 200 municípios paulistas, o PAF contempla 84.154 participantes entre 6 e 17 anos, com atividades planejadas em três fases para cada faixa etária. No desenvolvimento de formação esportiva de crianças entre seis e oito anos, os instrutores trabalham para promover qualidade de vida, integração e socialização com jogos e brincadeiras lúdicas. A partir dos oito, os participantes iniciam a prática esportiva, conhecendo modalidades.

Entre 11 e 17 anos, os alunos escolhem um modalidade e participam de treinos específicos. Nesta fase, os atletas podem representar o Sesi-SP em competições estaduais e nacionais.

Maria Eduarda tem 12 anos e quer ser jogadora de futebol. “Meu sonho é ser como a [jogadora] Marta”, afirmou ao participar da assinatura de convênio entre Euclides da Cunha e o Sesi-SP.

Já Lucimar Lima, de dez anos, ainda está dividido entre futebol e vôlei, que serão as duas modalidades oferecidas, por enquanto, pelo PAF em Euclides da Cunha. “Eu gosto de futebol, mas gosto também de vôlei”.

As aulas do PAF são complementadas por programações nos finais de semana com a participação da família.

Matheus Henrique tem 11 anos e deve participar do projeto. “É bom porque contribui para o meu futuro. Eu sonho em jogar no Barcelona”, confessou.

O convênio do PAF também foi assinado com a cidade de Rosana e deve atender 360 alunos da cidade. Segundo a prefeita local, Sandra Aparecida de Souza, a iniciativa “renderá muitos frutos para a cidade”.